Esportes

Vila Nova recebe Paysandu sonhando com o G4

Vitória colorada e derrota de adversários pode colocar tigre no G4 ao fim da rodada.
02/11/2018, 15h56

O Vila Nova recebe o Paysandu (PA) nesta sexta-feira (2/11) pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, no Estádio Serra Dourada a partir das 19h15. Com 51 pontos conquistados, uma vitória colorada no jogo desta noite e outros resultados desta rodada o clube goiano pode terminar entre os quatro primeiros colocados.

O colorado goiano poderia ter ingressado no G-4 na última rodada, mas depois da lambança do goleiro Rafael Santos, expulso do jogo por agredir o adversário logo após o time empatar a partida. O vila acabou derrotado pelo Londrina pelo placar de 3 a 2 e agora busca se reabilitar dentro de casa, contra o time paraense que luta para não ser rebaixado.

Além do goleiro Rafael Santos, o técnico Hemerson Maria também não poderá contar com o lateral-direito Maguinho, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo na derrota contra o Londrina. Os substitutos serão o goleiro Matheus Pasinato que até a chegada de Rafael era titular e acabou perdendo a vaga, e no lugar do lateral Maguinho entra Moacir.

A novidades no time colorado são as voltas do zagueiro Wesley Matos que estava suspenso na última rodada, e do meia atacante e artilheiro do time Alan Mineiro que volta depois de se recuperar de uma contusão.

O Paysandu

Enquanto o Vila busca entrar entre os primeiros colocados, que conquistam o acesso à elite do futebol nacional no próximo ano. O time comandando por João Brigatti, corre para escapar do rebaixamento a terceira divisão.

O time paraense tem apenas um desfalque para o jogo desta noite, o zagueiro Diego Ivo, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Vila Nova: Mateus Pasinato;Moacir, Wesley Matos, Diego Giaretta e Gastón Filgueira;Geovane, Wellington Reis, Mateus Anderson, Alan Mineiro e Vinícius Leite;Rafael Silva.

Técnico: Hemerson Marias

Paysandu-PA: Renan Rocha;Maicon Silva, Perema, Fernando Timbó e Guilherme Santos;Willyam, Renato Augusto, Felipe Guedes e Thomaz;Mike e Hugo Almeida.

Técnico: João Brigatti

Arbitragem: Wagner Reway-MT

Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos-BA e Eduardo Goncalves da Cruz-MS

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Pai e filho são mortos a tiros, em Niquelândia

Evaristo abria a porteira quando foi alvejado, Samuel desceu da moto para socorrer o pai e também foi atingido.
02/11/2018, 17h21

Evaristo Oliveira Mota, de 50 anos e Samuel Pereira Mota de 19, pai e filho respectivamente foram mortos a tiros na manhã desta sexta-feira (2/11) em uma fazenda no distrito de Faz Tudo, a 45 quilômetros da cidade de Niquelândia, a 330 quilômetros de Goiânia.

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) informou ao Portal Dia Online que foi chamada para atender a ocorrência, por moradores da fazenda, por volta das 6 horas da manhã. Ao chegar ao local encontraram os dois já em vida com marcas de tiros e ao lado de uma moto vermelha.

Pai e filho foram mortos na porteira

Segundo a polícia, testemunhas contaram que Evaristo havia descido para abrir a porteira da fazenda, momento em que foi alvejado por vários disparos. A polícia conta também que ao ver o pai caindo baleado, Samuel desceu do veículo e foi até o corpo de seu pai, quando foi baleado pelos suspeitos.

A Polícia Técnico-Científica de Uruaçu vai fazer a perícia e o recolhimento dos corpos para análises cadavéricas. Após os exames, os corpos de pai e filho serão liberados para a família fazer o velório. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil (PC).

