Esportes

Duelo goiano na série B vale mais do que três pontos

Os dois clubes estão empatados com 44 pontos conquistados, quem vencer o duelo fica a um do quarto colocado.
06/10/2018, 12h11

Atlético Goianiense e Vila Nova medem forças no Estádio Antônio Acciolly, na tarde deste sábado (6/10), em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B 2018.

As duas equipes buscam uma vaga no G4, grupo dos primeiros colocados que garante o acesso ao Campeonato Brasileiro da Série A do próximo ano.

O duelo será o segundo entre os dois clubes, na Série B deste ano. No primeiro confronto empate sem gols. Os dois times estão bem colocados na tabela de classificação e ambos possuem 44 pontos conquistados, com o rubro-negro goiano levando vantagem no critério desempate.

Quem vencer cola de vez no G4

Com vitória, seja ela colorada ou rubro-negra, as equipes encostam de vez no G4. Uma vez que quem vencer o duelo desta tarde, irá somar mais três pontos e chegar aos 47 conquistados, subindo para a quinta colocação do torneio e ficado apenas um ponto atrás do Avaí que é o atual quarto colocado.

Vale lembrar que por determinação do Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) a partida será realizada com torcida única, nesse caso como o Atlético é o mandante, apenas torcedores do rubro-negro poderão acompanhar o jogo decisivo.

Depois do jogo desta tarde o Atlético voltará a campo na sexta-feira (12/10) quando recebe o Sampaio Corrêa e o Vila Nova também joga em casa, mas, no sábado quando encara o Boa Esporte.

Ficha técnica:

Local: Estádio Antônio Acciolly, Goiânia – GO

Horário: 16h30

Árbitro do jogo: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gassen (SP) e Jorge Eduardo Bernadi (RS)

Atlético-GO: Jefferson; Jonathan, Oliveira, Gilvan e Mascarenhas; Pedro Bambu, Rômulo e João Paulo; Júlio César, Renato Kayzer, Thiago Santos.

Técnico: Cláudio Tencati.

Vila Nova: Mateus Pasinato; Moacir, Wesley Matos, Diego Giaretta e Gastón Filgueira; Geovane, Washington (Wellington Reis), Mateus Anderson, Alan Mineiro e Lucas Braga; Rafael Silva (Alex Henrique).

Técnico: Hemerson Maria.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Comurg contará com 1.000 servidores para varrição neste domingo

Preocupado com a limpeza da cidade no dia de eleição, presidente da Comurg colocará 1.000 servidores para fazer a varrição perto dos principais colégios eleitorais da capital.
06/10/2018, 15h34

Além do eleitor que terá que comparecer a sua seção de votação neste domingo (7/10), preparado para escolher os novos governantes, quem também estará a postos e de olho na limpeza, próximo as escolas em Goiânia, é a Companhia de Urbanização de Goiânia (Comurg).

As informações foram divulgadas pela própria companhia e veiculadas através do site da Prefeitura de Goiânia. De acordo com a publicação, um total de 1.000 servidores estarão trabalhando próximo aos principais colégios da capital para fazer o trabalho de limpeza do local durante a eleição.

Entre os locais que irão receber o apoio da companhia, estão o Colégio Lyceu, no Centro da cidade, o Colégio Marista na Avenida 85 e o Colégio Estadual Professor Pedro Gomes, na Vila Abajá, além de outras instituições de ensino.

Presidente da Comurg informou como será o trabalho

O presidente da Comurg, Aristóteles de Paula, afirmou na publicação que o trabalho no dia da eleição será preventivo e que os servidores irão trabalhar por escala. Ainda de acordo com ele, na segunda-feira (8/10) a varrição irá contar um efetivo de 3 mil servidores.

Uma das preocupações do presidente demostrada na publicação, é para que os candidatos façam valer a determinação da Justiça Eleitoral e não joguem o material de campanha fora nas ruas da cidade.

De acordo com o presidente da companhia, a grande quantidade de “santinhos” além de causar poluição visual, entupir bueiros, por ser escorregadio pode provocar acidentes. Aristóteles concluiu que caso venha a chover na capital neste domingo (7/10) os santinhos podem grudar no chão e não seria possível remover o mesmo através da varrição.

O presidente da companhia ressaltou ainda que os caminhões de coleta de lixo, assim como os servidores que estarão responsáveis por varrer as ruas próximas aos principais colégios eleitorais, também irão ficar de plantão durante o pleito, para atender possíveis emergências.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Pais fogem da Guarda Civil e deixam recém-nascido para trás em Aparecida

A partir de uma abordagem a um suspeito em uma moto, os Guardas chegaram a casa onde encontraram o bebê e outras drogas.
06/10/2018, 17h28

A Guarda Civil Metropolitana de Aparecida de Goiânia (GCM) encontrou na manhã deste sábado (6/10) um bebê de apenas três semanas de vida sozinho com 30 quilos de crack e maconha guardados em uma casa, no Jardim Itapuã, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. O recém-nascido foi encontrado sozinho na residência, depois que a guarda Silva abordou um homem conduzindo uma moto com uma porção de maconha.

De acordo com as informações, o guarda civil Juliard de Souza Cunha, estava na ocorrência e contou que a criança tinha sido deixada sozinha na casa pela mãe e que, depois de ser resgatado, foi encaminhado para um abrigo.

Ainda segundo as informações, o suspeito abordado mostrou à equipe da Guarda a casa na qual havia conseguido as drogas. Ao chegar a residência os guardas se depararam com o bebê de apenas três semanas dormindo sozinho em uma cama.

