Dia Gourmet

12 churrascarias em Goiânia que você precisa conhecer

Além de carnes de excelente qualidade, buffets fartos e bons rodízios, as churrascarias em Goiânia também oferecem para seus clientes uma experiência gastronômica inigualável.
01/10/2018, 16h00

Quem disse que churrasco é coisa de fim de semana? Com muita fartura e boas carnes na brase, as churrascarias em Goiânia oferecem diariamente as melhores carnes que você poderia experimentar.

Com ambientes confortáveis, muitas ainda oferecem para seus clientes rodízio de churrasco e buffet com variedade de pratos. Está procurando algo diferente para fazer com a família e amigos? Então dá uma olhada na listinha que preparamos para você!

Melhores churrascarias em Goiânia:

1 – Nativas Grill

12 churrascarias em Goiânia que você precisa conhecer
Foto: Reprodução

Se você pretende comer o melhor churrasco da cidade de Goiânia, então precisa fazer uma visitinha ao Nativas Grill. Se ainda não conhece, a casa oferece aos seus clientes um espaço amplo e agradável, ideal para boas reuniões entre amigos e família.

Atuando no mercado goianiense desde 2016, já se tornou referência no ramo, oferecendo sempre um serviço de altíssima qualidade e os melhores pratos. É possível contar ainda com rodízios de churrasco das mais nobres carnes, buffet de saladas, grelhados sushi e sobremesas, em uma excelente variedade.

O valor individual do rodízio é de R$ 49,90 de segunda a quinta, no horário do jantar. Aos fins de semana, o valor é de R$ 54,90.

Funcionamento: segunda a sexta das 11h30 às 16h, e das 18h à 00h / sábado das 11h30 à 00h e domingo das 11h30 às 23h30

Telefone: (62) 3242-0311

Endereço: Rua 89, 117 – St. Sul, Goiânia – GO, 74093-140

2 – Churrascaria do Walmor

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução

Quando falamos das churrascarias em Goiânia, a do Walmor é um dos nomes de peso. Além de rodízio com carnes de diversos tipos e que agradam a todos os gostos, a casa ainda serve um buffet variado e funciona com 3 salões. É o ambiente perfeito para levar a família e os amigos!

Funcionamento: segunda a sábado das 11h às 15h30, e das 18h à 00h / domingo das 11h às 16h

Telefone: (62) 3215-5555

Endereço: Rua 3, 1062 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74115-050

3 – Churrascaria Gramado

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução/ TripAdvisor

Com ambiente confortável e bom atendimento, a Churrascaria Gramado oferece para seus clientes deliciosas carnes nobres em cortes variados, buffet de saladas, pratos quentes e sobremesas. É um lugar perfeito para fazer suas refeições do dia a dia e também organizar confraternizações e festas empresariais, por exemplo. Conta com três unidades em Goiânia.

Funcionamento: segunda a domingo das 11h às 15h, e das 18h à 00h

Telefones: (62) 3291-1165 / (62) 3242-0174 / (62) 3281-9966

Endereços:

  • unidade St. Oeste – Av. R-9, 43 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74125-110
  • unidade St. Jardim América – Av. T-63, 2167 – Jardim America, Goiânia – GO, 74250-320
  • unidade St. Sul – Av. 136, 180 – St. Sul, Goiânia – GO, 74085-450

4 – Los Pampas

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução/ Peixe Urbano

E por falar das melhores churrascarias em Goiânia, Los Pampas também é um dos nomes mais procurados. Presente na capital goiana desde 2002, preza sempre por oferecer a melhor experiência aos seus clientes no que tange o sabor e a qualidade de suas carnes. O ambiente também é ideal para encontros entre família e amigos.

Funcionamento: segunda a sexta das 11h às 15h, e das 18h30 à 23h / sábado e domingo das 11h às 23h

Telefone: (62) 3945-8856 / 3225-6690

Endereço: Av. Araguaia, 141 – Centro, Goiânia – GO, 74030-100

5 – Churrascaria Favo de Mel

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução

Se você pretende conhecer churrascarias em Goiânia que servem um farto buffet, a Favo de Mel também é uma das melhores escolhas. A casa também trabalha com rodízio de carnes variadas, sem contar que seus clientes podem pedir vinhos e sobremesas, tudo isso em um ambiente descontraído, familiar e contemporâneo.

