Goiás

Advogada é morta a tiros no Conjunto Vera Cruz I, em Goiânia

A advogada teria saído para receber uma quantia em dinheiro.
02/11/2018, 14h30

A advogada criminalista Rina Mendes dos Santos, de 59 anos, foi morta a tiros no início da tarde desta sexta-feira (2/11), na praça Dona Gercina Borges Teixeira, no Conjunto Vera Cruz I, em Goiânia.

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PM) foi chamada para atender a ocorrência e fazer o isolamento da área. A PM informou ao Portal Dia Online que testemunhas contaram que um outro carro se aproximou do veículo da advogada e os ocupantes efetuaram vários disparos contra ela e fugiram do local.

Ainda segundo as informações da polícia, nenhum suspeito foi identificado e não se sabe a motivação do crime. O caso agora será investigado pela Delegacia de Homicídios de Goiânia (DIH).

O delegado plantonista da DIH, Marco Aurélio, esta no local e espera a perícia finalizar o trabalho, para dar sequência ao início das investigações e esclarecer a motivação do assassinato da doutora Rina Mendes.

Advogada diz que possivelmente assassinato de Rina pode ter haver com exercício da profissão

A Vice presidente da Comissão de direitos e prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil seção Goiás (OAB-GO) Dra. Márcia Póvoa disse à reportagem do Portal Dia Online que as informações de que doutora Rina saiu para receber uma quantia em dinheiro, até o momento são verdadeiras, mas que a OAB busca entender se realmente foi isso que aconteceu.

O que a vice presidente estranha é o fato “de que isso não é uma prática comum, principalmente de quem atua na área criminal e tem reconhecimento que ela [Rina] tinha, essa é uma linha que trabalhamos inicialmente para saber se realmente o crime teria como motivação o exercício da profissão”.

Segundo a doutora Márcia Povoa, caso seja confirmado que tem haver com o exercício da profissão, a OAB Goiás vai trabalhar com políticas de conscientização e cobrar da Polícia Civil (PC) que a motivação seja esclarecida o mais rápido possível.

Em nota publicada em seu site oficial a OAB-GO afirmou que acompanha o caso e que está em contato com a PM e com a PC para que a motivação do crime seja desvendada o mais rápido possível.

Confira a nota na íntegra

“A Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO) informa que, na manhã desta sexta-feira (2/11), foi informada a respeito do homicídio da advogada criminalista Rina Mendes dos Santos, ocorrido na região do Vera Cruz, em Goiânia.

A seccional goiana acompanha o caso e está em constante contato com a Polícia Militar e Civil. A OAB-GO cobra a apuração imediata do ocorrido para dar mais esclarecimentos à advocacia.

A propósito, a Ordem parabeniza as forças policiais pelos serviços prestados à sociedade goiana e a atenção que têm tido com a OAB-GO.

Lúcio Flávio Siqueira de PaivaPresidente da OAB-GO”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

‘Garotos’ de 25 anos se tornam juízes sem conhecimento da realidade, diz Toffoli

"Nós recrutamos juízes no Brasil que são recém-formados, 23, 24, 25 anos, sem experiência de vida, sem socialização".
02/11/2018, 15h31

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, afirmou nesta sexta-feira, 2, que os juízes brasileiros assumem o cargo ainda jovens “sem ter socializado” e antes de adquirir “conhecimento da realidade”. “Nós recrutamos juízes no Brasil que são recém-formados, 23, 24, 25 anos, sem experiência de vida, sem socialização, o que significa que o juiz se socializa, conhece o mundo já tendo uma caneta com peso enorme de poder, mas ainda sem a socialização que lhe dá a devida responsabilidade”, afirmou Toffoli.

Como presidente do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Toffoli defendeu a ênfase no diálogo com universidades e a formação dos bacharéis de direito que vão assumir cargos públicos, especialmente dos juízes. “Aquele garoto se torna uma autoridade aos 25 anos de idade, que ainda não tem conhecimento geral do que é a realidade, ele ainda está se formando e passa a ter o poder de afastar uma lei, um contrato, em nome de princípios constitucionais sem ter ideia do impacto daquele ato para toda a sociedade e não só para as partes que estão ali em um específico litígio”, afirmou o ministro, em Nova York.

