Goiás

Operação da PF combate fraudes bancárias eletrônicas

Foram cumpridos 12 mandados de busca e apreensão.
04/12/2018, 11h04

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (4) operação para desarticular uma associação criminosa especializada na prática de fraudes bancárias eletrônicas via internet banking. Estão sendo cumpridos, ao todo, 12 mandados de busca e apreensão, além de quatro prisões preventivas nos estados do Pará, Tocantins, de Goiás e no Distrito Federal.

De acordo com a corporação, o grupo atuava desde 2012 na prática de diversos furtos qualificados mediante fraude. O montante dos prejuízos causados, rastreados e catalogados, até o momento, já ultrapassa R$ 800 mil. A Justiça Federal decretou a indisponibilidade de bens e valores dos investigados, além do sequestro de automóveis de luxo.

“Usando-se da rede mundial de computadores, os suspeitos subtraíam valores de centenas de contas bancárias da Caixa Econômica Federal, do Bradesco, Itaú, dentre outras instituições financeiras”, informou a PF, por meio de nota. O grupo se fazia passar por instituições financeiras, criando páginas idênticas às dos bancos para obter informações pessoais e senhas bancárias das vítimas por meio de programas de captura de dados.

“De posse das informações bancárias, furtavam o dinheiro desses clientes, via internet”, completou a corporação, destacando que, durante o cumprimento das medidas judiciais, os policiais terão acesso às máquinas usadas pelos criminosos e poderão rastrear novas operações, detectando prejuízos que podem chegar a R$ 8 milhões.

O nome da operação, BR 153, foi escolhido por ser essa a principal via que liga os estados envolvidos na ação policial.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Mãe de Sabrina Sato prepara festa para receber neta Zoe

Sabrina Sato deu à luz a sua primeira filha, Zoe, na última nesta quinta-feira.
04/12/2018, 11h20

Quatro dias após o nascimento de Zoe, Sabrina Sato recebeu alta do hospital nesta segunda-feira, 3. Com a filha em seus braços e o marido, o ator Duda Nagle, ao lado, a apresentadora da Record TV compartilhou o momento com os seguidores no Instagram.

“A partir de agora, só nós três. Será que vamos dar conta?”, escreveu Sabrina na legenda da foto. Duda Nagle pretende ter mais filhos: “Só acabar a quarentena”, brincou, na saída da maternidade Pro Matre São Paulo.

Kika Sato, mãe da apresentadora, preparou uma verdadeira festa para a chegada da neta em casa. Com direito a um banquete e doces diversos, ela não resistiu e publicou a decoração nas redes sociais. “Surpresa para recepcionar a Zoe”, afirmou Kika.

A mãe da apresentadora também fez questão de registrar o momento em que os tios e os primos conheceram Zoe. “Felipinho e Manu conhecendo a priminha Zoe!”, comemorou, na legenda da foto.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

CNE vota hoje a Base Nacional Comum do Ensino Médio

No ano passado foi aprovada a BNCC para o ensino infantil e fundamental.
04/12/2018, 11h32

O Conselho Nacional de Educação (CNE) vota hoje (4/12) a Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio. O documento vai definir o conteúdo mínimo a ser ensinado em todas as escolas do país nas escolas públicas e privadas.

A BNCC deverá ter como norte o novo ensino médio, que, entre outras medidas, determina que os estudantes tenham, nessa etapa de ensino, uma parte do currículo comum e outra direcionada a um itinerário formativo, escolhida pelo próprio estudante, cuja ênfase poderá ser em linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas ou ensino técnico.

A versão da BNCC apresentada pelo MEC e em discussão contém a parte comum para todos os estudantes do ensino médio. A pasta discute ainda o mínimo a ser aprendido em cada itinerário formativo, que pode ser escolhido pelos estudantes.

No ano passado foi aprovada a BNCC para o ensino infantil e fundamental. Esse documento já está em discussão em estados e municípios, que deverão definir a aplicação.

A discussão da construção da BNCC foi conturbada. Começou a ser discutida no governo de Dilma Rousseff, e com o impeachment, o documento foi modificado pelo governo de Michel Temer, o que gerou uma série de protestos.

Imagens: UOL 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Antigos donos do Parque Vaca Brava, em Goiânia, vão receber indenização milionária

Os antigos donos do terreno que deu origem ao Parque Vaca Brava, no Setor Bueno, vão receber do Município de Goiânia a quantia de R$ 112 milhões de reais.

Por Ton Paulo
04/12/2018, 11h44

O Parque Vaca Brava em Goiânia, famoso pela sua estrutura arborizada e sua grande área verde, além do lago, o que proporciona uma ótima opção de lazer ao goianiense, já teve um dono, e ele acaba de ficar milionário.

