Goiás

Raio provoca incêndio em usina, em Serranópolis

Tanque atingido pelo raio vai ter todo combustível queimado, pois não há como fazer o escoamento do mesmo.
16/11/2018, 10h51

Um raio atingiu um tanque de álcool de uma usina energética da cidade de Serranópolis, a 352 quilômetros de Goiânia, na noite da última quinta-feira (15/11), provando um incêndio.

Neste momento, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) trabalha para controlar o fogo. O CBMGO conta com três viaturas, sete bombeiros e outros 10 caminhões da usina e 40 brigadista para controlar o incêndio, e não há informações sobre vítimas.

A corporação informou que há na usina três tanques com seis milhões de litros de álcool, mas que apenas um deles foi atingido pelo raio.

Bombeiros trabalham para controlar o incêndio em Serranópolis

Em relação ao tanque atingido pelo raio, o CBMGO afirmou que vai deixar ele que ele queime por completo, pois não há como fazer o escoamento do combustível.

De acordo com as informações da corporação, o raio atingiu a válvula que possibilita o escoamento do álcool, impossibilitando o transbordo. Portanto como o fogo está grande, a corporação trabalha para preserva os outros dois tanques de combustíveis.

As equipes do Corpo de Bombeiros trabalham no local desde a noite de ontem e vão permanecer na região até o fogo ser totalmente controlado. Segundo a corporação, o trabalho está previsto para se encerrar no início da tarde desta sexta-feira (16/11), mas até lá os bombeiros vão acompanhar toda movimentação e trabalhar para que o fogo não se alastre.

Acidente em usina de Goiás

Em agosto deste ano, um jovem identificado como Natan Silva, de 19 anos, morreu e outras três ficaram feridas depois de uma explosão em uma usina da cidade de Jandaia, a 120 quilômetros de Goiânia. A usina depois se manifestou sobre o acidente por meio de nota enviada à imprensa e afirmou que o pré-evaporador explodiu, e lamentou a morte do funcionário no acidente.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

CNJ pede ao TRF-4 processo contra Favreto

O magistrado mandou soltar, em decisão liminar, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso triplex do Guarujá (SP).
16/11/2018, 11h05

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, determinou que o Tribunal Regional Federal da 4. Região (TRF-4) encaminhe ao CNJ o procedimento instaurado na Corte para apurar a conduta do desembargador federal Rogério Favreto.

Durante plantão em julho passado, o magistrado, que foi filiado ao PT por mais de 20 anos, mandou soltar, em decisão liminar, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro no caso triplex do Guarujá (SP).

Lula só não deixou a prisão porque o presidente do TRF-4, desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores, interferiu. Após 10 horas e meia de impasse, Thompson Flores endossou despacho do relator da Lava Jato na Corte, desembargador João Pedro Gebran Neto, que havia suspendido o habeas corpus. Ao autorizar a libertação de Lula, Favreto apontou que seria um fato novo a “condição de pré-candidato do paciente”.

A Corregedoria Nacional havia instaurado procedimento para apurar os fatos, no qual determinou a unificação de todas as investigações relativas às condutas dos magistrados no episódio. No entanto, ainda tramita na Corte Federal um processo administrativo pelos mesmos fatos contra Favreto.

A decisão, afirmou Martins, tem por objetivo “afastar a possibilidade de decisões conflitantes, além de tornar mais eficiente a utilização dos recursos materiais e humanos disponíveis e evitar a repetição desnecessária de atos processuais, especialmente porque, nos processos que tramitam no CNJ, já foi marcada audiência de todos os magistrados, que será realizada no dia 6 de dezembro”. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

"Me ajuda pelo amor de Deus", pede jovem esfaqueada pelo ex, em São Simão; veja vídeo

Ex esfaqueou a vítima no meio da rua e na frente dos filhos.
16/11/2018, 11h33

Tony Joseph Silva Araújo, de 25 anos, foi preso após tentar matar a mulher dele, Milena Aparecida de Oliveira Silva, de 20, na tarde da última quinta-feira (15/11), em São Simão, a 366 km de Goiânia.

