Política

Polícia detém pessoas que faziam propaganda eleitoral no DF e RN

07/10/2018, 16h20

Pessoas que faziam propaganda de candidatos no Distrito Federal foram conduzidas a delegacias pela Polícia Militar neste domingo, 7. Segundo informações da Secretaria de Segurança Pública do DF, o Centro Integrado de Operações de Brasília (Ciob) informou que, até o meio dia, 43 pessoas foram encaminhadas às delegacias.

Foram registrados flagrantes de pessoas que estavam gritando nome, balançando camiseta ou distribuindo propaganda político-partidária de candidatos. Todos assinaram Termo de Compromisso de Comparecimento e, segundo a SSP, foram liberados. A propaganda eleitoral está proibida de ser realizada desde as 22 horas da noite de sábado, 6.

O Departamento de Trânsito registrou até o meio dia pontos de retenção nas proximidades das zonas eleitorais de Águas Claras e Taguatinga Sul, no entorno do Plano Piloto, região central de Brasília. Não houve nenhum registro de ocorrência grave até o momento, segundo a SSP.

No Rio Grande do Norte, uma advogada foi presa em flagrante por policiais civis na cidade de Pendências. Os policiais faziam ronda pela cidade quando visualizaram a mulher entregando “santinhos” de dois candidatos à Assembleia Legislativa local a um senhor que se aproximava do local de votação.

De acordo com o Ministério Público Eleitoral, após revista realizada pelos policiais civis no carro utilizado pela advogada foram encontrados outros 158 “santinhos” idênticos ao entregue ao eleitor. Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RN) foram acionados e as investigações relativas ao caso ficaram a cargo da Promotoria Eleitoral da 47ª Zona Eleitoral.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Eleições 2018: Acompanhe em tempo real a apuração dos votos em Goiás

Acompanhe ao vivo a apuração das urnas em Goiás.
07/10/2018, 17h09

A corrida eleitoral teve início oficial no dia 16 de agosto. Os candidatos tiveram 50 dias para fazer a campanha eleitoral.

Em todo o Brasil, 147.376.205 (cento e quarenta e sete milhões, trezentos e setenta e seis mil, duzentos e cinco) eleitores puderam votar nas eleições deste ano. Em Goiás, 4.454.497 (quatro milhões, quatrocentos e cinquenta e quatro mil, quatrocentos e noventa e sete).

O eleitor votou na seguinte ordem na urna eletrônica:

  1. Deputado Federal;
  2. Deputado Estadual;
  3. primeira vaga de Senador;
  4. segunda vaga de Senador;
  5. Governador;
  6. Presidente da República.

