Goiás

SMTA multa veículos da Guarda Civil e gera confusão, em Aparecida de Goiânia

Ação dos agentes causa irritação em guardas civis e provoca tumulto em frente à Câmara Municipal.
26/11/2018, 16h34

Agentes da Superintendência Municipal de Trânsito e Transporte de Aparecida de Goiânia (SMTA) e integrantes da Guarda Civil Municipal (GCM) protagonizaram uma confusão em Aparecida de Goiânia nesta segunda-feira (26/11). O desentendimento teve início após uma equipe de agentes da SMTA identificar veículos estacionados de forma irregular em frente a Câmara Municipal e aplicar multa.

Além de viaturas, alguns guardas também foram ao local em carros particulares. Ao tomar conhecimento da situação, integrantes da Guarda Civil se identificaram como donos dos veículos, o que deu início à confusão. O grupo de guardas estava na Câmara com o objetivo de reivindicar da administração municipal a proposta do cálculo de horas-extras sobre o salário bruto e não do básico e o plano de carreira.

A intenção era pressionar os vereadores a respeito das reivindicações que estão em andamento. Ao ter conhecimento da confusão, os próprios vereadores que participantes da seção foram até o local para acalmar os ânimos.

Prefeitura se manifesta sobre confusão entre agentes da SMTA e da Guarda Civil

Em nota, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia informou que os agentes da SMTA não sabiam que os veículos eram dos guardas civis, além de ressaltar que a ação de fiscalização foi feita dentro das legalidades e não houve qualquer retaliação ao movimento dos guardas na Câmara Municipal.

“No momento do diálogo com o legislativo, uma equipe de agentes de trânsito que passava pelo local como de costume, deparou com veículos particulares estacionados irregularmente em frente à Câmara – que os agentes não sabiam que eram de guardas civis – e aplicaram, em cumprimento ao Código de Trânsito Brasileiro, notificações devido à infração. A Prefeitura salienta que o trabalho de fiscalização dos agentes de trânsito acontece em toda a cidade no sentido de promover um trânsito mais seguro e que a ação de fiscalização em frente ao Legislativo da cidade aconteceu dentro da legalidade e que não tem qualquer relação ou retaliação à mobilização dos guardas civis, que exercem seu direito garantido na Constituição.” – trecho de nota enviada pela Prefeitura.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Vídeo mostra briga violenta em decisão de campeonato, em Goiás

Jogo teve carro de bandeirinha e ônibus quebrados. Goleiro e treinador foram agredidos em confusão generalizada.
26/11/2018, 16h35

A final da Taça Mané Garrincha, da 2ª Divisão do sub-17, no último sábado (24/11), terminou com agressão e quebradeira no Estádio José Essado, em Inhumas, a 48 km de Goiânia, em Goiás.

A partida daria título de campeão da temporada 2018 a um dos times: FluGoiânia (camiseta branca) ou União Inhumas (camiseta vermelha). Desde o início, os jogadores, adolescentes entre 15 e 17 anos, estavam eufóricos com o jogo.

Foi quando o bandeirinha Alexandro de Lima Pedra, de 32 anos, anulou o gol do União Inhumas que começou tudo. Um dos jogadores da equipe  foi expulso após reclamar com o juiz, como mostram imagens do cinegrafista Weslei Damas. Revoltado, o pai de outro jogador do time que teve o gol anulado, pegou um pedaço de concreto e quebrou o carro de um dos integrantes do trio de arbitragem.

O pai, conforme apurou o Portal Dia Online, ameaçou um grupo de usuários de drogas que viram ele quebrando os vidros do carro. Em seguida, o homem fugiu porque um dos usuários estava com uma faca. Por causa da confusão do lado de fora do campo, a partida foi interrompida por alguns minutos, mas prosseguiu.

Segundo round: Goleiro defende, mas é agredido

A dois minutos do fim do segundo tempo, após cobrança de falta, o goleiro da FluGoiânia jogou a bola para cima com os pulsos, evitando o gol. Logo depois, foi agredido com um chute nas costas por um jogador do União Inhumas dentro da pequena área. O goleiro revidou com um chute na cabeça do agressor, desencadeando a confusão generalizada.

