Goiás

Carreta fica destroçada e motorista morre após bater de frente com outra, em Itumbiara

O acidente deixou uma das carretas totalmente destruída. O motorista morreu na hora.

Por Ton Paulo
21/11/2018, 09h40

Um trágico acidente ocorrido na tarde da última terça-feira (20/11), na BR-452, em Itumbiara, interior do Estado, fez uma morte e deixou um carreta completamente destruída. A carreta, que transportava óleo vegetal, entrou pista contrária e acabou colidindo de frente com outra, que carregava soja. O motorista da primeira morreu na hora, já o segundo ficou ferido.

De acordo com o Inspetor Newton Morais, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), um carreteiro de 39 anos de idade conduzia o veículo pelo KM-178, carregada com óleo vegetal, por volta das 15h45 quando, por motivo desconhecido, perdeu o controle e invadiu a pista contrária, batendo de frente com outra carreta, conduzida por um motorista de 38 anos, que transportava soja.

Com o impacto, o motorista do caminhão de óleo vegetal não resistiu aos ferimentos e morreu no local. O condutor da carreta que transportava soja ficou preso às ferragens do veículo, e foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, sendo conduzido ao Hospital Municipal em Itumbiara.

Carreta fica destroçada e motorista morre após bater de frente com outra, em Itumbiara
Foto: PRF

Ainda segundo o Inspetor, ao contrário do que foi noticiado pelo jornais de TV, não chovia no momento do acidente.

Um VW Gol que passava pelo local na hora do acidente foi atingido por peças dos veículos acidentados. “Com a batida, voou caco e pedaço dos caminhões para todos os lados, que acabaram pegando no Gol que vinha atrás de um deles”, conta o Inspetor. Mas o condutor do carro, felizmente, saiu ileso

Em função do derramamento de óleo e soja na pista a rodovia ficou interditada das 15h45 e só foi liberada às 22h20.

Em julho deste ano, um acidente na BR-452, em Itumbiara, também causou a morte de um caminhoneiro

Um acidente de igual gravidade, e que também ceifou a vida de um caminhoneiro, aconteceu em julho deste ano, também na BR-452, em Itumbiara.

O caminhoneiro Emerson Ferreira Perpétuo, de idade não divulgada, morreu no sábado (21/07) após bater de frente com uma carreta e sair da pista. Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a principal suspeita é que a vítima tenha dormido ao volante e invadido a pista contrária.

No local da colisão, partes do caminhão e objetos pessoas ficaram espalhados na pista. O motorista da carreta atingida disse à PRF que percebeu que o caminhão trafegava no sentido contrário, tentou desviar, mas não conseguiu evitar a batida.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Neymar tranquiliza a todos após lesão em amistoso: 'Acho que não foi nada grave'

A princípio, não é uma lesão importante. O importante é aguardar as próximas 24 horas, diz Neymar.
21/11/2018, 09h43

Neymar procurou tranquilizar a todos – torcedores brasileiros e do Paris Saint-Germain, seu clube – depois de um incômodo muscular na virilha direita o obrigar a sair logo aos sete minutos do amistoso da seleção brasileira contra Camarões, em Milton Keynes, na Inglaterra. No final da noite de terça-feira, o atacante escreveu em suas redes sociais que acredita que a lesão não é “nada grave”.

“Obrigado a todos que me mandaram mensagens desejando uma boa recuperação, acho que não foi nada grave. Estou muito feliz e orgulhoso por chegar a minha 100.ª convocação, sempre muita honra defender a maior Seleção do mundo”, escreveu o jogador, em seu Instagram, comemorando a sua partida de número 100 com a camisa da seleção brasileira.

Nesta quarta-feira, os médicos do Paris Saint-Germain deverão fazer um exame de imagem em Neymar e dar um prognóstico sobre o caso. Na terça, o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar, afirmou que não considera uma lesão importante. “Ele sentiu um desconforto na região da virilha, na região direita. Saiu se queixando de um desconforto, foi avaliado e já começou o tratamento. Ele vai precisar de um pouco de tempo para melhor avaliação, uma exame de imagem. A princípio, não é uma lesão importante. O importante é aguardar as próximas 24 horas”, afirmou.

