Trânsito

Marginal Botafogo será totalmente liberada em dezembro, diz secretário de Infraestrutura

Trechos da via recebem reparos desde as fortes chuvas de 2017 e do início deste ano.
30/10/2018, 17h05

A Marginal Botafogo, em recuperação desde o ano passado, será totalmente liberada até o dia 5 dezembro, afirmou o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Dolzonan Mattos. O comunicado foi feito nesta terça-feira (30/10), durante sessão da Câmara Municipal de Goiânia, realizada para discutir sobre o andamento das obras na capital.

Segundo o secretário, três frentes de trabalho atuam nos seis quilômetros da via e 60% das obras já estão concluídas. O outros 40% são referentes a trabalhos mais simples e devem ser concluídos até o dia 5 de dezembro de 2018. “Não há mais risco de problemas no canal, nem de inundação. A última chuva foi de 150 milímetros e o nível não subiu nem um metro”, explica Dolzonan.

Na ocasião, Dolzonan também detalhou aos vereadores a operação tapa buracos, que, segundo ele, já percorreu 20 bairros e tapando 3 mil buracos por dia. Ainda de acordo com o secretário, o programa Asfaltamento nos Bairros está em andamento, com expectativa de asfaltar todas as ruas habitadas da capital até o fim do mandato do prefeito Iris Rezende (MDB).

Obras na Marginal Botafogo

Em novembro de 2017, parte da Marginal Botafogo desmourou devido as fortes chuvas. Desde então, vários trechos da via foram interditados para obras emergenciais realizadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Seinfra).

Marginal Botafogo será totalmente liberada em dezembro, diz secretário de Infraestrutura
Foto: Reprodução

Em março deste ano, o promotor de Justiça Marcelo Fernandes de Melo, titular da 81ª Promotoria de Goiânia, expediu recomendação ao secretário municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade, Fernando Santana, para que fossem adotadas as providências administrativas necessárias e eficazes para interditar, “de maneira efetiva”, a Marginal Botafogo para trânsito de veículos pesados ao longo de toda a via.

Por um tempo, com a fragilidade do asfalto na avenida, ônibus, carretas e caminhões que passavam pela avenida tiveram que procurar vias alternativas para trafegar.

Ainda em março, a Prefeitura de Goiânia conseguiu junto ao Ministério da Integração Nacional a liberação de R$ 7 milhões para os reparos emergenciais de 17 pontos de risco detectados na Marginal Botafogo. O recurso veio após a entrega do relatório que apontou a necessidade dos trabalhos no local.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Feira da Lua em Goiânia: excelente programa para as tardes de sábado

A Feira da Lua em Goiânia é considerada a segunda maior feira livre da cidade e oferece variedade de produtos para seus visitantes.
30/10/2018, 18h07

As feiras são praticamente o coração da cidade. Elas são capazes de movimentar boa parte de nossa economia, sem contar que ainda geram milhares de empregos. Apenas para que você tenha ideia, nossa querida Goiânia é considerada como a “capital das feiras“, tendo 122 delas cadastradas pela Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Serviços (Semic). Sempre há aquela que fica pertinho de você, mas levando em consideração as mais lembradas, a Feira da Lua em Goiânia é sem dúvida uma das que mais atrai movimento.

Um dos principais centros de compras e vendas da cidade, atrai até mesmo pessoas de municípios vizinhos e turistas interessados na variedade de produtos oferecidos no ambiente e é claro, que também enxergam vantagem em seu custo-benefício.

A feira teve início ainda em 1993, o que significa que já são 25 anos presente na vida dos goianienses. No início, contava com apenas 250 feirantes que faziam suas bancas e vendiam produtos que iam desde vestuário até alimentação. À medida que o tempo foi passando, o fluxo do local foi sendo intensificado e consequentemente o número de feirantes é bem superior. Acredita-se que já concentre mais de 1.240 bancas e receba mais de 10 mil visitantes a cada sábado, sendo considerada a segunda maior feira ao ar livre da cidade, perdendo apenas para a Feira Hippie.

O que reserva a Feira da Lua em Goiânia?

Feira da Lua em Goiânia
Foto: Reprodução

É realmente difícil encontrar um morador de Goiânia que nunca tenha tido a oportunidade de conhecer a feira, afinal, ela faz parte dos programas tradicionais da cidade em um sábado a tarde.

É possível encontrar de tudo no local e para que você entenda melhor, as bancas são divididas em artesanato, alimentação, vestuário masculino, feminino e infantil, calçados e acessórios. Tudo que é considerado tendência você encontra na Feira da Lua em Goiânia, e os preços costumam ser bem camaradas, cabendo no bolso.

