Economia

Banco do Brasil, Bradesco e Santander lideram ranking de reclamações do BC

Entre os assuntos que mais motivam reclamações por parte dos clientes, o campeão é o item " oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada".
15/10/2018, 13h49

Banco do Brasil, Bradesco e Santander são as instituições que aparecem na liderança do mais recente Ranking de Instituições por Índice de Reclamações, divulgado nesta segunda-feira, 15, pelo Banco Central. No topo do ranking, referente ao terceiro trimestre de 2018, está o Banco do Brasil, com índice de reclamações de 25,22. Nesta lista, são consideradas as instituições com mais de 4 milhões de clientes.

Pela metodologia do BC, este índice é calculado com base no número de reclamações consideradas procedentes, dividido pelo número total de clientes do banco e multiplicado por um fator fixo (1.000.000). No caso do Banco do Brasil, foram 1.590 reclamações consideradas procedentes no segundo trimestre, numa base total de 63,027 milhões de clientes.

Na segunda posição entre os bancos que foram alvos de reclamações aparece o Bradesco, com índice de 22,55 (2.151 reclamações procedentes e 95,352 milhões clientes). Na terceira posição do ranking está o Santander, com índice de 22,10, resultado de 933 reclamações procedentes numa base de 42,206 milhões de clientes.

Na sequência do ranking, ainda considerando os bancos e as financeiras com mais de 4 milhões de clientes, aparecem Caixa Econômica Federal (índice de 21,64), Itaú (18,18), Banrisul (15,81), Votorantim (12,93), Pernambucanas (7,19), Banco CSF (5,87), Midway (4,67%) e Banco do Nordeste (0,29).

Reclamações de clientes ao Banco do Brasil, Bradesco e Santander

Entre os assuntos que mais motivam reclamações por parte dos clientes, o campeão é o item ” oferta ou prestação de informação a respeito de produtos e serviços de forma inadequada”. Ao todo, de acordo com o BC, este assunto gerou 1.470 reclamações com indícios de descumprimento das regras em vigor.

Na sequência dos assuntos mais reclamados aparecem ” irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços, exceto as relacionadas a cartão de crédito, cartão de débito, internet banking e ATM” e, em seguida, “irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito”.

Instituições menores

Entre as instituições financeiras com menos de 4 milhões de clientes, a Facta Financeira está no topo do ranking de reclamações do terceiro trimestre, com índice de 325,72. Na sequência aparecem Intermedium (157,88) e PAN (128,76).

Imagens: portal do bitcoin 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Número de mortes nas Rodovias Federais triplicam em Goiás durante Operação Nossa Senhora

O número de casos registrado por radar saltou de 2.066 para 3.592 ocorrências.
15/10/2018, 13h54

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) divulgou na manhã desta segunda-feira (15/10) o balanço da Operação Nossa Senhora Aparecida deflagrada na última quinta-feira (11/10). Ao todo foram registrados durante a operação 24 acidentes com 30 feridos e 6 mortes durante o feriado prolongado.

No balanço divulgado pela PRF os números mostram um aumento nos flagrantes de excesso de velocidade com um total de 3.592 infrações, além de 1.727 autuações, falta do uso da cadeirinha em 15 situações, ultrapassagem indevida em 210 ocasiões, falta do uso de cinto de segurança em 179 ocorrências e por embriaguez ao volante em 36 circunstâncias.

Balanço da Operação Nossa Senhora mostra aumento no número de infrações e acidentes nas Rodovias Federais

Número de mortes nas Rodovias Federais triplicam em Goiás durante Operação Nossa Senhora
Foto: Divulgação/PRF

De acordo com os dados divulgados no balanço, o número de mortes nas rodovias federais triplicou em comparação com o mesmo período no ano passado. Entre os acidentes com vítimas fatais, o primeiro aconteceu na BR-060 na quinta-queira (11/10) quando um rapaz bateu com a moto na traseira de um caminhão, a caminho do trabalho vindo de Guapó para Goiânia.

