Entretenimento

Marido de Preta Gil reage a comparações de sua tatuagem com Maisa Silva

11/09/2018, 14h40

Recentemente, Rodrigo Godoy, marido de Preta Gil, fez uma tatuagem de sua mulher no braço. Não demorou muito para que a internet encontrasse uma sósia do desenho: a atriz Maisa Silva.

“Gente, é sério que vocês tão achando parecida comigo? O Marido da Preta Gil tatuou essa mulher aí tá todo mundo falando que sou eu”, escreveu a atriz em seu Twitter, ao ficar sabendo das mensagens que estavam sendo postadas nas redes sociais comparando as duas.

Rodrigo também se pronunciou sobre os comentários, por meio de stories em seu Instagram: “Vocês que tão enchendo a Maisa, vocês tão bem doidos. … Fui lá no Instagram dela, comentei brincando e tal, a galera tá rindo. Mas mano, não tem como achar que é a Maisa aqui, de jeito nenhum”.

“Aliás, aqui tem, mas aqui não tem, não sei explicar!”, brincou, em seguida, rindo ao lado de Preta.

“A maior prova de que tá muito igual à Preta, sabe o que aconteceu? Sol de Maria neta da cantora olhou e falou assim: ‘Ah! Vovó Pretinha!’. Criança, não sabe nem quem é Maisa”, garantiu.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Veja onde será instalada, nesta quarta-feira, a nova linha de ônibus em Goiânia

Esta é a segunda nova linha de ônibus de um total de seis previstas para serem lançadas ainda este ano no transporte público de Goiânia.
11/09/2018, 15h32

Uma nova linha de ônibus em Goiânia vai lançada nesta quarta-feira (12/9), às 8h, na Praça do Berimbau, no Jardim Guanabara, a linha 931 que tem como principal função ligar o bairro e região ao Terminal da Praça da Bíblia . Esta é a segunda nova linha de ônibus de um total de seis previstas para serem lançadas ainda este ano no transporte público de Goiânia.

A primeira foi a 933, que sai do Terminal Padre Pelágio, passa pelo Recanto do Bosque até o Campus UFG, lançada na semana passada na região noroeste da capital.

Em Goiânia, o crescimento de novas centralidades gerou novas necessidades de deslocamento, principalmente entre as regiões para distâncias e ligar diretamente novos polos da cidade.

Para isso, técnicos estudaram estratégias de criação das seis linhas que facilitem o percurso da população com novos trajetos para seu trabalho, lazer e atividades diárias.

As novas linhas ampliar as ligações entre os bairros e possibilitar mais acessos e pontos de integração no sistema de transporte. Com elas os passageiros ganham rapidez nas viagens, além de acesso a mais áreas da cidade. A finalidade é melhorar a mobilidade urbana e facilitar o acesso ao transporte público, acompanhando o desenvolvimento da cidade.

Essa nova linha vem para atender a uma demanda histórica dos moradores do Jardim Guanabara e adjacências que, agora, contarão com ônibus direto para o Terminal Bíblia.

Nova linha de ônibus em Goiânia

Além de ganho de tempo e do fato de agora poder se conectar com toda a Região Metropolitana de Goiânia, por meio de um terminal de integração, o Terminal Praça da Bíblia, a escolha do itinerário contemplou a passagem por outros importantes bairros da cidade, como o Setor Jaó, Vila Nova e Setor Universitário, que por sua vez abriga um dos maiores polos educacionais do Estado de Goiás.

Antes para acessar alguns destes bairros o passageiro tinha que ir ao centro da cidade para pegar outro ônibus, agora será possível passar pelo terminal Praça da Bíblia, ampliando os acessos a outros itinerários.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Alerta vermelho em Goiás: umidade relativa do ar está abaixo de 12%

Neste período, existe um grande risco de incêndios florestais, além dos riscos à saúde, como doenças pulmonares e dores de cabeça.
11/09/2018, 16h04

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu alerta vermelho em Goiás nesta terça-feira (11/9), com registro de umidade do ar abaixo de 12%. Neste período de seca, o órgão alerta ainda para o grande risco de incêndios florestais, além dos riscos à saúde, como doenças pulmonares, dores de cabeça e outros problemas. A última atualização do INMET foi feita às 14h10 de hoje.

A baixa umidade do ar deve continuar em Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e Minas Gerais nos próximos dias. No estado, as principais áreas afetadas são as regiões do Centro Goiano, Leste Goiano, Sul Goiano, Norte Goiano, Noroeste Goiano.

Já nos outros estados e no Distrito Federal, o aviso são para as seguintes áreas: Triangulo Mineiro/Alto Paranaíba, Centrossul Mato-Grossense, Nordeste Mato-Grossense, Norte Mato-Grossense, Sudeste Mato-Grossense e Sudoeste Mato-Grossense.

O Instituto orienta algumas ações que podem prevenir doenças causadas pela baixa umidade do ar. Confira abaixo quais são:

  • Beber bastante líquido;
  • Atividades físicas são nocivas em tal tempo seco;
  • Evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia;
  • Usar hidratante para pele e umidificar o ambiente.;
  • Evitar bebidas diuréticas (café e álcool);

Em Goiânia, a umidade do ar deve ficar entre 12% e 10%. Existe um risco de que a umidade alcance o pior índice do ano, de 7%, registrado no começo do mês de agosto. Hoje é quinto dia seguido de alerta vermelho em Goiás. A situação pode melhorar apenas na próxima semana, onde a previsão é que a umidade do ar chegue aos 30%.

