Saúde

470 aprovados em processo seletivo da saúde têm até amanhã para apresentar documentação

A relação dos convocadas está disponível na aba 'Processo Seletivo Simplificado' no site da Secretaria de Saúde.
21/08/2018, 07h53

Os 470 profissionais aprovados no processo seletivo da saúde de Goiânia tem até esta quarta-feira (22/8) para apresentar a documentação necessária no Paço Municipal.

São três dias úteis para regularizar a situação, contados desta segunda-feira (20/8) até amanhã (22/8). Os documentos a serem levados devem comprovar as informações prestadas no ato da inscrição.

A relação dos convocadas está disponível na aba ‘Processo Seletivo Simplificado’ no site da Secretaria de Saúde de (www.saude.goiania.go.gov.br).

Profissionais convocados no processo seletivo da saúde

Neste chamamento foram convocados profissionais das seguintes categorias:

  • Enfermeiros – 69 profissionais
  • Técnicos em enfermagem – 246 profissionais
  • Psicólogos – 3 profissionais
  • Fisioterapeutas – 9 profissionais
  • Assistentes sociais – 8 profissionais
  • Maqueiros – 36 profissionais
  • Auxiliares de farmácia – 97 profissionais
  • Profissional de artes cênicas – 2 profissioanis

A SMS solicita que somente os candidatos com nome na lista devem apresentar a documentação.

A Secretaria de Saúde alerta ainda que caso o convocado não compareça no prazo estabelecido de três dias úteis estará automaticamente desclassificado.

Após conferência da autenticidade dos documentos, o profissional estará apto a iniciar suas atividades.

Os aprovados vão atuar em quatro diferentes áreas: Atenção Primária, Urgência, Saúde Mental e Atenção Secundária e Terciária (Maternidades).

Apresentação dos documentos

Para comprovar todas as informações, a entrega da documentação deverá ser feita nos dias 20, 21 e 22 de agosto, das 8h às 12h e das 13h às 17h, na diretoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas, no 2º andar do bloco D, no Paço Municipal.

O Paço fica localizado na Avenida do Cerrado, nº 999, no Parque Lozandes.

Convocações anteriores do processo seletivo da saúde

O processo seletivo da saúde recebeu 21.103 inscritos e o resultado final foi divulgado no começo de fevereiro deste ano. Além das vagas definidas no edital, a lista final de aprovados no processo apresenta também o cadastro de reserva, composto por todos os candidatos que obtiveram, no somatório de pontos, nota igual ou superior a 30 pontos.

As convocações de lá para cá, segunda a SMS, são feitas de acordo com a necessidade.

Profissionais aprovados já foram convocados outras três vezes ao longo do ano. Em fevereiro, a primeira chamada foi divulgada no dia 16 onde 96 profissionais foram convocados para comprovar a documentação

A segunda chamada foi divulgada no dia 22 do mesmo mês, com 151 nomes. Em maio, mais 260 profissionais foram convocados para apresentarem as documentações necessárias antes de iniciar as atividades.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Polícia prende suspeitos de alugar instrumentos usados em roubos de caixas eletrônicos em Goiás

Além das prisões, ainda foram apreendidas sete motocicletas,furadeiras eletromagnéticas, serra-copo e maçaricos.
21/08/2018, 08h04

O Grupo Antirroubo a Bancos (GAB) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) prendeu três homens envolvidos em uma investigação de aluguel de instrumentos usados em roubos de caixas eletrônicos.

As investigações começaram após a polícia receber uma denúncia sobre um estabelecimento comercial no Setor Pedro Ludovico que estaria servindo como locadora de objetos comumente utilizados no corte de caixas eletrônicos, bem como artefatos explosivos, para criminosos envolvidos em roubos do tipo.

Presos envolvidos com aluguel de objetos usados em roubos de caixas eletrônicos

No decorrer das diligências foram presos, Helmar Magalhães dos Santos, dono da empresa investigada, Romulo Ferreira Barbosa, que se passava por policial civil da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) e Erivaldo Alves de Souza, ex-funcionário da empresa.

Helmar foi  autuado pelo crime de receptação qualificada (Art. 180, §1°, do Código Penal) e Romulo pela contravenção penal de fingir-se funcionário público (Art. 45, da Lei de Contravenções Penais). Já Erivaldo cumpre pena em regime aberto, com uso de tornozeleira eletrônica, pelo crime de roubo (Art. 157, do Código Penal).

Os presos foram apresentados pela polícia na manhã desta terça-feira (21/8).

Veja fotos dos presos:

Da esquerda para direita: Helmar Magalhães dos Santos (Proprietário da empresa) e Romulo Ferreira Barbosa (Falso Policial).

