Política

Segunda Turma do STF adia julgamento de Renan Calheiros

11/09/2018, 15h20

O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), informou na tarde desta terça-feira, 11, que a Segunda Turma do STF não vai julgar hoje a ação penal contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL) pelo crime de peculato. O julgamento foi adiado em virtude da ausência do ministro Celso de Mello, que é o revisor do caso.

Não há previsão de quando o processo será analisado pelo colegiado, mas já foi convocada uma sessão extraordinária da Segunda Turma para a manhã desta quarta-feira, 12, às 9h30.

Celso de Mello não estava presente à sessão da Segunda Turma porque estava finalizando a decisão sobre o pedido do Partido dos Trabalhadores (PT) para que seja adiado o prazo de substituição do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na cabeça da chapa petista.

Denúncia

Renan Calheiros é réu no STF por suspeitas de desviar recursos públicos de verbas indenizatórias do Senado por meio da contratação de uma locadora de veículos em 2005. A denúncia contra o senador foi aceita pelo plenário do STF em dezembro de 2016 por 8 a 3.

Dos cinco ministros que integram a Segunda Turma, três defenderam a rejeição da denúncia contra Renan naquele julgamento: Lewandowski, Dias Toffoli e Gilmar Mendes.

Caberá agora à Segunda Turma decidir se absolve ou condena o senador pelo crime de peculato.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Veja onde será instalada, nesta quarta-feira, a nova linha de ônibus em Goiânia

Esta é a segunda nova linha de ônibus de um total de seis previstas para serem lançadas ainda este ano no transporte público de Goiânia.
11/09/2018, 15h32

Uma nova linha de ônibus em Goiânia vai lançada nesta quarta-feira (12/9), às 8h, na Praça do Berimbau, no Jardim Guanabara, a linha 931 que tem como principal função ligar o bairro e região ao Terminal da Praça da Bíblia . Esta é a segunda nova linha de ônibus de um total de seis previstas para serem lançadas ainda este ano no transporte público de Goiânia.

A primeira foi a 933, que sai do Terminal Padre Pelágio, passa pelo Recanto do Bosque até o Campus UFG, lançada na semana passada na região noroeste da capital.

Em Goiânia, o crescimento de novas centralidades gerou novas necessidades de deslocamento, principalmente entre as regiões para distâncias e ligar diretamente novos polos da cidade.

Para isso, técnicos estudaram estratégias de criação das seis linhas que facilitem o percurso da população com novos trajetos para seu trabalho, lazer e atividades diárias.

As novas linhas ampliar as ligações entre os bairros e possibilitar mais acessos e pontos de integração no sistema de transporte. Com elas os passageiros ganham rapidez nas viagens, além de acesso a mais áreas da cidade. A finalidade é melhorar a mobilidade urbana e facilitar o acesso ao transporte público, acompanhando o desenvolvimento da cidade.

Essa nova linha vem para atender a uma demanda histórica dos moradores do Jardim Guanabara e adjacências que, agora, contarão com ônibus direto para o Terminal Bíblia.

Nova linha de ônibus em Goiânia

Além de ganho de tempo e do fato de agora poder se conectar com toda a Região Metropolitana de Goiânia, por meio de um terminal de integração, o Terminal Praça da Bíblia, a escolha do itinerário contemplou a passagem por outros importantes bairros da cidade, como o Setor Jaó, Vila Nova e Setor Universitário, que por sua vez abriga um dos maiores polos educacionais do Estado de Goiás.

Antes para acessar alguns destes bairros o passageiro tinha que ir ao centro da cidade para pegar outro ônibus, agora será possível passar pelo terminal Praça da Bíblia, ampliando os acessos a outros itinerários.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Alerta vermelho em Goiás: umidade relativa do ar está abaixo de 12%

Neste período, existe um grande risco de incêndios florestais, além dos riscos à saúde, como doenças pulmonares e dores de cabeça.
11/09/2018, 16h04

O Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) emitiu alerta vermelho em Goiás nesta terça-feira (11/9), com registro de umidade do ar abaixo de 12%. Neste período de seca, o órgão alerta ainda para o grande risco de incêndios florestais, além dos riscos à saúde, como doenças pulmonares, dores de cabeça e outros problemas. A última atualização do INMET foi feita às 14h10 de hoje.

A baixa umidade do ar deve continuar em Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso e Minas Gerais nos próximos dias. No estado, as principais áreas afetadas são as regiões do Centro Goiano, Leste Goiano, Sul Goiano, Norte Goiano, Noroeste Goiano.

Já nos outros estados e no Distrito Federal, o aviso são para as seguintes áreas: Triangulo Mineiro/Alto Paranaíba, Centrossul Mato-Grossense, Nordeste Mato-Grossense, Norte Mato-Grossense, Sudeste Mato-Grossense e Sudoeste Mato-Grossense.

O Instituto orienta algumas ações que podem prevenir doenças causadas pela baixa umidade do ar. Confira abaixo quais são:

  • Beber bastante líquido;
  • Atividades físicas são nocivas em tal tempo seco;
  • Evitar exposição ao sol nas horas mais quentes do dia;
  • Usar hidratante para pele e umidificar o ambiente.;
  • Evitar bebidas diuréticas (café e álcool);

Em Goiânia, a umidade do ar deve ficar entre 12% e 10%. Existe um risco de que a umidade alcance o pior índice do ano, de 7%, registrado no começo do mês de agosto. Hoje é quinto dia seguido de alerta vermelho em Goiás. A situação pode melhorar apenas na próxima semana, onde a previsão é que a umidade do ar chegue aos 30%.

