Flavia Moreno
13/03/2018, 11h03

Comerciante é preso suspeito de matar agiota que estava cobrando dívida

Comerciante disse que devia sete mil reais.

Policiais civis do GIH (Grupo de Investigações de Homicídios) de Aparecida de Goiânia prenderam temporariamente, na última sexta-feira, Magno Bandeira, de 34 anos, suspeito de matar Luzia de Fátima, de 58 anos, em novembro do ano passado no Jardim Tropical.

Segundo o delegado que investiga o caso, Klayter Camilo, a mulher foi morta com três tiros. “O autor foi preso e inicialmente negou qualquer envolvimento com o crime mas, confrontado com as provas já apuradas, confessou. Magno alegou que Luzia era agiota e o estava pressionando para receber uma dívida, chegando a ameaçá-lo, o que teria motivado o homicídio”, relatou.

Magno contou que devia cerca de sete mil reais para a agiota e que todo mês pagava mil reais de juros.