Goiás

Ossada encontrada em Aparecida de Goiânia pode ser do rapper Sabotinha

Jovem foi sequestrado dentro de casa em novembro do ano passado, em Aparecida de Goiânia.
30/10/2018, 18h22

Faltam poucos dias para completar um ano do desaparecimento do filho de Jonas Melo, o Kaíque Liberato de Melo, conhecido como MC Kaíque Sabotinha, de 17 anos, e a busca pelo garoto pode estar no fim.

O conhecido rapper foi levado de casa por supostos policiais no dia 22 de novembro de 2017. Quase um ano depois, Jonas vai entregar material genético para comparar com uma ossada encontrada na última quinta-feira (25/10), na zona rural de Aparecida de Goiânia.

Os restos mortais foram encontrados na Fazenda Santo Antônio, na zona rural de Aparecida de Goiânia, na divisa com o Município de Hidrolândia, a 22,3 km da casa onde Sabotinha foi raptado. Pelo menos 42 minutos de carro.

No meio dos ossos, peritos do Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia encontraram o que restou de uma camiseta do Goiás Esporte Clube, uma bermuda e um piercing de língua. A família confirma que o jovem usava piercing na língua, que usava bermuda, mas não se lembra se ele foi retirado da casa vestido com uma camiseta do time do coração.

O jovem estava com 0 irmão quando homens armados invadiram a casa deles no bairro Colina de Homero, em Aparecida de Goiânia, no dia 22 de novembro de 2017.

O trio estava vestido de preto, com bonés e óculos escuros, abriu o portão sob os gritos de: “Não corre, não. É polícia”. Enquanto pediam para Sabotinha entregar uma arma e ameaçá-lo de prisão, o irmão dele,  Kamn Liberato, ficou deitado no chão da cozinha de costas, em silêncio, com medo de morrer. Os homens subiram no telhado e reviraram a casa.

Sabotinha nunca mais foi visto depois de ser colocado em um Ford Fiesta preto descaraterizado. Os mesmos homens desceram a rua e foram à casa de um mecânico, pai de um amigo de Sabotinha. Queriam levá-lo também. Policiais que investigaram o caso contaram à reportagem que procuraram a família, mas ninguém foi encontrado.

Escondido por medo, Kamn é a única testemunha do que aconteceu na noite em que seu irmão desapareceu. Por isso não gosta de comentar o assunto por telefone. Ele e a família, inclusive, abandonaram a casa para resguardar a vida. “Vamos esperar para ver se é ele. Se for é bom”, comenta sobre os restos mortais, antes de desligar a ligação.

À ESPERA DE SABOTINHA

“O material genético do pai vai ser coletado na quinta-feira [próximo dia 1° de novembro]. Vamos ter que adequar os detalhes para conseguir prender os autores. Temos muito caminho para andar”, comentou o titular da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), delegado Valdemir Branco. “Vamos coletar o material genético e submeter ao exame de DNA”, explicou.

O pai de Sabotinha, Jonas Melo , soube pela reportagem que uma ossada havia sido encontrada e que objetos poderiam contribuir para identificar o filho. Logo depois, Jonas foi ao IML de Aparecida e deu “90% de certeza” de que os restos se tratavam do filho. “A gente fica esperançoso, mas precisamos esperar”, disse, um pouco eufórico.

Prestes a fazer o exame, Jonas comenta em outra ligação: ” É chato, triste. Ele era um menino de 17 anos e acontece um troço desses. Ele era inteligente e tinha um futuro. É difícil explicar porque acabou de repente”, lamenta.

Procurados pelo Portal Dia Online, os amigos preferem o silêncio. Um deles, pelo WhatsApp, envia uma das rimas do rapper Kaique Sabotinha:

“Mesmo que eu esteja com a tristeza no olhar

Nessa vida eu sempre vou guerrear

Até o dia em que a vida me levar 

Pra descasar em um bom lugar”

Restos mortais podem ser do rapper Sabotinha, sequestrado em Aparecida
Sabotinha foi um dos mais premiados em batalhas de rimas de Aparecida de Goiânia. (Foto: Facebook)

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

180 mil passageiros devem passar pela Rodoviária de Goiânia no feriado de Finados 

Fluxo de embarques e desembarques deve aumentar 20%.
30/10/2018, 19h37

Cerca de 180 mil passageiros devem passar pela Rodoviária de Goiânia no feriado de Finados, na próxima sexta-feira (2/11). A administração do Terminal Rodoviário de Goiânia prevê, entre o dia 1º ao dia 4 de novembro, um aumento de 20% no fluxo de embarques e desembarques, em relação ao período normal. Para atender a demanda, serão disponibilizados pelo menos 200 novos horários no efetivo de ônibus, além de reforço de 30% nas equipes de limpeza, segurança e informação aos passageiros.

