Economia

Sindifisco critica nomeação de Marcos Cintra para secretaria especial

29/11/2018, 18h08

O Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco Nacional) reagiu, em nota, à indicação de Marcos Cintra para a secretaria especial que vai unir a Receita e a Previdência. Em nota, o sindicato diz que “Cintra e o novo formato da secretaria, que inclui a Receita, preocupam os auditores fiscais”.

Para o Sindifisco, a nomeação de Cintra para o comando deste novo órgão quebra uma regra adotada desde 2002, quando auditores fiscais passaram a ser indicados pelos titulares da Fazenda para comandar a RFB – além de responderem diretamente ao gabinete do ministro.

“A Receita recebe com apreensão o desenho do Ministério da Economia, elaborado por seu futuro titular, Paulo Guedes” diz a nota. Guedes confirmou nesta quinta-feira, 29, que o novo Ministério da Economia terá seis secretarias especiais.

O sindicato entregou a Cintra, na quarta-feira passada, lista com os nomes que os auditores fiscais entendem serem os mais gabaritados para dirigir a administração tributária.

“A Receita completou meio século de existência, dia 19 passado, como instituição independente, unicamente voltada para a construção de um Estado forte, eficiente, a salvo de influências externas, que poderiam macular sua atuação em favor da sociedade. Esse histórico credencia a RFB como braço direito do ministro da Economia na arrecadação e na fiscalização”, diz a nota.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Museu Casa de Cora Coralina: a casa que virou memória

O Museu Casa de Cora Coralina foi inaugurado pouco após sua morte e ainda mantém viva toda a obra e as memórias da poetisa. Vale a pena fazer uma visita!
29/11/2018, 18h13

Os museus são peças fundamentais para a construção e a manutenção da história de um povo. Muita gente pode achar que é pura chatice, mas é somente por meio de nossas memórias e da compreensão do passado, é que somos capazes de entender como se dá a construção do presente. A história de Goiás, por exemplo, remonta ao início do século 18, com a chegada dos bandeirantes. Imagine então quantos acontecimentos, documentos históricos e grandes personalidades já viveram por estas terras. O Museu Casa de Cora Coralina é responsável por resguardar as memórias e a trajetória de uma das mais importantes dessas personalidades.

Certamente você já ouviu falar sobre Cora Coralina. Nascida na cidade de Goiás, em 20 de agosto de 1889, com o nome de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, foi até certo momento, uma simples doceira que sempre viveu afastada dos grandes centros urbanos e que de certa forma, desconhecia os modismos literários que se passavam naquela época.

Museu Casa de Cora Coralina: a casa que virou memória
Foto: Reprodução/ Escola Educação

Por outro lado, sempre provou que era um verdadeiro prodígio e começou seus primeiros escritos ainda muito nova, aos 14 anos de idade. No entanto, com tantos encontros e desencontros durante a vida e também por repressão do próprio marido, com quem fugiu para São Paulo, Cora mantinha seus contos e poemas sob sigilo, mesmo sem nunca ter parado de escrever.

Os doces surgiram como forma de sustentar sua família, após a morte do marido. No entanto, decidiu voltar para a cidade de Goiás e resolveu também vender seus livros para aumentar a renda da casa. Foi a partir daí que ela se tornou conhecida e apenas para que você tenha ideia, alcançou o auge de sua carreira quando já tinha mais de 70 anos.

O Museu Casa de Cora Coralina

Museu Casa de Cora Coralina: a casa que virou memória
Foto: Reprodução/ Estadão

Infelizmente, a poetisa morreu no ano de 1985, na cidade de Goiânia, aos 95 anos de idade. Apesar do fato, sua obra construída durante a vida inteira ainda permanece viva não apenas no imaginário de seus admiradores, mas também no Museu Casa de Cora Coralina.

Após sua morte, parentes e amigos se reuniram e criaram, no dia 27 de setembro de 1985, a Associação Casa de Cora Coralina – uma entidade de direito privado e sem fins lucrativos, mantido por um Estatuto que tem o objetivo de “projetar, executar, colaborar e incentivar atividades culturais, artísticas, educacionais e ambientais, visando sobretudo, a valorização da identidade sociocultural do povo goiano, bem como preservar a memória e divulgar a vida e a obra de Cora Coralina”.

Museu Casa de Cora Coralina: a casa que virou memória
Foto: Reprodução/ Agência Brasil

E assim vem sendo desde então. O museu foi inaugurado apenas em 20 de agosto de 1989, data em que se comemorou o centenário da ilustre poetisa. Vale lembrar que ele se concentra na casa em que ela morou durante boa parte de sua vida, na cidade de Goiás, conhecida também como Casa Velha da Ponte. Até hoje, preserva detalhes daquela época.

