Goiás

PF cumpre mandados em Goiás e outros quatro estados em operação de combate ao tráfico internacional de drogas

A Operação Planum ocorre em cinco estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Por Ton Paulo
29/11/2018, 11h40

A Polícia Federal, em conjunto com a Receita Federal, deflagrou na manhã desta quinta-feira (29/11) uma operação que tem como objetivo o combate ao tráfico internacional de drogas e a lavagem de dinheiro bem como os crimes contra o sistema financeiro nacional. A Operação Planum ocorre em cinco estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso do Sul e Goiás.

Ao todo, cerca de 200 policiais federais atuam no cumprimento de 23 mandados de prisão, sendo 20 preventivas e três temporárias, além de ordens judiciais de busca e apreensão em 40 endereços e sequestro e bloqueio de imóveis, fazendas, aeronaves, embarcações, veículos e contas bancárias, avaliados em mais de R$ 25 milhões.

De acordo com a PF, até o início desta manhã manhã, apenas duas pessoas com mandados de prisão temporária ainda não tinham sido localizadas.

Em nota, a PF informou que a operação é baseada num inquérito policial aberto em junho de 2017 para apurar o envio de cocaína da Bolívia para o Rio Grande do Sul. Durante as investigações, a polícia descobriu a movimentação de aviões saindo de Mato Grosso do Sul para serem carregados com grande quantidade de cocaína (em média 500 quilos) na Bolívia.

Do país vizinho, a droga era levada para o Rio Grande do Sul, com pousos feitos em fazendas compradas pelos criminosos. Deste estado, os carregamentos seguiam por rodovias e eram distribuídos em depósitos de outros Estados, ficando armazenados até serem despachados para a Europa por meio de portos brasileiros. Goiás era um dos destinos da droga.

A PF identificou a atuação de doleiros em São Paulo no pagamento das transações do tráfico de drogas no exterior após estudar os dados bancários e fiscais, analisar informações compartilhadas pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul, e prender um narcotraficante bem como alguns dos investigados na Operação Planum em uma residência no município de Tramandaí (RS), em 10 de agosto de 2017.

Os crimes investigados na Operação Planum são organização criminosa, tráfico internacional de drogas, associação para o tráfico de drogas, operação de instituição financeira sem a devida autorização, operação de câmbio não autorizada e lavagem de dinheiro.

Outra operação da PF de combate ao tráfico internacional de drogas ocorreu em junho deste ano, em Goiás

O Estado de Goiás foi alvo, também, de outra operação da Polícia Federal de combate ao tráfico internacional deflagrada em junho deste ano.

No dia 25/6, o órgão cumpriu cerca de 200 mandados em Goiás e outros quatro Estados contra crimes de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro cometidos por organização criminosa ligada à facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

A operação que levou o nome Laços de Família aconteceu por meio de investigação da Delegacia de Polícia Federal de Naviraí (MS). O grupo investigado agia a partir da região sul do Mato Grosso do Sul, na fronteira com o Paraguai.

Ao todo, 211 policiais cumpriram 35 mandados de busca e apreensão e 22 de prisão.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.