Educação

Inep divulga tema da redação do ENEM: Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na Internet

Tema foi divulgado pelo instituto minutos depois do início da prova.
04/11/2018, 14h42

O primeiro dia de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM 2018) acontece neste domingo (4/11), com provas de ciências humanas, línguas e redação. Após o fechamento dos portões, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) divulgou o tema da redação deste ano “Manipulação do Comportamento do Usuário pelo Controle de Dados na Internet”.

No ano passado o instituto surpreendeu ao definir como tema para a redação “Desafios para a formação de Surdos no Brasil”. O que vimos durante essa ano, foi a utilização da internet para propagar informação e em algumas ocasiões, elas sendo falsas, ou seja, as chamadas fake news.

A mestre e professora de Português, Janice Gomes classificou o tema da redação deste ano como “interessante” e colocou que é preciso analisar os textos que motivaram os examinadores a optarem por este tema para o ENEM 2018. Segundo a professora, a proposta desse ano, mais uma vez traz temas atuais para serem discutidos.

No entanto, com o tema abordado este ano ela diz que “a proposta é difere dos temas propostos nos últimos três anos, nos quais foram abordados temas que faziam o candidato refletir sobre problemas sociais como: a violência contra a mulher, a intolerância religiosa e a inclusão dos surdos. Temas que a sociedade normalmente evita discutir”.

Janice comenta que “o tema deste ano faz uma abordagem sobre o controle de dados do usuário e ele nos leva a pensar mais sobre a falta de segurança da internet, do que propriamente sobre as fake news”. A mestre e professora pontua as fake news são uma consequência da fragilidade da internet.

Confira outros temas de Redação do ENEM

1998: Viver e aprender

1999: Cidadania e participação social

2000: Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional

2001: Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar os interesses em conflito?

2002: O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais que o Brasil necessita?

2003: A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desse jogo

2004: Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação

2005: O trabalho infantil na sociedade brasileira

2006: O poder de transformação da leitura

2007: O desafio de se conviver com as diferenças

2008: Como preservar a floresta Amazônica: suspender imediatamente o desmatamento; dar incentivo financeiros a proprietários que deixarem de desmatar; ou aumentar a fiscalização e aplicar multas a quem desmatar

2009: O indivíduo frente à ética nacional

2010: O trabalho na construção da dignidade humana

2011: Viver em rede no século 21: os limites entre o público e o privado

2012: Movimento imigratório para o Brasil no século 21

2013: Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil

2014: Publicidade infantil em questão no Brasil

2015: A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira

2016: Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil

2017: Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil

2018: Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet

Imagens: Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Provas do Enem ocorrem com tranquilidade em todo o País, diz Jungmann

Jungmann afirmou que quem se sentir prejudicado pela circulação de notícias falsas que diziam que as provas haviam sido canceladas, precisam procurar a polícia e a Justiça.
04/11/2018, 15h16

O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, afirmou na tarde deste domingo, 4, que não há registro sobre nenhum problema grave em relação ao início da aplicação das provas do Enem neste primeiro dia.

“Em todo o País, o Enem transcorre na mais absoluta tranquilidade e segurança e espero que assim seja”, afirmou. O ministro afirmou que mais de 5 milhões de alunos prestam a prova.

Jungmann afirmou que todos os malotes de provas foram entregues em 1725 municípios que realizaram provas. De acordo com ele, são 10718 locais de aplicação de provas em todo o País e 30 mil homens e mulheres fazem a segurança do exame nacional, com 2189 escoltas de segurança público.

O ministro relatou que alguns locais registraram falta de água e de energia devido a fortes chuvas, mas não especificou onde seriam. Ele também contou sobre o registro de um roubo em um caixa eletrônico próximo a um local de prova, mas que não que não teve impacto na realização das provas.

Jungmann acompanhou o início dos trabalhos no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep) acompanhado pelo presidente Michel Temer e pelo ministro da Educação, Rossieli Soares.

Ao sair do instituto, Temer elogiou o tema escolhido para a prova, que trata de notícias falsas, as chamadas fake news. Ele também desejou sorte aos alunos.

“Tive o prazer de acompanhar o início dos trabalhos dessa grande prova nacional. (…) Especialmente, cumprimentei os organizadores pela oportunidade do título da prova, que trata das notícias falsas, da utilização pelos usuários da internet. É um tema, portanto, atualíssimo”, disse.

