Política

Lula publica carta após registrar candidatura no TSE

Publicada no site do candidato, a carta é direcionada à população em geral. No documento, Lula reafirma "caçada judicial" contra ele por parte do juiz Sérgio Moro.

Por Ton Paulo
16/08/2018, 10h47

Em meio a um mar de incertezas jurídicas, o candidato à Presidência da República pelo PT, Luís Inácio Lula da Silva, publicou ontem (15/8) uma carta em que o ex-presidente reafirma sua condição de candidato e denuncia o que ele chama de “caçada judicial”.

A carta, publicada no site do próprio Lula e direcionada à população em geral, foi divulgada logo depois que a candidatura do petista foi registrada no TSE. O documento foi lido por Fernando Haddad, vice de Lula, no ato feito em defesa da candidatura nas imediações do TSE, que reuniu, segundo os organizadores, cerca de 50 mil manifestantes.

Na carta, Lula afirma que foi condenado pelo juiz Sérgio Moro “pela prática de “atos indeterminados” para tentar tirá-lo da eleição”, e que o magistrado “usou de uma “fake news” produzida pelo jornal O Globo sobre um apartamento no Guarujá” para embasar o processo.

Lula diz ainda que “chegou-se ao ponto em que uma decisão de um desembargador que restabelecia a sua liberdade não foi cumprida por orientação telefônica dada por Moro”, o que, segundo o petista, fere a legitimidade democrática da Justiça.

O ex-presidente e candidato finaliza a carta afirmando que “não pretende morrer, e nem cogita renunciar”, e que “vai brigar pelo registro [da candidatura] até o final”.

Leia a carta na íntegra

Registrei hoje a minha candidatura à Presidência da República, após meu nome ter sido aprovado na convenção do PT, com a certeza de que posso fazer muito para tirar o Brasil de uma das piores crises da história. A partir dessa aprovação do meu nome pelas companheiras e companheiros do PT, do PCdoB e do PROS, passei a ter o direito de disputar as eleições.

Há um ano, um mês e três dias, Sérgio Moro usou do seu cargo de juiz para cometer um ato político: ele me condenou pela prática de “atos indeterminados” para tentar me tirar da eleição. Usou de uma “fake news” produzida pelo jornal O Globo sobre um apartamento no Guarujá.

Desde então, o povo brasileiro aguarda, em vão, que Moro e os demais juízes que confirmaram a minha condenação em segunda instância apresentem alguma prova material de que sou o proprietário daquele imóvel, que digam qual foi o ato que eu cometi para justificar uma condenação. Mas o que vemos, dia após dia, é a revelação de fatos que apenas reforçam uma atuação ilegítima de agentes do Sistema de Justiça para me condenar e me manter na prisão.

Chegou-se ao ponto em que uma decisão de um desembargador que restabelecia a minha liberdade não foi cumprida por orientação telefônica dada por Moro, pelo presidente do TRF-4 e pela Procurador-Geral da República ao Diretor-Geral da Polícia Federal.

Como defender a legitimidade de um processo em que conspiram contra a minha liberdade, desde o juiz de primeira instância até a Procuradora-Geral da República?

Sou vítima de uma caçada judicial que já está registrada na história.

Tenho certeza de que, se a Constituição Federal e as leis desse país ainda tiverem algum valor, serei absolvido pelas Cortes Superiores.

A expectativa de que os recursos apresentados pelos meus advogados resultem na minha absolvição no STJ ou no STF é o que basta, segundo a legislação brasileira, para afastar qualquer impedimento para que eu possa concorrer.

Não estou pedindo nenhum favor. Quero apenas que os direitos que vêm sendo reconhecidos pelos tribunais em favor de centenas de outros candidatos há anos também sejam reconhecidos para mim. Não posso admitir casuísmo e o juízo de exceção.

O Comitê de Direitos Humanos da ONU já emitiu uma decisão que impede o Estado brasileiro de causar danos irreversíveis aos meus direitos políticos – o que reforça a impossibilidade de impedirem que eu dispute as eleições de 2018.

Quero que o povo brasileiro possa decidir se me dará a oportunidade de, junto com ele, consertar este país.

A partir de amanhã, vamos nos espalhar pelo Brasil, nas ruas, no trabalho, nas redes sociais, mas, principalmente, olhando nos olhos das pessoas, para lembrar que esse país um dia já foi feliz e que os mais pobres estavam contemplados no orçamento da União como investimento, e não como despesa.

