Economia

Leroy Merlin cria o 1º 'shopping virtual' do setor de materiais de construção

27/10/2018, 09h08

Líder na venda de materiais de construção no País, a Leroy Merlin escolheu uma estratégia peculiar para avançar no online. A rede se prepara para inaugurar, no dia 12 de novembro, seu marketplace – o primeiro shopping virtual de uma empresa do setor, mas que vai reunir lojas de eletrodomésticos, móveis, artigos de cama, mesa e banho.

A intenção é vender itens de mobília da casa que complementam os materiais construção comercializados pela companhia. A meta da varejista é que a área digital – site e marketplace – responda por 10% do faturamento em dez anos. Hoje o site sozinho representa 2% da receita total da companhia no País que, no ano passado, somou R$ 5,3 bilhões.

Nos últimos seis anos, a varejista investiu R$ 260 milhões em Tecnologia da Informação (TI) para bancar a sua expansão digital. “Zeramos nossa dívida tecnológica e o nosso negócio do futuro é digital”, diz o diretor-geral da companhia no Brasil, Alain Ryckeboer.

O Brasil será o primeiro país onde a empresa francesa terá um shopping virtual. O próximo está programado para o ano que vem, na Rússia. A justificativa do executivo para a escolha de o Brasil ser o pioneiro na iniciativa está no fato de o brasileiro ser muito digital. “Ele fica, em média, cinco horas por dia na internet.”

Cerca de 40 fornecedores estão na etapa final de negociação para integrar o marketplace. “O interesse dos varejistas é grande porque já temos um site com 10 milhões de visitas por mês, bom poder aquisitivo e uma marca forte.”

Juntos, esses 40 fornecedores revendem cerca de 140 mil itens. Mas, inicialmente, serão ofertados 5 mil. “Se der tudo certo, se forem respeitados os prazos de entrega e os padrões da companhia, iremos incorporando mais produtos aos poucos”, explica o Ryckeboer.

Segundo o presidente da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de construção (Anamaco), Claudio Conz, o marketplace, neste caso, funciona como um diferencial importante porque permite o varejista ter presença nacional, vendendo produtos em área afins.

Para o consultor Marcos Gouvêa de Souza, diretor-geral do Grupo GS& Gouvêa de Souza, o shopping virtual é um caminho com menos riscos para as empresas que querem expandir seus negócios online.

Segundo ele, na maioria das vezes, o e-commerce é deficitário porque, como o consumidor no online pesquisa muito os preços antes de comprar, a tendência das empresas é reduzir os valores. “Isso achata a rentabilidade do varejo online”, explica. “No marketplace, o varejista não tem que comprar e estocar produto. Com isso, consegue ampliar a participação de mercado, sem prejudicar a rentabilidade.”

Eduardo Terra, presidente da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), observa que a tendência de marketplace está se expandindo para outros segmentos. Ele alerta, no entanto, que materiais de construção e móveis são segmentos críticos em termos de reclamações de consumidores. “Esse é um risco que pode respingar na marca do shopping virtual.”

Online

O projeto da Leroy é integrar a loja física com a virtual. “Estamos investindo numa transformação interna para que os clientes comprem o que quiserem onde quiserem”, diz Ryckeboer.

Em vez de ter um centro de distribuição (CD) central, as lojas serão base de entrega de mercadorias para o e-commerce. Com isso, será possível reduzir o prazo de entrega das vendas online de oito dias para dois dias. A meta é implantar esse sistema em todas as 41 lojas da rede.

Ryckeboer diz que a decisão de transformar as lojas em CDs já estava tomada antes da greve dos caminhoneiros. Com a greve, ela foi ratificada. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Tribunal condena vereador do DEM que aumentou patrimônio em 617%

Gilberto Marcelo Bazzan já havia sido condenado após uma ação civil pública do Ministério Público Estadual questionar o rápido crescimento patrimonial.
27/10/2018, 10h04

A Primeira Câmara de Direito Público e Coletivo do Tribunal de Justiça de Mato Grosso condenou um vereador da cidade mato-grossense de Brasnorte, localizada a 579 km de Cuiabá, pelo aumento injustificado de 617% do patrimônio em dois anos. Pela decisão, Gilberto Marcelo Bazzan (DEM), o Betinho, terá seus direitos políticos suspensos por oito anos e perderá um imóvel no valor de R$ 500 mil.