Ele participa nos Estados Unidos do evento II Law and Economics, organizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) em parceria com a Universidade de Columbia, com apoio do jornal Financial Times, do Brazilian American Chamber of Commerce e da CLS Brazil. Ele não comentou nos seus discursos a indicação do juiz Sérgio Moro para o Ministério da Justiça no futuro governo do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

“Fico imaginando um magistrado formado em direito no Brasil quando pega a revista da Universidade de Chicago, cheia de fórmulas. Quando eu recebi a primeira revista, eu não entendi ‘lhufas'”, disse Toffoli. “Mas que maluquice é essa? Direito com economia e com fórmula matemática? Praticamente todos os artigos têm uma fórmula matemática”, afirmou o presidente do Supremo, em referência à sua reação ao ler a revista de Chicago pela primeira vez e ao citar que “fórmulas” e “inteligência artificial” são usadas para medir a eficiência do judiciário.

Segundo ele, a inteligência artificial será cada vez mais utilizada para monitorar as consequências das decisões judiciais para a sociedade. “No Brasil temos que começar a nos acostumar com essa ideia de que o direito não é mais ensimesmado, o direito não é feito só para nós, é feito para toda a sociedade. E a sociedade terá cada vez mais instrumentos de fiscalização”, afirmou ele, voltando a falar que o Judiciário deve se pautar por transparência, eficiência e “accountability” – no que definiu como a responsabilidade perante a sociedade.

Na quinta-feira (1º) Toffoli defendeu, também em Nova York, que a política “volte a liderar o desenvolvimento do País” em substituição ao que considerou como o protagonismo do Judiciário desde 2014. “É necessário que, com a renovação democrática ocorrida nas eleições, a política volte a liderar o desenvolvimento nacional. Passamos por vários anos com o judiciário sendo protagonista, é necessário restaurar a confiança da política”, disse Toffoli, se dizendo um otimista. “Não só sou um otimista, como estou otimista”, afirmou.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Vila Nova recebe Paysandu sonhando com o G4

Vitória colorada e derrota de adversários pode colocar tigre no G4 ao fim da rodada.
02/11/2018, 15h56

O Vila Nova recebe o Paysandu (PA) nesta sexta-feira (2/11) pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, no Estádio Serra Dourada a partir das 19h15. Com 51 pontos conquistados, uma vitória colorada no jogo desta noite e outros resultados desta rodada o clube goiano pode terminar entre os quatro primeiros colocados.

O colorado goiano poderia ter ingressado no G-4 na última rodada, mas depois da lambança do goleiro Rafael Santos, expulso do jogo por agredir o adversário logo após o time empatar a partida. O vila acabou derrotado pelo Londrina pelo placar de 3 a 2 e agora busca se reabilitar dentro de casa, contra o time paraense que luta para não ser rebaixado.

Além do goleiro Rafael Santos, o técnico Hemerson Maria também não poderá contar com o lateral-direito Maguinho, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo na derrota contra o Londrina. Os substitutos serão o goleiro Matheus Pasinato que até a chegada de Rafael era titular e acabou perdendo a vaga, e no lugar do lateral Maguinho entra Moacir.

A novidades no time colorado são as voltas do zagueiro Wesley Matos que estava suspenso na última rodada, e do meia atacante e artilheiro do time Alan Mineiro que volta depois de se recuperar de uma contusão.

O Paysandu

Enquanto o Vila busca entrar entre os primeiros colocados, que conquistam o acesso à elite do futebol nacional no próximo ano. O time comandando por João Brigatti, corre para escapar do rebaixamento a terceira divisão.

O time paraense tem apenas um desfalque para o jogo desta noite, o zagueiro Diego Ivo, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Vila Nova: Mateus Pasinato;Moacir, Wesley Matos, Diego Giaretta e Gastón Filgueira;Geovane, Wellington Reis, Mateus Anderson, Alan Mineiro e Vinícius Leite;Rafael Silva.

Técnico: Hemerson Marias

Paysandu-PA: Renan Rocha;Maicon Silva, Perema, Fernando Timbó e Guilherme Santos;Willyam, Renato Augusto, Felipe Guedes e Thomaz;Mike e Hugo Almeida.