O segundo acidente com vítima fatal foi registrado na BR-153 entre as cidades de Uruaçu e Ceres, quando um motorista tentou fazer uma ultrapassagem indevida e acabou perdendo o controle e capotando o carro. Além do motorista que estava no carro, os pais dele de 45 e 55 anos, respectivamente, também estavam no veículo e não resistiram aos ferimentos. Durante o acidente a mãe do motorista que não teve o nome divulgado foi arremessada a 12 metros de distância do carro.

Um outro acidente com vítima fatal foi registrado na tarde do último sábado (13/10) na GO-020, na cidade de Formosa no Entorno do Distrito Federal (DF), onde um caminhão bateu de frente com um carro de passeio. O motorista ficou preso nas ferragens e não resistindo aos ferimentos morreu no local.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

SP tem quatro casos de feminicídio entre sexta e domingo

Em três casos, o assassinato foi cometido com arma de fogo - na outra ocorrência, a vítima morreu queimada.
15/10/2018, 15h03

Atacadas por ex-maridos ou companheiros, ao menos quatro mulheres foram vítimas de feminicídio entre sexta-feira, 13, e domingo, 15, em São Paulo. Em três casos, o assassinato foi cometido com arma de fogo – na outra ocorrência, a vítima morreu queimada. Elas tinham entre 22 e 46 anos.

No caso mais recente, Ellen Bandeira, de 22 anos, foi morta a tiros pelo ex-namorado Richardson Jonhnison Silva, de 30, na madrugada deste domingo no bairro Bonsucesso, em Guarulhos, na Grande São Paulo. O suspeito foi preso em flagrante.

Segundo testemunhas ouvidas pela polícia, Silva teria ido até a casa da ex, atirado contra ela e depois fugido para uma igreja. Lá, foi preso pela Polícia Militar.

Baleada no tórax, Ellen chegou a ser socorrida ao Hospital Municipal Pimentas, mas não resistiu aos ferimentos. O caso é investigado pelo 4.º Distrito Policial de Guarulhos.

Na noite de sexta, por volta das 21 horas, o autônomo José Manoel da Silva, de 47 anos, usou um revólver calibre 38 para atirar seis vezes contra a ex-mulher Renata Solange de Souza, de 35. O crime aconteceu na Rua Constantino de Oliveira Ledo, na região do Campo Limpo, zona sul de São Paulo.

O supeito foi reconhecido por uma testemunha. À PM, ela relatou que Silva, primeiro, atirou contra Renata e, depois, também tentou baleá-la. Os agentes conseguiram localizar o suspeito e prendê-lo em flagrante. Ele teria confessado o homicídio e deve responder por homicídio e tentativa de homicídio, segundo a Secretaria da Segurança Pública (SSP).

Com ele, os agentes também teriam encontrado a arma do crime, que estava com a numeração raspada. A investigação é conduzida pelo 89.º DP (Portal do Morumbi).

No mesmo dia, Sheron Chaves Monteiro, de 34 anos, teve a morte confirmada pelo Hospital Regional do Grajaú, também na zona sul da capital, após passar cinco dias internada, vítima de queimaduras.

Segundo investigações do 25.º DP (Parelheiros), delegacia responsável pelo caso, o principal suspeito do ataque é o companheiro dela, Alex Alexandre Ferreira. “Foi solicitada à Justiça a prisão temporária do autor, que está foragido”, diz a SSP.

Marido se mata após cometer feminicídio

Pela manhã, Renata Basso Beisman, de 46 anos, foi morta pelo marido Evandro Humberto Rizza, de 45, que se suicidou em seguida. O caso aconteceu por volta das 9 horas em Sumaré, no interior.

Acionados para a ocorrência, PMs encontraram os dois corpos dentro de uma casa, além de um revólver calibre 38. Testemunhas disseram aos policiais que o casal estava em processo de separação e que Rizza não morava mais lá.

