Goiás

Pai e filho são mortos a tiros, em Niquelândia

Evaristo abria a porteira quando foi alvejado, Samuel desceu da moto para socorrer o pai e também foi atingido.
02/11/2018, 17h21

Evaristo Oliveira Mota, de 50 anos e Samuel Pereira Mota de 19, pai e filho respectivamente foram mortos a tiros na manhã desta sexta-feira (2/11) em uma fazenda no distrito de Faz Tudo, a 45 quilômetros da cidade de Niquelândia, a 330 quilômetros de Goiânia.

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) informou ao Portal Dia Online que foi chamada para atender a ocorrência, por moradores da fazenda, por volta das 6 horas da manhã. Ao chegar ao local encontraram os dois já em vida com marcas de tiros e ao lado de uma moto vermelha.

Pai e filho foram mortos na porteira

Segundo a polícia, testemunhas contaram que Evaristo havia descido para abrir a porteira da fazenda, momento em que foi alvejado por vários disparos. A polícia conta também que ao ver o pai caindo baleado, Samuel desceu do veículo e foi até o corpo de seu pai, quando foi baleado pelos suspeitos.

A Polícia Técnico-Científica de Uruaçu vai fazer a perícia e o recolhimento dos corpos para análises cadavéricas. Após os exames, os corpos de pai e filho serão liberados para a família fazer o velório. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil (PC).

Portal Dia Online entrou em contato com a Delegacia da Polícia Civil de Niquelândia, mas até a publicação desta matéria, nenhuma ligação foi atendida.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Bolsas da Europa: ganhos predominam com possível acordo entre EUA e China

Aproximação de Estados Unidas e China, faz bolsas fecharem em alta.
02/11/2018, 17h35

As bolsas europeias fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira (2/11), em meio a indicações de que EUA e China estariam mais próximos de superar suas divergências comerciais e fechar um acordo.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,28%, em 364,08 pontos.

Os ganhos predominaram na Europa depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou ontem que houve progresso nas discussões comerciais com a China, gerando esperanças de que os dois países cheguem a algum tipo de entendimento e deixem de impor tarifas a importações um do outro.

Os mercados europeus, no entanto, reduziram ganhos ou migraram para território negativo após Larry Kudlow, principal assessor econômico de Trump, negar em entrevista à CNBC que o presidente teria pedido a elaboração de um acordo preliminar antes de se encontrar com seu equivalente chinês, Xi Jinping, em reunião do G-20 a ser realizada no fim do mês na Argentina. O suposto pedido havia sido noticiado pela Bloomberg.

Os bancos se destacaram hoje, em especial na Itália, à espera da divulgação do último teste de estresse da Autoridade Bancária Europeia (EBA, pela sigla em inglês). Em Milão, o BPM subiu mais de 3% e o UBI Banca teve alta de 3,3%. O sistema bancário italiano vem sendo monitorado de perto desde que Roma entrou em conflito com a União Europeia por causa de sua meta de déficit orçamentário considerada pouco ambiciosa.

Após o encerramento dos negócios na Europa, a EBA divulgou que todos os 48 bancos de 15 países europeus testados atingiram as exigências mínimas de capital.

O índice italiano FTSE-MIB liderou os ganhos hoje, fechando em alta de 1,07%, a 19.390,34 pontos. Em Paris, o CAC-40 subiu 0,32%, a 5.102,13 pontos, enquanto em Frankfurt, o DAX-30 avançou 0,44%, a 11.518,99 pontos, e em Madri, o IBEX 35 se valorizou 0,43%, a 8.993,00 pontos.

Já em Londres, o FTSE-100 caiu 0,29%, a 7.094,12 pontos, à medida que investidores optaram por uma postura cautelosa antes do fim de semana. BP e Royal Dutch Shell recuaram 1,5% e 0,9%, respectivamente, num momento em que o barril do petróleo tipo Brent mostrava fraqueza.

