Goiás

Operação investiga grupo familiar por sonegar R$ 350 milhões, em Goiás

Grupo já é conhecido da justiça fiscal e possuí outras quatro ações por sonegação.
07/11/2018, 12h08

Foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (7/11) a Operação Sudoeste que investiga um supermercado e uma suposta empresa agropecuária nas cidades de Jataí e Goiânia, pela sonegação de R$ 350 milhões de reais do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e multas, além de ocultar patrimônio no nome de terceiros.

A operação é feita em conjunto com Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos do Estado de Goiás (CIRA) formado pela Procuradoria Geral do Estado (PGE), Polícia Civil (PC) e Secretaria da Fazenda e Ministério Público Estadual (MPE). Ao todo são cumpridos quatros mandados de busca e apreensão.

Operação foi autorizada pelo juiz de Jataí

Participam da ação quatro delegados, 15 agentes, três escrivães, quatro procuradores, sete auditores da Secretaria da Fazenda (Sefaz) e um promotor de justiça. A operação foi determinada pelo Juiz da vara da Fazenda Pública de Jataí.

A ação além de cumprir os mandados de busca e apreensão, bloqueou também mais de R$ 17 milhões de reais, divididos entre os sócios e terceiros envolvidos com as empresas investigadas. O CIRA tenta através da operação revelar o verdadeiro patrimônio das empresas, que ainda não foi identificado e participação de caixa dois e outros elementos de sonegação fiscal.

A Procuradora Geral do Estado de Goiás (PGE) Poliana Julião informou que o grupo é familiar e que as investigações tiveram início há 40 dias. A ação é um processo cível que já estava em curso, e busca apreender documentos para somar com outros que estão em mãos da PGE que comprovam a sonegação e ocultação de patrimônio por parte do grupo.

O grupo é um velho conhecido da justiça fiscal no Estado de Goiás, pois possuí outras quatro ações penais em curso pelo crime de sonegação fiscal e ocultação de patrimônio. A partir das investigações, a procuradora confirma que um outro ação cível será instaurada para investigar o grupo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Goiano Alexandre Baldy pode ser o novo secretário de João Doria, em SP

Em informação adiantada pelo Estadão, Alexandre Baldy é por Doria cotado para a pasta da Habitação.

Por Ton Paulo
07/11/2018, 12h13

O Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, do PP, pode ser o novo secretário da Habitação de João Doria, em São Paulo. Informação foi adiantada pelo jornal Estadão na manhã desta quarta-feira (7/11).

De acordo com o jornal, Doria conversa com pelo menos mais dois auxiliares de Michel Temer para integrar seu secretariado no governo de São Paulo. Além de Eduardo Guardia, cujas conversas já estão em andamento, é cotado para a pasta da Habitação o atual ministro das Cidades, Alexandre Baldy, do PP.

Baldy é muito próximo de Doria e conta com bom trânsito também com seu vice, Rodrigo Garcia e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ambos do DEM. Os próximos nomes do primeiro escalão paulista devem ser anunciados nesta quinta-feira.

De acordo com Rodrigo Garcia, vice-governador eleito, ao G1 São Paulo, “Doria já deixou claro que o critério de escolha da equipe de governo vai ser técnico e honestidade, independente da questão partidária”. Garcia ainda disse que vão levar em conta pessoas qualificadas para o lugar certo

Quem é Alexandre Baldy

Baldy nasceu em 1980 na capital Goiânia e é filho do procurador de Justiça Joel Sant’Anna Braga. Formado em direito pela PUC Goiás, Baldy é casado há 16 anos com Luana Limírio, com quem tem dois filhos.

O político, que é sócio de cinco empresas, de representação comercial e de embalagens, foi eleito para o seu primeiro mandato como deputado federal em 2014 com 107,5 mil votos. Ele declarou ter R$ 4,2 milhões em bens, entre imóveis, aplicações e carro de luxo.

De acordo com o seu site oficial, ele também já presidiu a Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara dos Deputados, entre maio de 2015 e fevereiro de 2017, e foi presidente da Comissão Especial do Regime Penitenciário de Segurança Máxima.

Baldy assumiu o Ministério das Cidades em 22 de novembro de 2017, nomeado por Michel Temer, cargo que ocupa até hoje.

Via: Estadão 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Saúde

Morre uma das gêmeas que nasceram unidas, em Goiânia

Bebê de dois meses morreu em Salvador nesta quarta-feira.
07/11/2018, 12h14

Uma das meninas que nasceram ligadas pelo tórax e abdômen morreu na última terça-feira (6/11), em Salvador. A mãe das crianças chegou a Goiânia para o parto no Hospital Materno Infantil (HMI), feito com sucesso no dia 22 de agosto deste ano.

O cirurgião pediátrico Zacharias Calil, uma das referências no assunto, antes de eleito deputado federal, fez o parto. “Uma delas nasceu com cardiopatia e precisa fazer cirurgia”, adiantou ele minutos após o parto, ao Portal Dia Online.

A mãe e o pai das meninas vieram da Bahia para Goiânia em busca de um parto seguro, já que o tipo de parto é considerado de alto risco.

As gêmeas siamesas nasceram unidas pelo tórax morreu na manhã desta terça-feira (6), em Salvador. A pequena Débora, que sofria com problemas cardíacos e hidrocefalia havia passado por  três cirurgias.

