Brasil

Em tempos de crise, ideias criativas fazem a literatura circular pelo Brasil

02/12/2018, 10h52

Bernardo Napolitano não conseguia dormir se seus pais não contassem uma história para ele. “Eles contavam, mas queriam descansar e eu ficava chorando, pedindo mais, e acabava conseguindo”, relembra o garoto que hoje, aos 12 anos, mantém o hábito de ler à noite. Agora, sozinho.

Apenas 33% da população brasileira teve, como Bernardo, alguém que o incentivasse a ler. Para 15%, essa pessoa foi a mãe ou responsável do sexo feminino (11%) e o pai ou responsável do sexo masculino (4%). Os dados são da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil (2016), que diz ainda que 44% da população não lê e 30% nunca comprou um livro.

Quando o Colégio Albert Sabin pediu que seus alunos (tem até o Ensino Médio) mergulhassem nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU e criassem projetos relevantes, a ideia de uma biblioteca foi natural para Bernardo, e foi fácil convencer os amigos Leonardo Jun, Pedro Baccalá e Rafael Romano. Houve um prêmio no final, e a Biblioteca Social Colaborativa dos meninos, instalada em uma das 10 geladeiras que iriam para o lixo e que eles ganharam de uma fábrica de sorvete, e que hoje funciona no pátio da Emef Conde Luiz Eduardo Matarazzo, pertinho do Albert Sabin, venceu.

Colaboração

Não foi fácil tirar a ideia do papel e o ‘colaborativa’ do nome dá o tom de todo o processo. Os 500 livros da biblioteca foram doados ou comprados com dinheiro que eles arrecadaram em campanhas junto a parentes e amigos dos pais. Deram sorte quando chegaram à Saraiva e contaram o que seria feito dos livros: ganharam 50% de desconto.

Um ponto que preocupa os garotos é a manutenção do acervo. Não há controle. E se não devolverem os livros? “Talvez não devolvam, mas é para devolver”, diz Bernardo. “Estamos exercitando a consciência de colaborar”, emenda Leonardo. “Se não devolverem, tudo bem também, está valendo. Só não tínhamos planejado isso”, completa Bernardo. Eles imaginam que até os 17 anos deem conta de completar as 10 bibliotecas, mas já sonham com um “projeto infinito”. “Já pensou, outros países?”, diz Rafael. “Mas como levaríamos a geladeira?”, questiona Pedro. “Ainda somos crianças e não temos muita experiência, mas quando formos adultos saberemos o que fazer”, conclui Rafael.

Como prêmio, o grupo participa, em janeiro, no Recife, do projeto Volunteer Vacations. Na reunião que tiveram para organizar a viagem, surgiu a ideia: por que não inaugurar a segunda unidade da Biblioteca Social Colaborativa lá? Até o transporte da geladeira eles já conseguiram viabilizar. Só o desconto que pediram de novo para a Saraiva não foi tão bom.

Carrinhos e ‘bibliociletas’

Pudera, no momento em que Bernardo, Pedro, Leonardo e Rafael conciliam os estudos com seu empreendimento social que pretende garantir que pessoas que não podem comprar livros tenham acesso a eles, as livrarias Cultura e Saraiva enfrentam a pior crise de sua história. A situação é grave e ameaça todo o mercado editorial, mas existe uma rede que tem feito, com muita criatividade, a literatura circular por lugares onde há pouca ou nenhuma livraria ou biblioteca.

Na Bahia, a editora Solisluna precisava escoar sua produção e queria estar mais perto dos leitores. A ideia veio em 2014 e foi colocada em prática no ano seguinte. Hoje, num fim de semana, o Carrinho de Livros vende o que a editora demorava dois, três meses para vender na Cultura, conta Valéria Pergentino, fundadora da Solisluna. A livraria ambulante se parece com um carrinho de sorvete. Tem capacidade para 300 livros, circula por Salvador e cidades e eventos da região. “Ele dobrou nossa capacidade de venda e pode ser uma solução para outras editoras”, conta. Sua ideia é ter uma espécie de franquia de carrinhos temáticos com obras de casas independentes – um para literatura infantil, outro para livros de turismo e por aí vai.