Portal Dia Online entrou em contato com a Delegacia da Polícia Civil de Niquelândia, mas até a publicação desta matéria, nenhuma ligação foi atendida.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Bolsas da Europa: ganhos predominam com possível acordo entre EUA e China

Aproximação de Estados Unidas e China, faz bolsas fecharem em alta.
02/11/2018, 17h35

As bolsas europeias fecharam majoritariamente em alta nesta sexta-feira (2/11), em meio a indicações de que EUA e China estariam mais próximos de superar suas divergências comerciais e fechar um acordo.

O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em alta de 0,28%, em 364,08 pontos.

Os ganhos predominaram na Europa depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou ontem que houve progresso nas discussões comerciais com a China, gerando esperanças de que os dois países cheguem a algum tipo de entendimento e deixem de impor tarifas a importações um do outro.

Os mercados europeus, no entanto, reduziram ganhos ou migraram para território negativo após Larry Kudlow, principal assessor econômico de Trump, negar em entrevista à CNBC que o presidente teria pedido a elaboração de um acordo preliminar antes de se encontrar com seu equivalente chinês, Xi Jinping, em reunião do G-20 a ser realizada no fim do mês na Argentina. O suposto pedido havia sido noticiado pela Bloomberg.

Os bancos se destacaram hoje, em especial na Itália, à espera da divulgação do último teste de estresse da Autoridade Bancária Europeia (EBA, pela sigla em inglês). Em Milão, o BPM subiu mais de 3% e o UBI Banca teve alta de 3,3%. O sistema bancário italiano vem sendo monitorado de perto desde que Roma entrou em conflito com a União Europeia por causa de sua meta de déficit orçamentário considerada pouco ambiciosa.

Após o encerramento dos negócios na Europa, a EBA divulgou que todos os 48 bancos de 15 países europeus testados atingiram as exigências mínimas de capital.

O índice italiano FTSE-MIB liderou os ganhos hoje, fechando em alta de 1,07%, a 19.390,34 pontos. Em Paris, o CAC-40 subiu 0,32%, a 5.102,13 pontos, enquanto em Frankfurt, o DAX-30 avançou 0,44%, a 11.518,99 pontos, e em Madri, o IBEX 35 se valorizou 0,43%, a 8.993,00 pontos.

Já em Londres, o FTSE-100 caiu 0,29%, a 7.094,12 pontos, à medida que investidores optaram por uma postura cautelosa antes do fim de semana. BP e Royal Dutch Shell recuaram 1,5% e 0,9%, respectivamente, num momento em que o barril do petróleo tipo Brent mostrava fraqueza.

Também ficou no vermelho nesta sexta o índice português PSI-20, que caiu 0,70% em Lisboa, a 4.979,51 pontos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Relógios devem ser adiantados em uma hora em 10 Estados e no DF em razão do horário de verão

Candidatos que farão a prova do Enem devem ficar atentos para a mudança do horário.
03/11/2018, 08h40

Começa na madrugada deste domingo (4/11) o horário de verão, quando, à meia-noite, os relógios deverão ser adiantados em uma hora. A mudança vale para os Estados do Sul, Sudeste, Centro-Oeste e para o Distrito Federal. Candidatos que farão a prova do Enem devem ficar atentos.

Neles, com a exceção de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, os portões dos locais de aplicação da prova do Enem serão fechados às 13h, horário de Brasília – o exame começa a ser aplicado 30 minutos depois.

Para os estudantes residentes na Região Nordeste, além dos que moram em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Amapá e Tocantins, os portões serão fechados às 12h, horário local. No Amazonas, Rondônia e Roraima, só será permitida a entrada de estudantes nos locais de prova até as 11h. No Acre, o limite é às 10h.

O início do horário de verão chegou a ser motivo de um impasse no governo federal, que já havia adiado seu início em razão do segundo turno das eleições. Para a realização do Enem, a Presidência cogitou realizar nova alteração, o que acabou descartado. O horário segue vigente até a madrugada de 16 de fevereiro de 2019, quando os relógios deverão ser atrasados em uma hora.