Funcionamento: segunda a sábado, das 11h às 15h30, e das 19h às 23h. Nos domingos abre apenas para o almoço, das 11h às 15h30

Telefone: (62) 3541-5555

Endereço: R. 87, 127 – St. Sul, Goiânia – GO, 74080-295

6 – Rodeo Churrascaria

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução/ Rodeo Churrascaria

Com comidas simplesmente deliciosas e um cardápio variado, os clientes podem encontrar na Rodeo Churrascaria, carnes assadas ao tradicional jeito gaúcho, servidas com acompanhamentos e buffet de saladas. O ambiente é bastante agradável e conta com dois salões.

Funcionamento: segunda a domingo das 11h às 15h

Telefone: (62) 3092-5695

Endereço: R. 227, 479 – Setor Leste Universitário, Goiânia – GO, 74605-080

7 – Churrascaria Pagos do Sul

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução/ Pagos do Sul

Uma das primeiras churrascarias em Goiânia a trazer a modalidade do espeto, tradicional de Santa Catarina, preza sempre pelo bom atendimento a seus clientes, bem como oferecer as mais nobres carnes. Ainda é possível desfrutar de um saboroso buffet.

Funcionamento: segunda a domingo das 10h30 às 15h

Telefone: (62) 3295-4727

Endereço: Av. Armando de Godói, 367-401 – Cidade Jardim, Goiânia – GO, 74415-472

8 – Picanha’s Grill

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução/ Picanhas Grill

A churrascaria oferece para seus clientes um amplo salão, com ambiente familiar. Além de pratos quentes e saladas, ainda é possível degustar deliciosas carnes assadas na brasa. O valor é cobrado por quilo.

Funcionamento: segunda a domingo das 11h às 15h

Telefone: (62) 3941-0262

Endereço: Av. Milão, 1506 – Res. Celina Park, Goiânia – GO, 74373-270

9 – Churrascaria Chimarrão

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução

Com excelente atendimento e boa variedade de churrascos, a Churrascaria Chimarrão ainda oferece para seus clientes pratos frios e quentes, e serviço self-service, sempre com a melhor qualidade. Vale a pena conhecer!

Funcionamento: segunda a domingo das 11h às 15h

Telefone: (62) 3995-2877

Endereço: Rua R Q L, 26 – Vila Santa Isabel, Goiânia – GO, 74633-340

10 – Armazém do Churrasqueiro

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução/ TripAdvisor

Sem dúvida, um dos melhores steakhouses e churrascarias em Goiânia. Com ambiente agradável e confortável, serve aos clientes cortes especiais das mais variadas carnes, acompanhadas de opções diversas e ainda conta com uma excelente carta de vinhos.

Funcionamento: segunda a domingo das 9h às 16h

Telefone: (62) 3245-2085

Endereço: R. 15, 2174 – St. Marista, Goiânia – GO, 74150-020

11 – Capital Churrascaria

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução/ Capital Churrascaria

Uma das melhores opções em comida caseira e de qualidade, a Capital Churrascaria conta com um ambiente agradável e confortável, com um meu variado de churrascos deliciosos, com preços acessíveis.

Funcionamento: terça a sábado das 11h às 14h / domingo das 11h às 13h

Telefone: (62) 3988-6386

Endereço: Rua 305, 35 – Setor Norte Ferroviário, Goiânia – GO, 74063-420

12 – GynSul Churrascaria Grill

12 churrascarias em Goiânia para você conhecer
Foto: Reprodução, Gyn Sul

Sem dúvida, um dos melhores restaurantes e churrascarias em Goiânia. Funciona como self-service, com saborosas opções caseiras e churrascos de carnes diversas.

Telefone: (62) 3941-7011

Endereço: R. T-35, 1957 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74223-230

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Morre criança baleada em carro de tio no Jardim Primavera, em Goiânia

Crime ocorreu na noite de sábado, 29 de setembro; a menina de 4 anos estava internada no Hugol.
01/10/2018, 16h26

Morreu neste domingo (30/9) a criança de quatro anos baleada em carro do tio no Jardim Primavera, em Goiânia. O crime ocorreu na noite de sábado (29/9); o carro em que João Pedro da Silva, de 24 anos, dirigia foi abordado por três homens que atiraram diversas vezes. João, que levava duas sobrinhas no veículo, morreu na hora.