Também relataram que o marido pediu a dois filhos para irem até a casa dos vizinhos, com a justificativa de que queria conversar com Renata. Quando estavam sós, ele atirou na vítima.

Em nota, a SSP afirma que “todos os crimes de violência contra à mulher são investigados” e que criou um protocolo para melhorar o acolhimento as vítimas e aprimorar a coleta de provas. “São Paulo é pioneiro no combate à violência contra a mulher, contando com 133 DDMs (Delegacia de Defesa da Mulher)”, diz a pasta.

Imagens: jovem pan uol 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

PF indicia Abilio Diniz por estelionato e organização criminosa

No relatório de 405 páginas o delegado Mauricio Moscardi, da Polícia Federal em Curitiba, afirma que, a partir da análise de conversas por mensagens de e-mails e WhatsApp, "concluiu-se que a prática das condutas delitivas não se restringia ao círculo das equipes técnica e gerencial das fábricas da BRF".
15/10/2018, 15h19

A Polícia Federal indiciou o empresário Abilio Diniz nos autos da Operação Trapaça por estelionato, organização criminosa e falsidade ideológica. Outros 42 investigados também foram indiciados. Na lista está o ex-diretor-presidente global da BRF Pedro de Faria, também suspeito por crime contra saúde pública.

A Trapaça, desdobramento da Operação Carne Fraca, foi deflagrada em março deste ano. A operação tinha como alvo um esquema de fraudes descoberto na empresa BRF, gigante do setor de carnes e processados.

No relatório de 405 páginas o delegado Mauricio Moscardi, da Polícia Federal em Curitiba, afirma que, a partir da análise de conversas por mensagens de e-mails e WhatsApp, “concluiu-se que a prática das condutas delitivas não se restringia ao círculo das equipes técnica e gerencial das fábricas da BRF”. “Há, de fato, a participação do corpo diretivo da empresa na trama investigada, o qual tinha ciência de seu modus operandi, e que, não somente se omitiu em relação a fazer cessá-lo, mas, também, participou comissivamente dos atos de ocultação das fraudes, norteando sua execução”, aponta o delegado.

“Destaca-se a participação ativa, em caso envolvendo a detecção de resíduo tóxico em carne de frango pelas autoridades chinesas (Dioxina), de Pedro de Andrade Faria (à época diretor-presidente global do Grupo BRF), Abílio dos Santos Diniz (à época presidente do Conselho da BRF) e José Carlos Reis de Magalhães Neto, sócio da Tarpon Investimentos (empresa detentora de “aproximadamente” 7% do capital aberto do Grupo BRF, segundo informações prestadas por Pedro Faria em sede policial).”

Delegado cita conversa de Abilio Diniz em grupo de WhatsApp

O delegado cita, no relatório, uma conversa ocorrida em um grupo do Whatsapp, do qual faziam parte Pedro Faria, Abílio Diniz e José Carlos Reis de Magalhães Neto. O grupo, segundo a PF, foi criado em 12 de dezembro de 2014.

“O contexto das conversas indica o conhecimento do corpo executivo do Grupo BRF sobre a ocorrência de detecção de substâncias nocivas à saúde humana em produtos oriundos das plantas industriais da empresa. Abílio Diniz e Pedro Faria, pela posição hierárquica que ostentavam no quadro corporativo do Grupo, possuíam plena capacidade de orientar os círculos sob sua subordinação a tomar as medidas técnicas e eficazes, em âmbito sanitário, para que se determinasse a causa-raiz da contaminação química dos produtos destinados ao consumo e a regularização do processo industrial”, indica o delegado.

Segundo o investigador, “o que ocorreu foram tão somente a lamentação dos executivos pelo vazamento de informação já conhecida (‘Abilio e Zeca, infelizmente alguém do ministério vazou a informação’)”, a interlocução sobre o ocorrido e também “a tomada de medidas com o fim de “abafar” a disseminação dos fatos descritos em matéria veiculada na imprensa nacional (“Abilio, linda foto! Em relação a China tivemos bom avanço pois conseguimos controlar o vazamento da informação e mantê-lo sob controle”).