O presidente do União Inhumas, Uidemar Pessoa de Oliveira, de 53 anos, correu para o campo. Há quatro meses na presidência do clube, foi jogador do Goiás e do Flamengo, ele não se lembra de ter visto uma confusão daquelas durante uma partida. “Ajudei a controlar a briga, mas quando tudo estava tranquilo, os pais entraram no campo e a confusão recomeçou.”

Cleib Moraes, presidente do FluGoiânia, também aparece nas imagens tentando acalmar os ânimos. “A gente tentava evitar que a coisa ficasse pior”, comenta ele, por telefone. “A gente sabe que a confusão começou quando o pai do jogador do adversário quebrou o carro. Eu estava lá e vi”, diz, em tom de denúncia.

Terceira round: professor do FluGoiânia é agredido

O professor do FluGoiânia, que aparece no vídeo tentando evitar mais confusão, é agredido pelas costas pelo pai de um jogador do clube derrotado, União Inhumas. O homem entra no campo com um pedaço de pau. É que o professor foi acusado por alguns torcedores de ter agredido o filho dele.

Quando perceberam que o professor estava sendo agredido, os jogadores do FluGoiânia interromperam a comemoração do título e partiram para cima do agressor. Neste momento, os jogadores do União Inhumas já estavam no vestiário, mas com a gritaria, eles voltaram ao campo e a confusão recomeçou.

Quando a equipe vencedora se preparava para voltar a Goiânia, encontraram o ônibus depredado e pneus rasgados. Os jogadores do tive vencedor, FluGoiânia, voltaram para a capital escoltados pela Polícia Militar. Nenhum boletim de ocorrência foi registrado.

A reportagem não conseguiu falar com o presidente da Federação Goiana de Futebol (FGF) para comentar o assunto.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Mau tempo dificulta perícia em plataforma da Petrobras onde morreu trabalhador

A empresa RIP Serviços Industriais, fornecedora da estatal, e a Petrobras divulgaram nota oficial lamentando a morte de Silva e informando que as causas do acidente serão investigadas.
26/11/2018, 16h47

Após mais de 24 horas do acidente que levou à morte do trabalhador Sandro Ferreira da Silva, 43 anos, na plataforma PNA-2 da Petrobras, na Bacia de Campos, o corpo permanece no local. Segundo a empresa RIP Serviços Industriais, fornecedora da estatal, empregadora do mecânico, a perícia está na plataforma. O mau tempo e a dificuldade de voar com helicóptero até a unidade operacional dificultam o trabalho.

A RIP é subsidiária da Kaefer no Brasil. A empresa e a Petrobras divulgaram nota oficial lamentando a morte de Silva e informando que as causas do acidente serão investigadas segundo procedimentos internos.

“A RIP se solidariza e está apoiando a família do técnico mecânico e prestando toda assistência necessária aos envolvidos e colaborando com as autoridades locais”, afirmou. Segundo a Petrobras, o acidente ocorreu “durante uma avaliação em guindaste”.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Evento do MP debate acordo penal como evolução da delação premiada

Procuradores, promotores e advogados consideraram como aprimoramento ao modelo a possibilidade de regulamentar no Brasil acordos penais.
26/11/2018, 17h05

O instrumento da delação premiada foi debatido na manhã desta segunda-feira, 26, em São Paulo, durante o 6° Congresso Nacional do MPD (Ministério Público e Sociedade). Procuradores, promotores e advogados consideraram como aprimoramento ao modelo a possibilidade de regulamentar no Brasil acordos penais e para réus que não necessariamente atuam em organizações criminosas.

No primeiro painel do evento, o procurador da República Anselmo Cordeiro Lopes defendeu o instrumento da delação afirmando que o Estado deve sempre buscar inibir condutas que coloquem em risco os direitos humanos fundamentais. Ele citou, por exemplo, o acesso a serviços públicos de saúde e educação, muitas vezes limitados à população em função de casos de corrupção.

Segundo Lopes, o estímulo a atitudes de cooperação pelo Estado facilita, em muitos casos, a identificação, a reparação e a responsabilização de ilícitos. O procurador também defendeu sanções premiais a delatores, já que os mesmos, a partir do acordo, se dispõem a responsabilizar-se por seus atos e reparar a sociedade.

“Acredito que esse é um caminho sem volta”, disse, em referência ao uso do instrumento. De acordo com Lopes, quem se dispõe a colaborar merece uma sanção punitiva menor.