Preparação

Os coordenadores de cursinhos pré-vestibular indicam descanso para o aluno tentar driblar os efeitos do horário de verão. Os candidatos têm de ficar atentos para não chegarem atrasados. O coordenador do Anglo Vestibulares, Daniel Perry, afirmou que dormir uma hora mais cedo neste sábado, 3, pode ser uma estratégia para que o candidato não tenha sono na hora da prova. “Visitar com antecedência o local de prova também ajuda a tranquilizar o aluno antes do exame”, disse Perry.

O professor de História da plataforma Descomplica, Renato Pellizzari, acredita que a noite que antecede o Enem é bem difícil para o candidato que vai realizar a prova. “O aluno fica ansioso e às vezes perde o sono. Mas descansar, tentar dormir mais cedo, ter uma boa alimentação e ficar de olho no relógio são dicas importantes para o candidato”, explica Pellizzari.

O coordenador de Química do cursinho Etapa, João Pitoscio, afirmou ser uma boa dica ajustar o relógio biológico previamente. “O candidato pode dormir um pouco mais cedo para o organismo se acostumar com o novo horário de verão.”

Os irmão gêmeos Guilherme e Tiago Gomes de Almeida Araújo, de 18 anos, estudantes do Objetivo, acreditam que o início do horário de verão é prejudicial porque vão perder uma hora de sono justamente no dia da prova do Enem. “Uma hora a menos de descanso pode prejudicar. Vamos tentar dormir mais cedo”, dizem os irmãos. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Feriadão tem 11 acidentes e uma morte até agora em Goiás

Motoristas autuados por estarem sem cinto de segurança chegaram a quase 80.

Por Ton Paulo
03/11/2018, 10h14

A Operação Finados, realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) para a fiscalização das rodovias goianas e prevenção de acidentes neste feriadão, contabilizou, até a manhã de hoje (3/11), um total de 11 acidentes e uma morte. A operação teve início na última quinta-feira (1/11) e vai até o domingo (4/11).

De acordo com a PRF, nos 11 acidentes registrados nas rodovias de Goiás ao longo do feriado, noves pessoas ficaram feridas e uma veio a óbito.

Quanto às infrações, o número surpreendeu: um total de 1.126 motoristas foram autuados. Destes, o número de condutores que não faziam o uso do cinto de segurança chegou a 76, com sete testes do bafômetro e uma infração por uso de celular ao volante.

Foram captadas 1.294 imagens de radar, que serão convertidas em autuações.

A atuação da Operação Finados no feriadão

A PRF atua na Operação Finados desde a última quinta-feira (1/11), em razão do feriadão nacional. A corporação conta com o apoio da tecnologia reforçando a vigilância nas estradas para coibir crimes, infrações e prevenir acidentes. A Operação Finados segue até na noite do próximo domingo (4/11).

A fiscalização por videomonitoramento foi implementada nas rodovias goianas, com agentes da PRF fiscalizando através das quase 200 câmeras das concessionárias instaladas nas BRs 050, 060 e 153, abrangendo um trecho de 1.600 quilômetros.

O uso das câmeras é mais um aporte tecnológico das Concessionárias que se junta aos radares para potencializar a capacidade de fiscalização dos policiais rodoviários federais, ampliando o alcance da vigilância e inibindo condutas irregulares dos motoristas como ultrapassagens proibidas, falta do cinto de segurança e excessos de velocidade.

Nos feriados de 07 de setembro e 12 de outubro, a PRF atendeu 59 acidentes que deixaram 74 pessoas feridas e resultaram na morte de 13 pessoas. Foram flagradas mais de 11 mil infrações nos 8 dias de operação.

Ao longo das rodovias, policiais estão vigilantes para coibir as infrações e prevenir acidentes de trânsito. Os motoristas, por sua vez, devem dirigir com atenção e cuidado. Condutas simples como manter uma distância segura do veículo que vai à frente, respeitar a sinalização da via e não exceder o limite de velocidade são fatores importantes para evitar as colisões traseiras e saídas de pista, tipos de acidentes recorrentes nos últimos feriados.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.