Mundo

Autoridades sauditas libertam príncipe preso há 11 meses em ação anticorrupção

03/11/2018, 16h36

Autoridades da Arábia Saudita libertaram o primeiro príncipe de um grupo de membros da realeza e figuras-chave que devem ser libertados após o impasse gerado pela morte do jornalista dissidente Jamal Khashoggi, apontam pessoas a par da situação.

O príncipe Khalid bin Talal, sobrinho do rei Salman, foi libertado na sexta-feira depois de ficar preso por 11 meses por criticar uma operação de corrupção que envolveu a elite do reino. Seu irmão, o bilionário príncipe al-Waleed bin Talal, também estava entre as dezenas de membros da realeza, altos funcionários do governo e empresários detidos no início de novembro no Ritz Carlton, em Riad.

Suas detenções fizeram parte de uma onda de prisões que o governo saudita chamou de repressão à corrupção, mas críticos chamaram a atenção do jovem príncipe herdeiro Mohammed bin Salman para marginalizar possíveis rivais.

Agora, a corte real parece estar buscando formas de reforçar o apoio interno como parte dos esforços para neutralizar sua pior crise diplomática desde os ataques de 11 de setembro, quando a maioria dos atacantes era saudita. O príncipe Mohammed e seu círculo de assessores estão sob escrutínio e intensa pressão global após a morte de Khashoggi.

“A liderança quer mostrar que quer mudar e está tomando algumas medidas sérias”, disse um alto funcionário da família. “A libertação de Khalid é bastante simbólica porque ele foi preso por ir contra o príncipe herdeiro”, disse ele.

O príncipe Khalid não pôde ser encontrado no sábado. Na sexta-feira, seu filho e duas sobrinhas tuitaram fotos dele visitando seu filho, que está em coma há mais de uma década, junto com o príncipe Alwaleed. Fonte: Dow Jones Newswires.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Carteiras de identidade digitais não poderão ser usadas no Enem

Além dos documentos obrigatórios, é aconselhável que os estudantes levem para o exame o Cartão de Confirmação de Inscrição impresso.
03/11/2018, 16h45

Carteiras de identidade digitais não poderão ser usadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para fazer as provas, os participantes deverão levar um documento oficial de identificação original, com foto e caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. Os dois itens são os únicos obrigatórios para o exame.

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, alerta os candidatos que farão o Enem de que não poderão usar identidades digitais. Isso porque haverá três checagens de identidade e uma delas ocorrerá durante a prova, quando o uso do celular é proibido. “Não leve essa única prova de identidade porque dentro da sala de aplicação de prova, ela não poderá ser utilizada”.

Os documentos válidos são as carteiras de Identidade expedidas por secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar e Polícia Federal; Carteira de Trabalho e Previdência Social; passaporte; Carteira Nacional de Habilitação, com fotografia e identidade funcional. Outros documentos específicos podem ser consultados na página do Enem.

Maria Inês é enfática em relação ao uso da caneta. “Estudantes perguntaram se não poderiam usar outras canetas, que são mais confortáveis para escrever. Não podem. Tem que ser caneta preta em material transparente”, diz.

Os estudantes poderão levar para o exame, que tem duração de 5 horas e 30 minutos neste domingo (4) e de 5 horas no próximo (11), um lanche. Caso esse lanche seja caseiro e não esteja embrulhado em material transparente como papel filme, ele será fiscalizado antes de ser liberado.

Aconselhável levar

Além dos documentos obrigatórios, é aconselhável que os estudantes levem para o exame o Cartão de Confirmação de Inscrição impresso. No cartão constam o local de prova do estudante, além da opção de língua estrangeira escolhida e, se for o caso, atendimento específico ou especializado solicitado.

O cartão pode ser acessado na Página do Participante ou pelo aplicativo do Enem 2018, disponível para download na App Store e na Google Play. É preciso informar o CPF e a senha cadastrada na inscrição.