Segundo levantamento feito pela direção da Rodoviária de Goiânia, os destinos mais procurados em Goiás são cidades turísticas, como Aruanã, Caldas Novas, Goianésia, Pirenópolis, Cidade de Goiás, Porangatu e Três Ranchos. Já para outros estados brasileiros, os passageiros preferem Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Marabá, Palmas, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Como viajar sem problemas no feriado de Finados

Para garantir uma boa viagem durante o feriado de Finados, fique ligado nas dicas preparadas pela direção do Terminal Rodoviário de Goiânia.

– Chegar com antecedência de pelo menos 1 hora;

– Portar os documentos pessoais;

– Para crianças com menos de 12 anos que irá viajar sem a companhia do representante legal, deve ser feita solicitação da autorização do Juizado da Infância e Juventude para embarcar;

– Buscar adquirir os bilhetes de ida e volta, antecipadamente. Os bilhetes podem ser comprados pelo portal da rodoviária;

– Preocupar com suas bolsas, carteiras, pacotes e malas. Não pedir e nem aceitar que outras pessoas transportem suas bagagens;

– Adquirir sempre as passagens dentro da Rodoviária, tomar cuidado com transporte clandestino (desconfie caso alguém queira lhe embarcar ou lhe conduzir para fora do Terminal) – denuncie 0800 7043 200;

– Idosos que queiram passagem gratuita, fazer reserva antecipadamente.

Preço das flores para o dia de finados

E atenção, consumidor! O Procon Goiás preocupado com a proximidade do feriado de finados, fez uma série de pesquisas com produtos que as pessoas costumam levar ao cemitério para homenagear os entes queridos no Dia de Finados.

Foram visitadas dez floriculturas em Goiânia para verificar o preço das flores, coras e velas. O balanço parcial revela um aumento de 0,56% no preço das flores, mas este é o menor índice registrado nas pesquisas. Segundo os dados do órgão a variação pode chegar a 144%. É melhor pesquisar antes de comprar!

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Programa que oferece desconto na conta de luz chega para moradores de Anápolis 

Clientes de Águas Lindas e Goiânia também podem fazer o cadastro; descontos chegam a 65%.
30/10/2018, 20h46

Os moradores de Anapólis, a partir desta terça-feira (30/10), podem se cadastrar no programa Tarifa Social de Energia Elétrica, que oferece desconto na conta de luz. A inscrição pode ser feita, das 8h às 17h, na Secretaria de Assistência Social de Anápolis e faz parte das ações do programa Enel Compartilha Cidadania. Consumidores de Águas Lindas e Goiânia também podem fazer o cadastro. O projeto foi instituído pelo Governo Federal.

São oferecidos descontos de até 65% na conta de luz normal para famílias de baixa renda. O percentual do desconto depende do consumo de energia de cada cliente. Ao se inscrever, os consumidores ainda podem trocar uma lâmpada incandescente ou fluorescente, com alto consumo de energia, por outra mais econômica, de LED. Para isso, basta levar um documento com foto, a última conta de energia paga e a lâmpada usada para ser trocada.

Quem tem direito ao desconto na conta de luz

A Enel esclarece que para receber o benefício da Tarifa Social, os clientes precisam fazer a inscrição no CadÚnico em qualquer Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e procurar qualquer uma das lojas de atendimento Enel com: RG, CPF, Número de Inscrição Social (NIS) ou Número do Benefício (NB) e uma conta de energia.

