Esportes

Goiás anuncia Maurício Barbieri como novo treinador

Contrato com o técnico segue até dezembro de 2019.
02/12/2018, 17h14

Neste domingo (2/12), o Goiás Esporte Clube anunciou, por meio das redes sociais e no site oficial, Maurício Barbieri como novo treinador; contrato com o técnico segue até dezembro de 2019. Anúncio é feito seis dias após a saída de Ney Franco, que participou de um dos momentos mais aguardados pelos esmeraldinos, o acesso à Série A, depois de três anos na segunda divisão.

Veja abaixo o comunicado:

Sem trabalhar desde a saída do Flamengo, no segundo semestre deste ano, o treinador terá a missão de comandar o Goiás na volta à Série A

Após a saída de Ney Franco, a diretoria do Goiás agiu rápido e acertou a contratação de Maurício Barbieri. O perfil de um treinador novo, estudioso, extremamente tático e bom de grupo, fez com que o nome de Barbieri aparecesse como uma aposta perfeita para os desafios de 2019. Barbieri já fez estágio em Portugal com José Mourinho e treinou clubes do interior de São Paulo e o Flamengo.

O treinador chega para ajudar o Goiás no ano de retorno à elite do Futebol Brasileiro e de disputa pelo Pentacampeonato Goiano .

Vale lembrar que o último trabalho do novo técnico foi no Flamengo. Maurício Barbieri assumiu primeiro como interino, em abril, depois da demissão de Paulo César Carpegiani. Comandou o time em 39 jogos, sendo 19 vitórias, 12 empates e oito derrotas. A saída de Barbieri aconteceu após a eliminação na semifinal da Copa do Brasil para o Corinthians.

A primeira missão de Maurício Barbieri será no dia 20 de janeiro, quando o Goiás medirá forças com o Goiânia, no Estádio Olímpico, na abertura do Estadual.

Aos 37 anos, Barbieri, chega para dirigir seu sexto time na carreira. O contrato vai até o final do Campeonato Brasileiro 2019, e o novo treinador deverá ser apresentado oficialmente esta semana.

Histórico de Maurício Barbieri

O trabalho mais recente de Maurício Barbieri, de 37 anos, foi no Flamengo, após a demissão de Paulo César Carpegiani. Com o time Rubro-Negro, ele acumulou 39 jogos, sendo 19 vitórias, 12 empates e oito derrotas. A equipe chegou a liderar o Brasileirão, mas depois de apresentar queda de rendimento e a eliminação na Copa do Brasil para o Corinthians, Barbieri foi demitido.

O treinador atuou também nos seguintes clubes:

  • Audax Rio: de 20 de setembro de 2011 a 12 de setembro de 2013
  • Red Bull Brasil: de 12 de novembro de 2013 a 31 de dezembro de 2016
  • Guarani: de 20 de fevereiro de 2017 a 23 de março de 2017
  • Desportivo Brasil: de 22 de junho de 2017 a 9 janeiro de 2018
Via: Goiás EC 
Imagens: Página1 News 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Brasil não será mais um País socialista, diz Eduardo Bolsonaro

"Vamos buscar não reconhecer a última eleição na Venezuela", acrescentou o deputado.
02/12/2018, 17h54

O Brasil não vai ser um País socialista e não deve aceitar o resultado das eleições venezuelanas, afirmou o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro.

“Não vamos mais ser um país socialista e estamos contentes em ficar mais próximos dos EUA“, disse o deputado, que concedeu entrevista neste final de semana à rede de TV norte-americana Fox News. “Vamos buscar não reconhecer a última eleição na Venezuela”, acrescentou, citando supostos problemas de comparecimento às urnas.

Eduardo fez uma viagem aos EUA na semana passada, onde participou, entre outros eventos, da festa de aniversário de Steve Bannon, ex-estrategista de campanha de Donald Trump. Na entrevista à Fox News, o parlamentar reiterou ainda o desejo de seu pai de transferir, assim como pretende o presidente dos EUA, a embaixada brasileira em Israel de Tel Aviv para Jerusalém.

Imagens: Blog do Ulhoa 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Bombeiros procuram por corpo de jovem que caiu durante pescaria no Rio das Almas, em Goiás

Jovem teria jogado uma tarrafa e caiu logo depois e desapareceu no rio.
03/12/2018, 08h05

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) retomou na manhã desta segunda-feira (3/12) as buscas pelo corpo de um jovem, de 18 anos, que caiu no Rio das Almas, na BR-080 na cidade de Barro Alto, no último sábado (1/12) durante uma pescaria.

Segundo a corporação, as equipes foram chamadas no sábado à tarde para iniciar a procura pelo jovem. Testemunhas contaram aos bombeiros, que o jovem estava pescando na região e depois de jogar uma tarrafa, ele caiu e sumiu no rio.

Os bombeiros começaram as buscas ainda no sábado, mas as fortes chuvas e a correnteza atrapalharam as buscas. Conforme a corporação, as equipes continuaram a procura pelo corpo do jovem durante todo domingo (2/12), mas sem sucesso.

As buscas foram retomadas nesta segunda-feira, e vai contar com a equipe de mergulhadores da cidade de Anápolis.

Outras informações sobre o caso a qualquer momento.

Em maio deste ano um corpo foi encontrado no Rio das Almas na altura de Pirenópolis

No dia (20/5) um domingo, o Corpo de Bombeiros encontrou um corpo do Rio das Almas, na cidade de Pirenópolis. Conforme corporação, a vítima, do sexo masculino, não foi identificada e poderá ter morrido afogada.

