Saúde

Campanha de vacinação contra raiva animal segue até 31 de outubro em Goiânia

Vacina está disponível em sete Distritos Sanitários; confira os locais.
15/10/2018, 17h07

A campanha de vacinação contra raiva animal em Goiânia segue até o dia 31 de outubro e continua disponível em sete Distritos Sanitários da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (SMS). No dia “D” da campanha de vacinação antirrábica, ocorrido em 22 de setembro, foram imunizados 159.405 cães e gatos na capital. O objetivo da ação é proteger cerca de 160 mil animais, o que corresponde a 80% de uma população estimada em 200 mil pets.

Devem receber a vacina animais com mais de três meses de idade, além de apresentar boas condições de saúde. É importante que os bichinhos sejam conduzidos aos postos por pessoas com idade e porte adequados para o manejo durante a vacinação, para evitar fugas e acidentes.  Este ano, além das vacinas oferecidas nos postos, a SMS realiza ainda visitas domiciliares para alcançar um maior número de cães e gatos.

Postos de vacinação contra raiva animal

Confira abaixo os sete Distritos Sanitários da SMS, onde a vacina pode ser encontrada em Goiânia:

– Distrito Sanitário Campinas-Centro: Rua 67, Qd. 141 A., nº 221 – atrás da faculdade Estácio Central

– Distrito Sanitário Leste: Av. Cristóvão Colombo, Qd. 136, Lt. 08 – próximo à feira e ao lado da Escola Palmito Jd. Novo Mundo

– Distrito Sanitário Noroeste: Av. do povo, Qd. 181-a, Lt. área – em frente ao Lar de Idosos da Vila Mutirão Vila Mutirão

– Distrito Sanitário Norte: Rua Guajajaras, s/n – ao lado do Ciams Urias Magalhães Urias Magalhães

– Distrito Sanitário Oeste: Avenida Padre Monte, Qd. 27, Lt. 12 – na linha do ônibus Bairro Goiá

– Distrito Sanitário Sudoeste: Avenida Milão, Qd. 7, s/n Eldorado

– Distrito Sanitário Sul: Rua/Praça C-221 esquina com rua C-198, s/n – quase ao lado do Sesc Jardim América

Raiva animal

A raiva é uma doença viral que atinge animais e também humanos. O contágio ocorre por meio da troca de secreções, contato sanguíneo ou mordida. A vacina é gratuita e considerada a forma mais eficaz de evitar que o vírus se espalhe. Se a pessoa for agredida por um animal, a SMS orienta para que a vítima procure imediatamente uma unidade de urgência 24 horas. Os profissionais de saúde vão avaliar o caso e orientar qual a melhor conduta em relação ao ferimento e ao animal.

Imagens: Link Animal 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Sargento pediu mulher em noivado uma semana antes de matá-la

Depois de matá-la, o policial se matou em frente a uma distribuidora de bebidas na noite deste domingo (14/10).
15/10/2018, 17h08

Ninguém imaginava que o sargento da Ronda Ostensiva Tática Metropolitana (Rotam), Alessandro Rosa dos Santos, de 46 anos, mataria  Josiene Rodrigues de Morais, 26, uma semana depois de pedi-la em casamento.

Depois de matá-la, o policial se matou em frente a uma distribuidora de bebidas na noite deste domingo (14/10), no Setor Jardim Bela Vista, em Goiânia.

Apaixonada, Josiene aceitou se casar com o sargento, na PM há 28 anos. De acordo com o delegado Marco Aurélio Euzébio, o casal brigava quando o policial tirou a arma da cintura e baleou a jovem, que morreu na hora. Logo depois, ele acertou a própria cabeça.

O casal namorava há cerca de três meses. Durante o domingo em que ocorreria o crime, o casal não não demonstrou nada estranho.

Em nota, a assessoria de comunicação da PM informou que o sargento estava de folga. Disse ainda que Alessandro era lotado na Rotam e que “os fatos que circunstanciaram o episódio, serão apurados posteriormente”.

O sargento Alessandro chegou a ser socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), mas morreu na madrugada desta segunda-feira (15/10).

O corpo da jovem foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia, onde a identidade foi confirmada.

Leia nota completa da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) sobre caso envolvendo policial da Rotam:

“A Assessoria de Comunicação Social da  Polícia Militar, informa que a PMGO foi acionada por volta 22h, para comparecer em uma distribuidora de bebida no Jardim Bela Vista,  em Goiânia, onde ao chegar confirmou-se que uma mulher estava alvejada na região da cabeça, já em óbito, encontrando também o sargento Alessandro Rosa dos Santos, lotado no Batalhão de Rotam, também com um disparo na região da cabeça, chegando a ser socorrido e levado ao Hospital de Urgência de Goiânia, onde não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito. Os fatos que circunstanciaram o episódio, serão apurados posteriormente.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Corpo com três perfurações na cabeça é encontrado em Aparecida de Goiânia

A vítima possui diversas tatuagens pelo corpo, incluindo uma com os dizeres "Deus é Fiel".
15/10/2018, 17h19

O corpo de um homem foi encontrado na porta de um bar, na noite do último domingo (14/10), no Jardim Tiradentes, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

A Polícia Civil (PC) esteve no local e afirmou que foi acionada por pessoas que estavam em uma festa próxima onde o corpo foi encontrado. A polícia afirmou que a vítima apresentava três ferimentos na cabeça, provocados provavelmente por arma de fogo. Segundo a corporação, até o momento não foi identificada,

O delegado do Grupo de Investigações de Homicídios (GIH), Klayter Camilo, disse ao Portal Dia Online que o Grupo está apurando os fatos e espera o resultado do laudo cadavérico para definir se o caso realmente se trata de um homicídio.

