Entretenimento

O que fazer em Goiânia: 22 lugares para sair da rotina

Se você pretende sair um pouco da rotina e está procurando o que fazer em Goiânia, confira nossa listinha! Há uma opção para cada gosto!
05/12/2018, 16h13

Há quem diga que a capital goiana é um ovo de tão pequena, sem muitas opções de lazer. Bem, é claro que para determinar isso depende do ponto de vista, pois muitos fatores devem ser levados em consideração, principalmente os gostos pessoais de cada um. Mas de forma geral, podemos provar que o que não faltam são boas opções para quem procura o que fazer em Goiânia!

Nossa cidade está transbordando de lugares bem interessantes, com diferentes propostas que agradam a todo tipo de gosto. Pensando nisso, fizemos uma listinha com alguns desses locais que podem ganhar seu coração bem rapidinho! Há opções para quem prefere sair durante o dia e também para as pessoas que preferem curtir a noite. Parques, museus, bares e afins são as principais atrações de Goiânia. Ficou curioso? Então dá uma olhadinha!

Saiba o que fazer em Goiânia:

Parques

Se você procura o que fazer em Goiânia, nada melhor que começar nossa listinha por alguns de nossos tão queridos parques. Lugares assim estão entre os principais atrativos da cidade e são ponto de encontro entre família e amigos principalmente durante os fins de semana.

1 – Parque Flamboyant

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução/ Curta Mais

O parque é um dos mais populares de Goiânia e também um dos mais jovens. Inaugurado no ano de 2007, possui cerca de 125 mil m² de extensão, proporcionando maravilhosos momentos para quem resolve passar um dia por ali.

Entre suas principais atrações é possível encontrar dois belos lagos, playground infantil, estaações de ginástica, ciclovias e pista para cooper. Vale lembrar que também é possível encontrar quiosques que vendem deliciosos lanchinhos, mas você também pode aproveitar para fazer um bom piquenique entre amigos.

Endereço: R. 15, 103-157 – Jardim Goiás, Goiânia – GO, 74810-080

2 – Parque Vaca Brava

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Localizado no Setor Bueno, uma das regiões mais nobres da cidade, o Vaca Brava é sempre uma boa opção para quem busca o que fazer em Goiânia. Considerado como um dos mais antigos da capital, o parque possui um visual simplesmente encantador, com diversos espaços verdes que proporcionam verdadeiras conexões com a natureza.

É ideal para quem pretende passar um tempo com a família ou amigos, para quem pretende fazer boas caminhadas, passear de bicicleta, passear com os pets, ou simplesmente descansar da rotina pesada.

Endereço: Av. T-10, s/n – St. Bueno, Goiânia – GO, 74215-060

3 – Parque Lago das Rosas

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Procurando o que fazer em Goiânia? Bom, então você pode se interessar em conhecer o parque mais antigo da capital, construído ainda na década de 40. E é também um dos maiores e com amplo espaço verde, possibilitando bons momentos para quem adora o contato com a natureza.

É possível encontrar lagos, playground, pista para cooper e ciclismo, estação de ginástica e muito mais, no entanto, um de seus maiores atrativos são os pedalinhos, que fazem a alegria não apenas das crianças mas também de muitos adultos. Ah, e é por ali que se encontra também o zoológico da cidade! Vale a pena fazer uma visita!

Endereço: Alameda das Rosas, 957 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74110-060

4 – Bosque dos Buritis

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução/ Weslley Cruz

E é claro que não poderíamos deixar de falar sobre o tão querido Bosque dos Buritis. Embora muitos reclamem que o parque anda meio abandonado, ainda pode ser um bom ponto de encontro e lazer para a população da cidade nos períodos vespertinos.

É um dos mais arborizados de Goiânia e conta com lindos lagos. Uma curiosidade sobre ele, é que possui o maior jato de água da América do Sul. Interessante, não acha? Ótima opção para relaxar e fazer um piquenique com os amigos.

Endereço: Av. Assis Chateaubriand – St. Oeste, Goiânia – GO, 74015-090

5 – Jardim Botânico

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Mas vamos lá, se você pretende reabastecer as energias, então o melhor deve ser ir até o Jardim Botânico. Infelizmente, também há reclamações de que sofre com estado de abandono, mas não deixa de ser uma boa opção para aqueles que buscam por conexões com a natureza.

