Felipe André Por Felipe André
30/07/2018 17h07

Um dia antes de jogo do Atlético, Enel corta energia de Estádio Olímpico e Autódromo

Nesta terça-feira (31/7) o Atlético Goianiense enfrenta o Paysandu às 19h30 no Estádio Olímpico.

Duas das principais praças esportivas de Goiânia receberam uma notícia desagradável nesta segunda-feira (30/7). A Enel, distribuidora de energia em Goiânia, confirmou o corte da energia do Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira e o Autódromo Internacional Ayrton Senna.

Atlético Goianiense e Goiás tem utilizado o Estádio Olímpico com maior frequência para a disputa da Série B, enquanto o Goiânia disputa suas partidas da Divisão de Acesso do Campeonato Goiano.

A Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop) que cuida do Estádio Olímpico, revelou que a negociação fica por conta da Secretária da Fazenda.

Vale ressaltar, que nesta terça-feira (31/7) o Atlético Goianiense enfrenta o Paysandu às 19h30 no Estádio Olímpico. No fim de semana, Goiânia recebe o maior evento do automobilismo brasileiro, a Corrida do Milhão da Stock Car, que vai contar com grandes nomes, como Felipe Massa e Rubens Barrichello.

Nota completa da Enel:

A Enel Distribuição Goiás informa que o fornecimento de energia do Ginásio Rio Vermelho, do Estádio Olímpico Pedro Ludovico Teixeira e do Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Goiânia, foi suspenso devido ao não pagamento de faturas por parte da Agência Goiana de Transportes e Obras. A distribuidora ressalta que tomou a decisão de interromper o abastecimento somente após tentar negociar o débito em várias ocasiões. A empresa acrescenta que continua aberta ao diálogo.

Até o fechamento desta matéria, a Secretaria da Fazenda não respondeu aos nossos questionamentos