Apreensões de objetos usados em roubos de caixas eletrônicos

Além das prisões, ainda foram apreendidas sete motocicletas, com restrições de roubo e furto, além de indícios de adulteração dos sinais identificadores, furadeiras eletromagnéticas, serra-copo e maçaricos (ferramentas muito utilizadas em crimes contra instituições financeiras).

Motos apreendidas:

Foto: Reprodução

De acordo com a polícia civil, as investigações devem prosseguir com o intuito de verificar a procedência da denúncia inicial, assim como verificar qual seria o destino final das motocicletas apreendidas.

Roubos dessa modalidade não são novidade. No mês passado mesmo uma quadrilha responsável por explodir banco na Avenida T-7, em Goiânia foi presa.

A polícia, no entanto, não revelou em quais roubos os objetos alugados teriam sido utilizados.

Imagens: Diário do Estado 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Câmara dos deputados dá até amanhã para Maluf renunciar

Caso o deputado se recuse, a Câmara já sinalizou que vai cassar seu mandato.

Por Ton Paulo
21/08/2018, 09h42

O comando da Câmara dos Deputados, em Brasília, deu um ultimato para o deputado Paulo Maluf (PP-SP): ele tem até amanhã (22/8) para renunciar ou terá o mandato cassado pelo Congresso Federal.

Em maio do ano passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) condenou Maluf a 7 anos, 9 meses e 10 dias de prisão por lavagem de dinheiro e determinou que a Mesa Diretora da Câmara decrete a perda do mandato.

A decisão ainda não foi tomada porque há divergência. Uma ala defende que o plenário deve decidir sobre a cassação e não a direção. Outra acha que isso seria descumprir a determinação judicial.

Histórico de corrupção de Paulo Maluf

A carreira política de Maluf é marcada por seguidas acusações por corrupção , tanto [e que o deputado tornou-se um símbolo do crime no brasil. Entretanto contra ele não figurou nenhuma condenação por prática de crimes na modalidade dolosa – onde há intenção de praticar delito – ou enriquecimento ilícito até 2017 (quando foi condenado pelo STF por lavagem de dinheiro), o que até então lhe permitiu continuar disputando eleições, na visão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e do Tribunal Superior Eleitoral.

No ano de 2005 foi preso preventivamente, acusado de lavagem de dinheiro e evasão de divisas, sendo posteriormente inocentado pelo Supremo Tribunal Federal por não haver base legal ou jurídica no processo.

Em 2010, foi inserido na lista de procurados pela Interpol em razão de mandado expedido pela promotoria de Nova York, que o acusa de movimentar ilicitamente milhões de dólares no sistema financeiro internacional sem justificativa fundamentada. Em virtude dessa ação, Maluf decidiu processar o promotor norte-americano Robert Morgenthau, por considerar que o alerta vermelho do órgão foi emitido de maneira ilegal.

Preso em 2005 pelo delegado de polícia Protógenes Queirós, acusado de intimidar uma testemunha, permaneceu no cárcere da sede da Polícia Federal de São Paulo de 10 de setembro a 20 de outubro de 2005 (totalizando 40 dias). Este episódio ocorreu após as graves denúncias de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha, corrupção e crime contra o sistema financeiro (evasão fiscal).

O STF julgou que a prisão de Paulo Maluf era juridicamente ilegal, pois sua saúde seria frágil para permanecer preso, autorizando assim a sua saída da prisão. Os jornais denunciaram à época que apesar da saúde “frágil”, Maluf no dia seguinte foi encontrado comendo pastéis e tomando chope em Campos do Jordão. O Superior Tribunal de Justiça condenou em 2006 Paulo Maluf a pagar uma multa de R$1,2 milhão pela contratação irregular da TV Globo para cobrir a Maratona de São Paulo.

Em 19 de dezembro de 2017, o ministro do STF Edson Fachin julgou monocraticamente (como é prerrogativa do relator de uma ação penal) inadmissíveis os embargos infringentes tentados pela defesa e ordenou que o deputado passasse a cumprir imediatamente a pena imposta em maio.

A prisão de Maluf foi realizada no dia seguinte e o juiz de execuções penais do Distrito Federal determinou sua transferência para o presídio da Papuda, em Brasília.

No dia 28 de março de 2018, o ministro do STF Dias Toffoli concedeu a Maluf prisão domiciliar em razão de problemas de saúde.

Via: Estadão 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Ronaldo Caiado participa de evento e abre apoio a candidato do PROS

O candidato do DEM participou, ao lado de seu vice, Lincoln Tejota (PROS), do lançamento da candidatura de Welton Lemos (PROS) a deputado estadual.

Por Ton Paulo
21/08/2018, 10h39

O candidato ao Governo de Goiás Ronaldo Caiado (DEM) participou na última segunda-feira (20/8) do lançamento oficial da candidatura de Welton Lemos (PROS) a deputado estadual, onde declarou apoio, no setor Bueno, em Goiânia.