O início da conversa ocorreu em 9 de setembro de 2015. Pedro Faria enviou aos empresários uma matéria do jornal “O Estado de S. Paulo” que tratava da suspensão da venda de frango de 2 unidades da BRF e da Bello Alimentos pela China.

Na avaliação da PF, “o grupo agia de forma organizada e mantinha comunicação permanente, objetivando iludir auditorias, programadas ou inopinadas, em plantas industriais da BRF, eventos nos quais produtos irregulares eram retirados de depósito e escondidos da fiscalização”.

“A mesma prática era adotada em caso de auditoria de entes estrangeiros, para que as condições de fiscalização estivessem em conformidade adequada a receber as acreditações necessárias para a continuidade de seu processo fabril, e destinação dos produtos, havendo sempre o retorno à rotina irregular de operação tão logo cessassem os atos de auditoria”, relata o delegado.

A reportagem tenta contato com os citados.

Imagens: Estadão 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Veja 13 lugares para curtir as noites de Goiânia

Bares, restaurantes e casas noturnas são excelentes opções para quem procura o que fazer durante as noites de Goiânia.
15/10/2018, 16h12

Muitos preferem aproveitar as noites para descansar e se preparar para o dia seguinte, afinal, nada melhor que colocar as pernas para o alto e relaxar, não é mesmo? Embora pareça ser a melhor opção, muita gente prefere aproveitar esse tempinho livre para sair com os amigos e curtir tudo que as noites de Goiânia tem para oferecer.

E olha que a capital está recheada de alternativas que agradam a todos os gostos. Sem essa de esperar a sexta ou o sábado para curtir o rolê! Tem bares, boates, restaurantes, pubs e diversos outros lugares que te esperam a qualquer dia da semana! Confira abaixo alguns lugares que são ótimas escolhas para você e seus amigos!

Lugares para frequentar nas noites de Goiânia:

1 – The Dark Side Rock Bar

noites de Goiânia
Foto: Reprodução

Tá querendo algo diferente para fazer nas noites de Goiânia? Se você curte um bom rock’n roll, então este é o seu lugar! Já pode marcar com os amigos, pois o local possui cenários que remetem a tal temática e ainda garante muito conforto e bons serviços para seus clientes.

Conta ainda com espaços para shows, suportando eventos de médio porte. Sempre tem uma banda local tocando aquele som de respeito! E para acompanhar, nada melhor que uma cerveja gelada, não é mesmo?! Vale a pena conhecer!

Funcionamento: quarta, terça e domingo, das 18h30 às 2h / sexta e sábado, das 18h30 às 3h

Telefone para contato: (62) 3954-0093

Endereço: Praça C. 114, 63 – quadra 332 lote 4 – Jardim America, Goiânia – GO, 74255-130

2 – The Pub

noites de Goiânia
Foto: Reprodução/ Viagem LGBT

Para quem prefere aproveitar as noites da cidade em uma baladinha, o The Pub é uma das melhores opções. O ambiente é bastante animado e recebe públicos diversos, sempre com muita música e drinques para todos os gostos.

Com instalações modernas e clima contagiante, é uma excelente opção entre as quartas e sábados!

Funcionamento: quarta a sábado, das 23h30 às 6h

Telefone para contato: (62) 3281-4308

Endereço: R. 52, 219 – Jardim Goiás, Goiânia – GO, 74810-200

3 – Tabacaria Nº 1

noites de Goiânia
Foto: Reprodução

Para os amantes de bons charutos a Tabacaria Nº 1 é um paraíso. Com valores justos, a casa possui uma variada carta de charutos, com destaque para os cubanos, hondurenhos, dominicanos e brasileiros.