Técnico: João Brigatti

Arbitragem: Wagner Reway-MT

Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos-BA e Eduardo Goncalves da Cruz-MS

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Pai e filho são mortos a tiros, em Niquelândia

Evaristo abria a porteira quando foi alvejado, Samuel desceu da moto para socorrer o pai e também foi atingido.
02/11/2018, 17h21

Evaristo Oliveira Mota, de 50 anos e Samuel Pereira Mota de 19, pai e filho respectivamente foram mortos a tiros na manhã desta sexta-feira (2/11) em uma fazenda no distrito de Faz Tudo, a 45 quilômetros da cidade de Niquelândia, a 330 quilômetros de Goiânia.

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) informou ao Portal Dia Online que foi chamada para atender a ocorrência, por moradores da fazenda, por volta das 6 horas da manhã. Ao chegar ao local encontraram os dois já em vida com marcas de tiros e ao lado de uma moto vermelha.

Pai e filho foram mortos na porteira

Segundo a polícia, testemunhas contaram que Evaristo havia descido para abrir a porteira da fazenda, momento em que foi alvejado por vários disparos. A polícia conta também que ao ver o pai caindo baleado, Samuel desceu do veículo e foi até o corpo de seu pai, quando foi baleado pelos suspeitos.

A Polícia Técnico-Científica de Uruaçu vai fazer a perícia e o recolhimento dos corpos para análises cadavéricas. Após os exames, os corpos de pai e filho serão liberados para a família fazer o velório. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil (PC).

Portal Dia Online entrou em contato com a Delegacia da Polícia Civil de Niquelândia, mas até a publicação desta matéria, nenhuma ligação foi atendida.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Bolsas da Europa: ganhos predominam com possível acordo entre EUA e China

Aproximação de Estados Unidas e China, faz bolsas fecharem em alta.
02/11/2018, 17h35

As bolsas europeias fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira (2/11), em meio a indicações de que EUA e China estariam mais próximos de superar suas divergências comerciais e fechar um acordo.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,28%, em 364,08 pontos.

Os ganhos predominaram na Europa depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou ontem que houve progresso nas discussões comerciais com a China, gerando esperanças de que os dois países cheguem a algum tipo de entendimento e deixem de impor tarifas a importações um do outro.

Os mercados europeus, no entanto, reduziram ganhos ou migraram para território negativo após Larry Kudlow, principal assessor econômico de Trump, negar em entrevista à CNBC que o presidente teria pedido a elaboração de um acordo preliminar antes de se encontrar com seu equivalente chinês, Xi Jinping, em reunião do G-20 a ser realizada no fim do mês na Argentina. O suposto pedido havia sido noticiado pela Bloomberg.

Os bancos se destacaram hoje, em especial na Itália, à espera da divulgação do último teste de estresse da Autoridade Bancária Europeia (EBA, pela sigla em inglês). Em Milão, o BPM subiu mais de 3% e o UBI Banca teve alta de 3,3%. O sistema bancário italiano vem sendo monitorado de perto desde que Roma entrou em conflito com a União Europeia por causa de sua meta de déficit orçamentário considerada pouco ambiciosa.

Após o encerramento dos negócios na Europa, a EBA divulgou que todos os 48 bancos de 15 países europeus testados atingiram as exigências mínimas de capital.

O índice italiano FTSE-MIB liderou os ganhos hoje, fechando em alta de 1,07%, a 19.390,34 pontos. Em Paris, o CAC-40 subiu 0,32%, a 5.102,13 pontos, enquanto em Frankfurt, o DAX-30 avançou 0,44%, a 11.518,99 pontos, e em Madri, o IBEX 35 se valorizou 0,43%, a 8.993,00 pontos.

Já em Londres, o FTSE-100 caiu 0,29%, a 7.094,12 pontos, à medida que investidores optaram por uma postura cautelosa antes do fim de semana. BP e Royal Dutch Shell recuaram 1,5% e 0,9%, respectivamente, num momento em que o barril do petróleo tipo Brent mostrava fraqueza.

Também ficou no vermelho nesta sexta o índice português PSI-20, que caiu 0,70% em Lisboa, a 4.979,51 pontos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.