Cada um de vocês terá que ser Lula fazendo campanha pelo Brasil, lembrando ao povo brasileiro que, nos governos do PT, o povo trabalhador teve mais emprego, maiores salários e melhores condições de vida.

Que um nordestino que mora no Sul podia visitar sua família de avião e não somente de ônibus.

Que um pobre, um negro ou um índio podia ingressar na universidade.

Que o pobre podia ter casa própria e comer três vezes ao dia.

Que a luz elétrica era acessível a todos.

Que o salário mínimo foi aumentado sem causar inflação.

Que foi posto em prática aquele que a ONU considerou o melhor programa de transferência de renda do mundo, beneficiando 14 milhões de famílias e tirando o Brasil do Mapa da Fome.

Que foram criadas novas universidades e novos cursos técnicos.

Para recuperar o direito de fazer tudo isso e muito mais é que sou candidato a Presidente da República.

Vamos dialogar com aqueles que viram que o Brasil saiu do rumo, estão sem esperança, mas sabem que o país precisa resolver o seu destino nas urnas, não em golpes ou no tapetão.

Lembrar que, com democracia, com nosso trabalho, o Brasil vai voltar a ser feliz.

Enquanto eu estiver preso, cada um de vocês será a minha perna e a minha voz. Vamos retomar a esperança, a soberania e a alegria desse nosso grande país.

Companheiras e companheiros, o Moro tinha até hoje para mostrar uma prova contra mim. Não apresentou nenhuma! Fato indeterminado não é prova! Por isso, sou candidato.

Repito: com meu nome aprovado na convenção, a Lei Eleitoral garante que só não serei candidato se eu morrer, renunciar ou for arrancado pela Justiça Eleitoral. Não pretendo morrer, não cogito renunciar e vou brigar pelo meu registro até o final.

Não quero favor, quero Justiça. Não troco minha dignidade por minha liberdade.

Um forte abraço,

Lula

Via: Lula 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Melhores Hoteis Fazenda e Pousadas em Goiás e no entorno de Brasília

Nada melhor que um Hotel Fazenda ou Pousada para quem quer curtir aquele descanso merecido.
16/08/2018, 11h39

Hoteis fazenda e pousadas em Goiás são as melhores opções para quem quer curtir aquele descanso merecido. Seja sozinho, com família ou amigos, um espaço aconchegante, cercado de natureza e muitas opções de lazer é o ideal para tirar o stress do dia a dia.

E nosso Estado tem opções para todos os gostos e localizações. Esteja você procurando acomodações no entorno de Brasília, no interior de Goiás ou pertinho de Goiânia, esta lista com certeza tem o que você procura.

São lugares belíssimos, com natureza exuberante e uma tranquilidade que recarrega as energias de qualquer um.

Confira abaixo nossa lista, escolha o que mais te agrada, ligue, faça sua reserva e bom descanso.

Melhores Hoteis Fazenda e Pousadas em Goiás

1. Pousada Monjolo –  a aproximadamente 40km de Goiânia

Foto: Reprodução

A Pousada Monjolo é o ambiente ideal para relaxar ao lado da família e dos amigos. Há atividades para todos os gostos. O restaurante oferece comida caseira e muito saborosa e a paisagem conta com belos campos e jardins floridos.

Endereço: Rodovia GO 433 – km 2, Nerópolis – GO

Telefone: (62) 3513-9003 | 3513-2861 | 3513-2835 | 8406-1544 (Oi) | 8183-2859 (Tim)

2. Pousada Marco Polo – a 80 km de Goiânia

Foto: Reprodução

Sauna, restaurantes com comidas típicas, bar, sauna e opção de passeio a cavalo são só algumas das opções da bela e aconchegante Pousada Marco Polo.

Endereço: GO-020, KM 81, Cristianópolis-GO

Telefone: (64) 3652-1142 | (64) 8457-9397

3. Hotel Fazenda RR – a aproximadamente 100 km de Goiânia

Foto: Reprodução

Localizada no município de Abadiânia, os chalés do Hotel Fazenda RR são uma boa pedida para aquele descanso no fim de semana em meio à natureza. Comida caseira, cavalgada e sauna são algumas das opções de lazer.

