Política

Marco Aurélio defende que análise sobre auxílio-moradia seja feita pelo plenário

29/11/2018, 17h04

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), defendeu nesta quinta-feira, 29, que o tema do auxílio-moradia a magistrados seja julgado pelo plenário da Suprema Corte. “Não sei se a matéria virá ao pleno, mas tarda vir ao pleno. Já deveria vir há muito tempo, vamos esperar um pouco mais”, comentou o ministro a jornalistas ao chegar para a sessão plenária desta quinta. Marco Aurélio já havia sinalizado essa posição nesta semana.

Na segunda-feira, 26, o ministro Luiz Fux, individualmente, pôs fim ao benefício e notificou o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) para que regulamentem a matéria, podendo definir eventuais casos de recebimento. Ontem, ao ser questionado sobre o caso vir a plenário, o presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, apenas respondeu “cada dia com sua agonia”.

Como mostrou o Broadcast Político/Estadão, três ministros ouvidos reservadamente indicaram que seria mais apropriado que o tema fosse analisado pelo plenário do STF, em função da amplitude do que foi decidido. O julgamento pelos 11 ministros, no entanto, dependeria da liberação do processo por Fux. No pleno, haveria a possibilidade da Corte Suprema declarar o auxílio inconstitucional. Por outro lado, a volta do pagamento para certas situações é ventilada em função da regulamentação que deverá ser feita pelo CNJ e CNMP.

“O ministro relator, em um voto muito longo e para muitos incompreensível reconsiderou a liminar que implementara. E reconsiderou diante da reposição do poder aquisitivo havido agora há pouco tempo mediante a sanção da lei aprovada pelo Congresso Nacional”, comentou ainda o ministro Marco Aurélio Mello nesta quinta-feira sobre o reajuste salarial dos ministros, assinado por Temer no início da semana.

Na decisão de segunda-feira, Fux defende legalidade do benefício, previsto na Lei Orgânica da Magistratura (Loman), mas ressalva que há um novo contexto com “amazônica repercussão”, diferente de quando estendeu o auxílio a toda magistratura em 2014. O problema orçamentário é citado no contexto em que o fim do auxílio-moradia foi usado como moeda de troca para a aprovação do reajuste de 16,38% no salário dos ministros do STF.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Dinheiro recuperado em ações contra corrupção será usado em reformas de escolas em Goiás

Ação será de responsabilidade do MPF; Goiás é segundo estado no país a aderir o projeto.
29/11/2018, 17h11

A partir do dia 3 de dezembro, o Ministério Público Federal (MPF) em Goiás assume o compromisso de viabilizar a destinação do dinheiro recuperado em ações de combate à corrupção para a rede pública de ensino de Goiás. As verbas serão usadas para reformar as escolas que necessitarem de reestruturação física. O Projeto Reeducar surgiu no Rio de Janeiro e Goiás é o segundo estado no país a aderir a iniciativa.

Os recursos enviados à educação goiana serão aqueles obtidos em ações cíveis e penais da Justiça Federal em Goiás, incluindo as de desdobramento da Operação Lava Jato. O objetivo da ação é “promover a melhoria da infraestrutura educacional nos estados brasileiros.”

A ação será realizada pelo MPF, em parceria com o Ministério Público de Goiás (MP-GO), o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e o Estado. O acordo será assinado na  Procuradoria da República em Goiás, em Goiânia, no próximo dia 3.

A solenidade contará com a presença de autoridades como o procurador-chefe da Procuradoria da República no estado de Goiás, Ailton Benedito de Souza; a procuradora da República com atuação no Ofício da Educação, Mariane Guimarães; o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva e outros nomes da Educação e Justiça de Goiás.

Combate à corrupção e investimento nas escolas

O Projeto Reeducar surgiu em maio, no Rio de Janeiro, por meio do Grupo de Trabalho (GT) Educação da 1ª Câmara de Coordenação e Revisão do Ministério Público Federal. O projeto-piloto destinou parte dos recursos recuperados pela Operação Lava Jato no Rio de Janeiro às escolas do estado. Com os resultados positivos, o modelo foi encaminhado à todas as unidades do MPF, e agora aderido em Goiás.

De acordo com levantamento da Polícia Federal, realizado em 2017, todas as operações financeiras apuradas nas investigações da Lava Jato somam R$ 8 trilhões. Valor mais alto que o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil de 2015, que foi R$ 5,9 trilhões. Por ano, o país perde cerca de R$ 200 bilhões com a corrupção. Verbas que poderiam ser destinadas a serviços básicos como saúde, educação, segurança e saneamento.

