Política

Lula pede ao TSE permissão para gravar propagandas eleitorais na cadeia

Programas eleitorais gratuitos começam nesta sexta-feira (31/8) no rádio e TV.
28/08/2018, 21h06

A defesa do ex-presidente Lula pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) liberação para o candidato à Presidência nas eleições 2018 gravar as propagandas eleitorais gratuitas, que começam nesta sexta-feira (31/8), na cela da Polícia Federal, em Curitiba, onde está preso desde o dia 7 de abril deste ano.

O pedido, feito nesta segunda-feira (27/8), tem assinatura de cinco advogados. A defesa alega que mesmo preso, o ex-presidente não teve sua condenação transitada em julgado na Justiça, então estaria “em pleno gozo de seus direitos políticos”.

Na peça apresentada ao TSE, a defesa sustenta ainda que a decisão sobre a permissão ou não a Lula deve recair sobre a Justiça Eleitoral, e não à Justiça comum, e que “até o presente momento, não lhe foi permitido participar da agenda natural de todos os demais candidatos e partidos”.

De acordo com trecho da petição, a coligação petista pede para que Lula participe das propagandas eleitorais por meio de áudio e vídeo. Confira abaixo o trecho.

“A Coligação ‘O Povo Feliz de Novo’, deste modo, busca perante ao Egrégio Tribunal Superior Eleitoral, apenas e simplesmente, que seja reconhecido o direito de seu candidato à Presidência da República de praticar atos relativos à campanha eleitoral, em especial, a gravação de áudios e vídeos para a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão.”

Ainda segundo o documento encaminhado ao TSE, a participação do petista é importante “para a realização do direito da coletividade de participar da vida política do país de forma plena, podendo ouvir as opiniões do candidato que lidera as pesquisas eleitorais e, eventualmente, escolher entre ele e os demais candidatos ao cargo de Presidente da República”.

Candidatura de Lula

A candidatura do ex-presidente foi oficializada no último dia 15 pelo PT, junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ainda assim, a candidatura do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva está em questionamento na justiça, uma vez que ele está preso desde de o dia 7 de abril na sede da Polícia Federal, em Curitiba. De acordo com a Lei da Ficha Limpa, o candidato que tem condenação em segunda instância já é considerado inelegível.

Luiz Inácio Lula da Silva foi condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá.

Contestações a candidatura de Lula

Até o último dia 22, prazo final para questionar o registro de candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foram feitas 16 contestações no TSE sobre a elegibilidade do candidato do PT à Presidência da República.

O Tribunal deve publicar em breve um edital de intimação, com todas as contestações, a partir do qual começa a contar o prazo de sete dias para que a defesa de Lula responda aos questionamentos.

Imagens: O Liberal 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Apresentador da TBC desmaia ao vivo em debate dos governadoriáveis em Goiás; veja vídeo

Lisita foi socorrido pelo candidato Ronaldo Caiado (DEM) e também por Adib Elias (MDB).
29/08/2018, 08h21

Apresentador da TBC desmaia ao vivo enquanto mediava o primeiro debate dos candidatos ao Governo de Goiás na televisão na noite da última terça-feira (29/8). Jornalista, Enzo de Lisita da TBC teve uma queda de pressão.

Kátia Maria (PT) usava a palavra quando se assusta e fica alguns segundos olhando para trás, onde estava o apresentador. Os candidatos, então, concordaram terminar o programa. Lisita foi socorrido pelo candidato Ronaldo Caiado (DEM) e também por Adib Elias (MDB) – os dois são médicos. Zé Éliton fica indiferente, preocupado.

Uma ambulância foi chamada, mas Enzo não quis ser levado pelos médicos ao hospital. O debate teve transmissão ao vivo das rádios Brasil Central AM e RBC, SKY 313 e NET 520.

Apresentador da TBC desmaia e é atendido por Caiado e Adib Elias

Participaram do debate os candidatos Daniel Vilela (MDB), Kátia Maria (PT), Ronaldo Caiado (DEM), José Eliton (PSDB) e Weslei Garcia (PSOL). Um estúdio foi montado exclusivamente para o debate que contou com uma plateia com pelo menos 80 convidados – com assessores, jornalistas e representantes da sociedade.

No primeiro bloco, entidades perguntaram aos candidatos. Participaram representantes da Federação do Comércio (Fecomércio), Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), Conselho Regional de Medicina (Cremego), Federação da Agricultura do Estado de Goiás (Faeg) e o Sindicato dos Servidores Públicos do Estado de Goiás (Sindipúblico).

