Goiás

Jair Bolsonaro causa alvoroço em avião após receber alta

Pelo menos dois passageiros do voo 1036 desistiram da viagem porque não queriam viajar com Jair Bolsonaro.
29/09/2018, 18h01

De volta ao Rio de Janeiro depois de 23 dias internado, Jair Bolsonaro é, ao mesmo tempo, aplaudido e hostilizado em voo de São Paulo, para onde foi levado ao ser esfaqueado em Juiz de Fora (MG) ao Rio de Janeiro, onde ele mora.

Dois vídeos que circulam nas redes sociais mostram o candidato do PSL à presidência da república se encaminhando ao assento no voo na tarde deste sábado (29/9) acompanhado de sua comitiva de policiais federais.

O candidato à Presidência da República deixou o hospital Albert Einstein, no Morumbi, em São Paulo, às 13h45. Bolsonaro, contudo, recebeu alta médica às 10h, após passar 22 dias internado. Ele foi esfaqueado em 6 de setembro durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG).

O voo atrasou pelo menos 30 minutos. Pelo menos dois passageiros do voo 1036 desistiram da viagem porque não queriam viajar com Jair Bolsonaro.

Bolsonaro seguiu para o Aeroporto de Congonhas, de onde seguiu em voo para o Rio de Janeiro, no voo das 15h40. Ele escutou de vaias a apoios de seus correligionários. Ao mesmo tempo em que era chamado de “facista”, apoiadores respondiam com “mito”.

Em outro vídeo, depois de entrar no voo, Bolsonaro recebe enorme apoio:

O presidenciável deixou o hospital por uma saída alternativa para evitar a movimentação da imprensa, que o aguardava na entrada principal do hospital.

A volta para casa, depois de intervenções cirúrgicas e de escapar de complicações, ocorreu no dia em que pelo menos 88 cidades no Brasil ocorrem protestos contra o presidenciável que segue à frente na intenção de votos das principais pesquisas do Brasil.

Ataque a Jair Bolsonaro

O candidato do PSL à presidência, Jair Bolsonaro, levou uma facada na região do tórax durante um ato de campanha em Juiz de Fora (MG) na tarde de quinta-feira, dia 6 de setembro deste ano.

Bolsonaro foi socorrido e levado à Santa Casa de Misericórdia da cidade. O candidato teve lesões nos intestinos delgado e grosso e passou por uma cirurgia que durou cerca de 2 horas.

Vídeo: De volta ao Rio em voo, Bolsonaro ouve "monstro", "torturador" e "mito"

Momento em que o presidenciável era atendido na Santa Casa, em Juiz de Fora, após ataque. Foto: Reprodução

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.