Para Fábio Simantob, presidente do Instituto de Defesa do Direito de Defesa, o modelo de colaboração premiada que o Brasil passou a utilizar criou algumas distorções, pois limitou a possibilidade de utilização a crimes praticados por integrantes de uma organização criminosa.

“O sujeito que comete um crime sozinho fica de fora. O modelo privilegia especialmente quem lidera uma organização criminosa. É o que percebemos na operação Lava Jato. No caso da Odebrecht, a escolha de delatar foi do líder da empresa (Marcelo Odebrecht)”, ressaltou.

Segundo o advogado, é verdade que o acordo veio para ficar, mas deve ser elevado de nível. “Não é possível ficarmos no estágio em que estamos. Precisamos pensar em implementar o acordo penal no Brasil. Evoluir esse modelo, que não vai sobreviver se não for aperfeiçoado”, afirmou.

Convidado especial do painel, o promotor de Justiça de São Paulo Alexandre Almeida de Moraes falou sobre a resistência enfrentada hoje contra as recentes punições do crime chamado de “colarinho branco”. E concordou que é “inevitável caminharmos para a política do acordo penal”.

Nos Estados Unidos, segundo Simantob, 97% dos presos fazem acordos. Mas, de acordo com Moraes, os detentos desse universo são negros ou latinos, o que exige a obtenção de um modelo que não seja injusto. “Nós temos de racionalizar o sistema penal. Sair da zona de conforto”, disse o promotor.

No contexto da necessidade de se aprimorar o modelo da delação em uso no País, o procurador Anselmo Lopes afirmou não ser contra, mas ressaltou que as críticas feitas ao instrumento são praticadas sob o ponto de vista dos imputados e não dos delatores. “No fundo é disso que se trata. Acho que pode ter composição com outros tipos de criminalidade, mas não ao modelo em si.”

Imagens: Política Estadão 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

14 lugares incríveis para quem pretende conhecer Goiás

Vai aproveitar as férias para conhecer Goiás? Então se liga na listinha que preparamos com os lugares que você não pode deixar de visitar!
26/11/2018, 17h07

Qual o primeiro lugar em que você pensa quando pretende fazer uma viagem? Muita gente prefere ir para fora do país na expectativa de que os melhores lugares se encontram bem longe, o que não passa de uma ilusão. Viajar para Goiás, então, é algo que passa longe do imaginário de vários brasileiros, o que convenhamos, é uma pena. Conhecer Goiás pode ser um dos mais belos passeios pelo país, já que o estado conta com diversas das mais belas cidades turísticas do Brasil.

Situado no coração do cerrado, possui destinos que podem representar memórias inesquecíveis e maravilhosas para você e sua família ou amigos. Para os fãs da natureza principalmente, uma vez que Goiás está cheio de serras, lagos, cachoeiras, cânions e rios. Dá uma olhada!

Em Goiânia:

Se você pretende conhecer Goiás, uma boa dica é começar pela capital: Goiânia. Embora não tenha lagos e cachoeiras como suas vizinhas, ainda é uma boa representação do que há de melhor dos centros urbanos do estado. Conta com os melhores barzinhos, restaurantes, boates, pubs e é claro que não poderíamos nos esquecer de nossos parques, que ganharão o destaque a seguir!

1 – Parque Flamboyant

conhecer Goiás
Foto: Reprodução/ Parque Flamboyant

Se você é desses que adora um lugar repleto de verde e muita calmaria, nada melhor que conhecer o Parque Flamboyant. Possui gramados abertos, dois lagos maravilhosos e uma charmosa ponte de madeira, além de um coreto e playground para a garotada. É um excelente espaço para praticar atividades físicas também, já que conta com pista para cooper e estação de ginástica.

Endereço: R. 15, 103-157 – Jardim Goiás, Goiânia – GO, 74810-080

2 – Parque Vaca Brava

conhecer Goiás
Foto: Reprodução/ Parque Vaca Brava

Com o nome original de Parque Sulivan Silvestre, nosso querido Vaca Brava está localizado no Setor Bueno e é um dos maiores e mais bonitos de Goiânia. Conta com extensão de 79.800 m², onde é possível encontrar um lindo bosque e um grande lago.

Quem passa por ali ainda desfruta da oportunidade de presenciar variedade em fauna e flora, mantendo um intenso contato com a natureza. Se pretende conhecer Goiás e especificamente Goiânia, não pode deixar de fazer uma visitinha!

