Goiás

Suspeito de latrocínio é preso na Rodoviária de Goiânia

Além do vídeo do momento do crime, no celular do suspeito policiais encontraram áudios em que Lucas Luciano afirma que ia dormir que nem um bebezinho.
26/11/2018, 08h59

Um rapaz identificado como Lucas Luciano da Silva Bezerra, de 20 anos, foi preso na manhã do último domingo (25/11) na Rodoviária de Goiânia, fugindo para o Estado de Alagoas, suspeito de latrocínio – roubo seguido de morte, contra Josenilton Pinheiro de Castro, de 62 anos, no Setor Papilon Park, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

A Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) informou ao Portal Dia Online que a prisão do suspeito foi efetuada no momento em que Luciano tentava fugir para a Alagoas. Segundo a PM, o rapaz, além de matar a facadas Josenilton, gravou a ação em seu aparelho celular.

Suspeito de latrocínio é preso na Rodoviária de Goiânia
Foto: Reprodução/ TV Anhanguera

A prisão de Lucas Luciano foi efetuada por uma equipe do 38º Batalhão da Polícia Militar do Estado de Goiás (BPMGO), durante a abordagem os policiais encontraram no celular do suspeito, vídeos em várias redes sociais do momento do assassinato da vítima. Além dos vídeos, o aparelho do suspeito contava com vários áudios, em que o jovem conta a conhecidos como matou Josenilton.

Suspeito de latrocínio afirmou que ia dormir “que nem um bebezinho” em áudio enviado para amigos pelo celular

Em um dos áudios o suspeito diz “Agora vou dormir que nem um bebezinho, como se nada tivesse acontecido”. “Oxe veio pagar de doido irmão veio, tá ligado, paga de doido para criminoso, alagoano só mata de faca tá ligado”, afirma o suspeito em outro áudio.

O delegado do caso Vicente Stabile do 4º DP, afirmou ao G1 que Lucas Luciano, no seu depoimento confessou o crime, mas com versões diferentes. Segundo a publicação, o suspeito afirmou em um primeiro momento que foi ameaçado e agiu em legítima defesa. Mas para o delegado, as filmagens mostram o oposto do relatado pelo autor do homicídio.

A real motivação do crime vai ser investigada pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia.

Lucas Luciano foi preso em flagrante e autuado por Latrocínio.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mulheres são presas com malas de drogas após pegarem carona para Goiânia, em Chapadão do Céu

Segundo a polícia, as mulheres eram "mulas" que estavam levando a droga para um "chefão do tráfico" na capital.

Por Ton Paulo
26/11/2018, 09h47

Duas mulheres foram presas no final da manhã do último domingo (25/11) na região de Chapadão do Céu, após serem pegas com malas contendo mais de 20 quilos de drogas. As mulheres, que estavam indo de Dourados, no Mato Grosso do Sul (MS), para Goiânia, haviam pegado carona em uma caminhão. Segundo a polícia, as mulheres eram “mulas” que estavam levando a droga para um “chefão do tráfico” na capital.

A prisão, que foi realizada em Chapadão do Céu pela equipe do COD ALFA, da Polícia Militar (PM), aconteceu por volta das 11h30 de ontem, quando os policiais perceberam uma atitude suspeito dos passageiros de uma caminhão com placa de Mococa-SP.

De acordo com o Tenente Flávio Borges, quando realizaram a abordagem do caminhão, em que estavam duas mulheres e o motorista, a equipe policial foi informada que as mulheres haviam pegado carona no caminhão para chegarem a Goiânia.

Ao vistoriar a bagagem das moças, os policiais descobriam 22 quilos de maconha e 2,1 quilos de skank no interior das malas. Quando questionadas, as mulheres acabaram confessando que pegaram a droga em Ponta Porã (MS) para levar para outra pessoa em Goiânia.

O Tenente, ao Dia Online, disse que não poderia dar mais informações, uma vez que a divulgação poderia atrapalhar as investigações. “Essas duas que foram presas são apenas ‘mulas’. Agora estamos investigando para quem elas estavam levando essa droga, que é o traficante de verdade”, declarou.

