Flavia Moreno
07/03/2018, 10h03

Três são presos por matar dono de distribuidora

Crime teria sido motivado por uma discussão com a mãe de um dos bandidos.

A Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH) cumpriu na última segunda-feira (5/3) três mandados de prisão temporária contra os suspeitos de matarem Fabiano Miranda Macedo, em 25 de novembro de 2017, na Vila Jaraguá.

Kayo Vinícius Novais de Souza é suspeito de dirigir a moto em que Lucas Vinícius Borges estava. Lucas foi quem efetuou os disparos contra a vítima. “Fabiano era proprietário da Summer Distribuidora de Bebidas e estava trabalhando quando dois indivíduos chegaram em uma motocicleta. O passageiro efetuou disparos de arma de fogo, com uma pistola calibre 9mm e acertou 12 disparos na vítima”, relata o delegado que investiga o caso, Marco Aurélio Euzébio.

Durante as investigações, comprovou-se que os autores Kayo e Lucas agiram a mando de Maurício Guimarães Pimentel Júnior, vulgo “Mangão”, que está preso na ala “B” da Casa de Prisão Provisória.

Segundo o delegado, ele teria mandado matar Fabiano porque sua mãe teria discutido com a vítima, dentro da distribuidora, por conta de um troco. “A mãe do Maurício contou pra ele que teria discutido com Fabiano. Ela disse que tinha dado varias notas de dois reais para pagar a bebida que comprou e que tinha dado uma nota de cem reais junto, mas o comerciante teria dito que só tinham nota de dois.”

Os três suspeitos vão responder por homicídio qualificado. De acordo com a investigação, não há suspeita que a mãe de Maurício tenha pedido para o filho cometer o crime ou soubesse do fato.