Além dos candidatos a deputado e ao governo de Goiás, também esteve presente no evento a candidata a Deputada Federal, Dona Cida (PROS).

Com o lançamento oficial de sua candidatura a deputado estadual, o pastor e empresário Welton Lemos inaugurou também o escritório de sua campanha na noite de segunda-feira, no Setor Bueno, em Goiânia.

Demonstrando apoio à candidatura de Welton, o candidato a governador pelo DEM, Ronaldo Caiado, esteve presente no evento junto ao seu vice, Lincoln Tejota (PROS), o coordenador geral do senador Wilder Morais, Nenzão, e a candidata a Deputada Federal, Dona Cida (PROS).

Lemos, que tem percorrido todo o Estado em campanha, teve seu nome apresentado no dia 06 de agosto, em convenção da chapa de Caiado.

Pastor Gentil, líder da igreja Assembleia de Deus Bethel, que tem acompanhado e auxiliado a candidatura de Welton, também se juntou aos candidatos no palanque, em discurso.

“Nós não poderíamos ter pessoas melhores para governar Goiás. Ronaldo Caiado e Lincoln Tejota; um mais vivido que o outro, e o outro na flor da juventude. Somando as suas coisas para realizarem grandes sonhos para este estado afora. Estamos de parabéns por termos homens como esse para trabalhar e atuar por nós”, afirmou o pastor.

Em meio a muitos aplausos, o candidato a deputado estadual agradeceu a cada um dos presentes e afirmou que “as pessoas que vieram nos prestigiar hoje não receberam nada para este fim; elas estão aqui porque acreditam em nosso projeto ousado: um projeto de mudança, de transformação para o estado de Goiás.”

Último com a palavra, Ronaldo Caiado pontuou alguns aspectos que serão de extrema importância em um possível mandato, como a regionalização da Saúde e os desafios na educação infantil, bem como na segurança pública.

“Nós vamos revolucionar a gestão de Goiás, vocês vão ver isso. Iremos transformar nosso estado e fazermos dele um exemplo nacional”, pontuou o candidato a governador.

Caiado finalizou sua fala referindo-se ao candidato a deputado estadual. “Eu não conhecia na integridade a história do Welton Lemos até a noite presente, mas posso dizer que ele realmente me conquistou e tem o meu total apoio a partir do dia de hoje”, afirmou.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Eleições 2018: prazo de pedido para votar fora da zona eleitoral de origem termina nesta quinta-feira

O requerimento, que começou no dia 17 de julho, pode ter validade para o primeiro turno, segundo turno ou ambos.
21/08/2018, 10h46

Termina nesta quinta-feira (23/8) o prazo para eleitores que pretendem votar fora da zona eleitoral de origem nas eleições 2018 peçam autorização à Justiça Eleitoral.

O requerimento, que começou no dia 17 de julho, pode ter validade para o primeiro turno, segundo turno ou ambos.

Regras para pedido de voto em trânsito nas Eleições 2018

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o pedido pode ser feito para municípios com mais de 100 mil eleitores ou para qualquer capital do país.

O eleitor que estará viajando no dia da eleição dentro do próprio Estado, poderá votar para os cargos de governador, senador, deputado federal, deputado estadual e presidente da República.

Mas se quiser votar fora de seu Estado de origem, o chamado voto em trânsito só valerá para o cargo de presidente.

Já o eleitor que pretende viajar para o exterior não tem acesso a esse serviço, neste caso a única opção é a justificativa da ausência. No entanto, os eleitores com título cadastrado no exterior que estiverem no Brasil poderão votar em trânsito na eleição para presidente.

Os tribunais regionais eleitorais (TREs) devem divulgar, também até esta quinta (23/8) onde haverá voto em trânsito. As seções eleitorais que receberão o voto deverão ter entre 50 e 400 eleitores. Se o número de eleitores não atingir o mínimo, caberá ao TRE agregar a seção eleitoral a outra mais próxima.

Como solicitar o voto em trânsito nas eleições 2018

Para pedir o voto em trânsito, o eleitor deve comparecer a qualquer cartório eleitoral do país munido de um documento de identificação com foto e indicar o município onde estará no dia das eleições.

Depois de habilitado, o eleitor tem também até o dia 23 de agosto para alterar ou cancelar a solicitação. Se no dia da eleição o eleitor não comparecer à unidade indicada, terá que justificar sua ausência em qualquer seção eleitoral.

Já quem solicitar o pedido de voto em trânsito mas no dia da eleição estiver na zona eleitoral de origem, sem ter cancelado a solicitação, também deverá justificar. De acordo com o TRE, quando o pedido é feito, ou o eleitor vota no município solicitado, ou justifica a ausência posteriormente.

Mas atenção, essa modalidade só pode ser requerida por pessoas que estão com situação regular no Cadastro Eleitoral.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.