A menina identificada como Anny Victória da Silva Xavier também foi atingida na cabeça pelos disparos. Ela chegou a ser levada para o Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), onde ficou internada, mas não resistiu aos ferimentos. De acordo com nota do Hugol, foram feitos todos os esforços e procedimentos da equipe multidisciplinar, mas a criança não sobreviveu. A outra menina, irmã mais velha de Anny, que também estava no carro não se feriu.

Crime no Jardim Primavera

De acordo com informações da Polícia Civil, João Pedro estava na casa da sogra em Goianira, e uma cunhada ligou para que ele levasse as crianças até a casa dela. Durante o trajeto, o carro em que o jovem estava foi abordado por três homens em duas motos, que atiraram diversas vezes.

Logo após o ocorrido, um dos suspeitos do crime  foi preso em flagrante por equipes do 13º Batalhão da Polícia Militar e da Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam), ainda no Jardim Primavera. Edvaldo Trindade dos Santos, de 26 anos, confessou participação na morte, mas disse que não atirou em João Pedro e sim pilotou uma das motos.

Morre criança baleada em carro de tio no Jardim Primavera, em Goiânia
Foto: Reprodução/Polícia Militar de Goiás

Edvaldo foi localizado por meio do sistema de monitoramento da Central de Alternativas à Prisão (CAP) do Governo de Goiás, já que o suspeito usa tornozeleira eletrônica. O equipamento também apontou que ele esteve no local do crime.

O homem foi encaminhado à Central de Flagrantes, onde disse, em depoimento, que o crime foi motivado por vingança. De acordo com ele, em janeiro deste ano, João Pedro teria matado seu irmão também no Jardim Primavera.

A Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) investiga se o crime se trata de uma execução, conforme disse Edvaldo. Até o momento, os dois comparsas do homem não foram presos.

Via: G1 
Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Moro libera parte da delação de Palocci em ação contra Lula

Delação homologada por Gebran Neto está inserida nos autos de uma das ações penais da Operação Lava Jato.
01/10/2018, 16h29

O juiz Sérgio Moro levantou o sigilo do Termo de Colaboração 1 do ex-ministro dos Governos Dilma e Lula, Antonio Palocci. Essa parte da delação de Palocci, que o ex-ministro fechou com a Polícia Federal e foi homologada pelo desembargador Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4), está inserida nos autos de uma das ações penais da Operação Lava Jato contra Lula – em que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é réu por corrupção passiva e lavagem de dinheiro na compra de um apartamento em São Bernardo do Campo e de um terreno supostamente destinado ao Instituto Lula.

Dos depoimentos prestados por Palocci no acordo, o Termo de Colaboração n.º 1 se refere “ao conteúdo do presente feito”, assinalou Moro. “Examinando o seu conteúdo, não vislumbro riscos às investigações em outorgar-lhe publicidade.”

“Havendo ademais ação penal em andamento, a publicidade se impõe pelo menos no que se refere a depoimento que diz respeito ao presente caso (artigo 7.º, §3º, da Lei nº 12.850/2013.)”, completou o magistrado.

Moro assinalou que “caberá aos Juízos perante os quais ele (Palocci) responde a ações penais decidir acerca da concessão ou não a ele de benefícios, o que terá que ser feito, por exemplo, na presente ação penal”.

Imagens: EXPRESSO 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Rompimento de adutora deixa 31 bairros de Aparecida de Goiânia sem água

Confira abaixo a lista de setores afetados.
01/10/2018, 16h55

O rompimento de uma adutora ocorrido na madrugada desta segunda-feira (1/10), no Setor Independência Mansões, deixou 31 bairros de Aparecida de Goiânia sem água. De acordo com a Saneago, técnicos da empresa estão no local e o serviço de reparo deve ser finalizado na tarde de hoje. A normalização do abastecimento de água está previsto para a noite desta segunda-feira.

A Saneago pede a compreensão da população e alerta para o consumo moderado das reservas domiciliares de água tratada. Com o retorno do abastecimento, pode ocorrer alteração na cor da água. Nesse caso, a companhia orienta o cliente a entrar em contato pelo número 0800 645 115 para que a empresa tome as devidas providências.

