Entretenimento

Banda Sinfônica de Goiás comemora 10 anos nesta terça-feira

Um concerto em comemoração aos 10 anos da Banda será realizado hoje às 20h, no Teatro Sesi.
15/05/2018, 08h54

O Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte, da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), realiza nesta terça-feira (15/5), um concerto em comemoração aos 10 anos da Banda Sinfônica do Estado de Goiás. O evento será realizado às 20h, no Teatro Sesi.

O concerto contará com participações e homenagens a músicos e maestros que passaram pela primeira formação, na Orquestra de Sopros e Percussão do Cerrado, e atual Banda Sinfônica do Estado de Goiás/Ciranda da Arte.

Confira o Repertório:

  • Fate of the Gods – Steven Reineke
  • Regência: Everton Luiz
  • Suite Nordestina – Maestro Duda
  • Regência: Claudio Antunes
  • Suite Monette – Maestro Duda
  • Regência: Everton Luiz
  • Solistas: Nivaldo Júnior (trompete) e Roberto Milet (trombone)
  • Suite Centenária – Gilson Santos
  • Regência: Luiz FagnerAquarium – Johan de MeijRegência: Everton Luiz

Sobre a banda

A Banda Sinfônica do Estado de Goiás é um grupo de produção e pesquisa em música do Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte da Seduce. É formada por professores e estudantes de música da rede estadual de ensino. Surgiu em 2008 com o nome de Orquestra de Sopros e Percussão do Cerrado.

Foi fundada pelo Centro de Estudo e Pesquisa Ciranda da Arte sob a direção da professora Luz Marina de Alcantara e intermédio dos professores/músicos Manassés Aragão, Luiz Fagner e Cláudio Antunes.

Hoje, sob a direção musical do maestro Everton Luiz, tem como principal objetivo contribuir com a formação dos professores de música e alunos da rede estadual de ensino.

Atualmente, com 10 anos de existência, é a única formação orquestral do Brasil formada exclusivamente por professores e estudantes vinculados a uma rede pública de ensino.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Motorista goiano que levava Thiago Brava para show é preso com carro roubado

O cantor e seu empresário foram liberados pela polícia por não terem ligação com o roubo.
15/05/2018, 09h33

Um homem que trabalhava como motorista de Thiago Brava foi preso nesta segunda-feira (14/5) na BR-463 entre Dourados e Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul.

O motorista preso dirigia uma Rav4 com registro de roubo, em Porto Alegre, no dia 5 de fevereiro deste ano. As placas eram falsas.

O flagrante foi feito durante abordagem de policiais rodoviários federais. No carro, estavam o cantor, seu empresário e o suspeito detido, um goiano que não teve o nome revelado e é estudante de medicina no Paraguai.

Foto: Divulgação

O cantor e seu empresário foram liberados e levados pela PRF até Ponta Porã. Em seguida, atravessaram a fronteira de van. Eles não tinham participação no roubo.

O motorista foi preso em flagrante e levado para a Polícia Federal de Ponta Porã.

Thiago estava no local para um show em Pedro Juan Caballero em comemoração aos seus 207 anos de Independência do Paraguai.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

91% dos deputados alvos da Lava Jato vão disputar a eleição

Dos 55 deputados federais alvos de inquéritos e ações penais na Operação Lava Jato, 50 vão disputar as eleições deste ano.
15/05/2018, 10h20

Dos 55 deputados federais alvos de inquéritos e ações penais na Operação Lava Jato, 50 (o equivalente a 91% do total) vão disputar as eleições deste ano.

A maior parte dos parlamentares (42) disputará a reeleição; quatro pretendem concorrer a uma vaga no Senado; dois a governos estaduais; um ao Legislativo estadual e um à Presidência da República.

Três deputados estão indecisos, enquanto apenas dois não vão ser candidatos.

Se eleitos para o Congresso, eles mantêm foro privilegiado para ser investigados e julgados em casos que tramitam no Supremo Tribunal Federal (STF).

Com o novo entendimento firmado pelo STF, no entanto, o foro para parlamentares federais só vale para crimes praticados no mandato e em função do exercício do cargo. Crimes comuns realizados antes de assumirem seus cargos ou sem nenhuma ligação com os mandatos podem ser julgados por tribunais de primeira instância.

