Economia

'Falta vontade para aprovar revisão nas leis de telecomunicações', diz Quadros

16/10/2018, 18h10

O presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Juarez Quadros, criticou nesta terça-feira, 16, a demora de políticos do Executivo e do Poder Legislativo em aprovar reformas do setor como a revisão na Lei Geral de Telecomunicações (LGT) e do Fundo de Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust): “Falta vontade política”, disse.

A declaração aconteceu durante palestra de Quadros na Futurecom, evento que reúne empresários e representantes do setor em São Paulo nesta semana. No evento, ele defendeu que os candidatos à Presidência da República deem mais atenção ao setor de telecomunicações e à necessidade de o Estado acompanhar avanços tecnológicos no ritmo exigido pela sociedade brasileira. “Na hora em que decretos, leis, não saem, não andam, não caminham, se retarda o País”, disse a jornalistas.

No evento, Quadros ressaltou que os consumidores brasileiros exigem redução de custo de conectividade, mas acrescentou que as empresas precisam de ajuda para aumentar a produtividade e diminuir as despesas correntes e de capital. “Precisamos reduzir encargos inúteis e dispendiosos, incluindo a alta carga tributária incidente no setor”, disse.

O discurso na Futurecom foi uma das últimas aparições públicas como presidente da Anatel. Quadros deixará o cargo no mês que vem e deve ser substituído por Moisés Queiroz Moreira, atual secretário de radiodifusão do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC). “Me foi comunicado que o presidente dará o cargo a outra pessoa porque precisava atender a uma solicitação política”, disse o presidente da Anatel, durante o evento. Ele estava no cargo desde outubro de 2016.

Na visão dele, a revisão da LGT seria ideal para “remover as amarras que travam os investimentos”. A reclamação está em sintonia com as empresas do setor que consideram a atual lei antiquada e difícil de ser posta em prática em tempos que seus clientes anseiam por melhorias em conectividade.

O executivo também criticou a demora em reformular o Fust, fundo que hoje arrecada 1% da receita operacional bruta de prestação de serviço no País. Segundo Quadros, hoje a lei só permite o uso dos recursos “onde não se faz necessário”. Entre os objetivos prioritários do fundo, há a implantação de serviço telefônico em escolas, bibliotecas, instituições da saúde e de telefonia rural.

Futuro

Quadros disse que no último dia 12 de outubro a Anatel encerrou uma consulta pública sobre quais seriam a s simplificações regulatórias necessárias para estimular a Internet das Coisas no Brasil. E que a agência já tem em mãos quais são os principais entraves do desenvolvimento da tecnologia no País.

O presidente da Anatel citou as regras assimétricas entre outorgas licenciadas e não licenciadas para pagamento de taxas a fundos do governo e o roaming permanente como dois principais problemas para o IoT se tornar realidade do Brasil.

Na visão dele, novas receitas e estratégias podem ser as soluções para o futuro das empresas de telecomunicações no mundo, que hoje sofrem perdas de receitas. “O mercado sinaliza para uma fusão entre operadoras, com mudanças no modelo de negócio que pode significar, por exemplo, que as empresas do setor passem a ser também fornecedoras de conteúdo para a internet”, disse.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Preparação de urnas eletrônicas para 2º turno em Goiás começa nesta quarta

Já no dia 19 de outubro, começará o lacre dos equipamentos.
16/10/2018, 19h24

O Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO) começa a gerar as mídias das urnas eletrônicas que serão usadas em Goiás no segundo turno das Eleições 2018, nesta quarta-feira (17/10), no Anexo II do TRE, e pode ser estendida até o dia 19 de outubro. A cerimônia, prevista na Resolução TSE nº 23.554/2017, ocorrerá das 8h às 12h e das 13h às 22h, na escola de treinamento do Tribunal, localizada na Rua 17-A esquina com Rua 25-A, Setor Aeroporto.

Participarão do evento representantes dos partidos e coligações, representantes do Ministério Público e Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-CE) foram convocados pelo TRE, assim como no primeiro turno das eleições, para acompanhar os trabalhos. A preparação tem como objetivo copiar para as mídias as informações utilizadas na preparação das urnas para o segundo turno, como dados referentes ao pleito em disputa e os respectivos candidatos.