Portanto, dá para fazer uma visitinha tendo em vista diferentes propósitos. Você pode querer atualizar seu guarda-roupa, comprar obras de arte dos próprios artistas que expõem suas peças no centro da praça, comprar peças de artesanato e claro, matar a fome.

A feira conta com duas áreas de alimentação, que sem dúvida são o grande destaque. Quem vai até o local não pode deixar de experimentar as tortas doces que são vendidas por ali, consideradas por muitos como as melhores da cidade. Mas não para por aí! Quando falamos de gastronomia, a feira oferece variadas e deliciosas opções. Pastéis, pamonhas, espetinhos, milho e até mesmo yakisoba são servidos com qualidade e muito sabor pelos feirantes.

Se você ficou interessado, a Feira da Lua em Goiânia acontece todos os sábados, das 16 horas às 22 horas, na Praça Tamandaré, no Setor Oeste.

Imagens: Juntos A Bordo 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mulher é morta a tiros a caminho do trabalho, em Aparecida de Goiânia

Vítima contou aos colegas de trabalho que estava sendo ameaçada pelo ex-marido.
30/10/2018, 18h10

A operadora de caixa Jocileia Vieira de Almeida, de 29 anos, foi morta a tiros a caminho do trabalho na tarde desta terça-feira (30/10). Ela foi morta com uniforme de um supermercado da região, em frente ao prédio da Justiça Federal, na Rua J17, no Papilon Park, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

A Polícia Militar (PM) informou que esteve no local e que moradores da região relataram que a vítima estava na rua, no momento em que um homem passou em um veículo Hyundai HB20 preto e foram efetuados vários disparos, alvejando Jocileia.

O caso vai ser investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia e o delegado Klayter Camilo vai estar à frente das investigações. De acordo com o delegado, ele trabalha inicialmente com o crime de homicídio e busca identificar o suspeito e a motivação do crime.

O dono do supermercado em que Jocicleia trabalhava, Ricardo Santos informou ao Portal Dia Online que ela era sua funcionária há três anos. O comerciante suspeita que o ex marido da vítima seja o autor do crime. Segundo Ricardo, a operadora de caixa relatou no último domingo aos colegas de trabalho (28/10) que vinha recebendo ameaças do ex-marido, no entanto, o nome do suspeito não foi divulgado.

Enquanto falava com a reportagem, o patrão de Jocicleia procurava palavras e coragem para informar a família sobre seu assassinato.

OutrO caso

Na manhã desta terça-feira (30/10) os moradores do Setor Norte Ferroviário e vizinhos da praça do trabalhador, próxima a Rodoviária de Goiânia, se depararam com uma moto e uma caixa de papelão fechada na praça. Ao abrir a caixa, o susto. O corpo de uma mulher identificada como Gessika Souza dos Santos, de 27 anos, estava enrolado em panos dentro da caixa.

Imagens: Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Ossada encontrada em Aparecida de Goiânia pode ser do rapper Sabotinha

Jovem foi sequestrado dentro de casa em novembro do ano passado, em Aparecida de Goiânia.
30/10/2018, 18h22

Faltam poucos dias para completar um ano do desaparecimento do filho de Jonas Melo, o Kaíque Liberato de Melo, conhecido como MC Kaíque Sabotinha, de 17 anos, e a busca pelo garoto pode estar no fim.

O conhecido rapper foi levado de casa por supostos policiais no dia 22 de novembro de 2017. Quase um ano depois, Jonas vai entregar material genético para comparar com uma ossada encontrada na última quinta-feira (25/10), na zona rural de Aparecida de Goiânia.

Os restos mortais foram encontrados na Fazenda Santo Antônio, na zona rural de Aparecida de Goiânia, na divisa com o Município de Hidrolândia, a 22,3 km da casa onde Sabotinha foi raptado. Pelo menos 42 minutos de carro.

No meio dos ossos, peritos do Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia encontraram o que restou de uma camiseta do Goiás Esporte Clube, uma bermuda e um piercing de língua. A família confirma que o jovem usava piercing na língua, que usava bermuda, mas não se lembra se ele foi retirado da casa vestido com uma camiseta do time do coração.

O jovem estava com 0 irmão quando homens armados invadiram a casa deles no bairro Colina de Homero, em Aparecida de Goiânia, no dia 22 de novembro de 2017.

O trio estava vestido de preto, com bonés e óculos escuros, abriu o portão sob os gritos de: “Não corre, não. É polícia”. Enquanto pediam para Sabotinha entregar uma arma e ameaçá-lo de prisão, o irmão dele,  Kamn Liberato, ficou deitado no chão da cozinha de costas, em silêncio, com medo de morrer. Os homens subiram no telhado e reviraram a casa.