Um vídeo divulgado nas redes sociais mostra o desespero da mulher após o marido esfaqueá-la pelo menos cinco vezes. No chão, Milena pede socorro e demonstra medo de morrer.

Ela foi socorrida pelo motorista de um carro que passava pelo local e levada para o Hospital Municipal, em São Simão. Milena não corre risco de vida mesmo depois de ser esfaqueada no tórax, barriga e próximo ao pescoço.

O autor, com quem ela teve três filhos no intervalo de cinco anos de casamento, tentou fugir, mas foi perseguido por populares. Com medo, Tony correu até uma viatura da Polícia Militar. “Ele disse na delegacia que se entregou. Na verdade, ele foi até a viatura porque estava com medo dos populares”, conta o delegado da cidade, Rafael Gonçalves do Carmo.

Crime em São Simão: tentativa de feminicídio

O delegado informou ao Portal Dia Online que Tony vai responder por tentativa de feminicídio. “Ele confessou o crime e ainda contou que a faca que ele usou quebrou no último golpe e ficou jogada no chão”, narra o Do Carmos.

O homem contou para o delegado que ele tentou matar a mãe dos seus filhos por ciúmes. “Parece que o casal brigou um dia antes do fato e decidiram se separar. Ele saiu de casa. Mas no dia do crime, ele viu a mulher conversando com outro homem. Com ciúmes, ele foi na residência, pegou a faca e cometeu o crime na frente dos filhos”, conta.

Milena foi abordada pelo suspeito em uma rua próxima de casa, em São Simão. Eles discutiram e, logo depois, o ex dela a esfaqueou.

Sentada no meio de uma avenida, a vítima pediu ajuda, ensanguentada. A filhinha do casal aparece no vídeo, sem saber o que fazer. Apenas olha para a mãe, espantada.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Bióloga goiana descobre nova espécie de cobra e ganha destaque internacional

A Dra. Daniella França, goiana de apenas 31 anos, é formada pela PUC Goiás, e ganhou destaque com sua descoberta.

Por Ton Paulo
16/11/2018, 11h56

Uma grande e importantíssima descoberta da fauna do Cerrado foi divulgada recentemente por uma herpetóloga goiana. A Dra. Daniella França, que é formada em Ciências Biológicas e se dedica à herpetologia – ramo da zoologia dedicado ao estudo dos répteis e anfíbios – descobriu uma espécie de serpente do bioma Cerrado, que, até então, não era descrita pela ciência. A descoberta foi feita durante as pesquisas da herpetóloga para sua Tese de doutoramento, e já ganhou repercussão internacional.

A nova espécie de serpente, pertencente à subfamília Dipsadidae, à tribo Elapomorphini, e ao gênero Apostolepis foi batizada como “Apostolepis adhara” em homenagem ao nome da estrela Adhara, que representa o estado do Tocantins, e foi descoberta por Daniella França, que tem apenas 31 anos e já conclui seu doutorado pela Unesp – Rio Claro, em SP.

Doutora goiana descobre nova espécie de cobra e vira notícia internacional
Apostolepis adhara, nova espécie de serpente do Cerrado descoberta pela Dra. Daniella (Foto: Reprodução)

O motivo da homenagem é porque “A. Adhara” foi encontrada próximo da Hidrelétrica de São Salvador, no município de São Salvador do Tocantins. A espécie recém-descrita se junta às mais de trinta serpentes do gênero Apostolepis já descobertas, comuns na América do Sul, até o leste da Cordilheira dos Andes.

A descoberta da goiana repercutiu fora do país, e foi divulgada pela revista científica de língua inglesa Zootaxa, sob o título “A new species of Apostolepis (Serpentes, Dipsadidae, Elapomophini) from the Cerrado of Central Brazil”, assinado por Daniella de França e pelos herpetólogos parceiros Fausto Erritto Barbo, Helder Silva, Nelson Jorge Silva-Junior e Hussam Zaher, em seu número 4521, volume 4.