Última chuva em Goiás

Desde o dia 20 de maio, o último registro de boas chuvas em Goiás foi feito no dia 8 de agosto. Um alívio para os goianos, que viram o termômetros apontarem um aumento de 40% na umidade do ar. A temperatura também desceu para os 22,1 ºC, registrando uma queda de 7ºC.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, choveu 13,1 milímetros. Já o Sistema de Meteorologia e Hidrologia do Estado de Goiás (SIMEGO), em uma só noite, registrou um total de 77,2 milímetros de água da chuva.

Via: INMET 
Imagens: Gazeta Online 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

24 horas após lamentar morte de Mr Catra, homem morre ao sair de igreja em Goiás

O jovem chegava às 22h30 na casa de um primo quando foi executado com pelo menos três tiros, que acertaram cabeça, braço e tórax.
11/09/2018, 16h44

Maurício Estâncio Correia, de 30 anos, não sabia, mas morreria dois dias depois de fazer duas postagens lamentando a morte do funkeiro Mr Catra. Até uma foto do jovem e do cantor foi compartilhada no domingo (9/9). “Descanse em paz Mr Catra”, escreveu acima da fotografia que fez ao lado do cantor.

Depois do culto em uma igreja evangélica, Estâncio foi morto a tiros dentro do carro na noite da última segunda-feira (11/9) na cidadezinha de Goianápolis, a 49 quilômetros de Goiânia.

O jovem chegava às 22h30 na casa de um primo quando foi executado com pelo menos três tiros, que acertaram cabeça, braço e tórax. Conforme divulgou a polícia, Maurício deixou a igreja por volta das 21h, deixou amigos da igreja em suas casas.

Quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Maurício já havia morrido. Com inúmeras passagens pela polícia, o jovem havia decidido deixar a vida do crime e frequentar uma igreja pentecostal. No perfil do Facebook, ele compartilhava fotografias em que aparece vestido com roupa social, com a Bíblia e amigos em cultos em igrejas ou em casas.

Torcedor do Corinthians, ele assumia publicamente voto no Partido dos Trabalhadores (PT), com defesa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba. Casado, o rapaz também postava fotos ao lado da filha.

Ninguém quis dar palpite sobre o que teria motivado a execução. A Polícia deve analisar imagens de monitoramento que podem ajudar na identificação dos criminosos e explicar qual foi a dinâmica do crime.

Além de tráfico de drogas, pesava sobre o perfil do rapaz homicídio. Para a polícia, um primo da vítima contou que ele já não se envolvia mais no crime.

Mr Catra morreu domingo

O cantor e funkeiro Mr Catra, 49 anos, morreu na tarde de domingo, em São Paulo. O cantor estava internado no Hospital do Coração (HCor), na capital paulista. Ele lutava contra um câncer gástrico. Ele deixa três esposas, 32 filhos e quatro netos.

Catra teve um diagnóstico de câncer no estômago em 2017. Ele disse então que iria parar de fumar e de beber a partir daquele momento, às vésperas de começar a realizar suas sessões de quimioterapia.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mulher pula de carro em movimento após ser ameaçada pelo ex-namorado, em Goianira

O homem, que continua foragido, deve responder por sequestro e cárcere privado.
11/09/2018, 17h07

Um mulher, de 28 anos, sofreu ferimentos graves ao pular do carro em movimento após ser ameaçada pelo ex-namorado. O caso ocorreu na segunda-feira (10/9), na GO-070, em Goianira, Região Metropolitana de Goiânia.

Tudo começou quando a jovem saia de casa para trabalhar e no momento em que entrava no veículo, foi abordada pelo ex-namorado, armado, que a obrigou a dirigir até uma mata, onde ele disse que a mataria.

A mulher, que não teve a identidade revelada, contou à Polícia Civil (PC) que decidiu pular do carro ao ser ameaçada pelo ex-namorado. O homem apontou uma arma contra a cabeça dela, e mesmo dirigindo a quase 100 km/h, quando o ex-namorado a mandou encostar o carro em um matagal, ela abriu a porta do veículo e se jogou.

A jovem foi socorrida por um motorista que passava pelo local. Ela foi encaminhada ao Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO), onde deve passar por uma cirurgia ortopédica. A mulher sofreu ferimentos graves nos braços, barriga, costas e pernas.

Após o ocorrido, o carro bateu em uma mureta de proteção da via, o homem desceu do veículo e fugiu.

Sequestro e cárcere privado

O suspeito, que continua foragido, já havia sido denunciado por agressão doméstica. De acordo com o delegado Bruno Costa e Silva, responsável pelo caso, ele foi preso de julho deste ano por agressão contra a ex-namorada, mas foi colocado em liberdade após passar pela audiência de custódia, com a condição de cumprir um medida protetiva a favor da jovem.

Ainda segundo o delegado, foi instaurado um inquérito policial para apurar o crime. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Goianira.

Quando preso, o suspeito, que também não teve o no divulgado, deve responder por sequestro e cárcere privado.

Violência contra a mulher em Goiás

Mesmo com 12 anos da Lei Maria da Penha, o número de caso de violência contra mulher ainda é crescente no Brasil. Só no primeiro semestre de 2018, foram registradas quase 73 mil denúncias, de acordo com dados do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), que administra a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, o Ligue 180.

Segundo o relatório, as principais agressões denunciadas são cárcere privado, violência física, psicológica, obstétrica, sexual, moral, patrimonial, tráfico de pessoas, homicídio e assédio no esporte. As denúncias também podem ser registradas pessoalmente nas delegacias especializadas em crime contra a mulher.

Via: G1 Portal 6 
Imagens: Mundo ao Minuto 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.