Imagens: SEDUCE 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Portal Dia Online recebe prêmio Megha Profissionais 2018

Premiação foi entregue em cerimônia no Master Hall, em Goiânia.
29/11/2018, 17h28

Há 20 anos o prêmio Megha Profissionais é entregue à profissionais liberais de diversas áreas. A cerimônia de entrega do troféu e certificado aos vencedores do prêmio ocorreu na noite da última quarta-feira (28/11) no Master Hall, em Goiânia e contou com a presença da atriz Isabel Fillardis. O Portal Dia Online foi um dos homenageados da noite, sendo reconhecido pelo trabalho de manter a população goiana informada.

O prêmio homenageou esse ano profissionais liberais, empresas, profissionais de imprensa e influenciadores digitais que se destacaram durante o ano de 2018.  O jornalista Tancredo Simão apresentou a premiação ao lado da atriz Isabel Fillardis. Durante a cerimônia, as personalidades femininas foram as primeiras a receber o prêmio.

Dando sequência ao evento, os homens foram os homenageados em seguida os digitais influencers e as empresas que se destacaram durante o ano.

Portal Dia Online recebe prêmio na categoria empresas

Na categoria empresas que se destacaram durante o ano de 2018, está o Portal Dia Online, homenageado pelos serviços prestados ao levar as principais informações de Goiânia e do mundo. O diretor presidente do Portal Dia Online, Samuel Victory Dionisio representou a empresa, recebendo o troféu e o certificado de empresa destaque de 2018.

Confira a lista dos vencedores do prêmio Megha Profissionais 2018.

Empresas

Andréia Roncato Assessoria e Cerimonial

Ankai Buffet Oriental

Arena Buffet de Liquidos

Brinkaboom Buffet

Cinealta Filmes

Cultura do Riso Produções

Crystal Plaza Hotel

Deline Cilios e SobrancelhasEssencial

Copeiras de Luxo

Farmácia JK

Fotografart

Kopenhagen

Leonardo Cenografia

Maria Rosa Moda Feminina

Master Hall Multi Eventos

Mc Donald’s

MMHospedagem

Data Center

Portal Dia Online

Tomat iluminação

Tricologista Sandra Assis

Personalidade Masculina 

Alan Patrick Gomes

Antônio Menezes

Bruno Regiany Peixoto Pimenta

Edmar Carneiro

Erick Lins

Fausi Humberto

Marcus Vinicius Serra de Oliveira

Personalidade Feminina

Adryella Sansaloni

Cleibis BianchiJuliana

Delia Aguiar de Paula

Juliana França Castelo

BrancoLívia Camila

Vítor BentoLuciana

Rosa da Fonseca

Luciana Soares de Oliveira Aires

Marcela de Paula Agostinho

Quezia RamosRoberta

Aparecida de Oliveira Souza

Imprensa

PROGRAMA BELÍSSIMA

Radio 99,5 FM

Revista Estética e PlásticaRevista festas e EventosRevista Viver Goiás

Digital Influencer

Jan Carlos Mendanha

Isabel Fillardis

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Museu Casa de Cora Coralina: a casa que virou memória

O Museu Casa de Cora Coralina foi inaugurado pouco após sua morte e ainda mantém viva toda a obra e as memórias da poetisa. Vale a pena fazer uma visita!
29/11/2018, 18h13

Os museus são peças fundamentais para a construção e a manutenção da história de um povo. Muita gente pode achar que é pura chatice, mas é somente por meio de nossas memórias e da compreensão do passado, é que somos capazes de entender como se dá a construção do presente. A história de Goiás, por exemplo, remonta ao início do século 18, com a chegada dos bandeirantes. Imagine então quantos acontecimentos, documentos históricos e grandes personalidades já viveram por estas terras. O Museu Casa de Cora Coralina é responsável por resguardar as memórias e a trajetória de uma das mais importantes dessas personalidades.

Certamente você já ouviu falar sobre Cora Coralina. Nascida na cidade de Goiás, em 20 de agosto de 1889, com o nome de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, foi até certo momento, uma simples doceira que sempre viveu afastada dos grandes centros urbanos e que de certa forma, desconhecia os modismos literários que se passavam naquela época.

Museu Casa de Cora Coralina: a casa que virou memória
Foto: Reprodução/ Escola Educação

Por outro lado, sempre provou que era um verdadeiro prodígio e começou seus primeiros escritos ainda muito nova, aos 14 anos de idade. No entanto, com tantos encontros e desencontros durante a vida e também por repressão do próprio marido, com quem fugiu para São Paulo, Cora mantinha seus contos e poemas sob sigilo, mesmo sem nunca ter parado de escrever.

Os doces surgiram como forma de sustentar sua família, após a morte do marido. No entanto, decidiu voltar para a cidade de Goiás e resolveu também vender seus livros para aumentar a renda da casa. Foi a partir daí que ela se tornou conhecida e apenas para que você tenha ideia, alcançou o auge de sua carreira quando já tinha mais de 70 anos.