Fieg perguntou ao atual governador e que tenta reeleição, José Eliton, sobre sobre o equilíbrio fiscal. “No ano passado tivemos um superávit de R$ 600 milhões e sempre honramos nossas obrigações. É claro que em um cenário de crise estamos discutindo um modelo de eficiência maior”, afirmou. Na sequência, Ronaldo Caiado falou sobre como será sua gestão, caso seja eleito governador de Goiás. “Minha gestão será marcada por transparência.

Ao ter a palavra, Daniel Vilela prometeu que vai colocar a gestão do Hospital do Servidor nas mãos dos próprios servidores. A candidata petista Kátia Maria (PT) quer valorizar o SUS. “No governo do Lula, nós construímos 1.422 unidades básicas de saúde em Goiás,” lembrou ela.

Veja o debate até o momento em que o apresentador da TBC desmaia

Debate entre os candidatos ao governo de Goiás

TBC realiza o primeiro debate na TV entre os candidatos ao governo do estado de Goiás.

Posted by Dia Online on Tuesday, August 28, 2018

Depois de atendido, o apresentador pediu desculpas e disse que já está bem. Assista:

https://www.facebook.com/eduardo.marques.9469/videos/1682963288479609/

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Goiano tenta há mais de oito anos provar na justiça que está vivo

O homem está impedido de fazer qualquer coisa que envolva a justiça, como trabalhar de carteira assinada ou até fazer um tratamento médico, pois oficialmente ele está morto.

Por Ton Paulo
29/08/2018, 09h35

O ajudante de carga e descarga Esaú Elias Barbosa, de 40 anos, está desempregado, não pode ter a carteira fichada, não pode receber o seguro-desemprego e nem o auxílio do INSS a que tem direito. O motivo: diante da justiça, ele está morto.

No ano de 2010, Esaú, que nasceu em Brasília mas morou a vida toda em Goiânia, procurou um órgão eleitoral para realizar a transferência de seu título para poder votar. O que era para ser apenas um procedimento padrão, se transformou em um verdadeiro pesadelo. Esaú ficou chocado ao descobrir que não poderia ser atendido por um motivo: ele estava morto.

Tudo começou no final de 2005, quando Esaú teve a carteira com todos os documentos pessoais furtada dentro de um ônibus do Eixo Anhanguera. O homem, então, procedeu da forma como qualquer um faria: registrou um Boletim de Ocorrência na polícia e e providenciou a segunda via dos documentos.

Entretanto, o estrago já estava feito. Quando precisou recorrer a um serviço público, Esaú descobriu que havia um atestado de óbito em seu nome desde o ano de 2006, no Estado Pará. “Eu fiquei muito surpreso! Eu nunca fui ao Pará, nem para passeio”. Segundo o sistema oficial de cadastro, Esaú estava morte desde o dia 5 de julho de 2006.

Quando começou a investigar, Esaú, então, descobriu que o homem que inicialmente havia furtado sua carteira estava usando seus documentos no Pará, se passando por ele. O ladrão acabou morrendo, e quando foi sepultado, foi identificado pelos documentos que portava, que pertenciam na verdade a Esaú.

Desde então, Esaú trava uma luta na justiça para provar algo que beira o ridículo de tão óbvio: ele está vivo, firme e forte. Entretanto, o que era para ser algo teoricamente simples de ser resolvido já se prolonga por oito anos. “Meu processo agora está no STJ, mas já passou pela mão de três juízes desde 2010”, conta.

Goiano tenta há mais de oito anos provar na justiça que está vivo
Esaú segura o documento que anula a certidão de óbito

Por causa do transtorno causado pelo homem que morreu se passando por ele, Esaú não pode fazer nada que envolva a justiça. Desde que o caso veio à tona, o homem não consegue emprego, perdeu o direito ao seguro-desemprego e ao auxílio do INSS (uma vez que Esaú, por causa de problemas na coluna, passou a receber auxílio-doença).

Segundo Esaú, que sofre com dores nas costas, até um tratamento médico teve que ser interrompido. “Eu fazia fisioterapia e nem posso mais, porque o hospital me disse que oficialmente eu estou morto”, revela.

Como não tem tido nenhuma fonte de renda, fora alguns “bicos” que consegue fazer esporadicamente de modo informal, Esaú, que é casado e tem quatro filhos (de sete, dez, treze e 18 anos) tem enfrentado sérias dificuldades financeiras. “Fico procurando bicos para poder comprar comida para os meninos. Minha água está cortada, meu aluguel atrasado, a situação está muito complicada”, desabafa.

O processo continua correndo na justiça, mas a demora faz com que Esaú entre em desespero. “Estou impedido de fazer qualquer coisa por causa desse problema. A justiça é muito lenta, já são oito anos tentando resolver isso!”, declara.