Endereço: Fazenda Curralin dos Lapes, BR-060, 1,5KM de Abadiânia – BR-060, Abadiânia – GO

Telefone: (62) 3343-1397

4. Hotel Fazenda Raizama – a aproximadamente 135 km de Goiânia

Foto: Reprodução

Boa pedida tanto para quem sai de Goiânia, quanto para quem sai de Brasília, o Hotel Raizama, é uma área rica em mata nativa e natureza exuberante. Com 30 acomodações, é um bom lugar para quem curte atividades como jogos de mesa, sinuca, passeios a cavalo e karaokê.

Endereço: Rodovia BR-060, Alexânia – Goiás

Telefone: (61) 3347-0759 | (61) 8120-0126

5. Ranchos 30 – a 25 km de Goiânia

Foto: Reprodução

O Ranchos 30 é uma ótima opção para quem procura paz e harmonia perto de Goiânia. A apenas 20 minutos da capital, o local oferece hospedagem em chalés ou suítes, piscinas, salas de jogos, ofurô entre outros.

Endereço: BR 153, Km 523, Hidrolândia-GO

Telefone: (62) 9649-8697

6. Pousada Santa Branca – a aproximadamente 40km de Goiânia

Melhores Pousadas e Hoteis Fazenda em Goiás e no Entorno de Brasília
Foto: Reprodução

A Pousada Santa Branca fica dentro do Parque Santa Branca Ecoturismo. Os turistas que se hospedam na bela pousada tem acesso gratuito ao parque que conta com mata nativa preservada, cachoeiras, trilhas, tirolesa, restaurante-bar, sala de televisão, redário, piscina aquecida e outros.

Endereço: Fazenda Santa Branca, Zona Rural, Terezópolis de Goiás – Goiás

Telefone: (62) 3348-1114 | (62) 9985-9779

7. Pousada Serra da Irara – 110 km de Goiânia e 160 km de Brasília, em Corumbá de Goiás

Melhores Pousadas e Hoteis Fazenda em Goiás e no entorno de Brasília
Foto: Reprodução

Na Serra da Irara você poderá contemplar a natureza pode oferecer de uma forma tranquila e saudável. Para quem curte história, o lugar conta com uma belíssima arquitetura rústica colonial, identidade cultural de Goiás. A comida típica goiana é servida em fogão a lenha e há diversas opções de lazer como piscinas, campos de futebol, adega, espaço para eventos temáticos gastronômicos e muito mais.

Endereço: Rodovia GO 225, km 17, Zona Rural Corumbá de Goiás (entre Corumbá e Pirenópolis)

Contato: (62) 8333-0022 (Tim)  | 9940-9075 (Vivo)

8. Fazenda Hotel Mestre das Armas – 200 km de Goiânia e no entorno e Brasília, em Padre Bernardo

Melhores Hoteis Fazenda e Pousadas em Goiás e no entorno de Brasília
Foto: Reprodução

A 120 KM de Brasília e a 160 Km de Goiânia, no coração do cerrado, está o Fazenda Hotel Mestre D’Armas. Um lugar aconchegante, com muito charme de fazenda e conforto de hotel e com muitas opções de lazer e relaxamento. Um lugar diferente, perfeito também para a realização de eventos, profissionais congressos, workshops, cursos e treinamentos.

Endereço: Rodovia GO-435, Km 30, Padre Bernardo – GO, acesso pela BR-060

Telefone: (61) 4063-6430

9. Fazenda Hotel do Tabapuã dos Pireneus – a 137 km de Goiânia, em Cocalzinho de Goiás

Melhores Hoteis Fazenda e Pousadas em Goiás e no entorno de Brasília
Foto: Reprodução

A Fazenda Hotel Tabapuã dos Pireneus fica localizada a 30 km da cidade de Pirenópolis, no município de Cocalzinho de Goiás. A propriedade faz divisa com o Parque Estadual dos Pireneus e o município de Pirenópolis – GO. Funciona de quinta a domingo e feriados, possui nove apartamentos e cinco chalés aconchegantes. Piscina de água corrente, pomar, muro de escalada, 8 cachoeiras, 6 trilhas ecológicas,  trilhas para passeios de carro off-road, trilhas de acesso ao parque estadual dos pireneus e muito mais.

Endereço: Rodovia BR-070, Km 5, Cocalzinho de Goiás – GO, com acesso pela BR-060 e BR-414

Telefone: (61) 9973-9303

10. Hotel Fazenda Point da Pesca Corumbá – a 144 km de Goiânia, em Santo Antônio do Descoberto

Melhores Hoteis Fazenda e Pousadas em Goiás e no entorno de Brasília
Foto: Reprodução

O hotel fazenda Point da Pesca Corumbá conta com uma infraestrutura completa para você e sua família passarem momentos alegria e prazer. São 45 apartamentos ,três tanques, com quase 12.000 mt² de área para pesca esportiva com peixes de até 70 kg. Hotel Fazenda conta ainda com piscinas semi-aquecidas, toboagua , brinquedoteca, playground, salão de jogos, passeio a cavalo, pedalinho, tirolesa de 200m, arvorismo e muito mais.

