Economia

Goiás tem a maior queda na produção industrial do país, em comparação ao ano passado

De acordo com o IBGE, o estado de Goiás foi o que apresentou a maior queda na produção industrial entre os 15 estados pesquisados.

Por Ton Paulo
10/12/2018, 11h13

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados recentemente sobre a indústria brasileira não foram lá muito animadores para Goiás. De acordo com o instituto, o estado de Goiás foi o que apresentou a maior queda de na produção industrial entre os 15 estados pesquisados.

O IBGE pesquisou o desempenho da produção industrial deste ano de 15 estados brasileiros, de setembro para outubro, e constatou que nove deles tiveram recuo, apesar da alta nacional de 0,2%.

A maior queda foi observada em Pernambuco, de 10,1%. Goiás teve recuo de -1%.

Também foram constadas quedas na produção nos estados de Mato Grosso (-2,7%), Ceará (-2,6%), Pará (-2,5%), Paraná (-2,5%), Rio Grande do Sul (-2,1%) e Rio de Janeiro (-0,8%). A Região Nordeste, que reúne as produções de seus nove estados, também recuou 1,9%.

A produção da indústria de São Paulo manteve-se estável no período. Cinco estados sustentaram a alta nacional de 0,2%: Amazonas (12,4%), Santa Catarina (4,4%), Espírito Santo (1,9%), Bahia e Minas Gerais (com 1,1% cada um).

Em relação ao ano passado, enquanto Goiás teve a maior queda na produção industrial, Pará teve o melhor desempenho

Na comparação com o ano de 2017, Pará teve a melhor alta em sua produção industrial e Goiás a maior queda.

Comparando com o mês de outubro do ano passado, 11 dos 15 locais pesquisados tiveram alta, com destaque para o Rio Grande do Sul (14,8%) e o Pará (12,9%). Quatro locais tiveram queda, sendo a maior delas registrada em Goiás (-6,5%).

No acumulado do ano, 12 locais tiveram alta e três, queda. O maior crescimento foi registrado no Pará (10,1%). A maior queda, em Goiás (-3,5%). No acumulado de 12 meses, também foram 12 locais com alta e três com queda. O destaque positivo foi o Pará (9,9%). O destaque negativo ficou com Espírito Santo (-1,8%).

Com produção industrial em baixa, projeto de Ronaldo Caiado para reduzir incentivos fiscais às indústrias goianas é aprovado

Os deputados da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego) aprovaram em primeira e segunda votação, na última semana, o projeto da governadoria com o substitutivo do relator, o deputado Lívio Luciano (Podemos), que dispõe sobre a redução de incentivos fiscais a setores produtivos em Goiás.

A proposta, já aprovada, vai gerar um impacto de aproximadamente R$ 1 bilhão na economia do Estado, uma vez que mudará os quadros de reinstituição dos incentivos, dos benefícios fiscais ou financeiros-fiscais e das isenções relativos ao ICMS. O projeto foi acordado após uma reunião entre o governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) e nomes do empresariado goiano.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.