O jogador do Paris Saint-Germain ressaltou também a recuperação da equipe comandada pelo técnico Tite após a decepção com a eliminação nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia – derrota por 2 a 1 para a Bélgica. Em seis jogos pós-Mundial, foram seis vitórias e nenhum gol sofrido.

“Fechamos o ano contentes pelo trabalho feito aqui, esses últimos jogos foram importantes para nos recuperarmos do maior baque que foi a Copa. Seguimos fortes, concentrados e visando ser cada vez melhores. Parabéns, rapaziada, por tudo”, afirmou o atacante.

Imagens: Globoesporte.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Dólar se ajusta em alta no pós-feriado

O dólar futuro de dezembro estava em alta de 0,53%.
21/11/2018, 09h49

O dólar opera com viés de alta frente o real na manhã desta quarta-feira, 21, se ajustando aos ganhos da moeda americana na terça (20) no exterior em meio à aversão ao risco e ao tombo de mais de 6% do petróleo. A correção de alta frente o real, no entanto, é limitada pelo viés de baixa do dólar nesta quarta em relação a divisas emergentes e ligadas a commodities. No segmento de renda fixa, os juros futuros oscilam em torno dos ajustes de segunda-feira, dia 19.

Lá fora, os preços do petróleo sobem nesta quarta, favorecidos por dados positivos da pesquisa do American Petroleum Institute (API), após terem registrado perdas de 6,4% a 6,6% na sessão anterior em meio a um movimento de fuga de ativos mais arriscados.

No começo da noite de terça-feira, o API estimou que o volume de petróleo bruto estocado nos EUA sofreu queda de 1,5 milhão de barris na última semana, contrariando projeções dos analistas de alta de 4,1 milhões de barris. Nesta quarta, o Departamento de Energia (DoE) americano divulga números oficiais sobre estoques de gasolina e destilados (13h30).

Às 9h16, o dólar à vista subia 0,52%, a R$ 3,7781. O dólar futuro de dezembro estava em alta de 0,53%, neste mesmo horário, cotado a R$ 3,7790.

Vale lembrar que esta quinta-feira, dia 22, será feriado pelo Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos e os mercados ficarão fechados em Nova York. Por isso, a liquidez deve se concentrar nesta quarta uma vez que, na sexta-feira, 23, os mercados norte-americanos deverão operar, mas com horário reduzido.

Imagens: Terra 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Justiça obriga Trump a avaliar pedido de refúgio de ilegais vindos do México

O decreto presidencial determina que adultos e famílias que cruzem a fronteira entre os EUA e o México de maneira ilegal não são elegíveis para refúgio.
21/11/2018, 09h56

Um juiz federal de São Francisco bloqueou temporariamente nesta terça-feira, 20, uma ordem executiva do governo Donald Trump que nega a possibilidade de obtenção de refúgio a quem entra ilegalmente nos EUA. A medida, assinada no dia 8 pelo presidente americano, foi levada aos tribunais por organizações de defesa dos direitos civis, iniciando uma batalha judicial que deve chegar à Suprema Corte. Trump considerou a sentença “absurda”.

O decreto presidencial determina que adultos e famílias que cruzem a fronteira entre os EUA e o México de maneira ilegal não são elegíveis para refúgio, como eram antes, a menos que esperem por uma audiência com um oficial da imigração nos postos de entrada – as passagens oficiais de fronteira. A regra valeria por 90 dias, podendo ser prorrogada indefinidamente. Os imigrantes que ingressassem fora dos postos de entrada estariam sujeitos a um padrão muito mais rígido de avaliação – que não permite a cidadania plena no longo prazo.

A decisão do juiz federal John Tigar restringe a aplicação da ordem de Trump em todo o território americano e obriga o governo a avaliar os pedidos de refúgio. Tigar afirma que o decreto de Trump fere a Lei de Imigração e Nacionalidade (INA, na sigla em inglês), de 1965. Pela lei, qualquer estrangeiro que chegue aos EUA “seja por um posto de entrada ou não, pode pedir refúgio”.

“O decreto que proíbe dar refúgio aos imigrantes que chegam ao país evitando um posto de entrada está em conflito irreconciliável com a INA e a expressa intenção do Congresso”, afirmou Tigar. O bloqueio imposto por ele permanecerá vigente até que a Suprema Corte decida sobre o caso.