O Museu Casa de Cora Coralina

Museu Casa de Cora Coralina: a casa que virou memória
Foto: Reprodução/ Estadão

Infelizmente, a poetisa morreu no ano de 1985, na cidade de Goiânia, aos 95 anos de idade. Apesar do fato, sua obra construída durante a vida inteira ainda permanece viva não apenas no imaginário de seus admiradores, mas também no Museu Casa de Cora Coralina.

Após sua morte, parentes e amigos se reuniram e criaram, no dia 27 de setembro de 1985, a Associação Casa de Cora Coralina – uma entidade de direito privado e sem fins lucrativos, mantido por um Estatuto que tem o objetivo de “projetar, executar, colaborar e incentivar atividades culturais, artísticas, educacionais e ambientais, visando sobretudo, a valorização da identidade sociocultural do povo goiano, bem como preservar a memória e divulgar a vida e a obra de Cora Coralina”.

Museu Casa de Cora Coralina: a casa que virou memória
Foto: Reprodução/ Agência Brasil

E assim vem sendo desde então. O museu foi inaugurado apenas em 20 de agosto de 1989, data em que se comemorou o centenário da ilustre poetisa. Vale lembrar que ele se concentra na casa em que ela morou durante boa parte de sua vida, na cidade de Goiás, conhecida também como Casa Velha da Ponte. Até hoje, preserva detalhes daquela época.

O acervo do Museu Casa de Cora Coralina é formado por objetos pessoais, manuscritos, datiloscritos, correspondências, fotos, utensílios domésticos, livros e mobiliários que pertenceram a ele e que foram doados pela família para que o museu pudesse ser constituído.

Se ficou interessado, o museu é capaz de fazer com que você faça uma “viagem no tempo” e vislumbre como era a vida da poetisa. Por ali é possível encontrar a casa quase que da mesma forma em que ela deixou.

Mais informações:

As visitas monitoradas acontecem de terça a sábado, das 9h às 16h45 e aos domingos e feriados, das 9h às 15h. O ingresso tem valor único de R$ 8. Vale a pena conhecer!

Telefone para contato: (62) 3371-1990

Mais informações no site: Museu Cora Coralina

Endereço: R. Dom Cândido, 20, Goiás – GO, 76600-000

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Crianças de sete cidades de Goiás recebem brinquedos nesta sexta; veja os locais

Também nesta sexta-feira (30/11) será inaugurada a decoração de Natal na Praça Cívica, em Goiânia.
29/11/2018, 18h48

Crianças de sete cidades goianas receberão brinquedos gratuitos nesta sexta-feira (30/11), por meio do Programa Show de Natal, da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). Este ano, entre os dias 30 de novembro e 7 de dezembro, serão distribuídos 600 mil brinquedos como bolas, quebra-cabeças, bonecas, carrinhos e muitos outros, em 246 municípios de Goiás.

Para a distribuição de brinquedos em Goiânia, serão realizados 12 eventos em diferentes setores, em instituições sociais cadastradas na OVG, um em uma unidade da Organização e outro em uma área pública.

Cronograma e pontos de entrega de brinquedos em Goiás

Nesta sexta-feira (30/11) serão entregues brinquedos em Alexânia e Campo Limpo. Já no sábado, 1º de dezembro, as crianças de Anápolis e Ouro Verde serão beneficiadas; na próxima sexta-feira (7/12), a distribuição ocorrerá em Gameleira de Goiás, Goianápolis e Abadiânia.

Veja abaixo os horários e locais de distribuição:

Sexta-feira, 30 de novembro

 Alexânia

  • Local: Escola Municipal Onélia de Oliveira – Rua 15 de novembro, Centro
  • Horário: A partir das 9h

Campo Limpo

  • Local: Centro de Formação do Cidadão – Avenida Benevides Gonçalves de Carvalho
  • Horário: a partir das 17h

Sábado, 1º de dezembro

Ouro Verde

  • Local: Escola Municipal Raio de Luar – Rua José Vicente
  • Horário: a partir das 13h30

Anápolis

  • Local: Ginásio Internacional Newton de Faria
  • Horário: a partir das 10h

Goianápolis

  • Local: não repassado
  • Horário: a partir das 11h

Gameleira

  • Local: Praça da Igreja – Avenida 2, Centro
  • Horário: a partir das 9h

Abadiânia

  • Local: não repassado
  • Horário: a partir das 17h

Aberta do Show de Natal na Praça Cívica

Também nesta sexta-feira (30/11), será inaugurada em Goiânia, às 19h30, a tradicional decoração de Natal montada na Praça Cívica. A abertura contará com apresentação Coral Infantil do Instituto de Educação em Artes Gustav Ritter, que apresentará a Cantata de Natal na marquise do Palácio das Esmeraldas, e apresentação do cantor Almir Pessoa com sua Orquestra de Violeiros. O público pode visitar local até o dia 25 de dezembro, das 19h às 22h.

Imagens: Governo de Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.