Auxílio negado pela justiça

Em 2015, Esaú não conseguia receber o auxílio-doença do INSS. Depois de várias tentativas, ele conseguiu, mas foi notificado depois que terá que devolver o valor, senão o caso pode parar na Polícia Federal. Esaú também deu entrada, em fevereiro deste ano, para receber o seguro-desemprego. Mas o benefício foi negado.

Agora, resta a Esaú aguardar o final do processo que prova que ele está vivo para poder voltar a levar uma vida normal.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Confira os mais de 100 bairros de Goiânia que podem sofrer com o desabastecimento de água hoje

A previsão é que o abastecimento se normalize até a noite desta quarta-feira.
29/08/2018, 09h45

A Saneago divulgou uma lista de mais de 100 bairros de Goiânia e Região Metropolitana que podem sofrer com desabastecimento de água hoje (29/8).

Segundo a Companhia, a previsão é que a situação se normalize até a noite desta quarta-feira, mas orienta a população a economizar água durante esse período.

Os bairros afetados são atendidos pelo Sistema Meia Ponte, e falta de abastecimento pode acontecer devido a uma manutenção emergencial na Estação Elevatória da Estação de Tratamento de Água (ETA) Meia Ponte, que começou nesta terça-feira (28/8).

Os reservatórios mais prejudicados devem ser Cristina Apoiado, em Goiânia, Garavelo Apoiado e Garavelo Elevado, em Aparecida de Goiânia. O reservatório Ipiranga Apoiado tem menor probabilidade de desabastecimento.

Os demais reservatórios estão trabalhando dentro do nível normal

Confira a lista dos bairros que podem sofrer com o desabastecimento nesta quarta:

Reservatório Cristina Apoiado

  • Condomínio Vale Das Caraibas
  • Jardim Gramado
  • Jardim Nova Esperança
  • Residencial Alto Da Boa Vista
  • Residencial Guarema
  • Residencial Hugo Moraes
  • Residencial Humaita
  • Residencial Jardim Santa Cecilia
  • Residencial Malibu
  • Residencial Maringá
  • Residencial Morumbi
  • Residencial Sen. Albino Boaventura
  • Setor Empresarial
  • Setor Marabá
  • Setor Noroeste
  • Setor Sevene
  • Sítio Morada Do Sol
  • Vila Cristina
  • Vila Finsocial
  • Vila Maria Dilce
  • Zona Industrial Pedro Abrão
  • Bairro Aeroviário
  • Bairro Feliz
  • Chácara Nossa Senhora da Piedade
  • Conjunto Parque Dos Eucalípito
  • Fazenda Caveiras
  • Granja Cruzeiro Do Sul
  • Jardim Diamantina
  • Jardim Pompéia
  • Jardim São Judas Tadeu
  • Panorama Parque
  • Parque Industrial De Goiania
  • Residencial Parque Ipê
  • Residencial Itamaraca
  • Residencial Jardim Bom Jesus
  • Setor Aeroporto
  • Setor Asa Branca
  • Setor Campinas
  • Setor Central
  • Setor Crimeia Leste
  • Setor Crimeia Oeste
  • Setor Dos Funcionários
  • Setor Elisio Campos
  • Setor Gentil Meirelles
  • Setor Goiania II
  • Setor Maraba
  • Setor Marechal Rondon
  • Setor Moraes
  • Setor Norte Ferroviário
  • Setor Nova Vila
  • Setor Oeste
  • Setor Perim
  • Setor Progresso
  • Setor Sevene
  • Setor Urias Magalhães
  • Vila Abaja
  • Vila Ana Maria
  • Vila Clemente
  • Vila Fernades
  • Vila Froes
  • Vila Irany
  • Vila Izaura
  • Vila Jacare
  • Vila Jaragua
  • Vila Maria
  • Vila Megalle
  • Vila Monticelli
  • Vila Nossa Srª Aparecida
  • Vila Ofuji
  • Vila Oswaldo Rosa
  • Vila Paraíso
  • Vila Perdiz Vila Santa Cruz
  • Vila Santa Helena
  • Vila Santana
  • Vila São Francisco Vila São Luiz
  • Vila Vera Cruz
  • Vila Viana
  • Vila Viandelli
  • Vila Xavier