Sabotinha nunca mais foi visto depois de ser colocado em um Ford Fiesta preto descaraterizado. Os mesmos homens desceram a rua e foram à casa de um mecânico, pai de um amigo de Sabotinha. Queriam levá-lo também. Policiais que investigaram o caso contaram à reportagem que procuraram a família, mas ninguém foi encontrado.

Escondido por medo, Kamn é a única testemunha do que aconteceu na noite em que seu irmão desapareceu. Por isso não gosta de comentar o assunto por telefone. Ele e a família, inclusive, abandonaram a casa para resguardar a vida. “Vamos esperar para ver se é ele. Se for é bom”, comenta sobre os restos mortais, antes de desligar a ligação.

À ESPERA DE SABOTINHA

“O material genético do pai vai ser coletado na quinta-feira [próximo dia 1° de novembro]. Vamos ter que adequar os detalhes para conseguir prender os autores. Temos muito caminho para andar”, comentou o titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), delegado Valdemir Branco. “Vamos coletar o material genético e submeter ao exame de DNA”, explicou.

O pai de Sabotinha, Jonas Melo , soube pela reportagem que uma ossada havia sido encontrada e que objetos poderiam contribuir para identificar o filho. Logo depois, Jonas foi ao IML de Aparecida e deu “90% de certeza” de que os restos se tratavam do filho. “A gente fica esperançoso, mas precisamos esperar”, disse, um pouco eufórico.

Prestes a fazer o exame, Jonas comenta em outra ligação: ” É chato, triste. Ele era um menino de 17 anos e acontece um troço desses. Ele era inteligente e tinha um futuro. É difícil explicar porque acabou de repente”, lamenta.

Procurados pelo Portal Dia Online, os amigos preferem o silêncio. Um deles, pelo WhatsApp, envia uma das rimas do rapper Kaique Sabotinha:

“Mesmo que eu esteja com a tristeza no olhar

Nessa vida eu sempre vou guerrear

Até o dia em que a vida me levar 

Pra descasar em um bom lugar”

Restos mortais podem ser do rapper Sabotinha, sequestrado em Aparecida
Sabotinha foi um dos mais premiados em batalhas de rimas de Aparecida de Goiânia. (Foto: Facebook)

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

180 mil passageiros devem passar pela Rodoviária de Goiânia no feriado de Finados 

Fluxo de embarques e desembarques deve aumentar 20%.
30/10/2018, 19h37

Cerca de 180 mil passageiros devem passar pela Rodoviária de Goiânia no feriado de Finados, na próxima sexta-feira (2/11). A administração do Terminal Rodoviário de Goiânia prevê, entre o dia 1º ao dia 4 de novembro, um aumento de 20% no fluxo de embarques e desembarques, em relação ao período normal. Para atender a demanda, serão disponibilizados pelo menos 200 novos horários no efetivo de ônibus, além de reforço de 30% nas equipes de limpeza, segurança e informação aos passageiros.

Segundo levantamento feito pela direção da Rodoviária de Goiânia, os destinos mais procurados em Goiás são cidades turísticas, como Aruanã, Caldas Novas, Goianésia, Pirenópolis, Cidade de Goiás, Porangatu e Três Ranchos. Já para outros estados brasileiros, os passageiros preferem Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Marabá, Palmas, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Como viajar sem problemas no feriado de Finados

Para garantir uma boa viagem durante o feriado de Finados, fique ligado nas dicas preparadas pela direção do Terminal Rodoviário de Goiânia.

– Chegar com antecedência de pelo menos 1 hora;

– Portar os documentos pessoais;

– Para crianças com menos de 12 anos que irá viajar sem a companhia do representante legal, deve ser feita solicitação da autorização do Juizado da Infância e Juventude para embarcar;

– Buscar adquirir os bilhetes de ida e volta, antecipadamente. Os bilhetes podem ser comprados pelo portal da rodoviária;

– Preocupar com suas bolsas, carteiras, pacotes e malas. Não pedir e nem aceitar que outras pessoas transportem suas bagagens;

– Adquirir sempre as passagens dentro da Rodoviária, tomar cuidado com transporte clandestino (desconfie caso alguém queira lhe embarcar ou lhe conduzir para fora do Terminal) – denuncie 0800 7043 200;

– Idosos que queiram passagem gratuita, fazer reserva antecipadamente.

Preço das flores para o dia de finados

E atenção, consumidor! O Procon Goiás preocupado com a proximidade do feriado de finados, fez uma série de pesquisas com produtos que as pessoas costumam levar ao cemitério para homenagear os entes queridos no Dia de Finados.

Foram visitadas dez floriculturas em Goiânia para verificar o preço das flores, coras e velas. O balanço parcial revela um aumento de 0,56% no preço das flores, mas este é o menor índice registrado nas pesquisas. Segundo os dados do órgão a variação pode chegar a 144%. É melhor pesquisar antes de comprar!

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.