Também ficou no vermelho nesta sexta o índice português PSI-20, que caiu 0,70% em Lisboa, a 4.979,51 pontos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Relógios devem ser adiantados em uma hora em 10 Estados e no DF em razão do horário de verão

Candidatos que farão a prova do Enem devem ficar atentos para a mudança do horário.
03/11/2018, 08h40

Começa na madrugada deste domingo (4/11) o horário de verão, quando, à meia-noite, os relógios deverão ser adiantados em uma hora. A mudança vale para os Estados do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e para o Distrito Federal. Candidatos que farão a prova do Enem devem ficar atentos.

Neles, com a exceção de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, os portões dos locais de aplicação da prova do Enem serão fechados às 13h, horário de Brasília – o exame começa a ser aplicado 30 minutos depois.

Para os estudantes residentes na Região Nordeste, além dos que moram em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Amapá e Tocantins, os portões serão fechados às 12h, horário local. No Amazonas, Rondônia e Roraima, só será permitida a entrada de estudantes nos locais de prova até as 11h. No Acre, o limite é às 10h.

O início do horário de verão chegou a ser motivo de um impasse no governo federal, que já havia adiado seu início em razão do segundo turno das eleições. Para a realização do Enem, a Presidência cogitou realizar nova alteração, o que acabou descartado. O horário segue vigente até a madrugada de 16 de fevereiro de 2019, quando os relógios deverão ser atrasados em uma hora.

Preparação

Os coordenadores de cursinhos pré-vestibular indicam descanso para o aluno tentar driblar os efeitos do horário de verão. Os candidatos têm de ficar atentos para não chegarem atrasados. O coordenador do Anglo Vestibulares, Daniel Perry, afirmou que dormir uma hora mais cedo neste sábado, 3, pode ser uma estratégia para que o candidato não tenha sono na hora da prova. “Visitar com antecedência o local de prova também ajuda a tranquilizar o aluno antes do exame”, disse Perry.

O professor de História da plataforma Descomplica, Renato Pellizzari, acredita que a noite que antecede o Enem é bem difícil para o candidato que vai realizar a prova. “O aluno fica ansioso e às vezes perde o sono. Mas descansar, tentar dormir mais cedo, ter uma boa alimentação e ficar de olho no relógio são dicas importantes para o candidato”, explica Pellizzari.

O coordenador de Química do cursinho Etapa, João Pitoscio, afirmou ser uma boa dica ajustar o relógio biológico previamente. “O candidato pode dormir um pouco mais cedo para o organismo se acostumar com o novo horário de verão.”

Os irmão gêmeos Guilherme e Tiago Gomes de Almeida Araújo, de 18 anos, estudantes do Objetivo, acreditam que o início do horário de verão é prejudicial porque vão perder uma hora de sono justamente no dia da prova do Enem. “Uma hora a menos de descanso pode prejudicar. Vamos tentar dormir mais cedo”, dizem os irmãos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Feriadão tem 11 acidentes e uma morte até agora em Goiás

Motoristas autuados por estarem sem cinto de segurança chegaram a quase 80.

Por Ton Paulo
03/11/2018, 10h14

A Operação Finados, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a fiscalização das rodovias goianas e prevenção de acidentes neste feriadão, contabilizou, até a manhã de hoje (3/11), um total de 11 acidentes e uma morte. A operação teve início na última quinta-feira (1/11) e vai até o domingo (4/11).

De acordo com a PRF, nos 11 acidentes registrados nas rodovias de Goiás ao longo do feriado, noves pessoas ficaram feridas e uma veio a óbito.

Quanto às infrações, o número surpreendeu: um total de 1.126 motoristas foram autuados. Destes, o número de condutores que não faziam o uso do cinto de segurança chegou a 76, com sete testes do bafômetro e uma infração por uso de celular ao volante.

Foram captadas 1.294 imagens de radar, que serão convertidas em autuações.

A atuação da Operação Finados no feriadão

A PRF atua na Operação Finados desde a última quinta-feira (1/11), em razão do feriadão nacional. A corporação conta com o apoio da tecnologia reforçando a vigilância nas estradas para coibir crimes, infrações e prevenir acidentes. A Operação Finados segue até na noite do próximo domingo (4/11).