Principais notícias

Confira os deputados federais eleitos por Goiás em 2018

Confira a lista dos deputados estaduais eleitos por Goiás em 2018

Urnas para eleitores do exterior já foram apuradas neste domingo

TRE já substituiu 56 urnas em Goiás até o início da tarde

TSE apura imagens e vídeo de eleitores com armas em cima de urnas

Em Goiás, 11 casos de crimes eleitorais já foram registrados neste domingo

Caiado deve ser eleito hoje no 1º turno, segundo Serpes

Apuração dos votos em Goiás em tempo real

Seções apuradas: 13995 de 13995 – 100%

Governo

Em vitória histórica, Ronaldo Caiado é eleito governador de Goiás

Ronaldo Caiado 59,73% – 1.773.185 votos

Daniel Vilela 16,14% – 479.180 votos

Zé Eliton 13,73% – 407.507 votos

Kátia Maria 9,16% – 271.807 votos

Weslei Garcia  0,88% – 26.020 votos

Marcelo Lira 0,22% – 6.534 votos

Alda Lucia 0,15% – 4.500 votos

Senado

Jorge Kajuru é eleito segundo senador por Goiás

Vanderlan Cardoso vence disputa ao Senado por Goiás

Vanderlan 31,35% – 1.729.637

Jorge Kajuru 28,23% – 1.557.415

Wilder Morais 14,43% – 796.387

Lúcia Vânia 9,42% – 519.691

Marconi Perillo 7,55% – 416.613

Agenor 3,56% – 196.614

Professora Geli 2,41% – 132.773

Luis César Bueno 1,84% – 101.743

Fabrício Rosa 0,83% – 45.833

Professora Magda Borges0 0,37% – 20.623

Santana Pires 0,00% –  0 voto

Professor Alessandro Aquino 0,00% –  0 voto

Presidência

Seções apuradas: 454480 de 454490 – 99%

Fernando Haddad e Jair Bolsonaro disputam 2º Turno

Jair Bolsonaro 46,03% – 49.275.358 votos

Fernando Haddad 29,28% – 31.341.839 votos votos

Ciro Gomes 12,45% – 11.404.853 votos

Geraldo Alckmin 1,25% – 751.678 votos

João Amoêdo 2,75% – 1.661.013 votos

Henrique Meirelles 1,25% – 751.678 votos

Cabo Daciolo 1,09% – 657.517 votos

Alvaro Dias 1,01% – 609.708 votos

Marina Silva 0,96% – 579.917 votos

Guilherme Boulos 0,55% – 334.567 votos

Vera Lúcia 0,05% – 29.974 votos

Eymael 0,04% – 21.960 votos

João Goulart Filho 0,03% – 17.536 votos

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Eleições 2018: Urnas para eleitores do exterior já foram apuradas neste domingo

Segundo o TSE, em 18 países a votação se encerrou às 7h deste domingo (7).
07/10/2018, 18h17

O Tribunal Superior Eleitoral (STE) confirmou a veracidade de imagens que circulam na internet de boletins dos votos de pelo menos 500.527 eleitores brasileiros que vivem fora do Brasil nas eleições 2018. Os eleitores, no entanto, podem votar apenas para presidente.

Segundo o TSE, em 18 países a votação se encerrou às 7h deste domingo (7). Ainda segundo o órgão, quando a votação é concluída em uma seção eleitoral, o chefe daquela seção imprime o boletim e o fixa na porta.

Os resultados, contudo, vão ser divulgados no junto com a apuração dos votos no Brasil. Os 500.727 eleitores brasileiros votaram em 171 localidades eleitorais de 99 países.

O número é recorde e representa um salto de 41% em relação à eleição de 2014, resultado de uma campanha feita pelo Ministério das Relações Exteriores. Foram enviadas 744 urnas para 171 localidades, em 99 países – incluindo uma região de difícil acesso no Líbano.

Boletim urnaBoletim de urna em Wellington, Nova Zelândia

Nova Zelândia, Austrália, Japão, Coreia do Sul, China, Taiwan, Cingapura, Filipinas, Malásia, Hong Kong, Timor Leste, Indonésia, Vietnã, Tailândia, Índia e Nepal concluíram votação até a manhã deste domingo, 7. Omã e Emirados Árabes Unidos devem encerrar a votação por volta das 10h15, segundo o TSE.

Nos EUA são 160 mil eleitores que votam fora do Brasil nas eleições 2018

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), pelo menos 160 mil eleitores estão nos Estados Unidades. Os maiores colégios eleitores estão em Boston e Miami, seguidas por Tóquio, no Japão.

Acompanhe apuração em tempo real

Em 2014, 354.184 eleitores brasileiros estavam cadastrados para participar das eleições fora do Brasil. De acordo com o TSE, o crescimento de 41,37% se deve a uma parceria entre o tribunal e o Ministério das Relações Exteriores que possibilitou a adoção de medidas que facilitaram o cadastramento eleitoral de brasileiros residentes no exterior.

Eleições fora do Brasil: veja números da Suíça

O aumento no número de brasileiros aptos a votar foi registrado em praticamente todos os países. Na Europa, são mais de 170 mil pessoas, com destaque para os 39 mil eleitores inscritos em Portugal, 25 mil no Reino Unido, 19 mil na Suíça e 11 mil na França.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Em vitória histórica, Ronaldo Caiado é eleito governador de Goiás

Com 82% das urnas apuradas, às 19h26, Caiado obteve 60,63% dos votos válidos, ou 1.467.896 votos.
07/10/2018, 19h28

Ronaldo Caido (DEM) foi eleito governador de Goiás neste domingo (07/10). Com 82% das urnas apuradas, às 19h26, Caiado obteve 60,63% dos votos válidos, ou 1.467.896 votos, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Ele derrotou o candidato Daniel Vilela (MDB), que obteve 16,9% dos votos, 389.544 e Zé Eltion  (PSDB), que obteve 13,10% dos votos válidos, ou 317.205  votos. Os três candidatos disputaram, durante a campanha eleitoral, os três primeiros lugares para a disputa.

