Economia

Produção da indústria eletroeletrônica caiu 4,8% em setembro, diz Abinee

05/11/2018, 17h36

A produção industrial do setor elétrico e eletrônico recuou 4,8% em setembro último comparado ao mesmo mês em 2017, segundo dados divulgados pelo IBGE e agregados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). Esse desempenho ocorreu devido às quedas tanto da área eletrônica, de 8,3%, como da produção de bens elétricos, de 1,4%.

Na área eletrônica, o principal responsável pelo resultado foi o recuo da produção de aparelhos de áudio e vídeo, que vem ocorrendo nos últimos meses. Neste segmento estão classificados os televisores, que vinham contribuindo com o aumento da produção desde o ano passado, em virtude da Copa do Mundo de Futebol.

Já o desempenho da área elétrica sofreu influência da retração de 24,8% na produção de lâmpadas. Os únicos segmentos que cresceram, de acordo com a Abinee, foram os geradores, transformadores e motores elétricos, com elevação de 2,6%. Em relação ao mês imediatamente anterior, a produção de bens do setor sofreu queda de 10,2%, com recuo tanto na área eletrônica, de 9,2%, como na elétrica, com queda de 11,2%.

Apesar dos resultados negativos registrados em setembro, no acumulado dos primeiros nove meses do ano, a produção industrial do setor eletroeletrônico aumentou 3,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. Esse desempenho contou com a ampliação de 8% na produção de bens eletrônicos, uma vez que a área elétrica recuou 0,8%.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Centro Cultural Oscar Niemeyer: lazer e cultura em um só lugar

Atualmente passando por reformas e fazendo falta para o lazer goianiense, o Centro Cultural Oscar Niemeyer ainda representa uma de nossas melhores opções de cultura.
05/11/2018, 18h15

Certamente você já deve ter escutado falar sobre o Centro Cultural Oscar Niemeyer e provavelmente já fez até algumas visitinhas ao local. Conhecido também como CCON, é um complexo de espaços culturais localizado na região sul de Goiânia.

Repleto de atrações, o complexo é formado pela Esplanada da Cultura, que é uma enorme praça de 26 mil metros quadrados que até pouco tempo era destinada para grandes eventos, exposições, apresentações, shows e palestras.

Por ali ainda é possível encontrar o Museu de Arte Contemporânea (MAC), a Biblioteca, o Monumento aos Direitos Humanos e por último e não menos importante, o Palácio da Música.

Nascimento do Centro Cultural Oscar Niemeyer

Centro Cultural Oscar Niemeyer: lazer e cultura em um só lugar
Foto: Reprodução/ Mixmag

Projetado por Oscar Niemeyer e fundado em 30 de março de 2006, o Centro Cultural é um dos nomes mais lembrados pela população goianiense quando o assunto é cultura e lazer. Seus principais edifícios foram construídos em formas geométricas, enquanto isso, o prédio da biblioteca é uma caixa de vidro com a fachada fumê, feita propositalmente para contrastar com o prédio branco do MAC e com o vermelho do Monumento aos Direitos Humanos.

Ainda é possível encontrar um auditório com 170 lugares, um lindo jardim de inverno e um salão destinado a exposições.

Apesar de a estrutura carregar consigo o nome do consagrado arquiteto carioca, na verdade sua principal homenagem é para os artistas goianos. Vale lembrar que nem todo mundo apoiava a inclusão do nome de Oscar na obra, no entanto, houve o consenso de que também era importante homenageá-lo, já que foi uma figura importante para a construção de Goiás.

Outro nome homenageado no complexo é o do ex-presidente Juscelino Kubitscheck, que dá nome para a Esplanada da Cultura. Por sinal, esta era a parte preferida do próprio Oscar Niemeyer, que afirmava contemplar o “aspecto inovador” da obra.

O prédio da biblioteca faz uma homenagem para Bernardo Élis, único escritor de origem goiana a ocupar espaço na Academia Brasileira de Letras. Também homenageia J.J Veiga e o historiador Paulo Betran.

Centro Cultural Oscar Niemeyer não pode mais receber shows e grandes eventos culturais

Centro Cultural Oscar Niemeyer: lazer e cultura em um só lugar
Foto: Reprodução/ Otten

O espaço já foi ponto de encontro para muitos goianos e pessoas que vinham até mesmo de outros lugares. Isso porque recebia, anualmente, eventos de peso como o Bananada e o Goiânia Noise Festival. No entanto, foi publicado um decreto que proíbe a realização de qualquer evento que exija a montagem de estruturas de palco, equipamentos de som ou apresentações ao vivo, seja de natureza pública ou privada.

Em nota, a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) informou que essa foi uma medida de preservação e proteção do complexo, a fim de evitar danos no piso, infiltrações e rachaduras. Sem contar que a vizinhança também costumava reclamar do som alto e o estacionamento era pequeno para receber um grande evento.

Atualmente o Centro Cultural Oscar Niemeyer passa por reformas, o que acaba desapontando ainda mais a população e também agentes culturais que costumavam organizar eventos no complexo. Isso porque já faz algum tempo que a cidade conta com uma opção a menos de lazer, e para muitos, também não faz sentido o espaço ser reformado e continuar sem receber importantes manifestações culturais realizadas na capital.