Endereço: Av. T-10, s/n – St. Bueno, Goiânia – GO, 74175-120

3 – Lago das Rosas

conhecer Goiás
Foto: Reprodução/ O Hoje

Construído ainda na década de 40, este é um dos parques pioneiros de Goiânia, com área aproximada de 315 mil m². Por ali os visitantes possuem acesso a diversas atividades que vão desde um piquenique entre amigos, até boas caminhadas por exemplo. Também é um ótimo lugar para levar as crianças, já que o zoológico da capital possui pontos de acesso no parque. Vale a pena conhecer!

Endereço: Alameda das Rosas, 957 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74110-060

4 – Bosque dos Buritis

conhecer Goiás
Foto: Reprodução

Também reconhecido como um dos mais antigos de Goiânia, é um destino certo para quem pretende conhecer Goiás por pedacinhos de sua capital. Representando um dos mais belos cartões postais da cidade, é formado por três lagos, pista externa e interna para caminhada, mirante, museus de arte, parque infantil, estação de ginástica e ainda há um espaço multifuncional para a realização de eventos. Contato com a natureza é sem dúvida o ponto forte!

Endereço: Av. Assis Chateaubriand – St. Oeste, Goiânia – GO, 74015-080

Em Pirenópolis:

Pirenópolis é uma cidadezinha do interior de Goiás que atrai, anualmente, milhões de turistas. Foi tombada como Patrimônio Nacional e conserva seu aspecto antigo e bucólico, recheada de montanhas e cachoeiras. Representa um verdadeiro retrato da vida goiana, com aquele climinha hospitaleiro, festivo e divertido que todo mundo adora, em um ambiente complemente exuberante.

5 – Santuário de Vida Silvestre Vagafogo

conhecer Goiás
Foto: Reprodução/ Vagafogo

A Fazenda Vagafogo é um local que contem ampla riqueza natural, onde há espaço principalmente para a vegetação típica do cerrado. Uma visita até lá garante visões exuberantes de suas paisagens. Os turistas ainda podem desfrutar de diversas atividades como trilhas (que adotam metas de preservação e sustentabilidade), ecoturismo com atividades de educação ambiental e ainda podem visitar cachoeiras e piscinas naturais. Vale a pena conhecer essa maravilha!

Telefone: (62) 3335-8515

Endereço: Rua Frota, S/N – Alto do Carmo, Pirenópolis – GO, 72000-980

6 – Centro Histórico de Pirenópolis

conhecer Goiás
Foto: Reprodução

O Centro Histórico de Pirenópolis é algo que parece nunca mudar, até porque, se trata de um patrimônio tradicional e pitoresco da história de nosso estado. Muitos vão até a cidade em busca da diversão de suas cachoeiras, mas por outro lado, vale mencionar que um de seus principais atrativos se encontra também em sua arquitetura que ainda carrega os mesmos traços coloniais de outras épocas.

Em seu centro é possível encontrar casas antigas com detalhes que chamam atenção, restaurantes, cafés, lojas de produtos e lembrancinhas e suas ruas de pedra, característica principal. É por ali que se encontra a Igreja Nossa Senhora do Carmo, que atrai milhares de turistas ao ano e centenas por dia!

7 – Cachoeira das Araras

conhecer Goiás
Foto: Reprodução

Se você vai conhecer Goiás e pretende passar uma estadia na cidade de Pirenópolis, nada melhor que visitar suas lindas cachoeiras. O destaque vai para a Cachoeira das Araras, que é cercada por natureza e uma linda área com vida selvagem.

Não fica tão afastada do centro da cidade quanto outras que podem ser encontradas por lá. Possui paisagens deslumbrantes, apesar de não ser tão grande. Conta com excelente estrutura e recebe diariamente família e amigos, reservando ainda um espaço para estacionamento e conta com um bar.

Endereço: Rodovia GO-338, Km 18 Zona Rural, Pirenópolis – GO, 72980-000

8 – Museu das Cavalhadas

conhecer Goiás
Foto: Reprodução

Com um espaço físico pequeno mas cheio de história, o Museu das Cavalhadas conta com um excelente acervo sobre a tradicional festa do Divino Espírito Santo de Pirenópolis. Se você tem interesse pelas festas tradicionais da cidade, é um passeio indispensável!