A fiscalização por videomonitoramento foi implementada nas rodovias goianas, com agentes da PRF fiscalizando através das quase 200 câmeras das concessionárias instaladas nas BRs 050, 060 e 153, abrangendo um trecho de 1.600 quilômetros.

O uso das câmeras é mais um aporte tecnológico das Concessionárias que se junta aos radares para potencializar a capacidade de fiscalização dos policiais rodoviários federais, ampliando o alcance da vigilância e inibindo condutas irregulares dos motoristas como ultrapassagens proibidas, falta do cinto de segurança e excessos de velocidade.

Nos feriados de 07 de setembro e 12 de outubro, a PRF atendeu 59 acidentes que deixaram 74 pessoas feridas e resultaram na morte de 13 pessoas. Foram flagradas mais de 11 mil infrações nos 8 dias de operação.

Ao longo das rodovias, policiais estão vigilantes para coibir as infrações e prevenir acidentes de trânsito. Os motoristas, por sua vez, devem dirigir com atenção e cuidado. Condutas simples como manter uma distância segura do veículo que vai à frente, respeitar a sinalização da via e não exceder o limite de velocidade são fatores importantes para evitar as colisões traseiras e saídas de pista, tipos de acidentes recorrentes nos últimos feriados.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homens que amarraram idosa para roubar fazenda morrem em troca de tiros com a polícia

A dupla de assaltantes veio a óbito depois de um confronto direto com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar em Bela Vista de Goiás.

Por Ton Paulo
03/11/2018, 11h28

Dois homens suspeitos de roubar uma fazenda morreram na noite desta sexta-feira (2/11) depois de uma troca de tiros com a polícia, em Bela Vista de Goiás. Segundo informações da corporação, a dupla teria participado do crime que envolveu outras três pessoas. Para roubar a fazenda, eles renderam e amarram uma idosa.

A dupla de assaltantes veio a óbito depois de um confronto direto com policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar em Bela Vista de Goiás. De acordo com o tentente Eduardo, do Bope, a um jornal local, a dupla é suspeita de participar do roubo ocorrido no mesmo no dia na região onde um grupo de cinco homens invadiu uma fazenda e renderam uma idosa, que era a única moradora do lugar.

Segundo o tenente, eles renderam a senhora, amarraram-na e roubaram alguns artigos de fazenda, chegando a levar um guincho para carregar o caminhão da propriedade.

A idosa, contudo, conseguiu se soltar e acionou a polícia. Enquanto isso, uma equipe do Bope fazia patrulhamento de rotina na região e se deparou com dois homens que estavam com caminhão sendo guinchado por outro. O tenente contou que, no momento em que eles viram a polícia, saíram correndo e entraram no mato. Entretanto, a equipe policial foi atrás dos suspeitos, se embrenhando na mata.

Na mata, os dois suspeitos começaram a atirar contra os policiais do Bope, que revidaram. A dupla foi alvejada e chegou a ser atendida por socorristas do Samu, mas vieram a óbito no local.

Assaltante de banco também morreu após trocar tiros com a polícia

No dia 24 do último mês de outubro, um homem identificado como José Saulo dos Reis Junior, mais conhecido como Juninho da Viela, ou “Tucano”, de 41 anos, também morreu depois de trocar tiros com uma equipe das Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM) no setor Centro-Oeste, em Goiânia. Juninho da Viela era considerado um dos maiores assaltantes a carros fortes e bancos em vários Estados do Brasil.

De acordo com as informações divulgadas pela ROTAM, a equipe estava fazendo patrulhamento na região, quando encontrou o indivíduo em atitude suspeita e tentaram aborda-lo. A polícia informou ao Portal Dia Online que no momento em que foi dada a voz de parada, ele reagiu efetuando vários disparos contra a equipe. Os policiais, então, revidaram e alvejaram Juninho da Viela.

Via: Mais Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.