Mundo

Ucrânia proíbe a entrada de homens russos de 16 a 60 anos para evitar luta armada

A decisão acontece depois da escalada dos conflitos entre as duas nações no Mar Negro no último domingo, dia 25.
30/11/2018, 14h11

O presidente da Ucrânia, Petro Poroshenko, afirmou nesta sexta-feira, 30, que homens russos de 16 a 60 anos de idade estão proibidos de entrar no país. Segundo ele, as restrições aos russos foram feitas para prevenir “exércitos privados” lutando em solo ucraniano.

Uma porta-voz do ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, afirmou que Moscou não planeja impor restrições semelhantes aos ucranianos que tentam chegar ao país. Ela culpa o governo da Ucrânia por implementar uma política que afeta as pessoas comuns.

A decisão acontece depois da escalada dos conflitos entre as duas nações no Mar Negro no último domingo, dia 25. Funcionários da Guarda Costeira da Rússia capturaram três navios da Marinha ucraniana e detiveram 24 marinheiros do país. De acordo com o Serviço Federal de Segurança (FSB, antiga KGB) da Rússia, os três navios violaram as águas territoriais russas perto da Crimeia, ignoraram os alertas da Guarda Costeira russa para parar e apontaram suas armas contra as lanchas russas.

O governo da Rússia anunciou nesta sexta-feira que três comandantes dos navios ucranianos foram levados para Moscou para serem interrogados. Os outros 21 marinheiros foram transferidos para uma prisão na capital russa. Desses, três feridos estão em um hospital de outra prisão, segundo Kogershyn Sagiyeva, membro de um conselho russo que permite fiscalizar prisões. Todos aparentam estar em bom estado, diz.

No início desta semana, um tribunal da Crimeia decretou que os marinheiros fossem mantidos em prisões por dois meses para investigações.

Em resposta às crescentes tensões do conflito, Kiev promulgou lei marcial, aprovada pelo Parlamento, e com duração de 30 dias em dez regiões fronteiriças e costeiras. A lei torna possível mobilizar os cidadãos, controlar os meios de comunicação e limitar os encontros públicos. Fonte: Associated Press.

Imagens: El Pais 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Bolsonaro confirma que não prorrogará intervenção no Rio

A intervenção no Estado termina no dia 31 de dezembro deste ano.
30/11/2018, 14h20

O presidente eleito da República, Jair Bolsonaro, confirmou que não vai prorrogar a intervenção federal na segurança pública do Rio de Janeiro quando assumir a Presidência. A intervenção no Estado termina no dia 31 de dezembro deste ano.

“Eu assumindo, não prorrogarei. Se quiserem falar em GLO (Decreto de Garantia da Lei e da Ordem), eu dependerei do Parlamento para assinar”, afirmou Bolsonaro.

Ele disse defender a necessidade de uma retaguarda jurídica para os agentes de segurança. “Não posso admitir que um integrante das Forças Armadas, da Polícia Militar, Polícia Federal, entre outros, após cumprimento da missão, respondam a um processo.”

Imagens: Política ao Minuto 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Polícia descobre plano do PCC para assassinar ex-secretário da Segurança de SP

O plano para matar o ex-secretário foi descoberto há cerca de 20 dias quando comunicações entre integrantes da organização foram detectadas pela Polícia Militar.
30/11/2018, 14h33

A cúpula do Primeiro Comando da Capital (PCC) planeja assassinar o ex-secretário da segurança Pública Antonio Ferreira Pinto para ameaçar o governo de São Paulo, com o objetivo de impedir a transferência de líderes da facção criminosa de penitenciárias estaduais para o sistema prisional federal.

O plano para matar o ex-secretário foi descoberto há cerca de 20 dias quando comunicações entre integrantes da organização foram detectadas pela Polícia Militar. Desde então, Ferreira Pinto está sob proteção policial. Procurador de Justiça, ele havia dirigido a secretaria entre 2009 e 2012 – antes foi secretário da Administração Penitenciária de 2006 a 2009.

A Segurança Pública não revelou quantos homens estão fazendo a proteção do secretário. Também não informou se outras autoridades estão sob a mira da facção. A escolha de Ferreira Pinto como alvo é simbólica.

Foi ele quem decidiu pela primeira vez enviar ao sistema prisional federal líderes da facção envolvidos em assassinatos de agentes públicos em São Paulo.

Para lá foram Roberto Soriano, o Tiriça, e Francisco Antônio Cesário da Silva, o Piauí. Em 2016, foi a vez de o Estado mandar para o sistema federal outro líder do grupo: Abel Pacheco de Andrade, o Vida Loka, sob a acusação de ele ter ordenado a rebelião no Centro de Detenção de São José dos Campos.

Na semana passada, parte do segundo escalão do PCC teve a transferência a prisões federais deferida pela Justiça com base em dados da Operação Echelon, em que o Ministério Público Estadual investigou a atuação da chamada Sintonia dos Estados e outros países, setor responsável pelo controle da facção fora de São Paulo. O grupo era acusado de ordenar dezenas de homicídios de bandidos rivais e atentados contra agentes penitenciários federais.

Outro pedido de transferência da cúpula da facção está sendo preparado pelo Ministério público Estadual, que quer mandar o líder máximo do PCC, Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, para o sistema federal. Nas unidades mantidas pela União, de segurança máxima, estão os chefes das demais facções do País – a única exceção é Marcola. A decisão de mandá-lo ao sistema federal enfrenta resistência dentro do governo do Estado. A atual gestão da Segurança Pública acredita poder controlar melhor a facção se a cúpula do PCC continuar no sistema prisional paulista.