Os estudantes poderão levar também a Declaração de Comparecimento impressa para assinatura do chefe de Sala, caso precise do documento para justificar, por exemplo, falta no trabalho. A declaração está disponível também na Página do Participante.

Não levar

Os seguinte itens são proibidos no Enem: borracha; caneta de material não transparente; corretivo; dispositivos eletrônicos, como wearable tech, calculadoras, agendas eletrônicas, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, gravadores, pen drive, mp3, relógio e alarmes;  fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados imagens, vídeos e mensagens; impressos e anotações; lápis; lapiseira; livros e manuais.

Antes de entrar na sala de prova, os participantes deverão guardar no envelope porta-objetos, fornecido pelo aplicador, o telefone celular e quaisquer outros equipamentos eletrônicos desligados. Também deverão ser guardados todos os itens proibidos no Enem.

Segundo o Inep, o envelope porta-objetos deverá ser lacrado e identificado pelo participante antes de ingressar na sala de provas, e ser mantido até a saída definitiva do local de provas debaixo da carteira durante a realização das provas.

Enem 2018

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começam a ser aplicadas amanhã (4). Mais de 5,5 milhões de estudantes farão as provas de linguagem, ciências humanas e redação, em mais de 1,7 mil cidades. O exame segue no dia 11, quando serão aplicadas as provas de ciências da natureza e matemática.

A nota do exame poderá ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Enem tem 1º dia de provas com Redação

Estão inscritos mais de 5,5 milhões estudantes.
04/11/2018, 08h08

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá o seu primeiro dia de provas hoje, com mais de 5,5 milhões de inscritos.

Neste Domingo (4), serão aplicadas as questões de Linguagens, Ciências Humanas e Redação. No próximo Domingo (11), será a vez das provas de Ciências da Natureza e Matemática.

Os candidatos devem estar atentos ao horário de fechamento dos portões, uma vez que o horário de verão está vigente em dez Estados e no Distrito Federal. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Dicas para o Enem 2018

Além dos documentos obrigatórios, é aconselhável que os estudantes levem para o exame o Cartão de Confirmação de Inscrição impresso. No cartão constam o local de prova do estudante, além da opção de língua estrangeira escolhida e, se for o caso, atendimento específico ou especializado solicitado.

São proibidos no Enem: borracha; caneta de material não transparente; corretivo; dispositivos eletrônicos, como wearable tech, calculadoras, agendas eletrônicas, telefones celulares, smartphones, tablets, ipods, gravadores, pen drive, mp3, relógio e alarmes;  fones de ouvido ou qualquer transmissor, gravador ou receptor de dados imagens, vídeos e mensagens; impressos e anotações; lápis; lapiseira; livros e manuais.

Antes de entrar na sala de prova, os participantes deverão guardar no envelope porta-objetos, fornecido pelo aplicador, o telefone celular e quaisquer outros equipamentos eletrônicos desligados. Também deverão ser guardados todos os itens proibidos no Enem.

Segundo o Inep, o envelope porta-objetos deverá ser lacrado e identificado pelo participante antes de ingressar na sala de provas, e ser mantido até a saída definitiva do local de provas debaixo da carteira durante a realização das provas.

A nota do exame poderá ser usada para concorrer a vagas no ensino superior público, pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), a bolsas em instituições privadas, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni), e para participar do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Imagens: Veja 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Adolescente é apreendido em flagrante espancando a própria mãe, em Goiânia 

Menor diz que agrediu a mãe para "tirar um espírito mal" dela; caso ocorreu no Alto da Glória.
04/11/2018, 09h46

Um adolescente foi apreendido em flagrante na tarde deste sábado (3/11) espancando a própria mãe. O caso ocorreu em uma casa localizada no bairro Alto da Glória, região Sul de Goiânia. Foram os vizinhos que acionaram a Polícia Militar (PM) após ouvirem os gritos de socorro da mulher.

Ao chegarem no local, os policiais militares precisaram arrombar a porta da residência, onde flagraram o adolescente, de 14 anos, batendo na cabeça da mãe com uma garrafa. Segundo a PM, o menor estava trastornando e diz que agrediu a mãe para “tirar um espírito mal” dela.

