Esportes

City derrota o Tottenham fora de casa e retoma liderança do Inglês

29/10/2018, 19h04

O Manchester City visitou o Tottenham nesta segunda-feira, fez sua parte e venceu a movimentada partida para reassumir a liderança do Campeonato Inglês. No encerramento da décima rodada da competição, a equipe de Pep Guardiola ignorou a péssima condição do gramado em Wembley e derrotou o adversário por 1 a 0, graças ao gol de Mahrez ainda nos primeiros minutos.

O campo do lendário estádio inglês estava completamente desfigurado, maltratado e ainda com as marcações do confronto disputado no domingo pela NFL, a liga de futebol americano dos Estados Unidos. O City pareceu se adaptar melhor e arrancou o resultado necessário para seguir líder.

Com o triunfo, o time chegou a 26 pontos, mesmo número do Liverpool, mas com vantagem no saldo de gols. Na quinta-feira, a equipe volta as atenções para a Copa da Liga Inglesa, pela qual encara o Fulham, em casa. Já o Tottenham parou em 21 pontos e é o quinto. Na quarta, visita o West Ham também pela Copa da Liga.

O jogo desta segunda começou em ritmo alucinante, o Manchester City tomou o campo de ataque e demorou somente cinco minutos para abrir o placar. Ederson chutou a bola para frente, Trippier errou e entregou para Sterling. O atacante invadiu a área e tocou no meio para Mahrez finalizar para a rede.

O gol não intimidou o Tottenham, que também foi para a frente e ameaçou duas vezes antes de o cronômetro apontar 10 minutos. Aos oito, Kane arriscou de fora da área, surpreendeu Ederson e jogou rente ao travessão. No minuto seguinte, Alderweireld aproveitou escanteio para a área e exigiu trabalho do goleiro brasileiro.

Até pelo estado do gramado, as duas defesas erravam muito. Aos 22, Mendy falhou pela esquerda, Sissoko aproveitou e invadiu a área sozinha, mas demorou demais para definir o que fazer. Cinco minutos mais tarde, Mahrez recebeu na área, pedalou e finalizou firme. Lloris desviou e a bola ainda tocou na trave.

Ederson ainda trabalharia uma última vez no primeiro tempo, em arrancada de Kane, mas finalmente o ritmo diminuiu. O City só voltou a assustar na etapa final, aos nove, quando Bernardo Silva deixou David Silva em ótimas condições, mas o meia, inexplicavelmente, optou pelo passe para Sterling, o que permitiu a reação da defesa.

Os visitantes eram melhores e viram Agüero perder duas boas chances, em ambas parando em Lloris. Mas o último grande momento foi do Tottenham. Aos 34, Mahrez errou, Dele Alli aproveitou, arrancou e tocou para Lamela. Sozinho na área, o argentino isolou.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Professores do Basileu França entram em greve; salários e direitos trabalhistas estão atrasados 

Funcionários dos Itegos de Catalão e Anápolis também sofrem com os atrasos.
29/10/2018, 19h34

Os professores do Instituto Tecnológico de Goiás Basileu França (Itego), em Goiânia, entraram em greve nesta segunda-feira (29/10) por falta de pagamento dos salários e dos direitos trabalhistas. De acordo com alguns profissionais, eles estão sem receber por dois meses e as obrigações trabalhistas e fiscais não são pagas a pelo menos um ano. Funcionários dos Itegos de Catalão e Anápolis também sofrem com os atrasos.

Em nota enviada ao G1, a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Agricultura e Pecuária (SED) explicou que “tem buscado soluções junto à OS Cegecon para o retorno das atividades do Itego Basileu França o mais breve possível”. Ainda na nota, a SED informou que a empresa responsável “se comprometeu a regularizar as documentações referentes a obrigações trabalhistas e fiscais, para que assim, sejam efetuados os repasses”.

O Dia Online tenta contato com o Centro de Gestão em Educação Continuada (Cegecon).

Instituto Basileu França

Localizado na Av. Universitária, no Setor Leste Universitário, em Goiânia, o Itego Basileu França, fundado em 1967, oferece cursos de Artes Visuais, Circo, Dança, Música e Teatro. As atividades são voltadas para estimulação da difusão cultural e da pesquisa, além dos meios espontâneos de expressão criativa e  perspectiva de atuação em atividades econômicas geradoras de renda e o empreendedorismo.

Com grande reconhecimento no mercado, os alunos do Instituto são convidados por instituições públicas, filantrópicas, privadas e por ONGs para apresentar suas produções em diversos eventos externos, locais, regionais e nacionais.

Os alunos da Escola de Artes são escolhidos por meio de teste de aptidão e sorteios de acordo com cada curso. O Basileu França oferece cursos nas áreas de música, teatro, circo, dança, arte-educação, artes visuais e produção cênica. Todos os semestres, centenas de alunos participam de processos seletivos no local.

Atualmente, o Itego “tem como meta ampliar a oferta do curso superior em tecnologia, fortalecer o Ensino Técnico e consolidar as ações artístico-pedagógicas em âmbito nacional e internacional, alavancando assim o cenário artístico de Goiás.”