Pais fogem e deixam recém-nascido para trás

O Portal Dia Online entrou em contato com a Guarda Civil Metropolitana de Aparecida de Goiânia (GCM-AP), que informou que durante a abordagem o pai e a mãe da criança avistaram a equipe e fugiram do local deixando a criança sozinha.

De acordo com a assessoria da GCM, a mãe da criança, que é menor de idade, ligou para a avó do bebê, a qual se apresentou poucos minutos depois da abordagem, informando que a mãe do recém-nascido havia ligado, pedindo para que ela comparecesse no local.

Ainda de acordo com a assessoria da Guarda, no quarto em que a criança estava foram encontradas 15 peças de maconha, em um outro quarto mais cinco peças da droga, e em um veículo que estava na casa outros cinco tabletes de entorpecentes, além de sete quilos de um pó branco que pode ser cocaína.

Pais fogem de abordagem policial e deixam recém-nascido para trás em Aparecida
Foto: Divulgação GCM.

Além das drogas apreendidas, a equipe da GCM encontrou no local balanças de precisão e insumo para a fabricação de entorpecentes. A assessoria da GCM de Aparecida informou que tanto avó quanto o suspeito foram encaminhados para o 4º DP da cidade. O suspeito foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Atlético Goianiense e Vila Nova ficam no empate na Série B

Em duelo emocionante pela Série B do Campeonato Brasileiro, Atlético Goianiense e Vila Nova ficaram no empate em 2 a 2.
06/10/2018, 18h54

Para quem esperava uma vitória de Atlético Goianiense ou Vila Nova no confronto deste sábado (6/10), no Estádio Antônio Acciolly, pôde conferir um duelo e tanto no empate pelo placar de 2 a 2.

O Vila Nova abriu o placar ainda no primeiro tempo de jogo. Depois de chute de fora da área, o meia atacante Alan Mineiro aproveitou o rebote para marcar para o time colorado.

Com 1 a 0 e a vitória parcial, o Atlético teve oportunidade com Pedro Bambu, chegando a empatar o jogo, mas, a arbitragem assinalou impedimento do jogador rubro-negro.

Segundo tempo

Em desvantagem no placar, o técnico do Atlético Goianiense, Cláudio Tencanti, colocou o time rubro-negro para ir em busca do resultado positivo, enquanto o Vila se defendia buscando uma oportunidade de ampliar o placar.

E sabe aquele velho ditado do futebol “Quem não faz leva”! Ele apareceu no clássico goiano. Pela insistência, o dragão conquistou um pênalti aos 25’ da etapa complementar, Thiago Santos empatou o jogo para o time rubro-negro.

Com o gol de empate, o Atlético manteve o ímpeto e aos 32’ da etapa final, Wesley Matos, cortou a bola e segundo o árbitro do jogo Leandro Pedro Vuaden, o zagueiro colorado usou o braço para cortar a bola, assinalando outra penalidade para os donos da casa.

Desta vez quem foi para a cobrança foi Júlio Cesar, que bateu rasteira sem chances para o goleiro Rafael Santos do Vila Nova, virando o jogo a favor do time rubro-negro.

Agora quem teve que correr atrás do placar foi o Vila Nova, para não deixar o adversário se distanciar na competição e não ficar longe dos primeiros colocados. E o time de Hemerson Maria foi premiado aos 44′ do segundo tempo quando Diego Giaretta apareceu sozinho dentro da área e de voleio marcou o gol de empate colorado.

Como empate em 2 a 2 as duas equipes se mantiveram em suas posições, com 45 pontos conquistados, mas, com o Atlético com uma vitória a mais que o Vila.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Pedir voto pelo WhatsApp e outras redes sociais é crime a partir de meia noite

Artigo 81 da resolução número 23.551 do Superior Tribunal Eleitoral (TSE) configura crime eleitoral pedido de voto por redes sociais no dia das eleições.
06/10/2018, 20h07

Nesse domingo (7/10) todos os brasileiros vão as urnas eleger os novos representantes do país. Um detalhe interessante nas eleições deste ano, foi o uso das redes sociais nas campanhas eleitorais. No entanto de acordo com o artigo 81 da resolução número 23.551 do Superior Tribunal Eleitoral (TSE), pedir votos através das redes sociais no dia do pleito é crime.

O texto da resolução diz que a partir da meia noite de domingo (7/10) é proibido qualquer tipo de propagada de partidos políticos e de seus candidatos através de WhatsApp e outras redes sociais.

O artigo prevê que quem for pego fazendo propaganda indevida ou impulsionado a propaganda, será punido. Todavia as publicações feitas até as 23h59 deste sábado (6/10) podem continuar ativas no dia do pleito.

Quem pedir voto pelo WhatsApp estará cometendo crime eleitoral

O Portal R7 entrevistou o advogado e presidente da Comissão de Direito Eleitoral da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo, Luiz Silvio Moreira Salata, o qual confirmou durante a entrevista que enviar o número de candidato, independente do cargo preterido por ele através de qualquer rede social estará infligindo a lei.

Quem pensa que apenas aqueles que passarem o número dos candidatos serão punidos se engana. A lei também é aplicada para quem usar as redes sociais para pedir votos nulos e brancos.

Dessa forma, quem usar as redes sociais como WhatsApp, Facebook ou qualquer outra, para converter votos para um candidato, estará praticando crime eleitoral.

Segundo a publicação, quem for pego praticando o crime através das redes sociais pode ficar preso de seis meses a um ano, ou fazer prestação de serviços à comunidade, além da multa que varia de R$ 5.320,50 a R$ 15.961,50.

É bom ressaltar que se o candidato em questão tiver conhecimento da publicidade indevida no dia da eleição, ele também pode ser punido pelo crime eleitoral.

Via: R7 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.