Esportes

Thiem bate eslovaco em São Petersburgo e conquista 1º título em quadra coberta

23/09/2018, 17h50

O austríaco Dominic Thiem confirmou o seu favoritismo na partida contra o eslovaco Martin Klizan no Torneio de São Petersburgo, na Rússia, e conquistou neste domingo o seu primeiro título em quadra coberta. Thiem ignorou o retrospecto negativo de três derrotas para Klizan e atropelou o eslovaco por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/1, em apenas 68 minutos.

Cabeça de chave nº 1 do torneio, Thiem alcançou sua 48ª vitória em 63 partidas na temporada e, com isso, vai subir da oitava para a sétima posição no ranking da ATP, a ser atualizado nesta segunda-feira. Ele vai superar o búlgaro Grigor Dimitrov.

Esse é o terceiro título de Thiem na temporada. Antes vencera em Buenos Aires e em Lyon, além de ter sido vice no Masters 1000 de Madri e também em Roland Garros, em sua primeira final de Grand Slam.

Na final deste domingo, Thiem concedeu poucas chances ao 65º do ranking. No primeiro set, o austríaco sequer teve o saque ameaçado. Só na segunda parcial precisou salvar dois break points. Ao mesmo tempo, impôs duas quebras ao adversário em cada uma das duas parciais do jogo, sacramentando a conquista.

Com o resultado, o vice-campeão de Roland Garros faturou seu 11º título de nível ATP na carreira e se manteve na zona de classificação para o ATP Finals, torneio que vai reunir os oito melhores da temporada em Londres, em novembro.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Menor bebe, pega carro dos pais, mata mulher e quase é linchado em Rio Verde

Neuraci Marciel morreu antes de ser atendida aos 43 anos.
24/09/2018, 09h21

Embriagado, um adolescente de 17 anos furou o sinal na Avenida Presidente Vargas, em Rio Verde, no interior goiano, e matou uma cabeleireira no domingo (23/9). Neuraci Marciel, de 43 anos, conduzia um Hyundai HB20 branco quando o carro sob a direção do menor, uma Pajeiro branca, trafegava pela rua General Ozório.

Os policiais militares chegaram ao local, isolou e pediu  auxílio da perícia. Depois do procedimento, o corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

O menor, que dirigia alcoolizado conforme o teste de alcoolemia com dosagem de 0,60 miligramas de álcool, foi apresentado ao delegado de plantão pelos policiais militares, que ainda levaram  para a delegacia copos com cheiro de álcool que estavam no carro dele.

Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que o adolescente fura o sinal fechado e atinge o veículo da vítima, que morreu na hora. A filha de Neuraci, que tem 22 anos,está grávida de quatro meses. Ela ficou ferida, mas recebeu alta depois de ter sido levada à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Rio Verde.

Para o Portal Dia Online, o delegado Thiago Latorre contou que o teste do bafômetro foi realizado dentro da delegacia e flagrou alto teor alcoólico. Com isso, o rapaz, vai responder por ato infracional análogo a homicídio culposo. “Culposo porque ele desrespeitou o sinal vermelho, quando ele tinha que parar”, explica.

Adolescente quase linchado em Rio Verde

Depois que ficou sabendo do acidente, um amigo do adolescente tentou ajudá-lo a sair do local,  mas quase foi linchado pela população. É possível ver o rapaz dentro de um carro vermelho cercado de pessoas revoltadas, que quebram o parabrisas do carro.

Uma mulher se desespera, pede para que não façam nada com o garoto, sem camisa, sentado no banco do carona. Logo depois, os policiais militares chegam e acalmam os ânimos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Argentina tem manifestações contra Macri hoje e greve geral nesta terça-feira

Trânsito de Buenos Aires deve se complicar com as manifestações que se iniciam nesta segunda-feira (24/09).
24/09/2018, 09h49

Vários sindicatos, movimentos sociais e partidos oposicionistas realizam nesta segunda-feira na Plaza de Mayo um protesto contra o governo de Mauricio Macri na Argentina. Na terça-feira, haverá greve geral no país, convocada por lideranças sindicais contrárias ao modelo econômico e ao ajuste conduzido pelo presidente, informa a imprensa local.

Dirigente do sindicato dos caminhoneiros, Pablo Moyano afirmou em entrevista coletiva que a paralisação também é contra o acordo do país com o Fundo Monetário Internacional (FMI), segundo a agência estatal Télam. O governo Macri chegou a um acordo com o FMI para tentar acalmar o quadro de tensão nas finanças locais, sobretudo no câmbio. Atualmente, as duas partes revisam o acordo, um pacote de ajuda de US$ 50 bilhões, montante que pode ser elevado.

Os sindicatos, porém, se mostram contrários ao ajuste promovido pelo governo, que inclui o corte de subsídios, além de demissões no setor público. Lideranças de trabalhadores pedem mudanças na política econômica, o fim das demissões e suspensões de contratos, um freio para as importações e um recuo no Orçamento almejado para o próximo ano e no acordo com o FMI. Também reclamam do impacto sofrido pelos trabalhadores com a alta inflação, em um quadro de aumento no desemprego e na pobreza.

Central Geral de Trabalhadores da Argentina convoca paralisação

Hoje, a expectativa é que o trânsito em Buenos Aires se complique pelas manifestações. Na terça-feira, a Central Geral de Trabalhadores (CGT) da Argentina convocou paralisação de 36 horas, com a participação de outras centrais sindicais. Nesta terça-feira, devem ser afetados voos, inclusive internacionais, os serviços públicos, o transporte público em geral, os bancos e a coleta de lixo.