Têm direito ao desconto:

– Famílias inscritas no CadÚnico com cadastro atualizado há menos de um ano e com renda familiar mensal, por pessoa, menor ou igual a meio salário mínimo;

– Famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até três salários mínimos e que tenham na residência portador de doença crônica, cujo tratamento necessite do uso contínuo de equipamentos vitais que dependam de energia elétrica (Cliente Vital);

– Beneficiários do Benefício de Prestação Continuada – idosos ou pessoas com deficiência que tenham renda familiar de até 1/4 do salário mínimo por pessoa.

Tarifa fácil em Goiânia e Águas Lindas

Desde a segunda-feira (29/10), moradores de Goiânia e Águas Lindas de Goiás, no Entorno do Distrito Federal, podem se cadastrar no programa Tarifa Social da Enel.

Na capital, o cadastro é realizado nos seguintes locais: Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), Setor Aeroporto, de 29 de outubro a 2 de novembro; Paróquia Nossa Senhora de Assunção, Vila Itatiaia no dia 1º de novembro.

Já em Águas Lindas a inscrição pode ser feita no Polo do Cadastro Único, Setor Pérola II, de segunda a quinta-feira (1º/11); Cras do Setor Barragem II, de segunda a quarta-feira (31/10) e Cras Santa Lúcia, Jardim Santa Lúcia, também na quinta-feira (1°/11).

Em ambas as cidades, o atendimento também é feito das 8h às 17h.

Imagens: UOL 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Grêmio perde de virada e vê River se classificar para final da Libertadores da América

Atacante Everton teve a bola do jogo nos pés, mas acabou facilitando a defesa do goleiro Armani.
30/10/2018, 23h54

O atual campeão da Copa Bridgestone Libertadores da América, Grêmio recebeu o River Plate (ARG), na Arena Grêmio em Porto Alegre, pela partida de volta das semifinais da Libertadores deste ano.

O time comandado por Renato Gaúcho precisava apenas do empate para avançar a grande final, mas diante da sua torcida acabou derrotado pelo placar de 1 a 2, no agregado 2 a 2,  como fez dois gols fora de casa o River conquistou a classificação para decisão.

O River aguarda agora o vencedor do duelo desta quarta-feira (31/10) entre Palmeiras x Boca Juniors, para conhecer o adversário da final.

O Jogo

Apesar de jogar em casa e contar com o apoio da torcida, a primeira grande chance foi dos argentinos. Lucas Pratto ganhou a disputa e enfiou para Borré que bateu cruzado, mas sem direção e assustando o time comandado por Renato Gaúcho.

Apesar do apoio da torcida com o canto de “ooo queremos a copa, quero te ver campeão”, o River foi que chegou mais uma vez aos 9 do primeiro tempo com Ponzio arriscando de fora da área, obrigando o goleiro Marcelo Grohe a trabalhar.

A resposta do tricolor gaúcho veio na sequência, depois de jogada trabalhada, Alisson limpou e bateu no canto direito do goleiro argentino.

Aos 27 depois de muito bate rebate na frente da área, a bola sobrou para Palacios que arriscou de fora da área, a bola passou rente a trave e quase abriu o marcador no jogo de volta das semifinais.

Enquanto as melhores chances até o momento tinham sido do River Plate, aos 35 da etapa inicial depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou para o lateral direito Leonardo que arriscou de fora e colocou no cantinho marcando o gol do Grêmio.

Apesar de abrir o marcador, o River ainda continuou melhor na partida e nos acréscimos chegou por duas oportunidades, mas a zaga do tricolor gaúcho afastou o perigo.

Mesmo tendo as melhores chances na primeira etapa, o River não conseguiu ser eficiente, enquanto o isso na única oportunidade que teve, o Grêmio conseguiu ampliar a vantagem no confronto.

Segundo tempo

Na etapa complementar o jogo mudou em relação ao primeiro tempo. Com o resultado negativo o time argentino, precisou sair mais para a partida, para buscar o gol de empate e sonhar com a classificação para a final.

Do outro lado, o time de Renato Gaúcho mudou, não deixou o adversário jogar e dessa vez, começou a pressionar o adversário em busca do segundo gol.

A melhor chance do River Plate na etapa final, foi em cobrança de falta de Quinteros, que levantou na área e o goleiro Marcelo Grohe espalmou, mas sofreu a falta na sequência.