Caminhoneiro que levava as mulheres em Chapadão do Céu alegou que não sabia sobre as drogas

Ainda segundo o Tenente Flávio, o motorista do caminhão Iveco, de cor preta, que levava as mulheres, alegou que não sabia sobre o conteúdo das malas das caroneiras.

As mulheres e o motorista do caminhão foram detidos e encaminhados para a Delegacia de Polícia de Chapadão do Céu para providências. As malas com as drogas também foram encaminhadas para devidas providências.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Ministro Alexandre Baldy participa de evento em Luziânia e anuncia investimento milionário

A cerimônia teve início às 9h, no Centro de Convenções da cidade, e, após o evento, o ministro deve retornar direto para Brasília.

Por Ton Paulo
26/11/2018, 10h40

O goiano Alexandre Baldy (PP), titular do Ministério das Cidades, participa na manhã desta segunda-feira (26/11) de um evento no município de Luziânia, entorno do DF, para anunciar o investimento de R$ 65 milhões de reais em uma obra de esgotamento sanitário na região. A cerimônia teve início às 9h, no Centro de Convenções da cidade, e, após o evento, o ministro deve retornar direto para Brasília.

Segundo informações de sua assessoria, o investimento de R$ 65 milhões foi anunciado pelo ministro para a execução do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) da Região Jardim Ingá I, execução da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Palmital e Saneamento Integrado da Região Jardim Ingá II – Sendo uma escola, todos em Luziânia.

Ainda de acordo com a assessoria de Baldy, o planejamento da obra, assim como do investimento milionário, já estava em curso há algum tempo após solicitação do município.

O prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin (PSD), está presente no evento.

 Alexandre Baldy completa um ano à frente do Ministério das Cidades; ministro veio à Goiânia em abril

Na última quinta-feira (22/11) Alexandre Baldy completou um ano à frente do Ministério das Cidades. Ações importantes para a população como entrega de casas, saneamento, retomada de mais de 50 mil obras, investimentos no trânsito e mobilidade urbana marcam os atos do ministro à frente do Ministério. Em 12 meses, por dia no Brasil, foram entregues cerca de 1.200 unidades habitacionais e 73 diariamente em Goiás.

Em abril deste ano, o ministro Baldy veio a Goiânia e visitou uma obra. O prefeito de Goiânia, Iris Rezende (MDB), e o ministro das Cidades, vistoriaram na quarta-feira (4/4), as obras do BRT Norte/Sul e a Marginal Botafogo.

Inicialmente, nas proximidades do Terminal Recanto do Bosque, localizado na Avenida Mangalô, no setor Morada do Sol, os gestores acompanharam a construção do BRT, retomado no fim de março.

Entretanto, a reforma emergencial da Marginal Botafogo segue a passos lentos.  Com cerca de 30% das obras concluídas, a chegada das chuvas antes do esperado elevaram preocupação dos engenheiros e especialistas. Os trabalhos devem seguir até dezembro quando está previsto o fim dos trabalhos.

O Córrego Botafogo, dentro do perímetro que compõe a Marginal de mesmo nome, está recebendo uma camada de concreto para eliminar pontos de assoreamento nos períodos de chuva. De acordo com a Prefeitura Municipal, placas e blocos de concretos foram instalados no local para sinalizar o trecho parcialmente interditado, que vai nos dois sentidos da Avenida Independência à  Araguaia.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Marconi Perillo muda para São Paulo e arruma novo emprego

Governador eleito de São Paulo, João Dória (PSDB) articulou a contratação de Marconi.
26/11/2018, 10h47

O ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB), derrotado nas eleições deste ano na corrida para o Senado, está fora da política. No entanto, Marconi conseguiu um novo emprego na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), que pertence à família de Benjamin Steinbruch. Perillo já está trabalhando como consultor da companhia há 15 dias.

Em julho deste ano, o ex-governador do Estado criou, ao lado de sua mulher Valéria Perillo, a MV Consultoria, que foi contratada pela CSN para prestar serviços. A contratação de Marconi, segundo as informações divulgadas, foi articulada pelo governador eleito de São Paulo, João Dória (PSDB).

