Thyélen Lorruama Por Thyélen Lorruama
09/08/2018 16h08

Guarda Civil apreende 70 mil metros de linha com cerol em Goiânia

Em 50 dias de ação, não houve registro de feridos por linhas cortantes.

Durante o período das férias escolares, a Guarda Civil Metropolitana (GCM) em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SME), apreendeu cerca de 70 mil metros de linhas com cerol, chinela e indonésia, nas ruas de Goiânia.

O encerramento da campanha Pipa sem Cerol ocorreu na manhã desta quinta-feira (9/8), no Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Irmã Lídia, na Vila São José.

Em 50 dias de operação, de acordo com a Prefeitura de Goiânia, foram apreendidas cerca de 600 latas e carretéis de linhas com cerol, chinela e indonésia, totalizando 70 mil metros de material.

Além da apreensão das linhas, foram feitas palestras preventivas sobre os riscos de soltar pipas utilizando o cerol e como isso pode atingir e ferir os moradores.

Segundo o comandante da GCM, Inspetor José Eulálio, este ano, não foi registrada nenhuma ocorrência com pipas com cerol.

“Ficamos muitos felizes em encerrar a campanha sem nenhum registro de feridos. A população nos agradece sempre pela preocupação com esses materiais letais, com parcerias com a SME e Agetul, conseguimos orientá-los para que não tivéssemos nenhuma vítima em 2018”, conta.

Ainda segundo a Prefeitura, mesmo com o fim da campanha, as ações de palestras e prevenções continuam até a chegada do período chuvoso. Desde o ano de 2016, de acordo com a GCM, Goiânia não registra nenhum caso de vítima fatal com o uso das linhas cortantes.