A resposta do tricolor gaúcho veio em jogada trabalhada, com Eveton recebendo na entrada da área e arriscando de fora, fazendo o goleiro Armani trabalhar.

Aos 21 do segundo tempo, Jael brigou no meio campo, ganhou dos jogadores argentinos e tocou para Cícero que lançou Everton e na cara do gol acabou facilitando a defesa do goleiro Armani.

É decisão, vale vaga na final da Libertadores deste ano e não pode vacilar,  aos 36′ da etapa final, depois de cobrança de falta de Pity Martinez, Borré apareceu para cabecear e empatar o jogo.

Depois de empatar o jogo, aos 41′ o árbitro Andrés Cunha foi avisado pelo árbitro de vídeo e ao analisar as imagens, foi confirmado o pênalti para o time argentino. Com a penalidade marcada o zagueiro Bressan foi expulso da partida.

Depois de muita enrolação o meia Pity Martinez, correu para a bola e marcou virando o jogo para o River. Com o resultado de 2 a 1, no agregado 2 a 2, mas como fez dois gols fora de casa, os argentinos conquistaram a classificação a final.

Árbitro da partida

Andrés Cunha (URU)

Grêmio: Marcelo Grohe, Leonardo, Pedro Geromel, Paulo Miranda, Cortez, Michel, Maicon, Cícero, Ramiro, Alisson e Jael

Técnico: Renato Gaúcho

River Plate: Armani, Montiel, Maidana, Pinola, Casco, Ponzio, Palacios, Fernández, Quintero, Lucas Pratto e Borré.

Técnico: Marcelo Gallardo

Imagens: Globoesporte.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Supremo julga ação que suspendeu busca e apreensão em universidades

Medida cautelar prevê suspender as decisões de juízes eleitorais sobre a busca e apreensão de panfletos e materiais de campanha eleitoral em universidades.
31/10/2018, 08h09

O Supremo Tribunal Federal (STF) faz sessão plenária hoje (31/10) à tarde para julgar a medida cautelar deferida pela ministra Cármen Lúcia. Pela medida, ficam suspensas as decisões de juízes eleitorais sobre a busca e apreensão de panfletos e materiais de campanha eleitoral em universidades e nas dependências das sedes de associações de docentes.

No último dia 27, Cármen Lúcia concedeu medida cautelar em favor da livre manifestação de pensamento. A decisão ocorreu no momento em que várias universidades públicas foram alvo de ações policiais e de fiscais eleitorais.

Segundo as ações judiciais expedidas, os atos policiais e administrativos baseavam-se na fiscalização de supostas propagandas eleitorais irregulares. Estudantes, professores e entidades educacionais, no entanto, viram as ações como censura.

Urgência

De acordo com a ministra, a decisão tem caráter de urgência para evitar que as ações deflagradas nos últimos dias se multipliquem. A medida foi enviada ao presidente do Ssupremo, Dias Toffoli, que decidiu submeter a decisão ao plenário.

A ministra Cármen Lúcia condena ações totalitárias, afirmando que “toda forma de autoritarismo é iníqua”. “Pior quando parte do Estado. Por isso, os atos que não se compatibilizem com os princípios democráticos e não garantam, antes restrinjam o direito de livremente expressar pensamentos e divulgar ideias, são insubsistentes juridicamente por conterem vício de inconstitucionalidade.”

PGR

Há cinco dias, a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, anunciou o pedido de liminar ao STF para “restabelecer a liberdade de expressão e de reunião de estudantes e de professores no ambiente das universidades públicas brasileiras”.

Raquel Dodge, que também é procuradora-geral eleitoral, apresentou ao Supremo uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF). Segundo a procuradora, esse tipo de ação busca reparar lesão a princípio fundamental da Constituição que tenha sido provocada por ato do Poder Público.

Defensoria

Em nota, a Defensoria, se manifestou “vigorosamente contrária às arbitrariedades, que além de violarem direitos fundamentais, restringem a autonomia universitária e as liberdades constitucionais de aprender e ensinar em um ambiente necessariamente regido pelo pluralismo de ideias”.

Procurada, a Procuradoria Regional Eleitoral negou ter responsabilidade pelas ações. O TRE do Rio não se manifestou.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.