O acervo do Museu Casa de Cora Coralina é formado por objetos pessoais, manuscritos, datiloscritos, correspondências, fotos, utensílios domésticos, livros e mobiliários que pertenceram a ele e que foram doados pela família para que o museu pudesse ser constituído.

Se ficou interessado, o museu é capaz de fazer com que você faça uma “viagem no tempo” e vislumbre como era a vida da poetisa. Por ali é possível encontrar a casa quase que da mesma forma em que ela deixou.

Mais informações:

As visitas monitoradas acontecem de terça a sábado, das 9h às 16h45 e aos domingos e feriados, das 9h às 15h. O ingresso tem valor único de R$ 8. Vale a pena conhecer!

Telefone para contato: (62) 3371-1990

Mais informações no site: Museu Cora Coralina

Endereço: R. Dom Cândido, 20, Goiás – GO, 76600-000

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Crianças de sete cidades de Goiás recebem brinquedos nesta sexta; veja os locais

Também nesta sexta-feira (30/11) será inaugurada a decoração de Natal na Praça Cívica, em Goiânia.
29/11/2018, 18h48

Crianças de sete cidades goianas receberão brinquedos gratuitos nesta sexta-feira (30/11), por meio do Programa Show de Natal, da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). Este ano, entre os dias 30 de novembro e 7 de dezembro, serão distribuídos 600 mil brinquedos como bolas, quebra-cabeças, bonecas, carrinhos e muitos outros, em 246 municípios de Goiás.

Para a distribuição de brinquedos em Goiânia, serão realizados 12 eventos em diferentes setores, em instituições sociais cadastradas na OVG, um em uma unidade da Organização e outro em uma área pública.

Cronograma e pontos de entrega de brinquedos em Goiás

Nesta sexta-feira (30/11) serão entregues brinquedos em Alexânia e Campo Limpo. Já no sábado, 1º de dezembro, as crianças de Anápolis e Ouro Verde serão beneficiadas; na próxima sexta-feira (7/12), a distribuição ocorrerá em Gameleira de Goiás, Goianápolis e Abadiânia.

Veja abaixo os horários e locais de distribuição:

Sexta-feira, 30 de novembro

 Alexânia

  • Local: Escola Municipal Onélia de Oliveira – Rua 15 de novembro, Centro
  • Horário: A partir das 9h

Campo Limpo

  • Local: Centro de Formação do Cidadão – Avenida Benevides Gonçalves de Carvalho
  • Horário: a partir das 17h

Sábado, 1º de dezembro

Ouro Verde

  • Local: Escola Municipal Raio de Luar – Rua José Vicente
  • Horário: a partir das 13h30

Anápolis

  • Local: Ginásio Internacional Newton de Faria
  • Horário: a partir das 10h

Goianápolis

  • Local: não repassado
  • Horário: a partir das 11h

Gameleira

  • Local: Praça da Igreja – Avenida 2, Centro
  • Horário: a partir das 9h

Abadiânia

  • Local: não repassado
  • Horário: a partir das 17h

Aberta do Show de Natal na Praça Cívica

Também nesta sexta-feira (30/11), será inaugurada em Goiânia, às 19h30, a tradicional decoração de Natal montada na Praça Cívica. A abertura contará com apresentação Coral Infantil do Instituto de Educação em Artes Gustav Ritter, que apresentará a Cantata de Natal na marquise do Palácio das Esmeraldas, e apresentação do cantor Almir Pessoa com sua Orquestra de Violeiros. O público pode visitar local até o dia 25 de dezembro, das 19h às 22h.

Imagens: Governo de Goiás 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Dólar fecha em alta, aos R$ 3,85, em correção após dois dias de queda

Alta de 0,40%.
29/11/2018, 19h08

O dólar operou com viés de alta frente ao real nesta quinta-feira, 29, em um movimento de correção após dois dias de recuo. A divisa fechou cotada a R$ 3,8534, uma alta de 0,40%. O avanço da moeda americana ocorreu na contramão dos pares emergentes e em um cenário de dólar com pouco fôlego nos mercados globais, após a diminuição dos riscos de aperto monetário nos Estados Unidos. Pesou aqui a disputa pela formação da última taxa Ptax do mês, que ocorre nesta sexta-feira e serve como referência para contratos financeiros.

A alta ocorre a despeito da realização de dois leilões de linha por parte do Banco Central neta quinta, totalizando três dias de atuação da autoridade monetária com este tipo de instrumento. O BC ofertou US$ 1,25 bilhão em duas operações, tomados integralmente pelo mercado.