Nesta terça-feira (15/5), o STF julgará o primeiro político com foro na Corte no âmbito da Lava Jato, quase dois anos após aceitar a denúncia da Procuradoria-Geral da República (PGR).

Será o caso do deputado Nelson Meurer (PP-PR), réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Ele é um dos que não pretendem concorrer neste ano.

Desde a mudança de entendimento do STF, no início deste mês, ao menos 68 casos envolvendo deputados e senadores já foram enviados pela Corte para outras instâncias da Justiça.

Dos 50 deputados que pretendem disputar algum cargo neste ano, 12 são filiados ao PP e outros 12 ao PT. Na sequência, aparecem seis do PSDB e quatro do DEM.

Com planos de concorrer à sucessão no Palácio do Planalto, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM- RJ), é alvo de três inquéritos no Supremo sobre supostos repasses de empreiteiras para o parlamentar. Os casos foram abertos com base em depoimentos de colaboradores das empreiteiras Odebrecht e OAS.

Por meio da assessoria de imprensa, Maia afirmou “que tem prestado, sempre que solicitado, todos os esclarecimentos necessários” e reiterou “que confia na Justiça e espera que tudo seja esclarecido com a maior brevidade possível”.

Questionado sobre futuros candidatos petistas na eleição deste ano investigados na Lava Jato, o líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), alega que “só em um Estado policial, investigado é tratado com culpado”. Ele acrescenta que a Lava Jato é “uma manipulação conduzida de forma seletiva em esquemas suspeitos de toda ordem”.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Confira a lista dos artistas selecionados para o Fica 2018

Foram selecionados 12 shows musicais e três suplentes.
15/05/2018, 10h35

O Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental (Fica 2018) divulgou a lista de artistas e bandas selecionados para se apresentarem na programação oficial do festival, que será realizado de 5 a 10 de junho, na cidade de Goiás.

Foram selecionados 12 shows musicais e três suplentes.

A curadoria foi composta pelos músicos Nilton Rabelo, representante da Asccon, Emerson Biazon, da Ordem dos Músicos de Goiás, Antônio Celso de Carvalho, do Sindicato dos Músicos, Clidney de Amorim Couteiro, da Ampliart, e André Mols de Faria, músico instrumentista convidado da Seduce.

Os profissionais tiveram como critério de escolha a qualidade estética e artística e a diversidade de estilos e gêneros musicais. Outro fator levado em consideração foi a não participação do artista no festival nos últimos dois anos.

O Fica é uma iniciativa do Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce). Toda a programação é gratuita e aberta a todos os públicos.

Confira a lista dos selecionados:

  • Fernando Boi e Banda (Samba raiz)
  • Jeferson Leite e Trio Gavião (Forró tradicional)
  • The Galo Power (Rock Clássico/Psicodelia)
  • Luiz Augusto (MPB Regional)
  • Nila Branco (Pop/ Pop rock/Indie Music/MPB)
  • Kleuber Garcêz (MPB)
  • Bruno Rejan Trio (Música Instrumental Brasileira)
  • Lícito Caos (MPB / Funk Soul Music)
  • Almir Pessoa (Música de Raiz (Viola Caipira)
  • Gustavo Veiga (MPB)
  • Cocada Coral (Coco, Maracatu, Ciranda)
  • Emídio Queiroz e Banda Excallibur (Rock/Instrumental)

Suplentes

  • Victor Batista (Regional caipira)
  • The Blackbirds (Rock)
  • Claudia Garcia e João Marcelo (MPB)

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

Maternidade Nossa Senhora de Lourdes abre processo seletivo para analista de qualidade

A carga horária da vaga é de 44h semanais, e o salário é de R$ 2.948,92.
15/05/2018, 11h08

O Hospital Estadual e Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (HEMNSL) abre processo seletivo para para contratação de celetista e formação de cadastro reserva de analista de qualidade.

Inscrições podem ser feitas nesta terça (15/5) e quarta-feira (16/5) na sede do HEMNSL.

O edital do concurso está disponível no site do instituto (www.igh.org.br), na aba “Transparência”, seguido de “Goiás”.

A carga horária da vaga é de 44h semanais, e o salário é de R$ 2.948,92.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.