Brasil

Relembre outros ataques com armas de fogo

11/12/2018, 17h00

Um homem, de cerca de 35 anos, entrou na Catedral Metropolitana de Campinas, no interior paulista, por volta das 13 horas desta terça-feira, 11, e atirou contra oito pessoas que estavam rezando no local. Quatro pessoas morreram e as outras foram socorridas. Segundo a polícia, agentes entraram na igreja e dispararam contra o homem. Ele, então, teria caído no chão e se matado em seguida.

Relembre abaixo outros ataques no Brasil com armas de fogo.

Estudante atira contra colegas em escola

No dia 20 de outubro de 2017, um estudante de 14 anos do Colégio Goyases, em Goiânia, sacou uma arma no intervalo entre as aulas e atirou contra seus colegas em uma sala do 8.º ano. Dois adolescentes, de 13 anos, morreram no local. Outros quatro alunos também foram atingidos, mas escaparam com vida. Filho de policiais militares, o atirador foi detido e encaminhado para uma unidade de internação.

Doze mortos durante festa de réveillon

Durante as comemorações de revéillon, em 31 de dezembro de 2016, o técnico de laboratório Sidnei Ramis de Araújo, de 46 anos, matou o filho, a ex- mulher e mais 10 pessoas que celebravam na casa de uma das vítimas, em Campinas, no interior do Estado. Depois de atirar nos convidados, Araújo se matou. O crime, segundo a polícia, ocorreu porque ele não aceitou perder a guarda do filho.

Massacre deixa 12 mortos em Realengo

Em abril de 2011, o ex-aluno Wellington Menezes de Oliveira entrou na escola Tasso da Silveira, no bairro de Realengo, no Rio, e matou 12 crianças. O homem, de 23 anos, estava armado com dois revólveres. Treze ficaram feridos. Oliveira foi interceptado por policiais e cometeu suicídio.

Jovem atira contra plateia de cinema

Em novembro de 1999, o ex-estudante de medicina Mateus da Costa Meira, entrou em uma sala de cinema do Morumbi Shopping, na zona sul de São Paulo, e atirou contra a plateia de 66 espectadores. Ao todo, três pessoas morreram e quatro ficaram feridas.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Dia Gourmet

Food parks em Goiânia: excelentes opções para conhecer

A febre dos food parks em Goiânia chegou não faz muito tempo e já conquistou o coração de muita gente!
11/12/2018, 17h06

Os food trucks nasceram para garantir uma nova roupagem para nossas tão queridas comidas de rua. Sabe aquela história de que atualmente tudo pode ganhar uma versão “gourmetizada”? Pois é exatamente isso! E não demorou muito para que esses pequenos “restaurantes itinerantes” conquistassem seu espaço no coração dos goianienses. As coisas foram ficando tão sérias que ganharam até um espacinho completamente dedicado a eles: os food parks em Goiânia.

Com muita inovação e criatividade, esses lugares reúnem diferentes tipos de food trucks, que produzem cardápios variados e que podem atender aos mais variados gostos. A ideia é criar um espacinho conceitual e agradável, onde seja possível reunir os amigos, saborear boas comidas e ainda aproveitar de boas musiquinhas ambiente.

Curioso? Então dá uma olhada na listinha especial que preparamos para você!

Opções de food parks em Goiânia:

1 – Sabores Food Park

food parks em Goiânia
Foto: Reprodução

Este é, sem dúvida, um dos melhores food parks em Goiânia, oferecendo para o público da cidade excelentes food trucks que trabalham com os mais variados segmentos alimentícios. O local é bastante confortável e conta com um climinha bastante descontraído, ideal para você levar a família e os amigos.

Para quem não dispensa bons lanches, é possível encontrar variadas opções de hambúrgueres, hot dogs e pizzas, mas há também opções para quem prefere fazer um lanchinho mais saudável. Ah, e para quem adora apreciar uma boa cerveja, o food park também é uma boa pedida! Vale a pena conhecer e encontrar aquilo que mais combina com você!

Horário de funcionamento: todos os dias, das 17h às 23h

Telefone: (62) 9 9980-6763

Endereço: Av. T-5 – Nova Suíça, Goiânia – GO, 74835-300

2 – Quintal Food Park

food parks em Goiânia
Foto: Reprodução

Atualmente, o Quintal Food Park se encontra no Jardim Goiás e já se transformou em um verdadeiro ponto de encontro entre moradores da região e visitantes. Considerado como um dos mais tradicionais food parks em Goiânia, foi o primeiro a se estabelecer na cidade.

Com um espaço amplo e repleto de bons food trucks, o ambiente possui um clima bastante descontraído, proporcionando sempre bons momentos para quem passa por ali. É possível encontrar comidas para todos os gostos, com preços um pouquinho salgados mas que pela qualidade do que se pode aproveitar no ambiente, valem muito a pena!