Cancelamento

Jungmann afirmou que quem se sentir prejudicado pela circulação de notícias falsas que diziam que as provas haviam sido canceladas, precisam procurar a polícia e a Justiça.

“No caso de ser um crime federal, a Polícia Federal tomará as providências”, disse Jungmann, ressaltando que uma investigação só pode ser aberta se houver uma demanda de alguém que se sentiu prejudicado. “Se houver a reclamação, sim. Não podemos fazer de ofício”, completou.

O ministro disse ainda que não há anonimato nas redes sociais. “Não cometam a irresponsabilidade em rede social porque, se cometer e isso for um crime, não tenha dúvida que nós vamos achar quem cometeu isso, como já fizemos no passado. Não há impunidade”, afirmou.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Decisão da Stock Car fica para última prova do ano

Última etapa será disputada no próximo domingo (11/11) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.
04/11/2018, 15h43

O Autódromo Internacional de Goiânia recebeu neste domingo (4/11) a penúltima etapa da StocK Car. A prova na capital do Estado de Goiás, poderia definir o campeão da temporada 2018, o piloto Daniel Serra líder da competição poderia ter conquistado o título de forma antecipada. Para isso precisava vencer apenas uma das baterias disputadas no início da tarde deste domingo.

Apesar de liderar a competição, Daniel Serra não conseguiu mostrar o seu melhor nas duas baterias. O piloto Ricardo Zonta venceu as duas baterias, disputadas no início da tarde deste domingo (4/11). Na primeira corrida o vencedor da primeira corrida, largou na terceira colocação, mas acabou ultrapassando Felipe Fraga e Daniel Serra que largaram nas duas primeiras colocações conquistou a vitória.

O líder do campeonato Daniel Serra, acabou chegando na quarta posição, sendo superado pelo principal concorrente Felipe Fraga que terminou na terceira colocação e no pódio da corrida, em Goiânia.

Segunda Bateria Stock Car em Goiânia

Na primeira prova, Daniel Serra largou na Pole Position, na segunda corrida no Autódromo Internacional de Goiânia, foi a vez do piloto César Ramos, largar na primeira colocação.  Apesar de largar na frente e com pressão de Átila Abreu que largou na segunda posição, Cesár Ramos teve que abandonar a prova dez minutos depois com problemas mecânicos.

Tudo mudou a partir do reabastecimento dos carros, Max Wilson assumiu a ponta e terminou na primeira colocação. Conquistando a sua 12ª na categoria, a segunda colocação ficou com Nelson Piquet e Felipe Fraga fechou o pódio. O adversário de Felipe na classificação geral, Daniel Serra, terminou apenas na 6ª posição.

Com os dois pódios nas baterias realizadas em Goiânia, Felipe Fraga diminui a distância para Daniel Serra e impediu que o líder da temporada conquistasse o Campeonato deste ano. A decisão ficou para o próximo domingo (9/12) no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, na última prova da temporada.

Imagens: Globoesporte.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Secretaria de Saúde de Goiânia convoca educadores sociais aprovados em concurso

Aprovados tem até quarta-feira (7/11) para comparecer ao Paço Municipal de Goiânia.
04/11/2018, 16h49

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Goiânia divulgou lista, na última quinta-feira (1/11), convocando 200 educadores sociais, aprovados durante processo seletivo simples promovido pela secretaria, para comparecer a partir da próxima segunda-feira (5/11) ao paço municipal, com os documentos  que comprovam a aprovação no concurso.

Os documentos exigidos pela SMS, são os mesmo utilizados no ato da inscrição para o concurso. Segundo a SMS, os aprovados tem até a quarta-feira (7/11) para se apresentarem com a documentação necessária. A secretaria informa também que o candidato aprovado que não comparecer nesse período, estará automaticamente desclassificado do certame.

Lista no concurso da SMS no site da prefeitura

A lista com o nome dos aprovados, foi divulgada na última quinta-feira (1/11) e pode ser acessada através do site da prefeitura de Goiânia pelo www.goiania.go.gov.br na aba Concursos. Ainda conforme a Secretaria, apenas os candidatos aprovados devem se apresentar a partir de amanhã no Paço Municipal de Goiânia.