O destaque também vai para o bom atendimento, uma vez que os funcionários estão sempre preocupados com a satisfação de seus clientes. É possível aproveitar para degustar de um bom café ou tomar sua cerveja preferida, podendo escolher entre opções artesanais. É um ótimo lugar!

Funcionamento: segunda a sexta, das 11h às 22h / sábado, das 10h às 22h / domingo, das 16h às 22h

Telefone para contato: (62) 3412-7412

Endereço: 470 Rua T-38, R. T-61 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74223-040

4 – Shiva Alt-Bar

noites de Goiânia
Foto: Reprodução

Shiva é uma opção alternativa para as noites de Goiânia. Se você gosta de temas indianos, este é o lugar perfeito! Possui uma hamburgueria e cervejaria artesanal, com um menu capaz de agradar até os mais seletos gostos.

Possui um ambiente acolhedor e intimista, ótimo para levar os amigos e passar horas conversando! Vale a pena conhecer!

Funcionamento: terça, quarta, quinta e domingo, das 18h à 1h30 / sexta e sábado, das 18h às 2h30

Telefone para contato: (62) 3285-7790

Endereço: esquina com a Rua R Dezoito, Alameda das Rosas, 1371 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74125-010

5 – Retetê

noites de Goiânia
Foto: Reprodução

Com ambiente bastante agradável e que ainda preza pelo contato com a natureza, a casa recebe um público alternativo e sempre conta com saborosos drinques e petiscos criativos.

Os valores dos pratos são atrativos e representam um bom custo-benefício. É sem dúvida um lugar para aproveitar com os amigos.

Funcionamento: quarta a sábado, das 19h às 2h / domingo, das 19h às 00h

Telefone para contato: (62) 3988-0938

Endereço: Viela 1133, 118 – St. Marista, Goiânia – GO, 74180-120

6 – Identidade Bar

noites de Goiânia
Foto: Reprodução

Prefere curtir as noites de Goiânia em um ambiente acolhedor e intimista? Então cola no Identidade! O espaço é bem agradável e conta com uma decoração alternativa que remente ao bom e velho rock’n  roll. Um dos princípios do bar é acolher a diversidade, sempre mantendo o bom atendimento e claro, a qualidade de seus drinques e petiscos.

Para quem não dispensa a cerveja, é possível pedir litrão e garrafas de 600 ml. Para os fãs de destilados, a casa também oferece saborosas opções. Também é possível pedir panelinhas e petiscos que matam até as maiores fomes. Vale a pena conhecer!

Funcionamento: terça a sábado, das 17h às 00h / eventualmente aos domingos, das 17h às 23h

Telefone para contato: (62) 3991-0219

Endereço: R. R-14 – Vila Itatiaia, Goiânia – GO, 74045-155

7 – Moony Restaurante

noites de Goiânia
Foto: Reprodução/ Turistando

Bateu a fome no fim da noite e está em busca de um bom restaurante? Que tal dar um pulinho no Moony? O ambiente é simplesmente incrível e tem o estilo de antigos galpões, que representam uma viagem no tempo para os gastropubs norte-americanos.

A decoração é linda e conta com muita arte nas paredes, transformando o lugar em um espacinho descolado que mistura um bistrô contemporâneo a um bar de coquetéis. O cardápio é variado e conta com comidas saborosas.

Funcionamento: segunda, das 11h30 às 15h / terça a quinta, das 11h30 às 15h e das 19h às 23h / sexta, das 11h30 às 15h e das 19h à 1h / sábado, das 12h às 16h30 e das 19h à 1h / domingo, das 12h às 16h30 e das 19h às 23h

Telefone para contato: (62) 3624-9329

Endereço: Alameda Ricardo Paranhos, 928 – St. Marista, Goiânia – GO, 74180-050

8 – Lowbrow Lab Arte & Boteco

noites de Goiânia
Foto: Reprodução

Um dos mais recentes bares em Goiânia, o Lowbrow representa algo diferente, unindo a arte da cervejaria à cultura e formas de expressão. O ambiente é excelente, sendo bastante acolhedor e contando ainda com bom atendimento.