É ali que se encontra um das maiores reservas ambientais da cidade, abrigando diversas espécies de fauna e flora. Conta com muitas áreas verdes e sombras, sem contar que ainda é a casa de um lindo borboletário. Vale a pena passar um a tardezinha por ali.

Endereço: Av. Botafogo, 2981-3105 – St. Pedro Ludovico, Goiânia – GO, 74805-100

6 – Praça Cívica

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Certo, a Praça Cívica não se encaixa exatamente na categoria “parques”, mas também é um excelente lugar em Goiânia para quem busca momentos de lazer e relaxamento, sendo ainda uma boa opção para quem pretende aprender um pouquinho mais sobre nossa história. Isso porque é possível encontrar pela praça diversos elementos que remontam ao período de construção da cidade, feitos a partir do estilo de art déco.

É também ali que se encontra o Monumento às Três Raças, um dos principais marcos de nossa arte, representando a união entre três etnias para a construção do estado. O Coreto também fica bem pertinho dali, que é um ponto importante de nossa história, sendo marcado por diversos movimentos que aconteceram ao longo do tempo.

Endereço: Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira – St. Central, Goiânia – GO, 74003-010

Museus

Tradição, memória, geografia, cultura, dentre tantas outras características, são elementos essenciais para a formação da história de um povo. Se você está procurando o que fazer em Goiânia e tem interesse de conhecer um pouquinho mais sobre como se deu o processo de formação do estado e da cidade, os museus são um ótimo destino!

7 – Museu de Arte Goiana (MAG)

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

O MAG se encontra no Bosque dos Buritis e já completou 49 anos de existência, se consagrando como um dos mais antigos da cidade. Inicialmente ele funcionava na Praça Universitária, no entanto, acabou sendo transferido para o prédio em que se encontra atualmente.

Apenas para que você tenha ideia, seu acervo é composto por cerca de 700 obras de arte divididas em diferentes categorias, entre elas: pinturas, gravuras, esculturas, arte popular e objetos. Vale a pena fazer uma visita ao local!

Funcionamento: terça a sexta das 9h00 às 12h00 , 13h00 às 17h00 / sábado, domingo e feriados das 10h00 às 16h00

Telefones para agendamento: (62) 3524 – 1196 e 3524 – 1189

Endereço: Rua 1, 605 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74115-040

8 – Museu Goiano Professor Zoroastro Artiaga

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Fundado em 1946, também é um dos mais antigos da cidade. Seu acervo é formado por utensílios, peças antigas, documentos históricos, objetos que se relacionam com os índios do Brasil Central e o destaque vai também para sua estrutura arquitetônica, já que foi construída toda em art déco, que assim como mencionamos anteriormente, foi o estilo predominante das primeiras construções da cidade.

Funcionamento: terça a sexta das 9h00 às 17h00 / sábado e domingo das 9h00 às 15h00

Telefones para agendamento: (62) 3201-4675

Endereço: Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, 13 – St. Central, Goiânia – GO, 74083-010

9 – Museu Pedro Ludovico

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Enquanto isso, o Museu Pedro Ludovico nasceu como uma forma de quebrar barreiras na arquitetura da cidade, representando o início da era moderna, simbolizando a ruptura com o passado colonial que ainda estava bem presente em Goiânia. Sua estrutura também foi feita em art déco e a construção foi entregue em 1937.

O museu oferece para seus visitantes um acervo bastante diverso e diferente, remetendo a arquivos e pertences daquele que foi um dos grandes responsáveis pela fundação da nova capital: Pedro Ludovico Teixeira.

Funcionamento: segunda a sexta das 9h00 às 17h00 / sábado e domingo das 9h00 às 15h00

Telefones para agendamento: (62) 3201-4678

Endereço: R. 25, 66 – St. Sul, Goiânia – GO, 74015-100

10 – Memorial do Cerrado

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Se você procura o que fazer em Goiânia, não pode deixar de conhecer o Parque Memorial do Cerrado, que com certeza é um dos mais belos e mais ricos museus da cidade. Possui diversas exposições sobre o cerrado e suas ocupações, com cenários naturais que apresentam animais, plantas e habitações primitivas, proporcionando para os visitantes uma experiência única, onde podem entender melhor como se deu o processo de formação do Centro-Oeste.