Bazzan já havia sido condenado após uma ação civil pública do Ministério Público Estadual questionar o rápido crescimento patrimonial. Tendo como fonte única de renda a Câmara de Brasnorte, município com cerca de 19 mil habitantes, o vereador receberia uma renda de R$ 137.366,00 em quatro anos.

No entanto, o aumento patrimonial de Bazzan foi de R$ 85 mil em 2007, a R$ 610 mil em 2009. Além do aumento patrimonial declarado à Receita, um dos pontos acusados pelo Ministério Público foi a aquisição de um imóvel rural no valor de R$ 500 mil.

O vereador alegou que exercia a posse do imóvel há 10 anos e que apenas formalizou a venda em 2006, pagando um valor de R$ 30 mil. Apesar da alegação, a escritura pública de compra e venda do imóvel, assim como a guia do ITBI, apontam que a transação custou meio milhão de reais.

Vereador é condenado

No julgamento dos embargos, os desembargadores mantiveram a condenação imposta por improbidade administrativa. Assim, além dos direitos políticos suspensos por oito anos e da perda do imóvel rural – cujas condições da compra ele não conseguiu esclarecer -, o vereador perderá o cargo público, bem como terá que pagar uma multa no valor de R$ 125 mil.

O valor da multa, inclusive, foi a única reforma feita pelos desembargadores na sentença original. Inicialmente, o valor estabelecido havia sido de R$ 500 mil, no entanto, os magistrados entenderam que o valor extrapolaria o limite da penalidade.

“No que tange a reprimenda de multa civil no valor do acréscimo patrimonial incompatível, ou seja, de R$ 500 mil entendo que esta se mostra desproporcional para o caso, porquanto embora a conduta ímproba do ora Embargante seja grave, parece-me demasiadamente severa”, diz a sentença.

Defesa

A reportagem está tentando contato com o vereador Gilberto Marcelo Bazzan. O espaço está aberto para manifestação.

Imagens: Exame.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Fim de semana de eleições em Goiás será de chuva

Neste domingo (28/10), além das eleições presidenciais, eleitores de cinco cidades goianas devem eleger prefeitos e vices.
27/10/2018, 10h04

O fim de semana de eleições em Goiás deve ser de muita chuva. Para hoje (27/10) o Climatempo prevê sol e aumento de nuvens durante a manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite em todo o estado. Em Goiânia, a temperatura mínima é de 21ºC e máxima de 34ºC. Para este sábado, Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) divulgou um alerta de perigo potencial com rajadas de vento, que podem chegar a 60 quilômetros por hora (km/h).

Já no domingo, 28 de outubro, data do segundo turno das eleições, a previsão é de mais chuva em Goiânia e Goiás, também com sol e aumento de nuvens durante a manhã e pancadas de chuva à tarde e à noite. em Goiânia, a temperatura máxima prevista é de 30°C e mínima de 19°C.

Em diversas capitais do país choveu mais que o esperado no mês de outubro. De acordo com o Climatempo, em 25 dias, Goiânia acumulou 191 mm, 23% acima da média.

Fim de semana de eleições em Goiás

Neste domingo (28/10), os eleitores goianos vão às urnas para escolherem o novo presidente do Brasil. Em cinco cidades goianas, além das eleições presidenciais, os eleitores escolherão ainda seus representantes municipais. As chamadas eleições suplementares ocorrem em Davinópolis, Divinópolis, Planaltina de Goiás, Serranópolis e Turvelândia.

De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral de Goiás (TRE-GO), o eleitor que não compareceu a sua zona eleitoral no primeiro turno das Eleições 2018, ocorrido no dia 7 de outubro, pode votar normalmente no segundo turno. O TRE afirma que cada turno é considerado uma eleição distinta, ou seja, em cada um deles o eleitor deve comparecer ou justificar a ausência do voto.

Já o eleitor que não compareceu não compareceu no primeiro turno das eleições, tem até o dia 6 de dezembro para justificar o voto, em qualquer cartório eleitoral ou pela internet, por meio do Sistema Justifica (https://justifica.tse.jus.br/). Para justificar, basta apresentar documento que explique a ausência, como por exemplo, um atestado médico.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Cármen Lúcia suspende medidas que determinaram ações policiais em universidades

A ministra atendeu ação da Procuradoria-Geral da República (PGR) na sexta-feira para garantir a liberdade de expressão e de reunião de estudantes e de professores no nas instituições de ensino.
27/10/2018, 12h28

A ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu liminarmente neste sábado, 27, os atos judiciais e administrativos que determinaram o ingressos de agentes em universidades públicas e privadas pelo País. A ministra atendeu ação da Procuradoria-Geral da República (PGR) na sexta-feira para garantir a liberdade de expressão e de reunião de estudantes e de professores no nas instituições de ensino.

