Entretenimento

Avião fretado por Amado Batista tem problemas de aterrissagem por falta de iluminação na pista

Piloto fez cerca de 15 voltas até receber auxílio dos Bombeiros para aterrissar.
14/05/2018, 20h24

No último sábado (12/5) o cantor sertanejo Amado Batista e sua equipe levaram um susto antes de aterrissarem em Vitória da Conquista, na Bahia, onde ele faria um show em comemoração ao Dia das Mães.

De acordo com a assessoria, o piloto da aeronave fretada pelo cantor não teria comunicado a torre de controle do aeroporto Pedro Otacílio Figueiredo sobre o voo, e na hora da aterrissagem a pista estava escura, pois o responsável pela iluminação teria ido embora depois de pensar que não haveria mais pousos naquele dia.

O avião precisou dar cerca de 15 voltar antes de pousar e só conseguiu aterrissar com o auxílio do Corpo de Bombeiros, que fez todo o procedimento de iluminação na pista.

Ainda segundo assessoria do cantor, após ajuda da corporação, foi possível pousar com tranquilidade e o show foi realizado normalmente. A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) vai investigar as causas do incidente.

Amado Batista em turnê

O cantor goiano, de 67 anos, está em turnê pelo Brasil. Depois da apresentação em Vitória da Conquista, Amado Batista se apresentará em Araguatins, no Tocantins na próxima quinta-feira (17/5).

Confira a agenda de maio do cantor:

  • 18/5 – Imperatriz, no Maranhão
  • 19/5 – Floresta do Araguaia, no Tocantins
  • 20/5 – Euclides da Cunha, na Bahia
  • 25/5 – Nova Bassano, no Rio Grande do Sul
  • 26/5 – Camaçari, na Bahia
  • 31/5 – Morrinhos, em Goiás.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Aparecida de Goiânia ganha seis novas linhas de ônibus interbairros, diz prefeitura

Além das linhas, a prefeitura anuncia que a nova RMTC Aparecida também será lançada nesta terça-feira (15/5).
14/05/2018, 21h05

Os usuários do transporte coletivo de Aparecida de Goiânia podem contar com mais seis linhas de ônibus que serão implatadas pela nova Rede Metropolitana do Transporte Coletivo (RMTC) Aparecida, que será lançada nesta terça-feira (15/5), pelo prefeito da cidade, Gustavo Mendanha.

“Esta primeira linha é uma luta em benefício aos moradores de Aparecida e até o final deste ano outros cinco novos itinerários entrarão em funcionamento. Esses dois atos, a criação da RMTC Aparecida e a implantação de novas linhas serão parte do legado que deixarei para o transporte coletivo da região metropolitana, em especial na cidade de Aparecida”, declarou o prefeito.

Mesmo com o lançamento dessa nova RMTC na cidade, Aparecida de Goiânia continua integrada à rede de transporte já existente, que a interliga à Goiânia. O projeto visa também a construção de pontos de embarque e desembarque para garantir mais comodidade aos passageiros.

Confira as novas linhas interbairros que serão implantadas em Aparecida:

  • 970 – Terminal Araguaia/Santa Luzia – via Parque Industrial
  • 972 – Terminal Maranata/Terminal Araguaia
  • 973 – Terminal Maranata/Jardim Tiradentes/Terminal Cruzeiro
  • 971 – Terminal Garavelo/Terminal Veiga Jardim/Terminal Araguaia – via Polo Empresarial
  • 974 – Terminal Cruzeiro/Santa Luzia – via Buriti Shopping
  • 973 – Terminal Veiga Jardim/Centro/Polo Empresarial

De acordo com a prefeitura, a criação das linhas interbairros é resultado das reuniões que aconteceram na época do aumento do valor da passagem de ônibus. Dos 18 municípios que integram a RMTC, Aparecida é responsável por 17% das viagens diárias que são distribuídas pela rede, ficando atrás apenas de Goiânia que abrange 47% do total.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Polícia goiana prende, por acaso, piloto que buscou traficantes para a morte

Pelo menos 12 policiais fortemente armados foram atrás dos rastros do que parecia ser mais um caso de narcotráfico em Goiás e prenderam o piloto.
14/05/2018, 21h39

Policiais da Delegacia Estadual de Investigação Criminal de Goiás (Deic) não sabiam, mas prenderiam na tarde desta segunda-feira (14/5) a peça-chave para entender a morte do segundo principal chefe do Primeiro Comando da Capital (PCC), em fevereiro deste ano, no Ceará. Depois de a família de um piloto desaparecido em Anápolis registrar um Boletim de Ocorrências (BO) também em fevereiro, os policiais começaram a investigar o caso.