Imagens: Mixmag Otten Anual Design 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

Novembro Azul: a cada 100 mil goianos, 73 são diagnosticados com câncer de próstata 

Só para 2018, são estimados pelo INCA o aparecimento de 68.220 novos casos no país.
05/11/2018, 18h35

Em Goiás, a cada 100 mil homens, 73 são diagnosticados com câncer de próstata, segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA). A doença, no país, é a segunda mais comum entre os homens, atrás apenas do câncer de pele não-melanoma (tumores mais comuns, que ocorrem principalmente em pessoas de pele clara após exposição solar por longo tempo), além de ser a segunda causa de morte por câncer na população masculina. A primeira é o câncer de pulmão.

O câncer de próstata é considerado uma doença da terceira idade, uma vez que 75% dos casos no mundo ocorrem em homens de 65 anos ou mais. Em alguns dos casos, o tumor pode crescer de forma rápida, espalhando-se para outros órgãos e podendo levar à morte. Mas a grande maioria cresce de forma tão lenta, cerca de 15 anos para atingir 1 cm³, que não chega a dar sinais durante a vida.

E é ai que mora o perigo! Como os sintomas não são sentidos, o homem pensa que a saúde está em dias, mas é preciso ir ao médico e fazer os exames necessários, pois assim como outros tipos de câncer, o diagnóstico precoce pode evitar a morte.

Novembro Azul

A campanha Novembro Azul, que ocorre todos os anos no 11º mês, tem como objetivo informar e incentivar a prevenção do câncer de próstata, além de outras doenças que acometem os homens. Só para 2018, são estimados pelo INCA o aparecimento de 68.220 novos casos no Brasil.

Especialistas destacam que a prevenção precisa ser iniciada entre 45 e 50 anos por meio dos exames anuais de dosagem do PSA (antígeno prostático específico). De acordo com o INCA, a idade é um fator de risco importante para o câncer de próstata, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam significativamente depois dos 50 anos.

Outra condição que deve ser observada, é que, para homens cujo pai ou irmão tiveram câncer de próstata antes dos 60 anos, o risco pode ser de 3 a 10 vezes maior comparado à população em geral, podendo refletir tanto fatores hereditários quanto hábitos alimentares ou estilo de vida.

Prevenção

Um das formas de prevenir a doença é manter uma alimentação balanceada. O INCA informa que já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, assim como de outras doenças crônicas não-transmissíveis.

São recomendados ainda outros hábitos saudáveis, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Via: INCA INCA INCA 
Imagens: Revista News 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Botijão de gás de cozinha terá reajuste de 8,5% nas refinarias

Desde janeiro, a estatal reajusta o botijão de gás trimestralmente.
05/11/2018, 19h14

A Petrobras revisou o preço do GLP para consumo residencial em suas refinarias em 8,5%, para R$ 25,07, um reajuste de R$ 1,97 por botijão. No ano, a alta acumulada é de 2,8%.

Desde janeiro, a estatal reajusta o botijão de gás trimestralmente. Em janeiro e abril, os valores foram reduzidos e em julho, elevado.

“A desvalorização do real frente ao dólar e as elevações nas cotações internacionais do GLP foram os principais fatores para a alta. A referência continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5%”, informa a Petrobras, no comunicado.

A empresa ainda argumenta que a metodologia de reajuste trimestral tem o objetivo de suavizar os impactos da transferência da volatilidade externa para os preços domésticos.

No release, a Petrobras ressalta ainda que o Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) reconhece que o preço do produto para uso doméstico deve ser “inferior” e “diferenciado” aos praticados para o GLP com outras finalidades pelo seu “interesse para a política energética nacional”.

Imagens: El Pais 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

91% dos acidentes de trânsito ocorridos em outubro em Goiás foram resolvidos com acordos

Ocorrências foram atendidas em Goiânia, Anápolis, Itumbiara, Goianésia e Uruaçu pela Justiça Móvel.
05/11/2018, 21h05

No mês de outubro 598 ocorrências de acidentes de trânsito foram atendidas pela Justiça Móvel de Trânsito, sendo que 472 casos foram resolvidos com acordos, o equivalente a 91% das ocorrências. Os dados foram divulgados, nesta segunda-feira (5/11), pelo Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO). Os casos de acidente de trânsito foram atendidos em Goiânia, Anápolis, Itumbiara, Goianésia e Uruaçu.

O programa Justiça Móvel foi criado pelo TJGO para atender acidentes com veículos automotores que não envolvam mortes ou veículos de propriedade do Poder Público. Esse serviço contribui para reduzir o tempo de espera que, na justiça comum, demoraria para resolver questões relativas ao trânsito.

Desde de novembro de 2000, ano de criação do projeto, foram atendidos 100.320 casos, sendo que 90.435 conciliados por equipes da Justiça Móvel, resultando no em 90% de rendimento.

Como acionar a Justiça Móvel em acidentes?

A Justiça Móvel de Trânsito atende das 7h às 18h, de segunda à sexta-feira e pode ser acionada pelos números: (62) 99266-9977, (62) 3261-9077 e (62) 3018-6119.

No local, conciliadores equipados com máquina fotográfica, microcomputadores e rádio de comunicação, tentam promover a conciliação imediata entre os envolvidos. Caso o acordo não seja possível, são colhidas provas para instrução do processo judicial.

O atendimento é feito em todas os setores de Goiânia e cidades do interior de Goiás. O TJGO reforça que não serão atendidos casos de:

  • Acidentes de trânsito com vítimas, neste caso ligue 190;
  • Acidentes envolvendo veículos de órgãos públicos;
  • Acidentes envolvendo ilícito penal.
Via: TJ-GO 
Imagens: Vix 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.