Thyélen Lorruama
13/09/2018, 17h20

Cesta básica em Goiânia tem redução de 6,29% entre agosto de 2017 e 2018

Em relação a julho deste ano, a cesta básica na capital ficou R$ 3,91 mais barata, aponta pesquisa.

Uma pesquisa realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE), revelou que a cesta básica em Goiânia apresentou uma redução de 6,29% entre agosto de 2017 e 2018. O preço dos alimentos também caiu em outras 16 capitais brasileiras.

A Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, feita periodicamente em 20 capitais, apontou reduções mais expressivas em Porto Alegre (-3,50%), João Pessoa (-3,36%) e Salvador (-3,02%) e as variações positivas, em Florianópolis (3,86%), Manaus (1,41%) e Aracaju (0,01%).

Ainda segundo os dados, a cesta básica mais cara foi encontrada em São Paulo (R$ 432,81), seguida pela de Florianópolis (R$ 431,30), Porto Alegre (R$ 419,81) e Rio de Janeiro, custando R$ 417,05. Já os menores valores médios foram observados em Salvador (R$ 311,92) e São Luís, onde o conjunto de alimentos é encontrado por R$ 329,42.

Cesta básica em Goiânia

Entre as 13 capitais que se destacam na redução, Goiânia aparece com 6,29% a menos no valor da cesta básica, entre agosto de 2017 e 2018, de acordo com a pesquisa. A capital segue acompanhada de São Luís com 6,51% a menos no valor dos produtos e redução de 6,08% em Salvador.

Segundo o levantamento do Dieese, nas outras sete capitais, os valores médios aumentaram, sendo que as maiores altas foram as de Campo Grande (2,70%) e Cuiabá (2,57%).

Apesar dos valores mais baixos, a pesquisa revelou ainda que nos primeiros oito meses de 2018, seis capitais acumularam taxa negativa, com destaque para Porto Alegre (-1,62%), Salvador (-1,49%) e São Luís (-1,41%). Neste período, outras 14 cidades mostraram aumento, com variações entre 0,49%, em Goiânia, e 3,79%, em Curitiba.

Valor da cesta básica em Goiânia x salário mínimo

De acordo com uma outra pesquisa do Dieese, feita em julho deste ano, a cesta básica em Goiânia custava R$ 366,38, sendo que os consumidores gastavam em média 84 horas e 29 minutos de trabalho para adquirir os alimentos.

Já em relação à pesquisa de agosto de 2018, a cesta básica em Goiânia apresentou o custo de R$ 362,47, redução de R$ 3,91, sendo necessárias 83 horas 35 minutos para a compra dos produtos.

Os dados mostraram ainda que se comparado o custo da cesta com o salário mínimo líquido “verifica-se que o trabalhador remunerado pelo piso nacional comprometeu, em agosto, 42,34% do salário mínimo líquido para adquirir os mesmos produtos que, em julho, demandavam 42,84%.”