Operadores ouvidos pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado, apontam que o real operou lateral ao movimento externo na maior parte do dia. A divisa cedeu apenas no fim da manhã, impactada pelo avanço do petróleo e em reação aos dados de inflação nos Estados Unidos, com o resultado abaixo do esperado do índice de preços de gastos com consumo (PCE, na sigla em inglês).

Sem um noticiário doméstico forte e com o dólar com pouco fôlego globalmente, no entanto, a moeda avançou sem força sobre o real. “Ficou perto do zero a zero durante todo o dia, com alta quase inexpressiva na máxima intraday (de R$ 3,8738). Estamos sem uma única grande notícia no radar, olhando ao mesmo tempo números da economia dos EUA, preço do petróleo, cessão onerosa, guerra comercial, sem um noticiário específico”, aponta um operador.

Taxas de juros do dólar estão próximas do valor neutro

Lá fora, o dólar ainda responde ao discurso mais suave do que o esperado, na quarta-feira, por parte do presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell. Ele sinalizou que as taxas de juros já estão próximas do valor neutro, indicando que não deve haver mais muitas elevações à frente.

Com isso, o dólar caía frente à maior parte dos emergentes. A recuperação no preço do barril de petróleo também ajuda países exportadores de commodities. Frente ao índice DXY, que reúne uma cesta de moedas fortes, o dólar se mantinha praticamente estável, com alta de 0,06% (às 17h).

Há ainda um movimento de cautela na expectativa de que a reunião do G-20, que começa nesta sexta em Buenos Aires, traga novidades sobre as tensões comerciais entre China e Estados Unidos. “Mesmo que pareça que não vai haver acordo, é diferente quando os dirigentes dos países estão frente a frente. Pode ser que traga alguma notícia”, aponta o operador da Advanced Corretora, Alessandro Faganello.

Por isso, ele acredita que a tendência é que o câmbio siga em alta moderada nesta sexta, ainda no compasso de cautela e, principalmente, impactado pela disputa na formação da taxa Ptax. Além disso, aumenta a sensação de cautela a expectativa pelo anúncio dos nomes do secretariado do Ministério da Economia de Paulo Guedes. “Esses fatores devem garantir uma pressão de alta amanhã (sexta)”, diz.

Imagens: InfoMoney 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Presos bandidos que protagonizaram terceira explosão a carro-forte do ano na BR-040

Crime ocorreu na tarde da última segunda-feira (26/11), próximo a Cristalina, interior de Goiás.
29/11/2018, 20h10

Cinco integrantes do grupo criminoso responsável pela explosão de um carro-forte na BR-040 foram presos. O caso, que já é o terceiro do ano na mesma rodovia, ocorreu na tarde da última segunda-feira (26/11), próximo a Cristalina, interior de Goiás. Os bandidos conseguiram levar cerca de R$ 100 mil.

As prisões foram realizadas por meio de ação integrada entre o Grupo Antirroubo a Bancos (GAB) da Polícia Civil e as Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (Rotam) da Polícia Militar de Goiás. Um dos presos é apontado como líder da quadrilha.

De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSPGO), outros integrantes do grupo criminoso já foram identificados e estão sendo procurados por equipes policiais. Os suspeitos serão apresentados na manhã desta sexta-feira (30/11), na SSP, em Goiânia.

Explosão de carro-forte na BR-040

O crime ocorreu por volta das 15h30 da última segunda-feira, 26 de novembro. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que atuou na ocorrência, quatro funcionários estavam no veículo, mas nenhum ficou ferido.

Os criminosos usaram um carro para bloquear a passagem do carro-forte, na altura do quilômetro 132. Em seguida eles obrigaram os guardas saírem do veículo e logo realizaram a explosão. O carro-forte ficou completamente destruído.

Terceiro caso em 2o18

Este foi o terceiro caso de explosões a carro-forte na BR-040, próximo a cidade de Cristalina, registrado esse ano.

A primeira ocorrência foi registrada em março. Na ocasião, os assaltantes estavam encapuzados e divididos em dois veículos. Quatro funcionários estavam no carro-forte, que seguia no quilômetro 142 da rodovia; um sofreu ferimentos no rosto, ao ser atingido por estilhaços. O carro- forte havia saído de Paracatu, no Triângulo Mineiro, com destino a Cristalina.

O segundo caso ocorreu no dia 27 de junho. Os bandidos roubaram o carro de uma família que passava pela rodovia, explodiram o carro-forte e em seguida incendiaram o veículo usado no assalto. A explosão ocorreu no quilômetro 150 da BR-040. Assim como no primeiro caso, o carro-forte viajava de Paracatu para a cidade do interior de Goiás.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.