Segundo o TRE, no caso das mídias a serem geradas para os municípios de Davinópolis, Divinópolis, Planaltina de Goiás, Serranópolis e Turvelândia também estão sendo gravados os dados da eleição suplementar para Prefeito e vice, que ocorrerá também no dia 28 de outubro.

Lacre das urnas eletrônicas

Após a preparação das mídias, a partir do dia 19 de outubro, começará o lacre das urnas eletrônicas em Goiânia e no interior do estado. De acordo com o tribunal, o procedimento consiste na inserção dos dados da mídia de resultado em cada urna para a preparação do segundo turno, além da realização de testes em todos os componentes do equipamento.

O TRE informa ainda que as urnas que apresentaram problemas com a gravação dos resultados no primeiro turno ou registraram baixo índice de reconhecimento biométrico serão substituídas para a votação do segundo turno.

Funcionamento das urnas eletrônicas

Na próxima sexta-feira (19/10), antes do segundo turno das eleições para presidente, TRE-GO realizará uma audiência pública sobre o funcionamento das urnas eletrônicas. Além de esclarecimentos sobre o sistema eletrônico de votação, os eleitores que poderão tirar dúvidas sobre as fake news que se propagaram no 1º turno da eleição. A audiência começará às 8h30, no auditório do TRE, na Praça Cívica. O evento é aberto ao público!

Via: TRE GO 
Imagens: TRE GO 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

PF indicia Temer e pede prisão preventiva do coronel Lima

O relatório final com os indiciamentos e os pedidos de prisão foi enviado ao ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).
16/10/2018, 20h20

A Polícia Federal indiciou o presidente Michel Temer (MDB) e outros 10 investigados por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa no inquérito dos Portos – investigação sobre a edição de um decreto pelo emedebista que teria beneficiado empresas do setor. Na lista estão a filha de Temer, Maristela, o coronel reformado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, e o ex-assessor especial do emedebista Rodrigo Rocha Loures – o homem da mala dos R$ 500 mil da JBS.

A PF pediu a prisão preventiva do coronel Lima e de outros três alvos da investigação. O relatório final com os indiciamentos e os pedidos de prisão foi enviado ao ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A reportagem está tentando localizar os citados.

Temer e outros 10 indiciados; veja lista

1. Michel Miguel Elias Temer Lulia

2. Rodrigo Santos da Rocha Loures

3. Antônio Celso Grecco

4. Ricardo Conrado Mesquita

5. Gonçalo Borges Torrealba

6. João Baptista Lima Filho

7. Maria Rita Fratezi

8. Carlos Alberto Costa

9. Carlos Alberto Costa Filho

10. Almir Martins Ferreira

11. Maristela de Toledo Temer Lulia

Veja a lista de quem a PF pediu a prisão preventiva

1. João Baptista Lima Filho

2. Carlos Alberto Costa

3. Maria Rita Fratezi

4. Almir Martins Ferreira

Inquérito dos Portos

O inquérito apura se empresas que atuam no Porto de Santos, como a Rodrimar e o Grupo Libra, foram beneficiadas por medidas que atingiram o setor portuário. Inicialmente, as investigações miravam, além de Temer, Rodrigo Rocha Loures (MDB-PR), ex-assessor do presidente e ex-deputado federal, Antônio Celso Grecco e Ricardo Conrado Mesquita, respectivamente, dono e diretor da Rodrimar.

Ao longo da apuração, entraram também na mira o amigo do presidente João Baptista Lima Filho, o coronel Lima, e executivos do Grupo Libra. Todos negam envolvimento em irregularidades.

Os advogados do presidente alegam que a proposta de ato normativo que resultou na edição do decreto foi submetida a Temer seguindo orientações do então ministro da pasta, competente para elaborar os estudos de mérito.

Imagens: Blog do Esmael 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem de 55 anos morre ao ser atropelado por motociclista, em Goiânia

Segundo a DICT, não há testemunhas do acidente, que ocorreu na noite de ontem (16/10) próximo ao Terminal Bandeiras, em Goiânia.

Por Ton Paulo
17/10/2018, 08h00

Um homem de 55 anos anos morreu depois de ser atropelado por um motociclista na noite da última terça-feira (16/10), no Jardim Planalto, em Goiânia. O motociclista, que ainda transportava uma passageira, sofreu ferimentos leves.