Horário de funcionamento: terça, quarta, quinta, sábado e domingo, das 17h30 às 23h30 / sexta, das 17h30 às 3h

Telefone: (62) 9 9999-2966

Endereço: Rua 52 Qd B 16 Lote 12 – Jardim Goiás, Goiânia – GO, 74810-200

3 – Eldorado Food Park

food parks em Goiânia
Foto: Reprodução

Localizado no Residencial Celina Park, este também é um dos melhores food parks em Goiânia. É perfeito para quem pretende reunir os amigos mas não sabe o programa certo para convencer todo mundo a sair de casa! Isso porque o Eldorado conta com um ambiente bastante acolhedor e aconchegante, fazendo com que seus clientes sintam-se a vontade para permanecerem no local o tempo que quiserem.

É possível encontrar boa variedade de food trucks que trabalham com diferentes segmentos, servindo variados tipos de comidas e bebidas. Também conta com uma grande brinquedoteca, ideal para um passeio com as crianças!

Horário de funcionamento: terça a quinta, das 17h às 23h30 / sexta e sábado, atendimento 24 horas / domingo, das 15h às 23h30

Endereço: Res. Celina Park, Goiânia – GO

Bônus: opções de food trucks em Goiânia:

4 – Cabañero Tex-Mex Food

food parks em Goiânia
Foto: Reprodução

O Cabañero é o food truck ideal para quem é apaixonado por comida mexicana! Com ponto fixo no Sabores Food Park, oferece desde os mais tradicionais pratos da comida mexicana até os mais requintados. É possível encontrar a tão amada guacamole, tacos, quesadilhas, nachos e muito mais! Vale a pena experimentar!

5 – Brasa Burger

food parks em Goiânia
Foto: Reprodução

Com atendimento no período noturno, este é sem dúvida um dos melhores food trucks da cidade para quem não dispensa um bom hambúrguer. Ao contrário de muitos, o local conta com uma lanchonete fixa, garantindo conforto para seus clientes, e é bem na frente do local que se encontra o food truck.

Todos os hambúrgueres são feitos artesanalmente, com boa variedade, qualidade e sabores inconfundíveis! Vale a pena experimentar!

Horário de atendimento: terça a domingo, das 18h às 23h

Telefone: (62) 9 9176-2770 / delivery: 99525-8584

Endereço: R. T. 53, 421 – St. Bueno, Goiânia – GO, 74215-150

6 – Brasa Churrasco Food Truck

food parks em Goiânia
Foto: Reprodução

Localizado no Quintal, um dos food parks em Goiânia mencionados acima, o Brasa Churrasco busca sempre trabalhar com as melhores carnes, oferecendo para seus clientes sabores únicos e de encher a boca.

Portanto, se você não dispensa uma boa carne na chapa e que há de melhor que um churrasco pode oferecer, precisa conhecer o local! O cardápio é bastante variado e conta com opções para todos os gostos!

Horário de atendimento:  terça a domingo, das 17h30 às 23h30

Telefone: (62) 9 9300-0059

Endereço:  Rua 52 Qd B 16 Lote 12 – Jardim Goiás, Goiânia – GO, 74810-200

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Membros de quadrilha especializada em roubo a bancos são presos em Goiânia e Aparecida de Goiânia

Grupo participou do furto na agência dos Correios de Petrolina de Goiás.
11/12/2018, 17h10

Dois homens e uma mulher foram presos na tarde desta terça-feira (11/12), em Goiânia e Aparecida de Goiânia, suspeitos de participarem de uma quadrilha especializada nos crimes de roubo e furto a instituições financeiras. A prisão dos suspeitos foi feita durante uma operação das forças policias do Estado de Goiás, composta por equipes das Rondas Ostensivas Metropolitanas (ROTAM) e pelo Grupo Antirroubo a Banco da Delegacia Estadual de Investigação Criminal (DEIC/GAB).

Entre os crimes praticados pelos suspeitos, está o furto a agência dos Correios de Petrolina de Goiás, a 77 quilômetros de Goiânia. Com os suspeitos, a polícia apreendeu ferramentas e o bloqueador de sinal usados durante os crimes, além de aproximadamente R$ 2.500, divididos após o furto. O resultado da operação vai ser apresentado durante uma entrevista coletiva marcada para esta quarta-feira (12/12) na sede da Delegacia Estadual de Investigação Criminal.

Grupo preso na Cidade Jardim em tentativa de roubo a uma agência dos Correios tem ligação com quadrilha especializada

No início de novembro, um outro grupo foi preso em flagrante, no momento que tentava arrombar uma agência dos Correios no Setor Cidade Jardim, em Goiânia. As cinco pessoas presas fazem parte de uma facção criminosa do Rio de Janeiro, que já atuou em diversos crimes ocorridos em Goiás.

Segundo informações da Polícia Civil (PC), Kleyton Correa do Nascimento, Paulo Henrique Santiago Ferreira, Jurandir José da Silva Neto, Lorena Marques Bandeira e Gleison Akira Toguiti foram presos em flagrante por policiais civis da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e do Grupo Antirroubo a Banco (GAB), no momento em que se preparavam para arrombar agência dos Correios.