O Carrinho de Livros venceu em 2017 o 2.º Prêmio Retratos da Leitura, do Instituto Pró-Livro. A nova edição revela seus vencedores no dia 10 e um dos projetos finalistas está ajudando a mudar o ânimo dos moradores de Cidade Olímpica, em São Luís do Maranhão – com 120 mil habitantes hoje, ela já foi uma das maiores ocupações da América Latina. É por lá que circulam as bibliocicletas do coletivo Residência 05.

A ideia era fazer uma biblioteca ambulante, que levasse e depois buscasse os livros na casa das pessoas. “Mas não foi o que aconteceu. Cerca de 80% da população não sabia ler. A partir desse momento, começamos a ler para as pessoas”, conta Layo Bulhão, que há três anos abriu sua casa para que as pessoas tivessem “um espaço de troca”.

Tem sido um processo transformador, diz. “Sentimos as pessoas empoderadas e crianças, adultos e idosos que nunca tinham recebido uma leitura já pegam livros emprestados.” A biblioteca do grupo, que fica na casa de Layo, tem mil livros. “A literatura é o caminho para que possamos imaginar um mundo melhor para todos. E um país sem imaginação é um país fácil de ser manipulado”, conclui.

Em São Paulo, a Secretaria Municipal de Cultura resgata o De Mão em Mão e começa a distribuir livros em terminais de ônibus na quarta, 5. “Ler é a porta de entrada para o mundo da cultura. Escolhemos 10 títulos de mais fácil leitura, os clássicos eternos, com no máximo 200 páginas”, conta o secretário André Sturm. “As pessoas fazem viagens longas. O que queremos é que em vez de ficar olhando para cima no ônibus, elas leiam”, completa. A tradução foi comprada de editoras e o projeto gráfico foi feito pela equipe da Secretaria. Serão, ao todo, 100 mil exemplares – 10 mil de cada título, que não precisam ser devolvidos. O investimento foi de R$ 323.800.

Iniciativas como essas, e também como a Geladeiroteca, de Franca, que está para inaugurar sua 11.º biblioteca e poderia servir de exemplo para os meninos do Albert Sabin, podem não resolver o problema da formação de leitores, mas ajudam. “Sabemos que muitos brasileiros nunca receberam um livro para ler ou folhear, mas as representações sobre a leitura e o livro são muito positivas no imaginário do brasileiro. Se o livro chegar às mãos, muitos irão manusear e ler algumas frases e poderão ter a sorte de ler algo que desperte seu interesse. Mas isso não vai acontecer, se o livro não chegar até eles”, diz Zoara Failla, do Instituto Pró-Livro.

Biblioteca Circulante

São Paulo, 1935. Um ofício de Mario de Andrade, então diretor do Departamento de Cultura e Recreação, ao prefeito de São Paulo contava sobre a criação da primeira Biblioteca Circulante da cidade. Eram pequenas bibliotecas em automóveis destinadas a levar o livro solicitado à casa do leitor e “proporcionar aos frequentadores dos parques uma leitura imediata, dando assim ao farniente uma orientação cultural”.

Extinta e recriada algumas vezes, e inspiração para outras bibliotecas volantes – uma importante é o BiblioSesc -, ela volta às ruas de São Paulo dia 7 como Ônibus da Cultura. Segundo o secretário André Sturm, ele vai circular por 12 locais da periferia que não contam com equipamentos culturais. Dentro, é uma biblioteca. Fora, palco para atividades culturais. Depois de 14 dias, o ônibus volta ao local para que as pessoas possam devolver os livros e escolher outros. Previsto para durar um ano e com 2.250 itens, o projeto vai custar R$ 361.939,40.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem invade igreja em Aparecida de Goiânia e esfaqueia quatro pessoas

Ele se sentiu motivado após assistir um vídeo no qual "Deus amaldiçoava negros e carecas".
02/12/2018, 13h55

Um homem de 28 anos invadiu uma igreja no Setor Colina Azul, em Aparecida de Goiânia, e esfaqueou quatro fiéis. O crime ocorreu por volta das 10h30 deste domingo (2/12), e segundo testemunhas, o jovem entrou no local dizendo que todos iriam morrer. As vítimas, que têm 31, 33, 40 e 42 anos, estão em restado regular.