Trajetória do governador Ronaldo Caiado

Em vitória histórica, Ronaldo Caiado é eleito governador de Goiás
Ronaldo Caiado durante campanha à presidência da república. Foto: Reprodução.

O governador eleito nasceu no dia 25 de setembro de 1949, em Anápolis. Ele é ligado às causas rurais, um dos principais assuntos levantados por Caiado sempre foi a agricultura e a pecuária. Foi presidente da Comissão Permanente de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural na Câmara dos Deputados e criador da Frente Parlamentar de Apoio à Agropecuária, conhecida como “bancada ruralista”.

Em 1989, obteve apenas 0,68% dos votos como candidato a presidente da República pelo PSD. Já em 1991, ocupou seu primeiro cargo político como deputado federal por Goiás. Em 1994 também concorreu ao cargo de governador de Goiás, recebendo 23% dos votos validos. Foi reeleito em 2003, 2007 e 2011.

Caiado foi eleito senador por Goiás, em 2015 com 1,2 milhão de votos. Em 2016, tornou-se líder da bancada do DEM no Senado Federal. É também presidente do DEM no Estado de Goiás e vice-presidente nacional do partido.

Caiado é médico ortopedista, e disputou a primeira eleição para Deputado Federal, onde foi eleito por 5 mandatos. Em 2015, se tornou Senador da República e líder da bancada do Democratas (DEM).

Campanha

Durante a campanha, Ronaldo Caiado focou em críticas às gestões do ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) e de seu sucessor, o atual governador, que tentou a reeleição, Zé Eliton (PSDB). Zé foi a grande aposta para a continuidade do poder político marconista que deu início em 1998, quando o tucano foi eleito governador. Desde então, não perdeu nenhuma eleição, elegendo-se quatro vezes e, ainda, o antigo aliado Alcides Rodrigues, em 2010.

Nos discursos em carreatas e encontros com apoiadores, evitou comemorar a vitória antes do fim da contagem dos votos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Vanderlan Cardoso vence disputa ao Senado por Goiás

Candidato foi eleito com mais de 30% dos votos.
07/10/2018, 19h51

Vanderlan Cardoso (PP) foi eleito senador por Goiás nas eleições 2018. Com 1.681.116 votos (31,42%), o empresário de 55 anos, nascido em Iporá, interior de Goiás, conquistou a primeira vaga para o cargo. O novo senador é empresário do ramo alimentício e foi prefeito de Senador Canedo entre 2005 e 2010. Em 2010 e 2014 se candidatou aos governo de Goiás. Seus suplentes são: Pedro Chaves (MDB) e Jader Melo (PP).

Vida política de Vanderlan

Em 2004, Vanderlan se candidatou à  prefeitura de Senador Canedo e foi eleito com mais 57% dos votos válidos. Foi reeleito em 2008 com 80% do votos. No ano de 2010, Vanderlan disputou o Governo de Goiás, recebeu 500 mil votos e ficou em terceiro lugar. Em 2016, o empresário entrou na na disputa pela prefeitura de Goiânia, mas também não foi eleito.

Na última Pesquisa Ibope, divulgada no dia 6 de outubro, Vanderlan estava em segundo lugar com 24% dos votos válidos e em primeiro lugar, com 38%, no levantamento de votos totais.

Dois senadores

Este ano, os eleitores puderam votar em dois candidatos ao Senado. Isso ocorre porque o cargo de senador é o único com com mandato de oito anos estabelecido na Constituição Federal, e apesar do mandato ser de oito anos, as eleições para o cargo acontecem de quatro em quatro. Alternadamente, um terço, ou seja, 27 vagas e dois terços, 54 vagas, são renovadas a cada quatro anos.

De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, com a mudança não existe prioridade de voto, ou seja, o candidato votado em segundo lugar teve o mesmo peso que o primeiro.

Via: Senado 
Imagens: Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.