Bairros de Aparecida de Goiânia sem água

  • Andrade Reis
  • Chácara Santa Luzia
  • Cidade Livre
  • Colina Azul
  • Comendador Walmor
  • Conde dos Arcos (parcial)
  • Independência Mansões
  • Independência
  • Jardim Florença
  • Jardim Cristalino
  • Jardim dos Girassóis
  • Jardim Ipiranga
  • Jardim Monte Cristo
  • Jardim Riviera
  • Marista Sul
  • Nova Cidade
  • Parque das Nações (parcial)
  • Parque Atalaia
  • Parque Haiala
  • Parque Itatiaia
  • Rio Vermelho
  • Residencial Vilage
  • Residencial Vilage Garavelo
  • Garavelo II
  • Serra Dourada I
  • Serra Dourada II
  • Serra Dourada III
  • Setor dos Estados
  • Setor Fabrício
  • Solar Central Park
  • Virgínia Parque

Dicas para não ficar sem água

Nestes dias de calor é quase impossível resistir sem água em casa. Pensando nisso, separamos algumas dicas para você economizar água e sempre ter uma reserva em caso de eventuais problemas com o fornecimento de água. Confira e programe-se!

– Diminua o tempo debaixo do chuveiro. E não esqueça de fechar a torneira ao se ensaboar. Uma ducha rápida em vez de um banho pode economizar até 150 litros;

– Mantenha um balde no chuveiro para armazenar a água que corre até que atinja a temperatura adequada. Use essa água para lavar o banheiro, na descarga ou para regar as plantas;

– Adote o hábito de usar a vassoura, e não a mangueira, para limpar a calçada e o quintal da sua casa;

– Reaproveite a água do segundo enxágue das máquinas de lavar roupa e louça e utilize para regar as plantas.

Imagens: Jornal Regional 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Em deleção, Palocci diz que Lula sabia da corrupção na Petrobras desde 2007

Ex-ministro explica como foi montado o esquema de propinas e loteamento de cargos estratégicos, além de revelar que o ex-presidente tratava da ocupação pessoalmente no 1.º andar do Palácio do Planalto.
01/10/2018, 17h05

O ex-ministro Antonio Palocci (governos Lula e Dilma) detalhou, em delação premiada, o suposto loteamento de cargos na Petrobras com o fim de captação de recursos para campanhas petistas. No primeiro termo de sua colaboração com a Polícia Federal, tornado público nesta segunda-feira, 1, pelo juiz federal Sérgio Moro, ele reafirma que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria conhecimento de esquemas de corrupção na estatal.

A delação de Palocci contém uma narrativa minuciosa e explica como foi montado o esquema de propinas e loteamento de cargos estratégicos atendendo interesses de partidos políticos na Petrobras, a partir das indicações de Paulo Roberto Costa (Diretoria de Abastecimento) e de Renato Duque (Serviços).

O relato do ex-ministro aponta, inclusive, locais onde o ex-presidente teria tratado pessoalmente da ocupação dos cargos na estatal, o 1.º andar do Palácio do Planalto.

“Em fevereiro de 2007, logo após sua reeleição, Luiz Inácio Lula da Silva convocou o colaborador, à época deputado federal, ao Palácio da Alvorada, em ambiente reservado no primeiro andar, para, bastante irritado, dizer que havia tido ciência de que os diretores da Petrobras Renato Duque e Paulo Roberto Costa estavam envolvidos em diversos crimes no âmbito das suas diretorias”, relatou Palocci.

Ainda segundo o ex-ministro, Lula indagou dele “se aquilo era verdade, tendo respondido afirmativamente”.

“Que (Lula) então indagou ao colaborador quem era a pessoa responsável pela nomeação dos diretores; Que o colaborador afirmou que era o próprio Luiz Inácio Lula da Silva o responsável pelas nomeações; Que também relembrou a Luiz Inácio Lula da Silva que ambos os diretores estavam agindo de acordo com parâmetros que já tinham sido definidos pelo próprio Partido dos Trabalhadores e pelo Partido Progressista.”

Segue a delação de Palocci. “Acredita que Lula agiu daquela forma porque as práticas ilícitas dos diretores da estatal tinham chegado aos seus ouvidos e ele queria saber qual era a dimensão dos crimes, bem como sua extensão, e também se o colaborador aceitaria sua versão de que não sabia das práticas ilícitas que eram cometidas em ambas as diretorias, uma espécie de teste de versão, de defesa, com um interlocutor, no caso, o colaborador; Que essa prática empregada por Lula era muito comum.”