Endereço: BR-060, Km 9, Santo Antônio do Descoberto – GO, com acesso pela BR-060.

Telefones: (61) 3248-1899 | 9137-8569 | 9692-2100

11. Hotel Fazenda Cabugi – a 150 km de Goiânia, em Alexânia

Melhores Hoteis Fazenda e Pousadas em Goiás e no entorno de Brasília
Foto: Reprodução

O Hotel Fazenda Cbugi oferece piscinas aquecidas, salão de jogos, cavalgada e passeio de charrete, as opções de hospedagem incluem suítes de luxo e acomodações de semi luxo. Uma ótima opção para quem quer tranquilidade em uma zona rural.

Endereço: Rodovia GO-139, Km 10, Alexânia – GO

Telefone: (61) 3963-8070 | (62) 3336-1199 | (62) 3336-3210 | (62) 3336-3185

12. Hotel Fazenda Rancho dos Canários – a aproximadamente 260km de Goiânia, em Padre Bernardo

Melhores Hoteis Fazenda e Pousadas em Goiás e no entorno de Brasília
Foto: Reprodução

O Hotel Fazenda Rancho dos Canários conta com piscina, quadra de esportes, salão de jogos, lago para pesca e área para camping,cavalgada, passeios pelo pomar, e muito mais. Tudo isso cercado de muita natureza.

Local: BR-080, Km 28, Padre Bernardo – GO, com acesso pela BR-060.

Telefone: (61) 3344-9718 | (61) 3248-4000

13. Estância Park Hotel – 60 km de Goiânia e 140 km de Brasília, em Anápolis

Localizada a 60 km de Goiânia, O Estância Parque Hotel é um ambiente que esbanja natureza e tranquilidade. Com 130 mil m², o local oferece chalés com decoração rústica, mas super confortáveis. Há programação para todos os gostos e idades, como arvorismo adulto e infantil, tirolesa, parquinho infantil, salão de jogos, sauna a vapor, jardins orquidários, museu e outros. A culinária é caseira e de dar água na boca.

A Estância conta ainda com um Centro de Convenções para eventos com capacidade para até 300 pessoas e um estacionamento equipado com circuito que garante sua segurança.

Endereço: BR 414 – Sítios de Recreio Americano do Brasil, Anápolis – GO, 75096-100

Telefone: (62) 3318-1200

14. Hotel Fazenda Paraíso dos Sonhos – Corumbá de Goiás

Uma ótima opção para usufruir da natureza de uma forma aconchegante é no Hotel Fazenda Paraíso dos Sonhos. Um espaço rural que oferece diversas acomodações, piscinas, restaurante casual e muitas atividades, como caminhadas, cavalgadas, pesca esportiva, rapel, tirolesa, acqua ride, entre outros.

Endereço: Rodovia BR 414 km 391, Corumbá de Goiás – GO, 70340-000

Telefone: (62) 3338-1999

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Cantora Aretha Franklin morre aos 76 anos

Considerada a rainha da música soul e uma das maiores vocalistas da história da música, Aretha morreu aos 76 anos em sua casa, nos EUA.

Por Ton Paulo
16/08/2018, 12h16

Considerada a rainha da música soul, a cantora e compositora norte-americana Aretha Franklin morreu hoje (16/8) aos 76 anos de idade em sua casa em Detroit (EUA). A cantora sofria de um câncer em estágio avançado.

Aretha Franklin foi diagnosticada com um agressivo câncer de pâncreas em 2010, e desde então começou a ficar debilitada e a diminir o ritmo de seus shows.

Sua última apresentação solo aconteceu na Filadélfia, em agosto de 2017.

Conheça a trajetória de Aretha Franklin

Aclamada como um ícone da música negra, Aretha foi eleita pela revista especializada Rolling Stone como uma das melhores vocalistas da história da música. Além disso, Aretha tornou-se a primeira mulher a fazer parte do Rock & Roll Hall of Fame, em 3 de janeiro de 1987. Ela chegou a receber os apelidos de “Rainha do Soul” ou “Dama do Soul”.