A nascente do Rio se encontra no Parque Estadual da Serra dos Pireneus, em Pirenópolis e segue o curso na bacia do Tocantins, cortando Pirenópolis, Jaraguá, Ceres, Rialma e Nova Glória. O mesmo rio foi abundantemente explorado por exploradores de ouro.

Um outro caso de afogamento foi registrado em Goiânia

Na última quinta-feira (29/11) os bombeiros encontraram o corpo de Cleuton Pereira, de 41 anos, que morreu afogado depois de mergulhar em um lago, no Jardim Liberdade, em Goiânia. A última vez que o homem foi visto, foi na quarta-feira (28/11), depois de beber com os amigos e mergulhar no lago.

Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Polícia prende suspeitos de matar e abandonar mulher dentro de caixa, em Goiânia

Marcos Mendes de Matos Valente confessou o crime e que teria amarrado a vítima com fios de microfone.
03/12/2018, 08h40

A Polícia Civil prendeu no início da manhã desta segunda-feira (3/12) Marcos Mendes de Matos Valente, de 25 anos, suspeito de espancar até a morte Gessika Sousa dos Santos, 27 anos, e abandonar o corpo dela no meio de uma praça,  próximo à rodoviária de Goiânia.

Além de Marcos Mendes,  a Polícia prendeu Arthur Gonçalves Nogueira, de 28 anos, suspeito na participação do crime.

A dupla foi surpreendida enquanto dormia na casa em que mataram a vítima, no setor Leste Universitário, em Goiânia.

O corpo de Géssika foi encontrado por volta das 5h30 da manhã do dia 30 de outubro deste ano. A vítima estava dentro de uma caixa de papelão enrolada em um lençol e amarrada com fios pretos na Praça do Trabalhador, no Setor Norte Ferroviário.

Polícia prende suspeitos de matar e abandonar mulher dentro de caixa, em Goiânia
Foto: Reprodução/Facebook

O suspeito abandonou o corpo da vítima ao lado da moto dela, uma FZ25 Fazer azul, ano 2007. Pessoas que passavam no local abriram a caixa, filmaram e compartilharam os vídeos nas redes sociais.

Em um vídeo obtido com exclusividade, Marcos conta que matou a vítima e a amarrou com fios de um microfone que ele usava para cantar. “Tentei prensar [o corpo] para ficar menor. Pensei em chamar Uber, fiquei desesperado. Coloquei na caixa, [mas] a caixa abriu e peguei e amarrei ela na manta”, narra  ele.

Segundo investigação, dois homens mataram mulher em Goiânia

Marcos sustenta que ele agiu sozinho. Para a Polícia Civil, ele contou que amarrou a caixa na moto da vítima e a deixou na Praça

A equipe da delegada Magda D’ávila prendeu, ainda, um segundo homem, amigo do suspeito. Arthur Gonçalves Nogueira, de 28 anos, teria ajudado no transporte do corpo da vítima para a Praça.

A delegada preferiu não adiantar o motivo do crime. “Vou divulgar quando ouvir os suspeitos”, disse, enquanto buscava mais provas na residência dos suspeitos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Bolsonaro pede a adversários que abandonem o “ódio sem necessidade”

Ele postou mensagem no Twitter.
03/12/2018, 09h05

O presidente eleito, Jair Bolsonaro, passará dois dias e meio em Brasília esta semana. Às vésperas da viagem, ele enviou uma mensagem aos adversários para destacar que o momento é de paz. Ele apelou para que “relaxem” e abandonem o “ódio sem necessidade”.

“Estou vendo muitos derrotados politicamente pregando ódio sem necessidade, relaxem, cultivem o que dizem pregar que a alma fica em paz. Um conselho de quem quer ver todos bem”, afirmou Bolsonaro, na sua conta no Twitter, por volta das 23h de ontem (2).

A expectativa esta semana para a definição dos nomes dos titulares para os ministérios do Meio Ambiente e o de Cidadania (direitos humanos, mulheres e minorias). Bolsonaro chega à capital amanhã (4) para reuniões com as bancadas do MDB, PRB, PR e PSDB.

A primeira reunião nesta terça-feira será com a deputada federal Tereza Cristina (DEM-MS), confirmada para o Ministério da Agricultura. Bolsonaro já disse que o titular do Meio Ambiente terá de ter uma boa relação com a Agricultura. Inicialmente, pensou em unificar as duas pastas, mas depois, resolveu manter a separação.

Amanhã, acompanhado do ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, que assumirá a Casa Civil, Bolsonaro se reunirá com as bancadas do MDB e PRB. As duas bancadas estão entre as maiores na próxima legislatura, com mais de 30 parlamentares cada.

Na quarta-feira (5), Bolsonaro e Onyx se reunirão com as bancadas do PR e PSDB. Também há encontros com embaixadores e audiência no Quartel General do Exército.

Ontem (2), o presidente eleito indicou que pretende decidir o nome que ocupará o Ministério do Meio Ambiente ainda esta semana. “A gente espera que se resolva a questão do Ministério do Meio Ambiente. E, daí, fechou a questão”, disse. Segundo Bolsonaro, estava avaliando  “meia dúzia” de nomes.

Para o novo ministério a ser criado (Cidadania) que deverá reunir direitos humanos, mulheres e família, o nome cotado é o da advogada Damares Alves, assessora do senador Magno Malta (PR-ES). Porém, no fim de semana, Bolsonaro disse que ainda estava analisando nomes.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.