Com a decisão, que passará pelo avaliação do plenário da Corte, Cármen suspendeu medidas que determinaram o recolhimento de documentos, a interrupção de aulas, debates ou manifestações de professores e alunos universitários, a atividade disciplinar e a coleta irregular de depoimentos dos envolvidos.

A ação foi movida pela PGR após notícias de medidas que proibiram supostas propagandas eleitorais irregulares em universidades pelo País, situação que envolve ao menos 17 instituições em nove Estados.

Para a ministra do STF, os atos questionados pela procuradoria apresentam “subjetivismo incompatível com a objetividade e neutralidade” da Justiça. “Além de neles haver demonstração de erro de interpretação de lei, a conduzir a contrariedade ao direito de um Estado democrático”, afirma Cármen na decisão.

No pedido feito ao Supremo, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, cita, por exemplo, o episódio ocorrido na Universidade Federal de Campina Grande, onde um Juiz Eleitoral da 17ª Zona Eleitoral de Campina Grande (PB) determinou busca e apreensão na sede da Associação de Docentes da Universidade Federal de Campina Grande (ADUFCG) de documentos intitulados “Manifesto em Defesa da Democracia e da Universidade Pública”, narra a PGR.

Na decisão, Cármen destaca a liberdade de expressão. “Todo ato particular ou estatal que limite, fora dos princípios fundamentais constitucionalmente estabelecidos, a liberdade de ser e de manifestação da forma de pensar e viver o que se é, não vale juridicamente, devendo ser impedido, desfeito ou retirado do universo das práticas aceitas ou aceitáveis”.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Parque Veiga Jardim sedia feira de adoção de animais neste fim de semana

Espaço proporcionará ainda um aulão gratuito de Skate, além do projeto Geladeira Literária.
27/10/2018, 12h49

Neste sábado e domingo (27 e 28/10) o Parque Marcos Veiga Jardim sediará uma feira de adoção de animais, promovida pela Vets Clínica Veterinária. O espaço, gerido pela Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), será palco ainda de diversas atividades de lazer, como aulão gratuito de Skate e o projeto Geladeira Literária. Os visitantes podem aproveitar também as quadras poliesportivas, academia ao ar livre, pista de caminhada, teatro de arena e os quiosques de alimentação do local.

Feira de adoção de animais

Os cães e gatos que poderão ser adotados foram resgatados por organizações não-governamentais. Tanto no sábado (27/10) quanto no domingo (28/10) a feira de adoção de animais começa às 16h e segue até às 20h. O evento será montado próximo à Estação Oktos (entrada portão 6). Para adotar, é necessário ter mais de 18 anos, apresentar documentos pessoais e comprovante de renda.

Atividades de lazer

No domingo (28/10), além da feira de adoção de animais, crianças e adultos que desejam aprender a andar de skate e fazer manobras na prancha poderão participar de um Aulão de Skate com o instrutor Derick Bruno. A aula, gratuita, será das 18h e 19h. A iniciativa é parceria com a Associação Overall Skateboard que disponibiliza skate e patins para locação na pista de Skate (entrada pelo portão 7).

Outra atração no Parque é a Geladeira Literária, onde os visitantes podem pegar livros emprestados. O projeto tem como objetivo incentivar a leitura, principalmente entre o público infantil. A Geladeira está  instalada em frente a Estação Oktos.

Além dessas atividades, o espaço oferece outras opções de lazer como quadras poliesportivas, academia ao ar livre, pista de caminhada, teatro de arena e quiosques de alimentação. O local possui amplo estacionamento e a gerência garante segurança em tempo integral. O Parque Marcos Veiga Jardim funciona das 5h às 23h.

Programação

Sábado (27/10)

  • 16h – Feira de Adoção de Cães e Gatos (Vets Clínica)

Domingo (28/10)

  • 16h – Feira de Adoção de Cães e Gatos (Vets Clínica)
  • 18h – Aulão  de Skate com prof. Derick Bruno
Imagens: Web Cachorros 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.