O homem foi preso no local e levado para o 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia. De acordo com PMs que atenderam a ocorrência, o homem disse que cometeu o crime depois de assistir a um vídeo na internet, no qual “Deus amaldiçoava negros e carecas”.

Homem invade igreja em Aparecida de Goiânia

Tudo começou por volta das 10h30, enquanto fiéis estavam em um culto dominical, na Igreja Jesus Cristo dos Últimos Dias, no Setor Colina Azul. Testemunhas relataram que o homem, aparentemente trastornado, entrou no local dizendo que todos iriam morrer e logo atacou quem viu pela frente. Ele, usando duas facas, esfaqueou quatro pessoas, entre elas um homem que tentou conter a ação.

As vítimas têm 31, 33, 40 e 42 anos, e foram socorridas por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Um dos feridos foi levado ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e os outros três para o Hospital de Urgências de Aparecida de Goiânia (Huapa). O quadro de saúde deles é considerado regular.

Preso ainda na igreja

O suspeito, que ainda não teve o nome divulgado, foi preso ainda na igreja, todo sujo se sangue. Ele foi encaminhado ao 1º Distrito Policial da cidade, onde seria registrada a ocorrência.

Durante a prisão, o homem contou aos policiais militares que cometeu o crime depois de assistir a um vídeo na internet, no qual “Deus amaldiçoava negros e carecas”. Ele, por se sentir ofendido por é um pouco careca, resolveu ir até a igreja e “esfaquear todo mundo”. Ainda não se sabe se o suspeito reside perto da igreja.

Imagens: Instagram 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Capotamento mata motorista e deixa sete passageiros feridos, em Goiânia

Acidente ocorreu na madrugada deste domingo (2/12).
02/12/2018, 14h38

Capotamento de um carro de passeio mata motorista e deixa sete passageiros feridos, no Residencial Buena Vista I, em Goiânia. O acidente ocorreu na madrugada deste domingo (2/12), na Avenida Vicente Rodrigues. As vítimas têm de 14 a 32 anos de idade.

De acordo com a Delegacia de Crimes de Trânsito (Dict), Lucas Vitorino, de 19 anos, que dirigia o carro, perdeu o controle da direção, subiu na calçada e capotou sobre um monte de terra. O jovem morreu no local. Ainda não se sabe o que teria provocado o acidente.

Vítimas de capotamento em Goiânia

Além do motorista, outros sete rapazes estavam no veículo, sendo eles: dois menores, de 14 e 17 anos; Michael Douglas Ferreira dos Santos, de 18 anos; Anacleto Franco de Macedo Neto, de 32 anos; Sebastião Carlos Batista da Silva, de 23 anos; André Alves Pereira, de 22 anos; e Cleison Rodrigues Vitorino, também de 18 anos.

Todos sofreram ferimentos e foram encaminhados ao Hospital Estadual de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol). O menor de 17 está na UTI em estado grave e Michael Douglas Ferreira dos Santos, de 18 anos, está na emergência, consciente e em estado considerado regular; os outros cinco passageiros já receberam alta.

A Dict, que apura as causas do acidente, informou que mais informações a respeito do ocorrido só serão repassada na segunda-feira (3/12). Neste domingo não há plantão na delegacia.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Lojas da região 44 atendem em horários especiais em dezembro; confira

Neste mês, com as festas de fim de ano, a expectativa é movimentar cerca de R$ 1,2 bilhões.
02/12/2018, 15h49

Durante todo o mês de dezembro, as lojas da Região da 44, em Goiânia, atenderão em horários especiais. O objetivo dos comerciantes é aproveitar o fluxo de compradores no período, que deve aumentar pelo menos 22%. A fiscalização no comércio também será reforçada, principalmente sobre a ação de vendedores ambulantes irregulares.

Segundo o presidente da Associação Empresarial da Região da 44 (AER44), Jairo Gomes, até o dia 24 de dezembro, véspera de Natal, o movimento na região, que normalmente já movimenta em torno de R$ 600 milhões por mês, deve ser intenso. Cerca de 150 mil pessoas trabalham no local, e a expectativa é que 70 mil vagas temporárias sejam abertas.

Horários especiais na Região 44

Em todos os domingos do mês, a partir de hoje (2/12), as lojas estarão abertas das 7h às 13h. Aos sábados, o comércio atende até às 19h. Outra novidade é que em dezembro os estabelecimentos funcionarão também às segundas-feiras.