A agência Télam lembra que, com a desta terça-feira, Macri tem enfrentado uma greve geral nacional a cada oito meses. O presidente assumiu em 2015 e pode tentar a reeleição no próximo ano.

Imagens: Exame.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Briga entre prefeitura e servidores deixa alunos sem aula há 6 dias, em Senador Canedo

As principais reivindicações são o plano de carreira e melhorias nas condições de trabalho.
24/09/2018, 10h13

Os servidores da Secretaria Municipal Educaçāo de Senador Canedo estão em greve desde 18 de setembro. Os servidores reivindicam melhorias no plano de carreira e no piso salarial, além de melhores condições de trabalho. A prefeitura teria entrado na Justiça contra o movimento.

Os servidores participaram na segunda-feira (24/9), às 11h de uma reunião no Ministério Público em Senador Canedo para fazer um acordo.

Segundo o professor de Educação Física, Edielson Cantão, 39 anos, as escolas não têm estrutura. “Eu já tive que comprar materiais básicos, como bambolê, cones, bolas e jogos de dominós do meu próprio bolso para dar aula”, conta.

A prefeitura de Senador Canedo, por meio da assessoria de imprensa, explicou que cerca de 60% dos servidores da educação estão em greve. A categoria, que representa o administrativo, pede reajuste salarial. “Precisamos de melhores condições de trabalho e um reajuste salarial”, afirma a secretária de uma escola, Valquiria Rodrigues Pereira Souza, de 34 anos.

De acordo com os representantes da Associação Municipal dos Servidores da Educação de Senador Canedo (AMSESC), a prefeitura entrou com uma ação contra o movimento, para acabar com a paralisação.

O quadro administrativo é composto por agente educacional, auxiliar educacional, merendeira, auxiliar de limpeza, porteiro e secretária.

Os servidores ouvidos pela reportagem reclamam que as negociações contemplam apenas os professores do município. A prefeitura alega que os administrativos querem ter os salários equiparados com os servidores de Goiânia. A prefeitura informa, por meio da assessoria de imprensa, que em Goiânia o administrativo precisa ter nível superior, ao contrario de senador Canedo que exige nível fundamental.

Senador Canedo: negociações

De acordo com os grevistas foram feitas várias reuniões, antes da paralisação, porém as proposta apresentadas pela prefeitura, ainda, não atendiam as reivindicações da categoria. Até que em Assembleia Geral no dia 12 de setembro, a categoria definiu iniciar a greve no dia 17 de setembro.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

'Produzir e compor me faz sentir viva', diz Simaria após novo afastamento

A cantora Simaria, da dupla com Simone, fala pela primeira vez após ter anunciado novamente seu afastamento dos palcos no último dia 17 de setembro.
24/09/2018, 11h25

A cantora Simaria, da dupla com Simone, usou seu perfil no Instagram para se comunicar pela primeira vez após ter anunciado novamente seu afastamento dos palcos no último dia 17 de setembro por conta de uma tuberculose ganglionar.

Simaria contou que, durante os quatro meses iniciais de seu tratamento, dormia antes das 22h para acordar às seis da manhã e tomar seus remédios.

“Enquanto eu estive afastada, consegui dormir na hora certa, comer na hora certa. A estrada não permite isso, porque os shows são muito tarde, tinha que passar a noite inteira acordada e esperar até as seis da manhã pra tomar meus medicamentos.”

“Achei que já tava muito forte, que meu estômago melhorou bastante, mesmo estando com H. Pylori (Helicobacter pylori), com inflamação no estômago, como eu tava comendo direitinho e seguindo a rotina, achei que já tava bem pra voltar aos palcos”

Porém, a cantora afirma que acabou voltando ‘antes do tempo’: “Num desses finais de semana que eu ia viajar passei mal, muito mal e fui pra São Paulo fazer novos exames.”

“Fiquei alguns dias internada e saíram os resultados, que concluíram que eu continuo com a tuberculose ganglionar. Eles (os médicos) resolveram expandir por mais três meses porque a bactéria continua ali. Deu H. Pylori no estômago, gastrite e anemia”, prosseguiu.

Em seguida, a cantora justificou seu afastamento: “A decisão da equipe médica foi que me afastasse da estrada de novo, porque, de verdade, quem tá numa condição de saúde como essa, com a imunidade lá em baixa, não tem condição de estar na estrada”.

Apesar de estar longe dos palcos, Simaria segue ‘na ativa’

Simaria ainda afirmou que segue ‘na ativa’, ainda que longe dos palcos: “Tô aqui na minha casa, me tratando, me cuidando. Sou uma mulher muito batalhadora, muito guerreira, não consigo ficar parada. Tô compondo, tô produzindo, tô trabalhando no nosso novo DVD.”

“Os próximos compromissos que vierem, campanhas publicitárias, tudo vai ser de acordo com o que o médico orientar”, salientou a artista.

Por fim, Simaria agradeceu o apoio que vem recebendo: “Quero agradecer a todos vocês que oram por mim, que torcem pela dupla, que amam nosso trabalho, agradecer a compreensão dos contratantes, da galera da publicidade, que têm sido massa com a gente.”

“Produzir e compor, tudo isso me faz me sentir viva. Eu fico feliz quando tô fazendo isso, é por isso que continuo aqui trabalhando e fazendo as coisas que eu gosto: pra me sentir viva. Nem sempre as coisas acontecem exatamente como planejamos, mas Deus sabe o que faz. Tudo no seu tempo, né?”, concluiu.

Imagens: Diário Online 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.