Funcionamento: terça a sábado das 8h00 às 12h00 , 13h00 às 17h00

Telefones para agendamento: (62) 3946-1723

Endereço: Avenida Engler, s/n – Jardim Mariliza, Goiânia – GO, 74885-460

Bares e restaurantes

Se você é um ser noturno e prefere aproveitar tudo que os centros urbanos tem a oferecer durante as noites e madrugadas, Goiânia também está recheada de boas opções. Barzinhos e restaurantes da capital representam excelentes opções para quem pretende sair com amigos e se deliciar com os melhores petiscos, bebidas e comidas.

11 – Caseratto Bar e Restaurante

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Com um ambiente moderno e bastante acolhedor, é ideal para um almoço ou jantar com os amigos. No entanto, o ponto forte do lugar está em seus happy hours, onde é possível encontrar drinques e cervejas para todos os gostos, por precinhos bem camaradas. Vale a pena conferir!

Funcionamento: terça e quarta, das 17h à 1h / quinta, das 17h às 2h / sábado, das 12h às 2h / domingo, das 11h às 00h

Telefone: (62) 3991-0291

Endereço: Rua 1132, 755 – St. Marista, Goiânia – GO

12 – Cantinho Frio

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Cantinho Frio é uma das melhores opções da cidade para quem pretende comer e beber bem. O ambiente é bastante agradável, ideal para reunir os amigos. É possível pedir deliciosos pratos tradicionais da culinária goiana, sem contar que ainda oferece saborosos caldos em seu cardápio.

E claro, para quem é fã de uma cervejinha gelada, o lugar ainda oferece opções para todos os gostos. Com certeza você vai adorar! E o melhor: há uma unidade com atendimento 24 horas.

Funcionamento: todos os dias, das 11h à 1h

Telefone: (62) 3202-4831

Endereço: R. 228, 53 – Setor Leste Universitário, Goiânia – GO

13 – Identidade Bar

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Se você pretende conhecer um barzinho alternativo em Goiânia, o Identidade é sem dúvida uma boa opção! Uma de suas principais propostas é acolher e valorizar a identidade social de cada um, abrindo as portas para a diversidade e as expressões culturais. Sempre há muita MPB no local, seja em música ambiente ou nos showzinhos ao vivo que acontecem durante os fins de semana.

O cliente pode pedir deliciosos petiscos e panelinhas, acompanhados de bons drinques e cervejas. Terça e quarta sempre rola promoção e dá para pedir Triplo Chopp por R$ 10.

Funcionamento: terça a quinta, das 17h à 1h / sexta e sábado, das 17h à 1h30 / eventualmente aos domingos, das 17h às 23h

Telefone: (62) 3988-2750

Endereço: R. R-14, qd. 54 lote 11 – Vila Itatiaia, Goiânia – GO, 74690-390

14 – Glória Bar

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Com um ambiente inspirado no climinha carioca, o bar faz questão de misturar o que há de melhor entre a culinária goiana e a do Rio de Janeiro. O espaço é bastante confortável e ideal para ir com os amigos ou com a família. Para quem gosta de música ao vivo, o bar também é uma excelente opção, já que recebe alguns artistas com certa frequência. Vale lembrar ainda que seus preços são justos e um dos melhores da região.

Funcionamento: segunda, quarta, quinta e sexta, das 17h30 à 1h / sábado e domingo, das 11h30 à 1h

Telefone: (62) 3224-9033

Endereço: R. 101, 435 – St. Sul, Goiânia – GO, 74080-150

15 – The Dark Side Rock Bar

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Se você está procurando o que fazer em Goiânia e faz parte da galera que curte um bom rock, então este é o lugar certo para você! Pelo nome já é possível perceber o segmento do bar, uma vez que homenageia o clássico Pink Floyd.

No cardápio é possível encontrar variedade de saborosos petiscos e pratos que agradam até os mais exigentes gostos. O destaque, no entanto, vai para os drinques, chopps e cervejas servidas no ambiente.

Funcionamento: domingo, quarta e quinta, das 18h30 às 2h / sexta e sábado, das 18h30 às 3h

Telefone: (62) 3954-0093

Endereço: Praça C. 114, 63 – quadra 332 lote 4 – Jardim America, Goiânia – GO, 74255-130

16 – Vai Tomá no Kuka Bar

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Este é um bar temático em Goiânia, que também valoriza o rock e a cultura do motociclismo, temas estes que ficam evidentes em sua decoração. O ambiente é bastante diferente e tem um conceito bem bacana e atrativo. É o lugar perfeito para levar os amigos para curtirem juntos a noite.