Via: G1 
Imagens: DM 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Em Aparecida de Goiânia, incêndio atinge boliche e é controlado depois de mais de cinco horas

De acordo com os bombeiros, a corporação foi acionada por volta das 23h30 de ontem (29/10), e só saíram do local por volta das 5h de hoje (30/10).

Por Ton Paulo
30/10/2018, 08h16

Um incêndio atingiu um bar e boliche na noite da última segunda-feira (29/10), em Aparecida de Goiânia, destruindo boa parte do estabelecimento. O Corpo de Bombeiros foi chamado para combater as chamas, e precisou de mais de cinco horas para apagar o fogo.

De acordo com informações da corporação, os bombeiros foram acionados por volta das 23h30 de de ontem para combater as chamas que atingiam o Soberano Boliche Bar, um estabelecimento de entretenimento e venda de bebidas localizado na Avenida Lago das Graças, Jardim Tropical, em Aparecida de Goiânia, próximo ao Portal Sul Shopping e ao Jardins Lisboa.

Ainda segundo os bombeiros, o fogo atingiu oito pistas de boliches, cadeiras, mesas de pebolim, entre outros móveis. A corporação concentrou os esforços para evitar que fogo se propagasse aos imóveis vizinhos.

Bombeiros levaram mais de 5 horas para controlar as chamas no bar boliche de Aparecida de Goiânia

O incêndio no estabelecimento atingiu tamanhas proporções que levou o Corpo de Bombeiros a gastarem mais de quatro horas para extinguir as chamas. Foram gastos cerca de 2 mil litros de água na operação, e de acordo com a corporação, as chamas só foram apagadas totalmente por volta das 5h desta terça-feira (30/10), momento em que os bombeiros deixaram o local.

Felizmente, não houve nenhum ferido.

Segundo a assessoria dos bombeiros, ainda não é possível concluir qual foi a causa do incêndio. “Se o dono do estabelecimento tiver o seguro, ele precisa pedir a perícia para determinar o que provocou as chamas que destruiram o estabelecimento”, declarou um sargento que falou ao Dia Online.

Na imagem divulgada pela assessoria dos bombeiros, é possível ver a mobilização necessária para apagar o fogo que consumiu o bar boliche em Aparecida de Goiânia.

Incêndio atinge bar boliche em Aparecida de Goiânia e é combatido por bombeiros

A reportagem do Dia Online tentou entrar em contato com a administração do estabelecimento, mas, até o fechamento desta matéria, não obteve retorno.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Governo de Goiás quer regularizar situação financeira da Saúde até dezembro

Governador José Eliton (PSDB) quer fechar todas as pendências com a Saúde até o fim de sua gestão.
30/10/2018, 08h40

Na semana passada o Governo de Goiás, diante da crise na saúde, repassou R$ 60 milhões de reais à Secretaria do Estado da Saúde (SES) para regularizar os problemas em todo o Estado. Essa semana, mais R$ 20 milhões também serão repassados à secretaria para distribuir entre às organizações sociais (OSs) que administram 17 unidades em Goiás.

Segundo as informações divulgadas pelo Governo, os atrasos foram reduzidos em R$ 220 milhões de reais, com o valor repassado na semana passada. De acordo com a publicação, o Governador José Eliton (PSDB) espera zerar todas as pendências com a saúde até o final de sua gestão.

José Eliton, juntamente com sua equipe econômica, estabeleceu o dia 29 de dezembro de 2018 para regularizar todas as pendências com o setor. Segundo as informações divulgadas pelo Governo, durante os próximos dois meses, o repasse para o setor supera R$ 500 milhões de reais.

De acordo com o que foi publicado de janeiro até setembro, a Secretaria da Fazenda (SEFAZ) repassou a SES R$ 740,6 milhões para serem distribuídos entre as OSs. O valor é superior ao mesmo período no ano passado que foi de R$ 718,6 milhões.

De acordo com SES, na semana passada foi repassado R$ 11,5 milhões para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e para o Hospital de Urgências de Trindade (Hutrin), para colocar o pagamento dos funcionários das duas unidades em dias, restabelecer a farmácia e a comprar de outros insumos para que os trabalhos continuem sendo feitos pelos dois hospitais.

Pedido de recisão de contratos com o Governo de Goiás

Na semana passada, diante dos atrasos de salários, o Instituto Gerir que administra o Hugo e o Hutrin, pediu a rescisão de contrato com a SES. Segundo as informações publicadas, a Secretaria vai publicar ainda nesta terça-feira (30/10) a portaria para criação do grupo de transição da gestão dos dois hospitais e um novo edital vai ser publicado para que uma outra OS assuma a administração das duas unidades.

Imagens: Governo de Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Poluição mata 633 crianças por ano no Brasil

A exposição aos altos níveis de poluição aumenta os riscos de doenças crônicas.
30/10/2018, 08h56

Pelo menos 633 crianças menores de 5 anos morrem por ano no Brasil vítimas de complicações relacionadas à poluição, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira, 29, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), com dados de 2016. Em todo o mundo, o número de crianças dessa faixa etária vítimas do problema chega a 543 mil.