Doutora goiana descobre nova espécie de cobra e vira notícia internacional
Reprodução do artigo publicado com a descoberta da goiana, na revista Zootaxa (Foto: Reprodução)

Quem é a bióloga goiana que ganhou destaque internacional ao descobrir nova espécie de cobra

Nascida em Goiânia, em 1987, Daniella Pereira Fagundes de França se graduou, em 2008, em Ciências Biológicas pela Universidade Católica de Goiás (UCG), hoje, PUC Goiás, onde desenvolveu trabalho de conclusão de curso sobre serpentes, intitulado “Comportamento de subjugação e ingestão de presas em Bothrops moojeni, Crotalus durissus collilineatus e Crotalus durissus terrificus (Serpentes, Viperidae) em cativeiro”.

Ainda durante a graduação, especializou-se nas áreas de Zoologia de Vertebrados e Educação Ambiental através de estágios no Zoológico de Goiânia e Centro de Estudos e Pesquisas Biológicas de Goiás (CEPB), e de monitoria por dois anos e meio na disciplina de Zoologia de Vertebrados para os cursos de bacharelado e licenciatura em Ciências Biológicas da PUC Goiás. Tornou-se Mestre (M.Sc.) em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais pela Universidade Federal do Acre (UFAC) com a dissertação intitulada “Ecologia e Composição da Herpetofauna no Reserva Extrativista Chico Mendes, Acre – Brasil”.

Bióloga goiana descobre nova espécie de cobra e vira notícia internacional
Foto: Reprodução/Instagram

Agora, Daniella conclui seu doutorado pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp Rio Claro).

A bióloga goiana, fotógrafa e divulgadora científica, possui experiência nas áreas de Zoologia de Vertebrados, Educação Ambiental e Ecologia de Comunidades e Ecossistemas, atuando principalmente em trabalhos e projetos sobre herpetofauna e ornitofauna nos Biomas Cerrado e Amazônia.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Força Atlética é eneacampeão goiana de handebol

Equipe é a maior vencedora do Campeonato.
16/11/2018, 12h10

O primeiro dia de jogos das finais do Campeonato Goiano de Handebol da temporada 2018, foi bem movimentado, na última quinta-feira (15/11), com jogos valendo vagas nas finais. Outras partidas nos revelaram os campeões desta temporada. Entre as decisões, o jogo mais esperado do dia, o duelo entre Força Atlética e Rio Verde. Atual campeã goiana, a Força Atlética manteve a hegemonia ao vencer às adversárias pelo placar de 33 a 31 e conquistou o seu nono título.

O Jogo

O primeiro tempo de partida foi bem equilibrado, tanto que os gols demoraram a sair, pois as duas goleiras estavam inspiradas na noite de ontem. No entanto, o time da Força conseguiu furar o bloqueio da goleira Daniele e abrir o caminho para a vitória.

Enquanto a atual campeã não contava com força máxima, com algumas atletas machucadas e outras que estavam viajando. O time de Rio Verde buscava mostrar que não ia dar moleza para a Força Atlética.

Como saiu na frente, a Força Atlética costuma em determinado momento do jogo, retirar a goleira do jogo e colocar uma outra atleta, para ficar com sete jogadoras em quadra. No momento em que usava essa estratégia, muitas vezes a equipe adversária aproveitava para diminuir o placar ou até mesmo empatar o jogo.

A primeira etapa da final feminina terminou com a Força Atlética na frente, vencendo pelo placar de 16 a 12.

Segundo tempo

Na etapa final, a partida perdeu um pouco de velocidade, com as duas equipes mais tranquilas em quadra. Quem se aproveitou da situação foi Rio Verde, que conseguiu empatar o jogo faltando poucos minutos para o fim do confronto.

Com o empate a goleira Daniele de Rio Verde voltou a aparecer e se destacar pelo time de Rio Verde. Mas o time da Força Atlética mostrou por que é a atual campeã goiana. Quando conseguiu desempatar o jogo e ampliar o marcador. Final de partida com vitória da Força Atlética pelo placar de 33 a 31 conquistando o nono título da equipe no campeonato.

Força Atlética

Com a vitória na noite de quinta-feira, o time comandando pelo técnico Jorge Castilho conquistou o eneacampeonato de Handebol Feminino, ou seja, nove títulos possuí sua equipe. Com a conquista, o time da Força mostrou por que é o time a ser batido na modalidade em Goiás.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.