Funcionamento: terças, quartas e quintas das 19h às 3h, sextas e sábados das 19h às 5h e domingos das 19h à 1h

Telefone: (62) 3942-7221

Endereço: Rua C 30 n.º 18 – Qd. 32 – Lt 10 – Jardim América – Jardim America, Goiânia – GO, 74265-200

Pubs e boates

Também para aqueles que preferem curtir a noite, os pubs e as boates da cidade são ideais para quem prefere beber, dançar e conhecer gente nova. Encontre abaixo alguns desses lugares que você não pode deixar de conhecer!

17 – Bolshoi Pub

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

O Bolshoi é um dos mais aclamados pubs de Goiânia, funcionando também como uma casa de shows. Recebe constantemente importantes artistas, sejam eles locais, nacionais e até mesmo internacionais, abrindo espaço principalmente para a MPB e nosso tão querido rock’n roll. Vale a pena conhecer!

Funcionamento: quarta, das 20h às 2h / quinta a sábado, das 21h às 4h

Telefone: (62) 3241-0731

Endereço: R. T-53, 1140 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74215-150

18 – Belgian Dash Pub

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Com um ambiente super descontraído e decoração mais rústica e bem convidativa, o Belgian Dash Pub é uma casa especializada em cervejas artesanais, onde os clientes podem escolher entre variados rótulos, específicos para cada gosto. O cardápio também conta com deliciosos petiscos para acompanhar!

Funcionamento: segunda a quinta, das 15h às 00h / sexta, das 15h à 1h30 / sábado, das 11h à 1h30

Telefone: (62) 3218-6792

Endereço: R. 91 A, 184 – St. Sul, Goiânia – GO, 74083-160

19 – Belga Pub

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

O lugar é completamente inspirado nos pubs belgas, dispondo de uma decoração que encanta a qualquer um. Seu cardápio conta com variados e deliciosos pratos, mas o destaque, é claro, vai para suas variadas cervejas artesanais oferecidas em sua carta. A casa também recebe alguns artistas locais eventualmente, que se apresentam no palco do ambiente.

Funcionamento: terça a domingo, das 18h às 2h

Telefone: (62) 3941-2442

Endereço: Nº 3975 – Av. T-9 – Jardim Planalto, Goiânia – GO, 74333-010

20 – Roxy

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Uma das mais lembradas e ecléticas de Goiânia, a principal premissa da Roxy é abrir suas portas para a diversidade, seja em questão de público ou de programação musical. Funk, techno, trap, hip hop e pop são os principais estilos recebidos pela casa.

Vale lembrar que é lá que acontece também um dos melhores karaokês da cidade! Se você pretende se divertir e sair da rotina, nada melhor que curtir a noite na boate!

Funcionamento: quarta a domingo, das 23h às 5h

Telefone: (62) 98138-0008

Endereço: R. 87, 536 – St. Sul, Goiânia – GO, 74093-300

21 – Diablo Pub

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

A Diablo é também uma das mais lembradas casas noturnas da cidade, fazendo uma boa mistura entre a cena alternativa e underground da cidade. Sempre garante muita diversão para seu público, que pode aproveitar uma ampla pista de dança e ainda podem contar com as delícias do bar, entre drinques e petiscos.

Há algum tempo o ambiente passou por uma reestruturação e também recebe festas temáticas, abrindo suas portas para o funk.

Funcionamento: quinta a sábado, das 22h às 5h

Telefone: (62) 99977-7678

Endereço: R. 91, 632 – St. Sul, Goiânia – GO, 74083-150

22 – Sedna Lounge

o que fazer em Goiânia
Foto: Reprodução

Agora, se você é fã de um bom eletrônico e está em busca de uma boa boate no segmento, a Sedna pode ser a escolha certa! Sempre conta com muita música eletrônica em sua programação e ainda leva para a casa os melhores DJs do país. A pista de dança é moderna e ampla, e os visitantes também podem optar pelos camarotes.