De acordo com a OMS, 93% das crianças e adolescentes do mundo (o equivalente a 1,8 bilhão de pessoas) respiram diariamente ar com nível de poluição capaz de colocar a saúde em risco. As partículas tóxicas provocam ou agravam problemas respiratórios que, em alguns casos, podem ser fatais.

Segundo especialistas, o impacto do ar de má qualidade tem início já na gestação, com o aumento da probabilidade de mulheres darem à luz prematuramente. “Desde o desenvolvimento fetal, a criança já sofre os efeitos da poluição. O poluente é muito nocivo para a saúde, porque o efeito não é só respiratório, é sistêmico, entra na árvore respiratória, chega ao alvéolo, onde tem a troca gasosa, e entra na circulação, causando efeitos nas artérias e no coração, principalmente. Na gestação, leva a enfartes na parte circulatória da placenta, o que diminui o aporte do oxigênio, podendo causar partos prematuros e até morte fetal”, explica a patologista clínica Evangelina de Araújo Vormittag, que é diretora de responsabilidade social da Associação Paulista de Medicina e diretora do Instituto Saúde e Sustentabilidade.

Outro aspecto que prejudica nessa fase da vida, especialmente entre as crianças mais novas, é o fato de o sistema imunológico ainda estar em formação. “Com isso, tem menos chances de se defender contra esse mal tóxico”, afirma a médica.

Doenças como alergias, asma, pneumonia e câncer infantil estão entre os problemas de saúde citados pela entidade que podem ter como causa o contato com os poluentes. Com 1 ano e 10 meses, Arthur já sente os efeitos nocivos da poluição. Diagnosticado com rinite alérgica, o menino, morador da zona leste da capital paulista, tem crises no período de clima seco, quando os poluentes ficam mais concentrados. “Na última crise, o problema evoluiu para infecção na garganta e no ouvido. Ele teve de tomar antibiótico 15 dias”, conta a mãe do menino, a advogada Monyse Tesser, de 32 anos.

Independentemente do clima, a mãe estabeleceu uma rotina de cuidados para evitar complicações na saúde do filho. “Faço lavagem nasal duas vezes por dia nele. Temos inalador, vaporizador, tiramos tapetes de casa e não deixamos bichos de pelúcia no quarto dele.”

Exposição a poluição

A exposição aos altos níveis de poluição também aumenta os riscos de doenças crônicas, como as cardiovasculares, e pode afetar o neurodesenvolvimento e as habilidades cognitivas.

Segundo a OMS, peculiaridades das crianças fazem com que elas se tornem mais vulneráveis aos efeitos da poluição, como respirar mais rápido do que os adultos, fazendo com que a absorção de poluentes seja maior, e viver mais perto do chão, onde essas partículas se concentram. Isso em um momento em que seus cérebros e corpos estão em desenvolvimento.

O contato com a poluição dentro de casa, por meio de fogões a lenha e equipamentos de aquecimento e iluminação que utilizam combustíveis poluentes, como o querosene, foi lembrado pela entidade, que defende que sejam criadas políticas para que a população utilize tecnologias livres de poluentes para cozinhar, iluminar e aquecer suas casas.

“Claramente precisamos acelerar a mudança para fontes de energia mais limpas. Precisamos fazer com que a população tenha acesso a combustíveis limpos. Provavelmente o mundo precisa reduzir drasticamente a grande dependência de combustíveis fósseis”, declarou nesta segunda-feira a diretora do Departamento de Saúde Pública da organização, Maria Neira.

Para proteger os filhos dos efeitos da poluição, as recomendações para os pais são evitar andar em casa com calçados usados na rua, umidificar o ambiente e hidratar as vias aéreas das crianças, segundo Marcelo Otsuka, infectologista pediátrico do Hospital Infantil Darcy Vargas, ligado à Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

“E o aleitamento materno é fundamental. É um dos grandes mecanismos de defesa na primeira infância, porque melhora a imunidade e ajuda no desenvolvimento da criança. Os pais também devem garantir uma dieta saudável, com alimentos de boa procedência e evitar os produtos industrializados.” A OMS orienta que escolas e playgrounds sejam instalados longe de locais como vias movimentadas e fábricas.

Manifesto

Na semana passada, cerca de 30 mil médicos da Associação Paulista de Medicina lançaram o manifesto Um Minuto de Ar Limpo para abordar a necessidade de reduzir a poluição no ar para frear o aumento de doenças ligadas ao problema em São Paulo. Os médicos demonstram preocupação com a saúde da população, pois, de acordo com uma projeção do Instituto Saúde e Sustentabilidade, se a poluição se mantiver a mesma deste ano até 2025, na região metropolitana de São Paulo, são estimadas 51.367 mortes e 31.812 internações públicas por doenças respiratórias, cardiovasculares e câncer de pulmão.

O documento brasileiro deverá ser apresentado nesta terça-feira, 29, durante a realização da primeira Conferência Global da OMS sobre Poluição do Ar e Saúde, em Genebra, na Suíça.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Imagens: as vozes do mundo 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.