Planos

O atentado contra Ferreira Pinto não é o primeiro plano terrorista que estava sendo preparado pela facção e foi descoberto pela polícia este ano. Antes do 1.º turno das eleições, a Polícia Federal havia interceptado comunicações da cúpula do PCC. As gravações mostravam que os bandidos planejavam ações contra autoridades, órgãos públicos e integrantes do sistema penitenciário federal. O motivo era a suspensão de visitas íntimas de membros das organizações criminosas detidos nas penitenciárias federais.

Depois, no início de outubro, nova ameaça foi descoberta: o plano de resgate de parte da cúpula da facção, detida na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, na região oeste de São Paulo. É lá que está presa a cúpula do PCC. Temendo endurecimento no tratamento após a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, os bandidos teriam contratado mercenários para atacar a prisão e retirar Marcola de lá. O grupo usaria um avião para levar o bandido ao exterior, provavelmente a Bolívia.

Para impedir isso a Segurança Pública fechou a pista do aeroporto de Presidente Venceslau e enviou à cidade homens das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) e do Comando de Operações Especiais (COE). Especialistas em salvamento em selvas e em luta antiguerrilha, homens do COE levaram metralhadoras MAG, de calibre 7,62 mm, para proteger o perímetro da prisão, além de blindados da tropa de choque. No começo do mês, a Rota detectou o sobrevoo de um drone na área e o perseguiu. A prisão continua cercada pela tropa de choque. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Imagens: Exame.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Marido ciumento é preso após matar barbeiro a tiros dentro de salão, em Itumbiara

Suspeito acreditava que barbeiro estava se relacionado com sua mulher.
30/11/2018, 14h48

O barbeiro Yure Santiago Mazeto e Silva, de 26 anos, foi morto a tiros enquanto trabalhava na noite da última quinta-feira (29/11) na cidade de Itumbiara, a 205 quilômetros da capital. Segundo as informações divulgadas em outros sites, o barbeiro estava no estabelecimento quando um homem identificado como Leandro Aparecido Pereira Antônio, também de 26 anos, chegou em uma moto, entrou na barbearia, e efetuou seis disparos contra Yure santiago que morreu no local.

O autor do assassinato sequer conseguiu fugir. Uma viatura da Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) que fazia o patrulhamento na região, ouviu os disparos e prendeu Leandro em flagrante pelo crime de homicídio. A polícia também apreendeu o revólver calibre 38 usado no crime.

Leandro confessou o crime e disse que matou por ciúmes

O caso foi encaminhado à Delegacia da Polícia Civil de Itumbiara, e é investigado pelo delegado Rogério Moreira da Silva, que informou à reportagem que Leandro não agiu sozinho e que o comparsa conseguiu fugir. Rogério Moreira afirmou que durante o depoimento Leandro confessou o crime e que matou o barbeiro por ciúmes da esposa.

Segundo o delegado, Leandro já tinha sido preso há cerca de um mês, por porte ilegal de arma de fogo.

Homem torturou e matou amigo por ciúmes, em Goiânia

Um outro caso envolvendo ciúmes que acabou em morte foi registrado em abril deste ano. Um rapaz, identificado como Marcos Vinicius Carvalho, 20 anos, foi torturado e morto a facadas pelo próprio amigo, Damião Melo do Nascimento.

Na época, o autor do crime disse que matou Marcos porque sua namorada, uma adolescente de 15 anos, teria afirmado que estava sendo assediada pela vítima. No dia do crime, Marcos teve pés e mãos amarrados, além ser amordaçado por Damião e outro homem que participou do crime.

Marcos conseguiu aproveitar um momento em que os suspeitos faziam o uso de drogas e bebidas para fugir. No entanto, Damião percebeu a fuga do rapaz, o perseguiu e matou à facadas na rua.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Palmeiras anuncia a contratação do atacante Arthur, destaque do Ceará

A diretoria alviverde desembolsou R$ 5 milhões por 50% dos direitos econômicos do atleta, que se apresenta em janeiro para o início da pré-temporada.
30/11/2018, 14h58

O Palmeiras anunciou nesta sexta-feira a contratação do atacante Arthur Cabral, que assinou acordo para defender a equipe por cinco temporadas. O jogador de 20 anos estava no Ceará e foi um dos destaques do time nesta temporada. A diretoria alviverde desembolsou R$ 5 milhões por 50% dos direitos econômicos do atleta, que se apresenta em janeiro para o início da pré-temporada.

Apesar de a contratação ter sido concluída em maio, o Palmeiras anunciou a vinda do atacante apenas nesta sexta. A diretoria também fechou nos últimos dias a vinda do meia Zé Rafael, do Bahia, e concretizou a compra dos direitos econômicos do lateral-direito Mayke. Arthur fez 83 jogos e marcou 30 gols pelo time nordestino durante sua passagem.

Arthur nasceu em Campina Grande, na Paraíba, e vai reencontrar no elenco do Palmeiras o goleiro Jailson. Quando era criança e morava na cidade natal, o agora atacante tinha como ídolo o goleiro, que atuava como titular pelo Campinense, time do qual Arthur é torcedor. Em abril, o atacante foi treinar na Academia de Futebol e tirou foto com Jailson.

Há duas semanas, o atacante teve uma espécie de despedida do Ceará. Depois da vitória por 1 a 0 sobre o Paraná, pelo Campeonato Brasileiro, no Castelão, o jogador foi até o público para abraçar torcedores e distribuir peças do uniforme, como camisa e o par de chuteiras. Por ser centroavante, Arthur terá como concorrentes por posição no Palmeiras Deyverson e Borja.

Imagens: Globoesporte.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.