Corpo encontrado em Aparecida de Goiânia ainda não foi identificado

O delegado afirmou que caso não se trata de um homicídio, as investigações sobre o corpo encontrado, no Jardim Tiradentes, serão conduzidas pelo 6º Distrito Policial (DP) de Aparecida de Goiânia.

Um funcionário do Instituto Médico Legal de Aparecida de Goiânia (IML) informou ao Portal Dia Online que o corpo ainda se encontra na unidade e que até o momento não apareceu ninguém para reconhecê-lo.

O IML confirmou que o corpo se trata de um homem, com cabelos de cor preta e curto, com aproximadamente 1,75 de altura, com uma tatuagem escrito “Deus é fiel” no braço direito, um sol e uma nota musical no braço direito, além de outras três estrelas tatuadas no ombro esquerdo.

O caso é o segundo em menos de uma semana

Na noite da última quarta-feira (10/10), moradores do Jardim Novo Mundo, em Goiânia, chamaram a Polícia Militar (PM) depois de encontrar um corpo que estava debaixo de entulhos próximo a BR-153.

Durante as investigações da Polícia Civil, que contou com o apoio de uma testemunha e com o reconhecimento por parte de um parente, identificou o corpo como sendo de Willian Damasceno de Lima, 33 anos, morto pelo trio de amigos que confessaram o crime, Brunno, Isaque e José Alfredo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mãe que saía para beber e deixava crianças sem comida é indiciada por abandono, em Formosa

De acordo com a delegada, quem costumava fazer a comida era a irmã mais velha, de 11 anos.
15/10/2018, 17h43

Uma mulher de 27 anos, que não teve o nome divulgado, foi indiciada pela Polícia Civil (PC) por abandono de incapaz, por deixar os filhos sozinhos em casa e sair para beber com os amigos, na cidade de Formosa, no Entorno do Distrito Federal (DF). A Polícia Civil juntamente com o Conselho Tutelar da região investigavam as denúncias de abandono feitas pelos vizinhos da mulher.

A delegada responsável pela Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Formosa, Fernanda Martins Lima, informou ao Portal Dia Online que chegou ao conhecimento do fato por meio de denúncia do Conselho Tutelar. Fernanda Lima também contou que no momento da abordagem, ao chegar na casa em que a mulher morava, os policiais encontraram as crianças sozinhas.

Abandono: mãe ficava até três dias fora e não deixava comida para as crianças

A delegada explicou à reportagem que “a mãe tinha o costume de sair e ficar dois até três dias fora e deixava as crianças sozinhas e sem comida. Quem acabava fazendo a comida para os irmãos era a irmã mais velha, e quando fazia”. Fernanda Lima comentou ainda que a mãe das crianças não foi presa e que os irmãos que têm entre 6 e 11 anos foram levados pelo Conselho Tutelar para o abrigo Casa Social, em Formosa.

O caso já foi encaminhado pela polícia para o poder judiciário na última quarta-feira (10/10) e está com a promotoria da região. A 1ª Promotoria do Ministério Público de Formosa (MP) confirmou que recebeu o processo e que o mesmo aguarda a análise dos autos para definir se irá oferecer denúncia contra a mãe, ou se irá pedir para que a Polícia Civil faça outras diligências para um aprofundamento maior sobre o caso. A mulher, se for condenada, pode pegar até três anos reclusa e perder a guarda dos filhos.

Imagens: Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Nesta segunda-feira chuva derruba 37 árvores em Goiânia

Das 37 árvores que caíram, nenhuma tinha ameaça de queda segundo a Comurg.
15/10/2018, 18h02

A chuva que caiu na tarde desta segunda-feira (15/10) causou alguns transtornos na cidade, entre eles, um total de 37 árvores  caíram em Goiânia e fez a Companhia Metropolita de Urbanização de Goiânia (COMURG) trabalhar muito para poder retirar as árvores das ruas. Ainda conforme as informações repassadas pela companhia, das 37 árvores que caíram nesta tarde, nenhuma delas tinha ameaça de queda.

Comurg disse que o número de árvores que caíram em Goiânia pode ser ainda maior

Portal Dia Online tentou, junto a Comurg, apurar o número exato de árvores que caíram na capital, já que a companhia disse que o número pode ser ainda maior, pois existem situações que estão sendo levantadas nesse momento, no entanto, esse levantamento ainda não foi feito pela companhia, segundo a assessoria do órgão.

O bairro que registrou o maior número de queda de árvores, por conta da chuva, segundo a relação enviada pela Comurg, foi o Jardim América, com um total de nove quedas registradas pela companhia de urbanização.

Confira os locais das quedas e a quantidade de árvores que caíram:

Parque Amazônia: 04

Novo Horizonte: 02

Bela Vista: 02

Jd. América: 09

Jd. Planalto: 02

Jd. Europa: 02

Cachoeira Dourada: 02

Nova Suiça: 01

Setor Bueno: 02

Sudoeste:03

Urias Magalhães: 02

Criméia Oeste: 01

Jardim Petrópolis: 01

Goiânia II: 01

Vila São João: 02

01: .Riviera.

02: V.São João

01: Santo Hilario

01: V.Redenção

01: Jr.Novo Mundo

01: St.Alto da Glória

01: St.Jaó

Em 2017

Enquanto em 2018 a chuva causa transtornos na cidade, derrubando árvores na capital, no ano passado no mesmo período a população de Goiânia esperava ansiosa pelas chuvas, com as previsões indicando que só choveria na capital depois do dia 19 de outubro.

De acordo com as informações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) a previsão do tempo para esta terça-feira (16/10) é de mínima de 22ºC e máxima de 34º com a umidade do ar chegando aos 95% e com céu encoberto e possibilidade de chuvas com trovoadas no período da tarde.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.