A cantora gravou seu primeiro disco aos 14 anos na igreja de seu pai, Clarence LaVaughn Franklin, um pastor batista.

Ao longo de sua carreira, Aretha Franklin recebeu 18 prêmios Grammy, incluindo um pelo conjunto da obra, Foia segunda cantora a possuir mais prêmios Grammy na história, atrás apenas de Alison Krauss.

Alguns de seus maiores hits, entre vários, foram “I say a little prayer”, “(You Make Me Feel Like) A Natural Woman”, “Day Dreaming”, “Jump to It”, “Freeway of Love” e “A Rose Is Still A Rose”.

Aretha Franklin recebeu uma estrela na Calçada da Fama de Hollywood em 1979. O governo do Michigan havia decretado sua voz como um “fenômeno natural”. Em 1991, foi premiada com o Grammy Legend Award por “sua contribuição para a música” e quatro anos depois, recebeu uma medalha do Kennedy Center, uma das mais prestigiadas instituições de arte do país.

Em 2005, o então Presidente George W. Bush condecorou Franklin com a Medalha Presidencial da Liberdade por “seus serviços aos Estados Unidos”. No mesmo ano, a artista foi incluída no UK Music Hall, tornando-se a segunda artista feminina a conseguir tal reconhecimento; (a primeira havia sido Madonna).

Uma artista de grande quilate, Aretha já foi descrita também como “A voz do Movimento dos Direitos Civis”, “a voz da América Negra” e “um símbolo da igualdade racial”.

Em 2011, após recuperar-se de uma cirurgia, Aretha foi homenageada pelas cantoras Christina Aguilera, Florence Welch, Jennifer Hudson, Martina McBride e Yolanda Adams na cerimônia do Grammy Awards.

Ouça um dos maiores hits de Aretha:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Bebê nasce com a ajuda de policiais em banheiro de casa em Aparecida; veja o vídeo

A mulher começou a sentir fortes contrações de madrugada. Quando percebeu que a bolsa rompera, já não havia mais tempo de ir para a maternidade.

Por Ton Paulo
16/08/2018, 14h28

Uma situação inusitada aconteceu na madrugada de hoje (16/8), em Aparecida de Goiânia. Uma mulher de 15 anos, que estava grávida, não conseguiu ir para a maternidade a tempo, e o bebê nasceu com a ajuda de policiais militares no banheiro de uma casa.

Joice Fernanda Ferreira dos Santos estava na casa de sua amiga, em Aparecida de Goiânia, quando começou a sentir fortes contrações por volta de 2h da manhã. Como essas dores eram frequentes, causadas pela gestação, e sempre quando a moça era levada para o hospital em razão delas era informada pelos médicos de que era uma situação normal, a família de Joice decidiu não levá-la dessa vez.

Entretanto, horas mais tarde, Kethelly Oliveira Santos, irmã de Joice, recebeu uma ligação da casa onde a irmã estava: Joice estava em trabalho de parto. “Ficamos desesperados! Eu estava me arrumando para ir para o trabalho, mas no mesmo momento saímos correndo para levar minha irmã na maternidade!”, lembra Kethelly.

Apesar da locomoção de Joice para a maternidade ser imediatamente prontificada, era tarde demais. Segundo Kethelly, a amiga de Joice contou na ligação que a adolescente já estava dando à luz no banheiro da casa, e a cabeça do bebê já havia saído para fora. “Minha pressão baixou, a gente não acreditava”, conta.

No caminho para a casa onde Joice estava tendo o bebê, Kethelly e sua mãe conseguiram encontrar dois policiais militares que faziam o patrulhamento dos pontos de ônibus do setor e pediram ajuda.

Os policiais, imediatamente, atenderam ao pedido de socorro e rumaram para o local onde estava acontecendo o fato. Lá, Jessica Moreira da Silva, aluna soldado da Polícia Militar, encontrou Joice no banheiro tendo o bebê, e rapidamente começou a ajudá-la.

Sentindo muita dor, Joice era acalmada o tempo inteiro pela soldado Jessica, que aos poucos e com muito cuidado retirou o bebê.

Bebê nasce saudável

Heytor, como foi batizado o bebê, nasceu com quase três quilos e 47 centímetros.

A mamãe de primeira viagem e o filho foram encaminhados para a Maternidade Marlene Teixeira, na Vila Brasília, em Aparecida de Goiânia, e passam bem.