A decisão de 37 páginas de Tigar foi a mais recente de uma série de medidas judiciais bloqueando as políticas de imigração linha-dura do governo Trump, incluindo seus esforços para reprimir as “cidades-santuário” e permitir a deportação de cerca de 1 milhão de imigrantes sem documentos levados para os EUA ainda crianças.

Na terça, fontes do jornal Washington Post afirmaram que o governo Trump encarou a decisão como uma derrota temporária, que deve ser “facilmente revertida” na Suprema Corte. A ordem executiva de Trump busca os mesmos recursos citados em outra, de janeiro de 2017, que barrou a entrada nos EUA de viajantes vindos de países de maioria muçulmana. Vários juízes federais derrubaram a medida ao longo de um ano e meio, até que a Suprema Corte americana confirmou o decreto, com alterações no projeto original. Na versão aprovada, Trump colocou Coreia do Norte e Venezuela na lista, países que não têm maioria islâmica. Assim, evitou acusações de perseguição religiosa aos muçulmanos.

“Como a Suprema Corte afirmou recentemente, o Congresso deu ao presidente ampla autoridade para limitar ou impedir a entrada de estrangeiros neste país”, disseram em comunicado conjunto o Departamento de Justiça e o Departamento de Segurança. “Estamos ansiosos para continuar a defender o exercício legítimo e bem fundamentado do Poder Executivo e de sua autoridade para enfrentar a crise em nossa fronteira sul.”

Caravana

Nesta terça-feira, ao menos 3,5 mil imigrantes esperavam para atravessar o posto de fronteira legal em San Isidro, em San Diego, na fronteira com Tijuana. A maioria faz parte da caravana que despertou a ira de Trump nas semanas que antecederam a eleição de meio de mandato, em 6 de novembro. A caravana com milhares de imigrantes, em sua maioria de Honduras, avançava através do México em direção ao território americano.

Trump usou o avanço da caravana para criticar os democratas e tentar motivar a base do eleitorado republicano para ir às urnas reverter a vitória do Partido Democrata. No começo do mês, Trump enviou milhares de soldados para a fronteira com o México para auxiliar a Guarda de Fronteira no controle de imigração. (Com agências internacionais)

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Imagens: BBC Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Membro do Comitê de Ética da Fifa, malaio é detido por suspeita de corrupção

Sundra Rajoo estava em Zurique, na Suíça, para reuniões na entidade máxima do futebol.
21/11/2018, 10h27

Um membro do Comitê de Ética da Fifa foi preso nesta quarta-feira sob suspeita de corrupção na Malásia. Sundra Rajoo estava em Zurique, na Suíça, nesta semana, para reuniões na entidade máxima do futebol, onde ele ocupa um cargo equivalente ao de um juiz. Mas, ao desembarcar em seu país, foi detido.

No ano passado, depois de afastar antigos juízes e investigadores, o presidente da Fifa, o suíço Gianni Infantino, escolheu uma nova equipe de especialistas “independentes”. Rajoo era um deles e era um dos dois juízes da câmara adjudicatória do Comité de Ética da Fifa.

Desde que ele assumiu o importante cargo na Fifa, seu comitê anunciou decisões de afastamento definitivo de cartolas acusados de corrupção, entre eles o ex-presidente da CBF, Marco Polo Del Nero. Vários outros dirigentes também foram punidos por Rajoo, que havia sido proposto ao cargo pelas associações asiáticas de futebol.

Na Malásia, porém, o juiz conseguiu ser solto e espera pela avaliação do caso em liberdade. Ele apresentou imunidade diplomática. Mas foi obrigado a renunciar de seu cargo no Centro Internacional de Arbitragem. A Fifa, por enquanto, não se pronunciou se Rajoo continuará como seu juiz.

Essa é a segunda notícia constrangedora na semana para a entidade. Na última terça-feira, a Corte do Brooklyn, em Nova York, considerou que a Fifa não tinha direito a receber US$ 28 milhões (mais de R$ 106 milhões) que reclamava dos cartolas que fraudaram o futebol. Para a Justiça norte-americana, os cálculos feitos em Zurique era “frívolos” e concedeu uma compensação de apenas US$ 108 mil (pouco menos de R$ 409 mil).

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.