Felipe André
14/02/2018, 20h02

Após partida de exibição, FIVB anuncia calendário para vôlei na neve

O vôlei ganhou mais uma modalidade.

Após o vôlei de praia, a Federação Internacional de Voleibol (FIVB) anunciou um calendário para as primeiras competições do vôlei na neve.

Os brasileiros Giba e Emanuel, aceitaram o convite e foram até PyeongChang, cidade sul-coreana que recebe a Olimpíada de Inverno, para promover o vôlei na neve. Os dois participaram de alguns jogos juntamente com outros ex atletas.

O vôlei na neve surgiu há 10 anos nas montanhas de Wagrain, na Áustria, com a ideia de um austríaco, Martin Kaswurm. Por esse motivo a exibição aconteceu na Casa da Áustria em PyeongChang.

“Foi incrível, uma delícia. Hoje tem uma Copa europeia que envolve sete países. Já tem 17 países pelo mundo jogando. Temos que levar isso para a Argentina, para o Chile, lugares que têm neve, para os brasileiros irem treinar. É muito gostoso. Vôlei é o único esporte que a gente pode jogar na montanha, na quadra e na praia. Vamos ver se a gente consegue propagar mais o esporte”, declarou Giba.

O primeiro evento será o Campeonato Europeu, em março, na Áustria. As novidades não param por aí. Para 2019, está prevista a realização de um Circuito Mundial (World Tour). Fechando o primeiro ciclo de grandes torneios, a FIVB pretende organizar um Campeonato Mundial em 2020.

“Inovação é a palavra-chave do nosso trabalho na FIVB. Mas isso não significa apenas adotar novas tecnologias ou tornar o esporte cada vez mais apto ao engajamento dos torcedores. É preciso criar novos produtos, ter visão de longo prazo, planejar e executar projetos com capacidade para tomar dimensões não imaginadas. Minha longa carreira no mundo dos negócios me ajuda a identificar as oportunidades de investimento no crescimento do vôlei sob diversos ângulos” concluiu o brasileiro Ary Graça, presidente da FIVB.