Funcionamento: sexta e sábado, das 23h15 às 4h da manhã

Telefone: (62) 3241-9622

Endereço: R. 146, 500 – St. Marista, Goiânia – GO, 74175-130

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Presidiário tenta fugir após atendimento médico e leva tiro na perna, em Itumbiara

O preso voltava de uma unidade de saúde, escoltado por policiais, quando tentou fugir. Ao ser baleado, ele voltou para o hospital, dessa vez com a perna ferida.

Por Ton Paulo
05/12/2018, 16h14

Um caso de fuga frustrada foi registrado na manhã desta quarta-feira (5/12), na prisão de Itumbiara. Um preso do Presídio de Sarandi, em Itumbiara, na região Sul de Goiás, foi baleado na perna, enquanto tentava fugir. De acordo com informações da Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP), o preso foi levado para uma unidade de saúde para receber atendimento médico e quando era levado de volta para a viatura correu em direção a uma área de construção, na intenção de fugir.

De acordo com a DGAP, os agentes penitenciários pediram que o preso, que não teve o nome divulgado, parasse, mas ele não obedeceu. Os servidores de segurança pública, então, para deter o fujão, balearam o homem na perna. O caso aconteceu na manhã de hoje, quarta-feira.

Ele foi socorrido e levado novamente para um hospital, dessa vez, com a perna baleada.

Em nota, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária se manifestou sobre o caso do fujão de Itumbiara

Em nota, a DGAP falou sobre o ocorrido. Confira abaixo:

“NOTA-DGAP

A Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informa que na manhã desta quarta-feira (05/12), após atendimento em unidade de saúde e quando era levado à viatura para retornar à unidade prisional de Itumbiara, o preso Luiz Fernando da Costa tentou fuga ao sair correndo em direção a um lote com construção em andamento.

Neste momento, os agentes ordenaram que ele parasse, mas o detento não obedeceu, mesmo com disparos de advertência, obrigando os agentes a alvejá-lo na perna.

Detido, o preso foi encaminhado para a unidade hospitalar onde passou por avaliação médica.

Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP)”

Outro caso de fuga em Itumbiara se assemelhou a cena cinematográfica

Outro caso de fuga da unidade prisional de Itumbiara chamou a atenção, em outubro de 2016.

Uma carreta derrubou dois alambrados que cercam o presídio para resgatar 13 detentos. Escoltados por quatro veículos menores, os criminosos trocaram tiros com seguranças da unidade e com policiais militares.

Um preso foi ferido durante a fuga e levado para o hospital enquanto 12 deles conseguiram escapar. Caso ocorreu no Presídio de Sarandi, em Itumbiara, no Sul de Goiás, onde fugas são constantes, assim como a superlotação e falta de funcionários.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Janaína Paschoal sobre caso Lewandowski: não é crime externar que sente vergonha de algo

"Há anos, em minhas aulas, denuncio que, no Brasil, falar passou a ser crime hediondo", escreveu a deputada em seu Twitter.
05/12/2018, 16h25

A deputada eleita Janaína Paschoal (PSL-SP), que detém recorde histórico de 2 milhões de votos, afirmou nesta quarta-feira, 5, que o advogado Cristiano Caiado de Acioli, de 39 anos, “jamais poderia ter sido detido” por criticar o Supremo Tribunal Federal (STF) para o ministro Ricardo Lewandowski. Durante voo que partiu de São Paulo para Brasília, nesta terça-feira, 4, o advogado disse que a Corte é uma “vergonha”, e, em seguida, o ministro ameaçou se ele queria ser preso.

Janaína, uma das autoras do impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT), manifestou-se em seu perfil no Twitter. “Muito triste o episódio do ministro e do advogado no avião, ontem. Sei que não é agradável ser alvo de protesto (ainda que individual), mas não constitui nenhum crime externar que se sente vergonha de algo, ou alguém. O advogado jamais poderia ter sido detido por isso!.”

A deputada escreveu ainda. “Há anos, em minhas aulas, denuncio que, no Brasil, falar passou a ser crime hediondo. Por outro lado, atos verdadeiramente reprováveis são vistos como bagatela. Minha solidariedade ao colega!”

O episódio envolvendo Lewandowski ocorreu no voo G3 1446, da Gol, que deixou o Aeroporto de Congonhas, em São Paulo, às 10h45, e aterrissou no Aeroporto Internacional de Brasília às 12h50, com 20 minutos de atraso.