A princípio tudo não passava de um desaparecimento. Mas denúncias de um piloto traficante surgiram e o curso da investigação mudou. Tanto que pelo menos 12 policiais fortemente armados foram atrás dos rastros do que parecia ser mais um caso de narcotráfico em Goiás, um dos estados considerados a rota para o percurso das drogas que vêm da Bolivia, Colombia e Paraguai – a chamada Rota Caipira.

“Pensei que ia achar um piloto e acabei achando outro”, conta ao Dia Online o titular da  Deic, Valdemir Pereira da Silva. Uma das pistas – de que um piloto que estaria trazendo drogas do Paraguai para Goiás rondava o município turístico Caldas Novas – levou à ação que encontrou Felipe Ramos Morais, de 31 anos, em um condomínio de luxo.

O traficante pilotava o helicóptero utilizado para transportar os assassinos de Rogério Jeremias de Simone, o Gegê do Mangue, e Fabiano Alves de Souza, o Paca. Ele mesmo assumiu que foi contratado para fazer o transporte dos integrantes da facção criminosa. Conforme investigação da polícia cearense, piloto e um copiloto teriam simulado a pane de um helicóptero no percurso entre Ceará – onde a dupla passava a Quarta Feira de Cinzas com a família – até a Bolívia. Em uma aldeia, o pouso terminou com os Gegê e Paca mortos. Primeiro, foram torturados. Depois, mortos a tiros.

Um desses assassinos seria o piloto preso pelos policiais goianos. Em Goiás, ele costumava se apresentar com uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) falsa. O traficante justificou que utilizava o documento falso, que comprou, para despistar homens ligados a facções criminosas que estariam em sua busca. “Eles chegaram a procurar meu advogado”, disse.

Documento falso utilizado por piloto preso em Goiás. Foto: Jefferson Santos

O traficante responde na Justiça por tráfico de drogas e não teria autorização para pilotar avião, conforme disse o delegado Valdemir Silva. “Não tenho mais informações porque são a Polícia de São Paulo, do Ceará que investigam ele”. O criminoso foi levado para o Núcleo de Custódia, onde ficam criminosos de alta periculosidade.

“Já fizemos a comunicação informal às autoridades do Ceará e eles devem buscá-lo nos próximos dias”, informou, sem querer contar para a reportagem quem é o piloto desaparecido que levou a polícia a prender a peça que faltava para entender a dinâmica do assassinato de um dos maiores traficantes do Brasil. “Não posso falar. Pode atrapalhar as investigações”, disse, antes de desligar o telefone.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem tenta se passar por policial e é preso pela PRF

O preso apresentou uma identidade de um policial civil de Goiás, roubada em 2011.
15/05/2018, 07h26

Um homem de 37 anos foi preso na noite desta segunda-feira (14/5), na BR-060, por apresentar documento falso à polícia.

Em uma fiscalização de rotina na Unidade Operacional da PRF, saída para Guapó,  uma caminhonete Toyota Hilux ocupada por quatro homens foi abordada.

Ao checar a documentação do veículo e dos passageiros, um deles apresentou-se como policial civil em Goiás.

Desconfiados da atitude suspeita do homem, agentes da polícia checaram a identidade funcional nos sistemas da PRF e constataram que o documento era falso.

O documento apresentado pertencia a uma agente da Polícia Civil de Goiás e tinha sido furtado em 2011.