Débora tinha ido para a Maternidade Climério de Oliveira, em Salvador. Segundo informações da família, a menina passou por uma cirurgia 19 de outubro. Na ocasião, os médicos implantaram uma válvula cardíaca para melhorar a frequência dos batimentos do coração, a respiração e para possibilitar a retirada da intubação endotraqueal – para que ela pudesse respirar sem ajuda de aparelhos.

A outra menina, Catarina, segue internada na Maternidade Climério de Oliveira. A mãe das meninas, Viviane Menezes, não quis comentar a morte de Débora, mas informou que Catarina está bem.

Gêmeas nasceram na 37ª semana de gestação, em Goiânia

Débora e Catarina nasceram na 37ª semana de gestação e tinham o fígado juntos.

A mãe das gêmeas é moradora de Salvador. O parto, no entanto, ocorreu no Hospital Materno Infantil (HMI), em Goiânia, no dia 22 de agosto, porque a cidade possui um centro de referência para casos de siameses. As gêmeas Catarina e Débora nasceram unidas pelo tórax e barriga.

Além do procedimento de separação da irmã e de uma cirurgia cardíaca, Débora também já tinha sido submetida a uma cirurgia para tratar quadro de hidrocefalia, doença que provoca o acúmulo de água no cérebro, no dia 20 de setembro.

Logo após o nascimento, as crianças foram separadas em cirurgia que durou cerca de 4h30. Pelo menos 15 profissionais, entre médicos, enfermeiros.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Presidente do BC está reunido com Rodrigo Maia na Câmara

A expectativa é que seja discutido o projeto sobre a independência do Banco Central.
07/11/2018, 13h31

O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, está, no início da tarde desta quarta-feira, 7, na Câmara dos Deputados, participando de uma reunião de líderes da Casa com o presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ). O BC não confirmou ainda a participação de Ilan na reunião, mas fontes na Câmara confirmaram a sua presença.

A expectativa é que Ilan trate do projeto sobre a independência do BC.

Além disso, os parlamentares discutem a Medida Provisória sobre o Rota 2030 e o projeto que trata sobre indisponibilidade de ativos de quem for considerado terrorista pela ONU.

A visita de Ilan não estava na agenda oficial do dia.

Imagens: Veja 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Beco da Codorna: lindo museu de arte urbana bem no centro de Goiânia

O projeto do Beco da Codorna foi colocado em prática por meio de um trabalho coletivo entre artistas goianos, moradores e membros da Associação dos Grafiteiros de Goiânia. É um espacinho na cidade que todos deveriam conhecer!
07/11/2018, 13h39

Andar pelo centro de Goiânia é uma atividade rotineira para muita gente. Tão rotineira que algumas belezas do lugar acabam passando despercebidas e muitos sequer sabem da existência. Um bom exemplo disso é o Beco da Codorna, um incrível museu de arte urbana a céu aberto, mas que nem todo mundo conhece.

Se esse for o seu caso, da próxima vez em que estiver com um tempinho livre e passear pelas largas ruas do centro, você pode pensar em fazer uma visita nesse bequinho charmoso, localizado na Avenida Anhanguera.

Inaugurado no ano de 2014, tornou-se reflexo da tendência do urbanismo que nasceu na cidade. Foi no ano de 2015 que o espaço caiu no gosto popular, representando uma verdadeira galeria a céu aberto prestigiando a cultura do grafite.

As paredes do beco são formadas por inúmeros desenhos que, em sua particularidade, transmitem mensagens reflexivas para quem os observa. A cada traço percebido, uma nova oportunidade para contemplar toda a beleza e representatividade ali presentes.

Como nasceu o Beco da Codorna

Beco da Codorna: museu de arte urbana bem no centro de Goiânia
Foto: Reprodução/ Facebook Beco da Codorna

O museu foi idealizado por alunos de Publicidade e Propaganda e os responsáveis por dar vida ao projeto foram artistas goianos, moradores e membros da Associação dos Grafiteiros de Goiânia, em um lindo trabalho coletivo.

Quem vê o Beco da Codorna hoje, mal pode imaginar o que o local guardava até pouco tempo atrás. O simples fato de passar por perto do beco era sinônimo de medo, principalmente durante as noites. Isso porque ali se encontrava um conhecido ponto de distribuição de drogas e prostituição.

Beco da Codorna: museu de arte urbana bem no centro de Goiânia
Foto: Reprodução/ Unialfa

Ver que atualmente o ambiente se transformou em uma verdadeira obra de arte aberta para todos, é motivo de orgulho para a população goianiense. Agora, quem toma conta daquelas ruas é a arte urbana, que por essência, é acessível ao público e feita para quebrar padrões.

Diversos eventos culturais acontecem no Beco da Codorna, desde feiras até shows que trazem para os palcos bandas e artistas locais. É preciso ficar atento pois sempre rola um evento mais alternativo e que é a cara do público de Goiânia.

Beco da Codorna: museu de arte urbana bem no centro de Goiânia
Foto: Reprodução/ O Popular

Para quem adora tirar boas fotos, o Beco também se transforma em um cenário deslumbrante! Se você for bem criativo dá para tirar fotos que até mesmo interajam com as obras pintadas por todos os lados. Em todo caso, este é um cantinho da capital que reflete toda a importância da arte de rua, em sua essência mais bonita.

Confira mais informações:

O Beco da Codorna está sempre aberto!

Endereço: Entrada pela Av. Anhanguera, em Frente às Lojas Pernambucanas, entre a rua 9 e Av. Tocantins. 74043-012 Goiânia

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.