Palocci está preso desde setembro de 2016, alvo da Operação Omertà, desdobramento da Lava Jato. O juiz Moro o condenou em uma primeira ação a 12 anos e dois meses de reclusão.

O termo número 1 de colaboração do ex-ministro foi anexado à mesma ação penal em que ele confessou crimes pela primeira vez. O processo se refere a supostas propinas de R$ 12,5 milhões da Odebrecht ao ex-presidente por meio da aquisição de um apartamento em São Bernardo do Campo e de um terreno onde supostamente seria sediado o Instituto Lula, que teria sido bancado pela empreiteira.

Em setembro de 2017, Palocci confessou crimes em depoimento no âmbito desta ação penal, em que atribuiu a Lula um “pacto de sangue” de R$ 300 milhões entre Lula e a empreiteira.

Segundo o ex-ministro, no primeiro governo Lula, a Odebrecht, “alinhada ao PP”, passou a “atuar” para derrubar o então diretor da estatal, Rogério Manso, único remanescente do governo Fernando Henrique Cardoso. De acordo Palocci, Manso teria imposto “dificuldades” à empreiteira.

Palocci afirma que “isso se deu porque o PP estava apoiando fortemente o governo e não encontrava espaço em Ministérios e nas estatais” e que Lula estava “observando esse cenário”.

“Lula decidiu resolver ambos os problemas indicando Paulo Roberto Costa para a Diretoria de Abastecimento”, diz, em colaboração.

Segundo Palocci, a indicação “também visava garantir espaço para ilicitudes, como atos de corrupção, atendia tanto a interesses empresariais quanto partidários”. Ele afirma que “assim, nas Diretorias de Serviço e Abastecimento houve grandes operações de investimentos e, simultaneamente, operações ilícitas de abastecimento financeiro dos partidos políticos”.

O ex-ministro ainda diz que “o governo não sabia, à época, qual era o ganho pessoal dos diretores nessas operações” e que “isso não interessava ao governo que, embora não gostasse da prática, não trazia grandes preocupações”.

Palocci diz que ilicitudes dentro da Petrobras eram tidas como “o mínimo aceitável”

Palocci relata que se sabia que já existia na estrutura da Petrobras, em áreas de menor escalão, cometimento de ilicitudes e que “se julgava que isso era o mínimo aceitável dentro de uma engrenagem tão grande como a da Petrobras, prática que é comum dentro de grandes empresas públicas e privadas, salvo raríssimas exceções”.

O ex-ministro relata que “era comum Lula, em ambientes restritos, reclamar e até esbravejar sobre assuntos ilícitos que chegavam a ele e que tinham ocorrido por sua decisão” e que “a intenção de Lula era clara no sentido de testar os interlocutores sobre seu grau de conhecimento e o impacto de sua negativa”.

O ex-ministro ainda diz que “explicitou a Lula que ele sabia muito bem porque houve a indicação pelo PP de um diretor, uma vez que o PP não fez aquilo para desenvolver sua política junto à Petrobras, até porque nunca as teve”, e que a “única política do PP era a de arrecadar dinheiro”.

Palocci afirmou ainda “que não havia sentido em se acreditar que o PP estaria contribuindo com políticas para a exploração do petróleo”.

Defesa

Em nota, o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula, afirmou: “A conduta adotada hoje pelo juiz Sérgio Moro na Ação Penal nº 5063130-17.2016.4.04.7000 apenas reforça o caráter político dos processos e da condenação injusta imposta ao ex-presidente Lula.

Moro juntou ao processo, por iniciativa própria (‘de ofício’), depoimento prestado pelo Sr. Antônio Palocci na condição de delator com o nítido objetivo de tentar causar efeitos políticos para Lula e seus aliados, até porque o próprio juiz reconhece que não poderá levar tal depoimento em consideração no julgamento da ação penal. Soma-se a isso o fato de que a delação foi recusada pelo Ministério Público. Além disso, a hipótese acusatória foi destruída pelas provas constituídas nos autos, inclusive por laudos periciais.

Palocci, por seu turno, mentiu mais uma vez, sem apresentar nenhuma prova, sobre Lula para obter generosos benefícios que vão da redução substancial de sua pena – 2/3 com a possibilidade de ‘perdão judicial’ – e da manutenção de parte substancial dos valores encontrados em suas contas bancárias.”

Imagens: Istoé 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.