Reservatório Garavelo Apoiado

  • Jardim Caravelas
  • Jardim Helvécia – (Parcial) – Aparecida
  • Jardim Presidente – (Parcial)
  • Jardins Madri (Parcial)
  • Oriente Ville
  • Parque Das Paineiras
  • Residencial Barcelona
  • Residencial Flamingo
  • Residencial Sevilha
  • Residencial Tres Marias
  • Setor Buriti Sereno
  • Setor Faiçalville (Parcial) III e IV
  • Setor Garavelo (Parcial)- Aparecida
  • Setor Garavelo B – Goiânia
  • Setor Santa Rita

Reservatório Garavelo Elevado

  • Condominio Amim Camargo
  • Condominio Andreia
  • Condominio Cristina
  • Condominio Das Esmeraldas
  • Condominio Dos Dourados
  • Conjunto Baliza
  • Garavelo Residencial Park, Setor
  • Jardim Caravelas
  • Jardim Ipanema
  • Jardim Itaipu
  • Jardim Tropical – Aparecida
  • Jardins Lisboa
  • Jardins Madri
  • Residencial Ana Clara
  • Residencial Ilhas Do Caribe
  • Residencial Itaipú
  • Residencial Itaipu I
  • Residencial Real Conquista (Parcial)
  • Setor Garavelo B
  • Setor Grajaú

Reservatório Ipiranga Apoiado

  • Bairro Aeroviário
  • Bairro Capuava
  • Bairro Esplanada Da Anicuns
  • Bairro Ipiranga
  • Bairro Rodoviário
  • Bairro São Francisco
  • Cidade Jardim
  • Conjunto Castelo Branco I
  • Conjunto Rodoviário
  • Conjunto Romildo Amaral
  • Jardim Leblon
  • Jardim Novo Petrópolis
  • Jardim Pampulha
  • Residencial Cidade Verde
  • Residencial Parque Mendanha
  • Residencial Privê Capuava
  • Setor Campinas
  • Setor Coimbra
  • Setor São José
  • Setor Sol Nascente
  • Vila Aurora
  • Vila Bethel
  • Vila João Vaz
  • Vila Santa Tereza
  • Vila Santo Afonso

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Empresa de transporte coletivo de Goiânia inaugura quatro novas linhas

Segundo a RMTC, responsável pelo transporte coletivo em Goiânia, ao todo serão implantadas seis novas linhas locais de forma gradual.

Por Ton Paulo
29/08/2018, 10h22

A Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) vai inaugurar nesta quinta-feira (30/8) uma das quatro linhas que serão implantadas até o final do ano em Aparecida de Goiânia. A linha 973 (T. do Cruzeiro/Jd. Tiradentes/ T. Maranata) foi criada para ligar o Terminal Cruzeiro ao Terminal Maranata. Segundo a empresa, a implantação da nova linha vai gerar “mais agilidade e conforto para os passageiros”.

De acordo com a RMTC, com a implantação da linha 973, quem precisa sair do Terminal Maranata com destino ao Terminal Cruzeiro ou região, fará apenas um embarque e terá um ganho de cerca de 40% no tempo de viagem.

Antes, o passageiro que precisava fazer esse trajeto tinha que desembarcar no Terminal Garavelo e embarcar novamente em outro ônibus para chegar ao Cruzeiro.

Cerca de 130 mil pessoas vão ser atendidas mensalmente pela linha 973, segundo a empresa. O trajeto vai passar por 20 bairros, incluindo o Jardim Tiradentes, um dos mais populosos de Aparecida de Goiânia.

Além do menor tempo de deslocamento entre os dois terminais, e de ser mais uma opção de viagem, conforme declarou a RMTC, os usuários que optarem por esta linha, serão beneficiados ainda, por ser um trajeto com várias opções de comércio e prestação de serviços como: lojas, bancos, hospitais e centros de lazer.

Outras três linhas de ônibus do transporte coletivo já têm data para funcionar

Segundo a RMTC, a definição das rotas foi realizada a partir da análise minuciosa dos dados da matriz de origem e destino do transporte coletivo no município. A proposta é interligar as diversas regiões ao centro da cidade, proporcionando mais opções de viagens aos cidadãos. Ao todo serão implantadas seis novas linhas locais de forma gradual para que se possa avaliar e, se necessário, promover pequenas correções no que tange a operação.

Dessas seis novas linhas de ônibus previstas, uma será inaugurada na próxima quinta-feira (30/8), que é a linha 973, e outras três já têm data definida para serem inauguradas.

Datas de lançamento das próximas linhas

971 – Terminal Garavelo/Terminal Veiga Jardim/Terminal Araguaia (Via Polo Empresarial) – 27/09/18

974 – Terminal Cruzeiro/Santa Luzia (via Buriti Shopping) – 31/10/18

975 – Terminal Veiga Jardim/Centro/Parque Industrial – 20/11/18

Imagens: Mais Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.