Sempre recebe shows ao vivo e ainda conta com cardápio de drinques, petiscos e hambúrgueres simplesmente incríveis. Vale a pena conhecer!

Funcionamento: quarta a domingo, das 18h às 2h

Telefone para contato: (62) 3991-6175

Endereço: quadra f43A – Rua 115 lote 214 – St. Sul, Goiânia – GO, 74085-260

9 – Bolshoi Pub

noites de Goiânia
Foto: Reprodução/ Bolshoi

Uma das mais lembradas casas noturnas da capital, o Bolshoi é uma boa opção para quem procura showzinhos intimistas pelas noites de Goiânia.

Sempre tem um show para cada tipo de gosto, e o ambiente ainda conta com pista de dança e recebe festas temáticas. Para quem n]ao desperdiça a oportunidade de tomar bons drinques e aquela cerveja gelada, a casa também oferece. Vale a pena conhecer!

Funcionamento: quarta, das 20h às 2h / quinta, sexta e sábado, das 21h às 4h

Telefone para contato: (62) 3241-0731

Endereço: R. T-53, 1140 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74215-150

10 – Villa Mix

noites de Goiânia
Foto: Reprodução/ Jô

Suas origens estão diretamente ligadas ao maior festival de música sertaneja de Goiás, que por sinal, possui o mesmo nome. Já se tornou uma das mais tradicionais casas noturnas de Goiânia, abrindo espaço para shows ao vivo que prestigiam o sertanejo.

Ainda oferece para o público bebidas e petiscos que agradam a todos os gostos, em um ambiente bastante casual e aconchegante.

Telefone para contato: (62) 3954-6633

Endereço: Av. 136, 960 – St. Marista, Goiânia – GO, 74180-040

11 – Woodstock Rock Bar

noites de Goiânia
Foto: Reprodução

Mais uma excelente opção para os amantes do rock. O bar é ambientado com tal temática e possui um clima bem descontraído. É ponto de encontro entre os roqueiros da cidade, portanto, se quer fazer novas amizades pode ser o lugar certo!

O cardápio conta com comidinhas variadas e ainda tem excelentes cervejas, chopps e drinques. Representa bom custo-benefício.

Funcionamento: terça, quarta, quinta e domingo, das 18h às 2h / sexta e sábado, das 18h às 4h

Telefone para contato: (62) 3285-2407

Endereço: Av. D, 1064 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74130-012

12 – Diablo Pub

noites de Goiânia
Foto: Reprodução/ Kekanto

Com ambiente descontraído e acolhedor, a Diablo costuma receber festas temáticas e abre espaço para estilos que vão desde o rock até o funk. Durante a semana também costuma receber DJs que comandam o som da casa.

Além da boate, os visitantes também podem conferir o bar, que serve as mais geladas cervejas, sem contar que ainda dispõe de saborosos drinques e petiscos.

Funcionamento: quinta, sexta e sábado, das 22h às 5h

Telefone para contato: (62) 99977-7678

Endereço: R. 91, 632 – St. Sul, Goiânia – GO, 74083-150

13 – Tabú Cervejas Especiais

noites de Goiânia
Foto: Reprodução/ Tacyfaria

Ao estilo”búrguerbar”, o ambiente é bastante descolado e conta com um deck e constantes shows de rock. O lugar é estilizado e grafitado, o que garante sua identidade e proposta diferenciada na capital.

Representando uma boa opção de entretenimento, conta com um menu de seletas cervejas e ainda tem comidinhas que agradam a todos os gostos.

Funcionamento: quarta e quinta, das 18h30 às 2h / sexta e sábado, das 18h30 às 3h / domingo, das 18h às 2h30

Telefone para contato: (62) 99649-0494

Endereço: R. 140, 127 – St. Marista, Goiânia – GO, 74170-060

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.