No início do mês, o Diário Central de Goiânia levantou a possibilidade do ex-governador assumir um cargo na empresa. Segundo a publicação do veículo, uma conversa entre um empresário e um politico durante um voo, no final de outubro, trouxe o tema à baila.

Marconi Perillo chegou a ser preso na Operação Cash Delivery

Como a legislação eleitoral não permite a prisão de investigados durante o processo eleitoral, Marconi Perillo, compareceu na quarta-feira (10/10) na sede da PF, em Goiânia para prestar depoimento sobre o seu envolvimento na Operação Cash Delivery, deflagrada uma semana antes das eleições de 2018.

Durante o depoimento, o ex-governador foi preso preventivamente e passou a noite na sede da PF, em Goiânia. Marconi Perillo recebeu o habeas corpus no dia seguinte, e atualmente responde o processo em liberdade.

Operação Cash Delivery

A Operação Cash Delivery foi desencadeada a partir de investigação depois de delação de executivos da Odebrecht, que alcança empresários, agentes públicos e doleiros pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Ao todo, foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e cinco de prisão temporária, expedidos pela 11ª Vara da Justiça Federal de Goiás, nas cidades de Goiânia, Aparecida de Goiânia, Pirenópolis e Aruanã, Campinas e São Paulo.

Durante a ação, foram apreendidos R$ 940.260 na casa de Márcio Garcia de Moura, policial militar e motorista de Jayme Rincón. Outros R$ 79 mil foram apreendidos na casa de Jayme, além de 2,4 mil euros, 80 libras esterlinas, 101 dólares e 15 pesos argentinos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Segurança é preso com arma de brinquedo e vendendo drogas em festa de adolescentes, em Goiânia

Na festa, que ocorreu num estabelecimento localizado na Vila Adélia, em Goiânia, havia cerca de 100 pessoas, a maioria adolescentes.

Por Ton Paulo
26/11/2018, 11h47

Um homem que trabalhava como segurança numa festa de adolescentes realizada num centro esportivo na noite do último domingo (25/11), em Goiânia, foi preso suspeito de traficar drogas durante o evento. Na festa, que ocorreu num estabelecimento localizado na Vila Adélia e que foi alugado para o evento, havia cerca de 100 pessoas, a maioria adolescentes.

A festa aconteceu no Invictus Centro Esportivo, na Alameda Alberto Nepomuceno, Vila Adélia, em Goiânia, na noite de ontem. Segundo o responsável pelo local, que alegou não ter conhecimento do ocorrido, o ambiente foi alugado para o organizador da festa formalmente. “Foi feito um contrato e eu aluguei o estabelecimento para essa festa”, conta.

Segundo informações da Polícia Civil (PC), a Polícia Militar (PM) chegou ao estabelecimento após uma denúncia. Ao interrogar um presente na festa, Asaf Deyvidsson, maior de idade, a polícia descobriu que ele portava drogas e havia conseguido o entorpecente com Alessandro Alves Santos, chefe da segurança e responsável pelos outros guardas.

Ao ser abordado, o suspeito negou o crime, mas mesmo assim foi preso. Com o homem, que possuía um mandado de prisão em aberto por corrupção de menor, foi apreendida uma arma de brinquedo e uma porção de cocaína, além de dinheiro.

Segurança foi autuado por tráfico de drogas, após prisão em Goiânia

De acordo com um funcionário que trabalhou na festa, no bar, a prisão ocorreu já no final do evento, por volta das 23h50. O funcionário, que se identificou somente como Nikson, afirmou que não sabia quem era o organizador da festa, que o havia contratado. “Depois da festa, todo mundo sumiu. Não sei quem é o cara que me contratou”, disse.

O funcionário ainda conta que a prisão do segurança foi feita na entrada do local.

Alessandro foi autuado por tráfico de drogas, e Asaf vai responder pelo artigo 28, que é o consumo de entorpecentes.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.