No vídeo, o advogado diz: “Ministro Lewandowski, o Supremo é uma vergonha, viu? Eu tenho vergonha de ser brasileiro quando eu vejo vocês”. O ministro responde: “Vem cá, você quer ser preso? Chamem a Polícia Federal, por favor”. Em seguida, o ministro diz que o advogado terá de explicar para a Polícia Federal o que falou a ele.

Até as 13h20 o advogado continuava retido na aeronave por determinação de agentes da Polícia Federal. À reportagem, Caiado disse que não sabia o motivo de estar sendo retido. O advogado é filho da subprocuradora-geral da República aposentada Helenita Amélia Gonçalves Caiado de Acioli.

“Sou pessoa que tem retidão na vida, procuro não fazer mal aos outros, sou uma pessoa patriota, serena, amo o Direito e o País e acho que todo o cidadão tem direito de se expressar e sentir vergonha ou não pelo Supremo Tribunal Federal. Eu disse o que penso. A gente não vive ainda ditadura neste País. Acho que todas as pessoas têm direito de se expressar de forma respeitosa”, disse por telefone à reportagem, ainda no avião.

“(Ainda em São Paulo) A Polícia Federal chegou e perguntou se eu iria causar problemas. Eu falei que eu tenho direito de criticar o Supremo. Eu fiz respeitavelmente, é direito constitucional meu, não causei tumulto nem nenhum tipo de crime. Fiz minha parte que era me manifestar de forma respeitosa. Tiraram cópia do documento de identificação e liberaram o avião. Quando pousamos, fiz desagravo particular meu porque estou muito abalado emocionalmente”, contou.

Durante a conversa com a reportagem, Caiado perguntou ao agente federal que o acompanhava na aeronave o motivo de estar sendo mantido dentro dela. “Ele disse que eu não posso saber por que estou sendo retido. Eu tenho convicção de que não faltei ao respeito ao ministro, ele me desrespeitou devido ao cargo que ocupa. Não poderia, como guardião da Constituição, reprimir o direito constitucional de um cidadão.”

“O que me causa espanto é aquela questão do Estado contra o inimigo. Se eu fosse o Lula talvez o grau de amistosidade seria outro. Acho que temos que ter compostura para ouvir uma crítica, desde que ela seja respeitosa.”

Em nota, o gabinete do ministro Ricardo Lewandowski afirmou: “Ao presenciar um ato de injúria ao Supremo Tribunal Federal, o Ministro Ricardo Lewandowski sentiu-se no dever funcional de proteger a instituição a que pertence, acionando a autoridade policial para que apurasse eventual prática de ato ilícito, nos termos da lei.”

Imagens: Gazeta do Povo 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Câmara Municipal de Goiânia vai recorrer da decisão que suspendeu o concurso da casa

Concurso foi suspenso pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO) pois não atendia a quantidade previstas para pessoas com deficiência.
05/12/2018, 16h58

Com o pedido de suspensão do concurso da Câmara Municipal de Goiânia aceito pelo juiz Fabiano Aragão Fernandes, por meio de liminar em ação civil pública no Ministério Público de Goiás (MPGO), o presidente da casa, o vereador Andrey Azeredo (MDB) afirmou, nesta quarta-feira (5/12), que vai recorrer da decisão.

O presidente da casa afirmou que respeita a decisão do MP, mas discorda das medidas adotadas e vai recorrer da decisão tomando todas as medidas legais cabíveis. “Com relação ao percentual de vagas previstas para deficientes, entendemos, pelo que consta do edital e pelo que foi trazido pela assessoria técnica, que atendemos à legislação vigente. Nos colocamos à disposição, tanto do MP quanto do Judiciário, para buscar o melhor caminho e resolver essa questão o mais breve possível”, afirma o vereador

Andrey Azeredo disse também que não consegue compreender o motivo da anulação do concurso, que teve mais de 47 mil pessoas inscritas. Segundo o presidente da Câmara, o concurso foi feito em duas fases com “transparência e seriedade”.

“Infelizmente, no momento, não podemos fazer o chamamento dos aprovados, mas tomaremos todas as medidas para que seja revista a decisão e possamos chamá-los porque os aprovados são importantes para essa Casa. Queremos garantir a eles e a todos que participaram do certame o seu direito de disputar em condições de igualdade, com qualidade e segurança, assegurando a avaliação de conteúdo necessária para que os melhores fossem aprovados” conclui Andrey.