Conforme informações da Delegacia de Crimes de Trânsito (DICT), Hugo Pereira Melo Filho realizava a travessia da Avenida T-9, na região do Jardim América, próximo ao Terminal Bandeiras, por volta das 21h quando foi atropelado por Wdson Souza Gomes, de 34 anos, que conduzia uma motocicleta.

O motociclista ainda levava uma passageira, uma moça, quando o acidente ocorreu.

A vítima chegou a receber os primeiros socorros, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Tanto o motociclista quanto a passageira que ele conduzia foram conduzidos, com lesões leves, para o Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO).

Segundo a assessoria da DICT, ainda não é possível concluir o que causou o acidente. “Uma investigação já foi aberta e as imagens de vídeo do local vão ser analisadas, porque não houve nenhuma testemunha”, afirma uma assessora da delegacia.

Número de mortes por atropelamento aumentou em Goiânia

De acordo com dados da DICT, 42 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Goiânia de janeiro ao início de abril do ano passado. Destes, 71% eram motociclistas e dez vítimas foram atropeladas.

Em 2016, foram 251 mortes ao longo de todo o ano, sendo 74% das vítimas motociclistas. Em 2015, 248 pessoas morreram em acidentes de trânsito na Capital. Destes, 39 foram atropelados e 72% eram motociclistas. Número representa um aumento considerável.

Em janeiro de 2017, foram 12 vítimas fatais e em fevereiro foram oito. No mês de março, 18 pessoas morreram em acidentes de trânsito em Goiânia, sendo que 12 eram motociclistas e 6 foram atropeladas. Em abril, quatro pessoas morreram.

Ainda segundo os dados da DICT, 50% dos acidentes acontecem sexta-feira, sábado e domingo, entre as 17h e 8h. A faixa etária das vítimas é de 19 a 35 anos.

Via: Mais Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Traficantes são presos em Trindade e Goiânia

Na ocorrência de Goiânia os 12kg de crack apreendidos foram avaliados em R$ 142 mil reais.
17/10/2018, 08h33

Um traficante foi preso na madrugada desta quarta-feira (17/10) pela equipe das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM) no Jardim das Oliveiras, em Trindade, Região Metropolitana da capital e outro no Jardim Bonanza, em Goiânia.

O Tenente João Júnior disse ao Portal Dia Online que a equipe tomou conhecimento do caso através de informações repassadas pela Polícia Federal (PF) e começou a procurar pelo suspeito. Ainda segundo as informações, o suspeito foi identificado como Leomar Batista Rosa, de 42 anos, e foi encontrado quando estava entrando em sua residência.

Traficante é preso em Trindade

O Tenente contou também que dentro da casa de Leomar a equipe encontrou 8 kg de pasta base, 77kg de produtos para a fabricação e refino de drogas, uma balança industrial, máquinas para a produção de entorpecentes e um Renault Fluence, que era usado para o transporte das drogas.

Traficante preso tinha R$ 64 mil reais recebidos pelo tráfico de drogas

Traficante é preso em Trindade
Foto: Divulgação/ROTAM

Além do material apreendido na casa de Leomar, os policiais encontraram dentro da residência R$ 64.4000,00 em espécie, obtidos através do tráfico de drogas.

De acordo com o Tenente todo material apreendido foi encaminhado para sede da PF, em Goiânia, e Leomar autuado em flagrante por tráfico de drogas e por possuir materiais para fabricação de entorpecentes.

Ainda conforme as informações repassadas, Leomar possui outras 3 passagens por tráfico de drogas.

Um outro traficante foi preso no Jardim Bonanza em Goiânia

Traficante é preso em Trindade
Foto: Divulgação/ROTAM

Durante buscas no Jardim Bonanza, em Goiânia, um outro traficante identificado como Raylon Freitas Rios foi preso pela ROTAM. Segundo as informações divulgadas, Raylon foi encontrado nas ruas do setor e disse aos policiais que estava guardando uma grande quantidade de drogas em sua casa.

Traficante é preso em Trindade
Foto: Divulgação/ROTAM

Depois de ser informada pelo traficante, a equipe se deslocou até a casa do indivíduo  e encontrou em sua residência 3kg de cocaína avaliados em R$ 39 mil reais, 12kg de crack avaliados em R$ 142 mil reais, uma balança industrial  e R$ 700 reais. O material apreendido foi apresentando na Central de Flagrantes e Raylon autuado pelo crime de tráfico de drogas.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.