Endereço: R. Direita, 39 – Centro, Pirenópolis – GO, 72980-000

Na Chapada dos Veadeiros:

É na Chapada que se encontra a maior porção de cerrado contínuo do mundo! Se encontra na parte nordeste de Goiás e conta com extensão gigante, de aproximadamente 65.514 hectares. Suas formações vegetais são únicas e também se enquadram como algumas entre as mais antigas do planeta.

Com área que se estende para algumas cidades, é assim conhecida pela quantidade de veados campeiros que habitam suas terras. Entre suas atrações podemos encontrar cachoeiras, cavernas, rios e poços, sem contar seus lindos cânions.

9 – Alto Paraíso

14 lugares incríveis para quem pretende conhecer Goiás
Foto: Reprodução

É no município de Alto Paraíso que se encontra o distrito de São Jorge, considerado como porta de entrada para o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Apenas para que você tenha ideia, a cidadezinha possui o título da UNESCO de Patrimônio da Humanidade. Se vai conhecer Goiás, nada melhor que visitar um lugar como esse, não acha?

Sua natureza é exuberante e conta com mais de 120 cachoeiras catalogadas, sempre mantendo suas águas cristalinas e podendo ser encontradas de diversos tamanhos. Também é um excelente lugar para quem adora boas aventuras e atividades de ecoturismo. Conta com hotéis, pousadas e campings para melhor receber e acomodar os turista.

10 – Cavalcante

conhecer Goiás
Foto: Reprodução

Também conhecida por abrigar diversas cachoeiras, a cidade de Cavalcante é a que abriga a maior parte da Chapada dos Veadeiros. É exatamente ali que se encontra a exuberante Cachoeira Santa Bárbara, a que mais atrai público por sua imensa beleza.

Para receber os visitante, a cidade conta com boa estrutura de pousadas, hotéis, campings e restaurantes.

11 – Povoado Kalunga do Engenho

conhecer Goiás
Foto: Reprodução

A 27 quilômetros do centro de Cavalcante, o Povoado do Engenho é nada menos que um sítio histórico e um Patrimônio Cultural Kalunga. Apenas para que você tenha ideia, a região conta com 230 mil hectares de cerrado que se encontra sob proteção. Conta também com a maior comunidade remanescente de quilombo de nosso país, abrigando cerca de 4 mil pessoas que até pouco tempo não tinham contato com nossa sociedade.

Mais cidades que você precisa visitar para conhecer Goiás:

12 – Caldas Novas

conhecer Goiás
Foto: Reprodução/ Exame

Quando alguém pensa em conhecer Goiás, não pode deixar de lado a cidade de Caldas Novas, um dos principais destinos de turistas de todo o Brasil e de goianos de cidades vizinhas. Conhecida em todo o país como a terra das águas termais, sempre há diversas atividades de lazer e surpresas para os visitantes.

Para se ter noção, cerca de quatro milhões de turistas passam pela cidade anualmente, também atraindo pessoas de fora. É ali que se encontra o maior polo hoteleiro de Goiás, contando com os melhores parques aquáticos do país. Também é na cidade que se encontra o Parque Estadual da Serra de Caldas, excelente opção para quem curte trilhas, ecoturismo e claro, bons banhos em cachoeiras.

13 – Aruanã

conhecer Goiás
Foto: Reprodução / Viagem em Pauta

Considerado por muitos como o centro Obelisco do Brasil, também é um dos municípios que mais recebem turistas durante o ano. Isso porque é em suas terras que se encontram partes do tão querido Rio Araguaia, que atrai visitantes de todos os cantos do país.

O ambiente também é perfeito para os amantes da pesca esportiva e de qualquer tipo de atividade que envolva água. Essa é considerada como a “praia de Goiás” e sem dúvida, é um dos ambientes mais lindos para visitar!

14 – Cidade de Goiás

conhecer Goiás
Foto: Reprodução

Mais conhecida como “Goiás Velho”, não pode ficar de fora do roteiro de quem pretende conhecer Goiás. É uma das principais cidades turísticas de nosso estado e foi nossa primeira capital. A principal atração turística vai para sua arquitetura que, assim como em Pirenópolis, carrega consigo traços coloniais.

A terra da tão querida poetisa Cora Coralina ainda abriga um museu em sua homenagem, que se concentra na antiga casa em que a própria morou durante tanto tempo. Vale muito a pena conhecer!

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.