Veja fotos do acontecido:

Bebê nasce com a ajuda de policiais em banheiro de casa em Aparecida
Foto: PM
Bebê nasce com a ajuda de policiais em banheiro de casa em Aparecida
Foto: PM

Veja o vídeo:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Operação Thanatos 2: mãe, mulher e irmãs 'ajudavam' presidiário que ordenava execuções em Goiânia

De dentro do presídio de Formosa, em Goiás, Sérgio Dantas ordenava execuções.
16/08/2018, 14h53

O delegado responsável pela Operação Thanatos 2, que significa “deus da morte”, apresentou nesta quinta-feira (16/8) na Secretaria de Segurança Pública os nomes dos envolvidos em um grupo ligado ao Comando Vermelho (CV) na capital, chefiado de dentro do Presídio Estadual de Formosa, Sérgio Dantas.

De dentro da prisão, Sérgio, que cumpre pena do tráfico de drogas, é suspeito de ter ordenado o assassinato de 21 pessoas, entre elas três aliados. “Nós ainda estamos investigando para saber o motivo e se de fato são do grupo”, explicou o delegado.

O grupo liderado, segundo a investigação, por Sérgio via telefone, tinha pelo menos 19 integrantes. “Era um grupo articulado, que usava fuzil, ponto 40, forte poder bélico”, salienta o delegado.

“Do lado esquerdo”, começou ele apontando para um slide na sala de reunião, “é o grupo familiar”. Duas irmãs de Sérgio, a esposa e a mãe foram presas. “Outra irmã está foragida, mas estamos nos esforçando para prendê-las”, completou.

O delegado informou que a família criminosa auxiliava nas finanças do presidiário. “Ele pagava R$ 8 mil de plano de saúde para a família, tinha casas, carros e até um sítio”, enumera o delegado, que ainda afirma que o grupo é suspeito de lavagem de dinheiro.

Operação Thanatus identifica mãe, mulher e irmãs de presidiário que ordenava execuções em Goiânia
Demonstrativo de assassinatos ocorridos este ano pelo grupo. Foto: Reprodução/Polícia Civil

Segundo a investigação, o grupo agia nas regiões Central e Sudoeste de Goiânia. Os presos fazem parte de apenas uma cédula da facção criminosa e matavam para obter mais poder na capital. No esquema usado para explicar como funcionava a cédula, é possível verificar assassinatos ordenados pelo presidiário e executados por pelo menos cinco presos na operação no setor Sudoeste, Setor Novo Horizonte, Parque Amazônia, Cidade Jardim, Jardim Caravelas, Residencial Itaipu.

As prisões foram feitas na última quarta-feira (15/8). Os policiais cumpriram 24 ordens de busca e apreensão. “Essa operação serviu para desarticular mais uma célula do Comando Vermelho [Facção Criminosa] em Goiás, responsável por pelo menos 21 homicídios apenas em Goiás”, conta o delegado Dannilo Proto.

“O preso em Formosa é líder dessa organização criminosa. Liderava além do tráfico de drogas as mortes aqui fora”, adiantou Proto.

O delegado informou que os nomes dos investigados serão apresentados à imprensa na quinta-feira (15/8).

Operação Thanatos 2: Comando Vermelho em Goiás

Operação Thanatos 2 identifica mãe, mulher e irmãs de presidiário que ordenava execuções em Goiânia
Delegado conta que grupo movimentou pelo menos R$ 5 milhões. Foto: Yago Sales

O policiais cumpriram 44 mandados no total, dos quais 19 de prisão temporária, um de prisão preventiva e 24 mandados de busca e apreensão em Goiânia, Aparecida de Goiânia e Entorno do Distrito Federal.

Na ocasião, 71 quilos de maconha, cinco quilos de cocaína pura, cinco quilos de crack, cinco quilos de insumos e 7.500 comprimidos de ecstasy foram apreendidos.

Os presos fazem parte de um grupo criminoso que vinha sendo investigado por seis meses pela Polícia Civil. Na época, 12 homicídios cometidos na região sudoeste de Goiânia eram investigados. De lá para cá, outros nove assassinatos entraram para a lista de investigações.

As mortes têm relação com tráfico de drogas e a apreensão de junho aconteceu no decorrer das investigações.

As três pessoas presas foram indiciadas pelos crimes de associação criminosa, tráfico e associação ao tráfico de drogas. Dois dos presos já tinham passagens pela polícia pelo crime de tráfico.

Veja vídeo da apresentação dos presos da Operação Thanatos 2:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.