A vítima, que não teve o nome revelado, foi socorrida e encaminhada para o Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO). Ela deu entrada na unidade com lesões internas e traumatismo craniano. Ainda não se sabe se a mulher continua internada.

Menor é apreendido espancando a própria mãe

Após a agressão, o adolescente foi apreendido e levado para a Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (DEPAI), onde continua detido e a disposição do Poder Judiciário.

O Dia Online entrou em contato com a delegacia e foi informado que o jovem deve passar por audiência no Juizado da Infância e Juventude, por voltar de 12h desta segunda-feira (5/11).

Como hoje a Depai funciona em regime de plantão, só amanhã o delegado titular, Luiz Gonzaga, tomará conhecimento dos fatos e poderá fornecer mais informações sobre a investigação do caso.

Depai já apreendeu 100 adolescentes

Até outubro deste ano, a Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (DEPAI) apreendeu 100 adolescentes infratores, em Goiânia. Esse número é de adolescentes apreendidos somente por equipes da Depai.

Segundo a Polícia Civil (PC), os menores apreendidos estão envolvidos em casos graves, como homicídios, latrocínios, roubos, estupros, tráfico de drogas e associação criminosa, entre outros.

O 100º mandado de busca e apreensão foi cumprido no dia 28 de setembro, em desfavor da adolescente P.G.S.F., menor investigada por roubo praticado mediante uso de arma branca ocorrido no Terminal Bandeiras, na capital.

Imagens: Polícia Civil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Grupo é preso se preparando para arrombar agência dos Correios no setor Cidade Jardim

Presos fazem parte de uma facção criminosa do Rio de Janeiro, que já atuou em diversos crimes ocorridos em Goiás.
04/11/2018, 11h23

Um grupo de criminosos foi preso em flagrante, na madrugada deste domingo (4/11), enquanto tentava arrombar uma agência dos Correios no Setor Cidade Jardim, em Goiânia. As cinco pessoas presas fazem parte de uma facção criminosa do Rio de Janeiro, que já atuou em diversos crimes ocorridos em Goiás.

Grupo é preso se preparando para arrombar agência dos Correios no setor Cidade Jardim
Foto: Reprodução/Polícia Civil

Segundo informações da Polícia Civil (PC), Kleyton Correa do Nascimento, Paulo Henrique Santiago Ferreira, Jurandir José da Silva Neto, Lorena Marques Bandeira e Gleison Akira Toguiti foram presos em flagrante por policiais civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e do Grupo Antirroubo a Banco (GAB), no momento em que se preparavam para arrombar agência dos Correios.

Foram apreendidos com eles diversas ferramentas usadas para arrombar os caixas, como brocadeira, inúmeros discos de corte, lixadeiras, alavancas, bateria, furadeiras, além de um bloqueador de sinal com 18 antenas, um veículo produto de crime, e acessórios como luvas e roupas especiais.

Os presos e os produtos apreendidos foram encaminhados à Central de Flagrantes. Os integrante do grupo criminoso responderão pelos crimes de organização criminosa, uso de documento falso, tráfico de drogas e receptação de veículo.

Criminosos que tentavam arrombar agência dos Correios já eram investigados

Os suspeitos, que são do Mato Grosso e fazem parte de um grupo criminoso com sede no Rio no Janeiro, já atuaram em diversos crimes semelhantes em Goiânia e Região Metropolitana da capital. De acordo com a PC, eles ainda agiam com a participação de criminosos de dentro do Sistema Prisional.

Eles estavam sendo investigados pela Polícia Civil goiana por um furto qualificado, conhecido vulgarmente como “corte”, de uma agência do Banco do Brasil, no setor Bueno, em Goiânia, na madrugada do dia 23 de setembro de 2o18.

A ação da PC foi realizada em parceria com a Força Tarefa da Polícia Civil de Mato Grosso (PJC-GCCO-/PF/PM/PRF/SEJUDH).

Imagens: Mais Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.