Última chuva em Goiás

Desde o dia 20 de maio, o último registro de boas chuvas em Goiás foi feito no dia 8 de agosto. Um alívio para os goianos, que viram o termômetros apontarem um aumento de 40% na umidade do ar. A temperatura também desceu para os 22,1 ºC, registrando uma queda de 7ºC.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia, choveu 13,1 milímetros. Já o Sistema de Meteorologia e Hidrologia do Estado de Goiás (SIMEGO), em uma só noite, registrou um total de 77,2 milímetros de água da chuva.

Via: INMET 
Imagens: Gazeta Online 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

24 horas após lamentar morte de Mr Catra, homem morre ao sair de igreja em Goiás

O jovem chegava às 22h30 na casa de um primo quando foi executado com pelo menos três tiros, que acertaram cabeça, braço e tórax.
11/09/2018, 16h44

Maurício Estâncio Correia, de 30 anos, não sabia, mas morreria dois dias depois de fazer duas postagens lamentando a morte do funkeiro Mr Catra. Até uma foto do jovem e do cantor foi compartilhada no domingo (9/9). “Descanse em paz Mr Catra”, escreveu acima da fotografia que fez ao lado do cantor.

Depois do culto em uma igreja evangélica, Estâncio foi morto a tiros dentro do carro na noite da última segunda-feira (11/9) na cidadezinha de Goianápolis, a 49 quilômetros de Goiânia.

O jovem chegava às 22h30 na casa de um primo quando foi executado com pelo menos três tiros, que acertaram cabeça, braço e tórax. Conforme divulgou a polícia, Maurício deixou a igreja por volta das 21h, deixou amigos da igreja em suas casas.

Quando o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Maurício já havia morrido. Com inúmeras passagens pela polícia, o jovem havia decidido deixar a vida do crime e frequentar uma igreja pentecostal. No perfil do Facebook, ele compartilhava fotografias em que aparece vestido com roupa social, com a Bíblia e amigos em cultos em igrejas ou em casas.

Torcedor do Corinthians, ele assumia publicamente voto no Partido dos Trabalhadores (PT), com defesa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba. Casado, o rapaz também postava fotos ao lado da filha.

Ninguém quis dar palpite sobre o que teria motivado a execução. A Polícia deve analisar imagens de monitoramento que podem ajudar na identificação dos criminosos e explicar qual foi a dinâmica do crime.

Além de tráfico de drogas, pesava sobre o perfil do rapaz homicídio. Para a polícia, um primo da vítima contou que ele já não se envolvia mais no crime.

Mr Catra morreu domingo

O cantor e funkeiro Mr Catra, 49 anos, morreu na tarde de domingo, em São Paulo. O cantor estava internado no Hospital do Coração (HCor), na capital paulista. Ele lutava contra um câncer gástrico. Ele deixa três esposas, 32 filhos e quatro netos.

Catra teve um diagnóstico de câncer no estômago em 2017. Ele disse então que iria parar de fumar e de beber a partir daquele momento, às vésperas de começar a realizar suas sessões de quimioterapia.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mulher pula de carro em movimento após ser ameaçada pelo ex-namorado, em Goianira

O homem, que continua foragido, deve responder por sequestro e cárcere privado.
11/09/2018, 17h07

Um mulher, de 28 anos, sofreu ferimentos graves ao pular do carro em movimento após ser ameaçada pelo ex-namorado. O caso ocorreu na segunda-feira (10/9), na GO-070, em Goianira, Região Metropolitana de Goiânia.

Tudo começou quando a jovem saia de casa para trabalhar e no momento em que entrava no veículo, foi abordada pelo ex-namorado, armado, que a obrigou a dirigir até uma mata, onde ele disse que a mataria.

A mulher, que não teve a identidade revelada, contou à Polícia Civil (PC) que decidiu pular do carro ao ser ameaçada pelo ex-namorado. O homem apontou uma arma contra a cabeça dela, e mesmo dirigindo a quase 100 km/h, quando o ex-namorado a mandou encostar o carro em um matagal, ela abriu a porta do veículo e se jogou.

A jovem foi socorrida por um motorista que passava pelo local. Ela foi encaminhada ao Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO), onde deve passar por uma cirurgia ortopédica. A mulher sofreu ferimentos graves nos braços, barriga, costas e pernas.

Após o ocorrido, o carro bateu em uma mureta de proteção da via, o homem desceu do veículo e fugiu.

Sequestro e cárcere privado

O suspeito, que continua foragido, já havia sido denunciado por agressão doméstica. De acordo com o delegado Bruno Costa e Silva, responsável pelo caso, ele foi preso de julho deste ano por agressão contra a ex-namorada, mas foi colocado em liberdade após passar pela audiência de custódia, com a condição de cumprir um medida protetiva a favor da jovem.

Ainda segundo o delegado, foi instaurado um inquérito policial para apurar o crime. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Goianira.

Quando preso, o suspeito, que também não teve o no divulgado, deve responder por sequestro e cárcere privado.

Violência contra a mulher em Goiás

Mesmo com 12 anos da Lei Maria da Penha, o número de caso de violência contra mulher ainda é crescente no Brasil. Só no primeiro semestre de 2018, foram registradas quase 73 mil denúncias, de acordo com dados do Ministério dos Direitos Humanos (MDH), que administra a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência, o Ligue 180.

Segundo o relatório, as principais agressões denunciadas são cárcere privado, violência física, psicológica, obstétrica, sexual, moral, patrimonial, tráfico de pessoas, homicídio e assédio no esporte. As denúncias também podem ser registradas pessoalmente nas delegacias especializadas em crime contra a mulher.

Via: G1 Portal 6 
Imagens: Mundo ao Minuto 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.