Os antigos donos do terreno que deu origem ao Parque Vaca Brava, no Setor Bueno, em Goiânia, vão receber do Município de Goiânia a quantia de R$ 112 milhões de reais pela desapropriação do local, ocorrida em 1993. Desde a época, o Município, após se apossar da área para a construção do Parque, não havia efetivado o depósito da indenização a que os antigos donos tinham direito.

A decisão de execução é da 1ª Câmara Cível, através do desembargador Luiz Eduardo de Sousa. A área tem 77.960m² e foi comprada pelos antigos donos em 1976, por meio de escritura pública de compra e venda. Três anos após a desapropriação do terreno, onde hoje é o Parque Vaca Brava, eles propuseram ação ordinária em face do Município, para receber indenização. A prefeitura, contudo, contestou, dizendo que o bem não poderia ser vendido ou alienado, o que deu início a um desentendimento que viria a se estender por anos.

A história – e as polêmicas – da criação do Parque Vaca Brava

O Parque Municipal Sulivan Silvestre, mais conhecido como Parque Vaca Brava, foi criado em 1951, pelo Decreto que aprovou o loteamento do Setor Bueno.

No projeto original o setor contava com 12% da sua área destinada a espaços livres, praças e parques. A partir de 1970, este índice foi reduzido cerca de 4%. De acordo com o Plano de Manejo do Parque, elaborado pela Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA) em 2006, o Vaca Brava sofreu grandes perdas devido a um processo administrativo que tramitou na Prefeitura, durante décadas e que facilitou as invasões nos espaços públicos, em especial, nas áreas verdes.

Em 1974 a área do Parque foi loteada de forma legal, mas indevida. Este loteamento foi aprovado pelo antigo Instituto de Planejamento Municipal (IPLAN), hoje Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável, resultando na quadra B, dividida em 12 lotes de chácaras.

Antigos donos do Parque Vaca Brava, em Goiânia, vão receber indenização milionária
Região do Vaca Brava, data desconhecida (Foto: Curta Mais)

Em 1981, foi elaborada uma proposta específica para a área pela equipe de Cadastro e Política de Áreas Verdes do IPLAN. Hoje o Parque Vaca Brava é legalmente uma Área Pública Municipal (APM), destinada a parque urbano.

Em 1985, o prefeito de Goiânia, ignorando o pedido do Secretário de Governo e contrariando a Procuradoria Geral, mandou o IPLAN atender ao pedido de Waldir Rodrigues do Prado, que solicitou construir na nascente do córrego Vaca Brava um condomínio particular.

Em 8 de novembro de 1985, através de decreto, foi autorizada a construção de 12 edifícios na área destinada ao Parque Vaca Brava.

A Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMMA), hoje AMMA, após abertura de processo judicial, obteve sentença de um juiz para recuperar as nascentes do Córrego Vaca Brava, e em 1992 foi criada a Área de Proteção Ambiental do Córrego Vaca Brava.

Hoje o Parque Vaca Brava é legalmente uma APM. Através de perícia criminalística, ficou provado que o Parque Vaca Brava foi loteado, através de uma fraude no mapa do Setor Bueno pela inscrição da palavra “particular” na área do Parque.

Via: TJ-GO Curta Mais 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

'Te amo pra sempre', diz mensagem de Larissa Manoela dedicada a cão que morreu

A atriz tem um perfil no Instagram dedicado aos seus cachorros.
04/12/2018, 11h51

Larissa Manoela deu uma notícia triste ao seus seguidores nesta segunda-feira, (03/12). Um dos cachorros dela, Benjamin, morreu. A atriz publicou um relato emocionante. “A gente nunca tá preparado pra partida de um amigo, ainda mais desses seres especiais que tomam conta do nosso coração! Ele foi um grande menino, esperto e destemido, brincalhão e desengonçado, feliz e contagiante, que saudade que você vai deixar, Benjamim”, escreveu na legenda de uma foto na qual aparece acariciando o cão.

“Vou sempre me lembrar de seus pulos que te faziam ficar do meu tamanho, suas babadas de amor e do seu jeitão todo moleque! Você foi um grande companheiro meu meninão. Te escrevo com todo meu coração onde quer que você esteja agora. Te amo pra sempre, minha grande estrela”, completou.

A atriz tem um perfil no Instagram dedicado aos seus cachorros. “Guilhermina, Valdemar, JJ, Borrachinha, Vitória Regina, Megan, Harry, Benjamim nossa grande estrela e Juquinha nossa também estrelinha”, descreve na biografia da conta.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.