O falso policial foi preso e encaminhado para o 4º DP em Aparecida de Goiânia onde foi enquadrado por uso de documento falso.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Pré-candidatos podem iniciar financiamento coletivo a partir de hoje

No entanto, eles estão proibidos de pedir votos durante a divulgação dessa modalidade de arrecadação de recurso.
15/05/2018, 07h58

A partir desta terça-feira (15/5), os pré-candidatos das eleições de 2018 poderão iniciar a propaganda para financiamento coletivo de campanha, conhecido crowdfunding eleitoral.

No entanto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) estabeleceu que eles estão proibidos de pedir votos durante a divulgação dessa modalidade de arrecadação de recursos.

De acordo com o TSE, a liberação e o repasse dos valores arrecadados aos pré-candidatos só poderão ocorrer se eles tiverem cumprido os requisitos definidos na norma: o requerimento do registro de candidatura, inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e abertura de conta bancária específica para registro da movimentação financeira de campanha.

A modalidade foi aprovada em 2017, depois que o financiamento por empresas foi proibido em 2015. Os valores arrecadados só poderão ser usados em agosto, quando a candidatura for registrada.

Regras para os pré-candidatos

Segundo a Lei Eleitoral nº 9504/97, é permitido aos pré-candidatos:

  • Participação em entrevistas, programas, encontros ou debates no rádio, na televisão e na internet, inclusive com a exposição de plataformas e projetos políticos. As emissoras devem garantir tratamento isonômico;
  • Realização de encontros, seminários ou congressos, em ambiente fechado e custeados pelos partidos políticos, para tratar da organização dos processos eleitorais, discussão de políticas públicas, planos de governo ou alianças partidárias;
  • Divulgar atos de parlamentares e debates legislativos, desde que não se faça pedido de votos;
  • Divulgar posicionamento pessoal sobre questões políticas, inclusive nas redes sociais;
  • Realizar reuniões com a sociedade civil, veículo de comunicação ou do próprio partido, em qualquer localidade, para divulgar ideias, objetivos e propostas partidárias. As despesas devem ser arcadas pelo partido;
  • Fazer campanha de arrecadação prévia de recursos na modalidade de financiamento coletivo (crownfunding eleitoral);
  • Pedir apoio político e divulgar a pré-candidatura. A lei não se aplica aos profissionais de comunicação social no exercício da profissão.

Vedações

A lei também estabelece proibições aos pré-candidatos. São elas:

  • Veicular propaganda em desacordo com a legislação, passível de multa no valor de R$ 2 mil a R$ 8 mil;
  • Fazer pedido explícito de voto;
  • Fazer transmissão ao vivo por emissoras de rádio e de televisão das prévias partidárias;
  • Presidente da República, os presidentes da Câmara dos Deputados, do Senado Federal e do Supremo Tribunal Federal estão impedidos de convocar redes de radiodifusão para divulgação de atos que denotem propaganda política ou ataques a partidos políticos e seus filiados ou instituições;
  • Nos casos permitidos de convocação das redes de radiodifusão, é vedada a utilização de símbolos ou imagens.
  • A partir de 30 de junho, é vedado às emissoras transmitir programa apresentado ou comentado por pré-candidato.

Propaganda eleitoral

  • Tempo de propaganda eleitoral foi encurtado para 45 dias;
  • Propaganda de TV e rádio terá início 35 dias antes das eleições;
  • Propaganda eleitoral começará no dia seguinte ao registro: 16 de agosto.
  • Entre as mudanças da propaganda estão: o tamanho das placas foi reduzido para meio metro quadrado e os cavaletes e bonecos foram proibidos. Quanto aos veículos, não poderão ser envelopados, só serão admitidos perfurados no para-brisa traseiro e adesivos laterais de no máximo 50 cm x 40 cm. A participação de candidatos a vereador na propaganda de TV e rádio também ficou reduzida: não participarão dos programas em bloco e nas inserções utilizarão 40% do tempo.

Prazos Eleitorais

  • As convenções partidárias, reuniões onde cada partido define os candidatos, devem ser realizadas no período de 20 de julho a 5 de agosto.
  • Os candidatos devem se registrar na Justiça Eleitoral até o dia 15 de agosto.- As eleições ocorrerão nos dias 7 de outubro (primeiro turno) e 28 de outubro (segundo turno).

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.