Veja a relação de horários e programe-se!

  • Segunda-feira a sábado – das 7h às 19h
  • Domingo – das 7h às 13h

De acordo com pesquisa da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Goiânia sobre intenção de compras para o Natal, as roupas estão entre os itens de maior preferência dos consumidores, o que aumenta a estimativa da AER44, que é movimentar R$ 1,2 bilhões neste mês.

Segurança na Região 44

Segundo a Prefeitura de Goiânia, em dezembro e janeiro, a Guarda Civil Metropolitana reforçará a segurança nos setores Central e Campinas, com a intenção de “fiscalizar as atividades urbanas, principalmente o comércio de ambulantes irregulares e passeios públicos, além de orientar a população que visita a região sobre os cuidados para evitar furtos e roubos, que nesta época aumentam.”

“Com a chegada do Natal e Ano Novo, a população vai às compras com um montante muito expressivo, geralmente, com o dinheiro do 13º salário e, pensando na segurança delas, a GCM planejou a estratégia de trabalho para estes meses”, reforça o comandante do Programa Goiânia+Segura, Luiz Paulo.

Imagens: iConnect 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Esportes

Goiás anuncia Maurício Barbieri como novo treinador

Contrato com o técnico segue até dezembro de 2019.
02/12/2018, 17h14

Neste domingo (2/12), o Goiás Esporte Clube anunciou, por meio das redes sociais e no site oficial, Maurício Barbieri como novo treinador; contrato com o técnico segue até dezembro de 2019. Anúncio é feito seis dias após a saída de Ney Franco, que participou de um dos momentos mais aguardados pelos esmeraldinos, o acesso à Série A, depois de três anos na segunda divisão.

Veja abaixo o comunicado:

Sem trabalhar desde a saída do Flamengo, no segundo semestre deste ano, o treinador terá a missão de comandar o Goiás na volta à Série A

Após a saída de Ney Franco, a diretoria do Goiás agiu rápido e acertou a contratação de Maurício Barbieri. O perfil de um treinador novo, estudioso, extremamente tático e bom de grupo, fez com que o nome de Barbieri aparecesse como uma aposta perfeita para os desafios de 2019. Barbieri já fez estágio em Portugal com José Mourinho e treinou clubes do interior de São Paulo e o Flamengo.

O treinador chega para ajudar o Goiás no ano de retorno à elite do Futebol Brasileiro e de disputa pelo Pentacampeonato Goiano .

Vale lembrar que o último trabalho do novo técnico foi no Flamengo. Maurício Barbieri assumiu primeiro como interino, em abril, depois da demissão de Paulo César Carpegiani. Comandou o time em 39 jogos, sendo 19 vitórias, 12 empates e oito derrotas. A saída de Barbieri aconteceu após a eliminação na semifinal da Copa do Brasil para o Corinthians.

A primeira missão de Maurício Barbieri será no dia 20 de janeiro, quando o Goiás medirá forças com o Goiânia, no Estádio Olímpico, na abertura do Estadual.

Aos 37 anos, Barbieri, chega para dirigir seu sexto time na carreira. O contrato vai até o final do Campeonato Brasileiro 2019, e o novo treinador deverá ser apresentado oficialmente esta semana.

Histórico de Maurício Barbieri

O trabalho mais recente de Maurício Barbieri, de 37 anos, foi no Flamengo, após a demissão de Paulo César Carpegiani. Com o time Rubro-Negro, ele acumulou 39 jogos, sendo 19 vitórias, 12 empates e oito derrotas. A equipe chegou a liderar o Brasileirão, mas depois de apresentar queda de rendimento e a eliminação na Copa do Brasil para o Corinthians, Barbieri foi demitido.

O treinador atuou também nos seguintes clubes:

  • Audax Rio: de 20 de setembro de 2011 a 12 de setembro de 2013
  • Red Bull Brasil: de 12 de novembro de 2013 a 31 de dezembro de 2016
  • Guarani: de 20 de fevereiro de 2017 a 23 de março de 2017
  • Desportivo Brasil: de 22 de junho de 2017 a 9 janeiro de 2018
Via: Goiás EC 
Imagens: Página1 News 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.