A SMS informa que os aprovados irão trabalhar na rede de saúde mental de Goiânia, nas Unidades de Acolhimento Transitório Infanto-Juvenil (UATIs) e nos Centros de Apoio Pscicossocial (Caps).

De acordo com a secretaria, os aprovados tem que ficar atentos aos prazos, pois o edital prevê que se o candidato não comparecer durante os três dias, vai ser desclassificado automaticamente. Toda a documentação necessária deverá ser  entregue nos dias 05, 06 e 07 de novembro, na próxima segunda, terça e quarta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

O Paço Municipal de Goiânia fica na Avenida do Cerrado, nº 999, no Parque Lozandes, em Goiânia. Os candidatos aprovados no certame da SMS, devem entregar toda a documentação no bloco D do paço nos próximos três dias das 08h às 17h.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Primeiro dia de provas do Enem tem menor abstenção da história

Desde 2009 quando passou a ser aplicado em dois dias este é o menor índice de ausentes registrados no Exame.
04/11/2018, 21h24

O primeiro dia de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve o menor índice de abstenção da história da prova: 24,9%. Dos 5.513.749 inscritos, foi constatada a presença de 4.139.319 candidatos, o equivalente a 75,1%. No ano passado, a abstenção foi de 29,9%. Ao comentar os dados, o ministro da Educação, Rossieli Soares, afirmou que o número pode ser melhorado na próxima semana, uma vez que a falta no primeiro dia de prova não impede que o candidato realize a segunda etapa da prova.

Rossieli atribuiu a baixa abstenção à mudança das regras para inscrição. Neste ano, pela primeira vez, o pedido de isenção de pagamento da taxa ocorreu num outro momento que a inscrição. Além disso, foi exigida a apresentação de justificativa para aqueles que receberam gratuidade no ano anterior e não compareceram à prova. “A baixa abstenção é resultado de um conjunto de fatores. Temos mais eficiência. A pessoa já sabia que se não comparecesse com justificativa perderia o direito de gratuidade”, disse o ministro.

Hoje, candidatos fizeram a prova de redação, ciências humanas e suas tecnologias, linguagens, códigos e suas tecnologias. Foram 5 horas e 30 minutos para responder às questões. No próximo domingo, dia 11, a prova será de ciências da natureza e suas tecnologias, matemática e suas tecnologias. Gabaritos e cadernos de questões serão divulgados no dia 14 de novembro e resultados, no dia 18 de janeiro.

“A vedete do dia foi a prova”, afirmou a presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Ines Fini. De acordo com ela, foram poucos os episódios de candidatos que chegaram atrasados. Foram registradas 71 eliminações, 67 delas provocadas por candidatos que se ausentaram da sala antes do horário permitido, usar impressos e não atender orientações dos fiscais. Dois candidatos foram desclassificados por uso de ponto eletrônico e outros dois durante a revista no detector de metal.

Os casos de ponto eletrônico foram registrados na cidade mineira de Montes Claros. Os candidatos foram levados à delegacia e foram autuados em flagrante. De acordo com a Polícia Federal, os casos já vinham sendo monitorados pela inteligência. “Cabe à Polícia Federal comandar as atividades, verificar se há outras pessoas envolvidas. Vamos dar todo suporte necessário”, disse o ministro.

Rossieli, no entanto, destacou para a tranquilidade da prova. “Os números de ocorrência foram muito pequenos, sobretudo quando se leva em consideração a dimensão do exame”, afirmou o ministro da Educação. Cerca de 1.300 candidatos não fizeram provas nas cidades de Porto Nacional e Franca, em virtude da falta de luz. De acordo com Rossieli, eles deverão fazer a prova normalmente semana que vem e, em dezembro, farão o exame programado para hoje.

Maria Inês disse acreditar que a divulgação de notícias falsas não atrapalhou a condução das provas. “Foi feito o monitoramento de risco, contratamos uma empresa”, disse. O fato mais grave, em sua avaliação, foi o anúncio feito há três dias de uma greve de caminhoneiros, o que poderia levar ao cancelamento da prova. “Acredito que ninguém foi prejudicado por fake news. Mas qualquer cidadão pode requerer caso tenha se sentido prejudicado, mas não vi nenhum caso”, completou.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.