Concurso da Câmara Municipal de Goiânia é suspenso por liminar

O concurso público da Câmara Municipal de Goiânia, aplicado no dia 2/9 e que teve o resultado divulgado no dia 22/11, foi suspenso em decisão de um juiz que acolheu liminar do Ministério Público de Goiás (MP-GO). O MP-GO cobra o estabelecimento da previsão das cotas exigidas para pessoa com deficiência, reservando o quantitativo mínimo de 5% de todas as vagas oferecidas para todos os cargos, o que não teria sido cumprido pelo edital do concurso. O órgão legislativo está impedido de fazer convocações antes do julgamento final da ação.

A decisão de suspensão do concurso veio depois que o juiz Fabiano Aragão Fernandes acolher liminar do MP-GO, referente ao Edital nº 1/2018. Foi apontada ainda a necessidade de republicação de um novo edital, com previsão legal de vagas em todos os cargos às pessoas com deficiência

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

'Olho na Bomba' registra mais de 280 denúncias por divergência de preços em postos de Goiás

Segundo desenvolvedores, são contabilizados 20 mil usuários ativos por dia.
05/12/2018, 17h19

Até o momento, o aplicativo Olho na Bomba, desenvolvido pelo Ministério Público de Goiás (MPGO) e Universidade Federal de Goiás (UFG),  já registrou  289 denúncias por divergência de preços nos postos de combustíveis em Goiás; outras 89 ainda estão em análise. Os dados foram contabilizados até a última segunda-feira (3/12) e divulgados nesta terça-feira (4/12).

O balanço, apresentado pelo MP, UFG e Procon Goiás, para onde as denúncias são encaminhadas, apontou também que, até a data, foram feitos no estado mais de 230 mil downloads do aplicativo, com uma média diária de 20 mil usuários ativos por dia.

Ainda segundo o levantamento, por meio do aplicativo Olho na Bomba o Procon lavrou, em 128 municípios goianos, 429 autos de infração, incluídos os por divergência de preços e os de falta de cadastro, o que é obrigatório.

De acordo com o gerente de Fiscalização do Procon Goiás, Marcos Rosa de Araújo, nenhum desses procedimentos foi concluído ainda, e somente após a conclusão dos autos é que será possível a aplicação da multa prevista, que pode variar de R$ 612,00 a R$ 8 milhões, valores que serão aplicados conforme as condições da empresa, a gravidade da infração e a reincidência.

Aplicativo Olho na Bomba

Lançada em 25 de setembro, a ferramenta tem como objetivo efetuar o direito de informação do consumidor, e, simultaneamente, criar mercado com preços mais justos, e proporcionar, aos órgãos de fiscalização, uma ferramenta de combate às práticas abusivas. O download é gratuito e pode ser feito nas lojas virtuais dos sistemas Android e iOS, Play Store e Apple Store respectivamente.

Por meio do app, os consumidores poderão se localizar em um mapa GPS e identificar os postos de combustíveis que estão ao seu redor e seus respectivos preços. É possível ainda traçar rotas para qualquer destino de Goiás e receber informações sobre os postos existentes no caminho, com destaque aos preços mais baixos e mais altos. Os usuários poderão contar também com funcionalidades como escolha de postos favoritos e visualização de preços em forma de lista por cidades.

Melhorias no app Olho na Bomba

Durante a apresentação do balanço de ocorrências, foram apresentadas novas funcionalidades desenvolvidas para o aplicativo,  com base na demanda e sugestões dos usuários.

Ainda na noite de segunda-feira (3/12), entrou em vigor a opções como: filtro “mais caros” para a seleção de postos; inclusão de novas formas de pagamento, contemplando preços diferenciados para pagamentos à vista ou por cartão de crédito, e a indicação comparativa, com sinalização “vermelha” ou “verde”, da relação percentual entre os preços da gasolina e do etanol.

Segundo o promotor Rômulo Corrêa de Paula, coordenador do Centro de Apoio Operacional (CAO) do Consumidor do MP e um dos idealizadores do app, essas novas funcionalidades do aplicativo “visam melhorar a qualidade das informações prestadas e, dessa forma, municiar o usuário de dados para uma melhor decisão na compra de combustíveis.”

Via: MP-GO 
Imagens: VTactual 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.