De acordo com as investigações, os três suspeitos presos na tarde desta terça-feira têm ligação com os cinco presos flagrantes, durante a tentativa de assalta a agência dos Correios da Setor Cidade Jardim, no último dia 4 de novembro.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mais de 300 mulheres de todo o país denunciam João de Deus por abuso sexual

Em Goiás, o MP disponibiliza o e-mail denúncias@mpgo.mp.br, criado exclusivamente para o caso.
11/12/2018, 18h09

Até às 11h desta terça-feira (11/12), 78 mulheres enviaram suas denúncias contra o médium João de Deus ao Ministério Público de Goiás (MPGO). Elas se identificaram como moradoras de Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Mato Grosso. Já no MP paulista, foram 12 relatos por e-mail, 40 pelas redes sociais, além de denúncias de um grupo de 200 mulheres com histórias parecidas. Até o momento, o religioso recebeu 330 denúncias por abusos sexuais, ocorridos na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, interior de Goiás.

Em Goiás, o MP disponibiliza o e-mail denuncias@mpgo.mp.br, criado exclusivamente para o caso, pelos telefones (62) 3243-8051 e (62) 3243-8052, ou presencialmente. No estado de São Paulo, os relatos podem ser contados pelo endereço somosmuitas@mpsp.mp.br.

Até ontem, primeiro dia de força-tarefa, quarenta mulheres que se sentiram vítimas fizeram denúncias ao Ministério Público de Goiás (MPGO), sendo 35 delas pelo e-mail. Os depoimentos de todas as vítimas serão colhidos nos próximos dias. A força-tarefa para atendimento das vítimas conta com cinco promotores e duas psicólogas.

Denúncias contra João de Deus

As primeiras denúncias de abuso sexual vieram à tona na última sexta-feira (7/12), no programa Conversa com Bial, da TV Globo. As vítimas relataram que as agressões ocorreram na Casa Dom Inácio, em Abadiânia, interior de Goiás, onde o médium, famoso no mundo inteiro, atende milhares de pessoas que buscam curas espirituais.

As mulheres contaram ao jornalista e apresentador Pedro Bial que os abusos cometidos por João de Deus aconteciam numa linha padrão. O médium, segundo elas, atendia as mulheres em público e depois pedia que elas o encontrassem, sozinhas, em seu escritório, para que ele incorporasse uma entidade e terminasse o procedimento.

João de Deus é investigado pelo MP desde junho

Segundo o MP-GO, o médium já vinha sendo investigado por abuso sexual contra suas pacientes, em sigilo, desde o mês de junho deste ano. O procedimento de investigação teria tido início após um ofício da promotora do MP-GO encaminhado ao delegado-geral da Polícia Civil de Goiás (PC), André Fernandes Almeida. Desde então, o trabalho dos agentes da polícia acontecem em sigilo para preservar as vítimas e evitar exposição indevida ou desnecessária junto ao público.

A defesa de João de Deus informou, por meio de nota, que o médium recebeu “com indignação” as acusações e que ele “rechaça” o que classifica como “qualquer prática imprópria dos seus procedimentos”.

Imagens: Blog do Callado 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Deputados criam comissão para pedir soltura de Daniel Messac

Daniel Messac (PTB) está preso desde a última sexta-feira (7/12).
11/12/2018, 19h41

Durante Comissão Mista na tarde desta terça-feira (11/12), na Assembleia Legislativa de Goiânia (Alego), parlamentares criaram uma comissão para pedir a soltura do Daniel Messac (PTB), deputado estadual preso desde a última sexta-feira (7/2), durante desdobramento da Operação Embaraço. Os deputados escolhidos Hélio de Sousa (PSDB), Jean Carlo (PSDB), Luiz Cesar Bueno (PT) e Cláudio Meirelles (PTC) se propuseram a apresentar, ainda hoje, o pedido ao presidente da Casa, José Vitti.

Os representantes da Comissão querem que José Vitti entre em contato com o Tribunal de Justiça e peça para que a prisão do deputado, considerada inconstitucional, seja revista. Eles defendem que a prisão de Daniel Messac é ilegal, uma vez que ele tem foro privilegiado e que nenhum deputado quando é eleito e diplomado pode ser preso, exceto em flagrante. Eles esclarecem que não estão declarando o deputado como inocente ou culpado.

Segundo a defesa, Daniel Messac (PTB) está detido no pronto-socorro do Núcleo de Custódia, já que o local não dispõe de cela especial, para quem possui ensino superior, vazia. Ele está junto com outros três advogados presos. O deputado estadual passará por audiência nesta quarta-feira (12/12).

Daniel Messac nega coação de testemunha

Daniel Messac (PTB) prestou depoimento na tarde de ontem (10/12), ao Ministério Público de Goiás (MPGO), e negou ter coagido testemunha da Operação Poltergeist, deflagrada em 2014 para apurar contratação de funcionários fantasmas na Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego).

O deputado estadual foi preso na tarde da última sexta-feira (7/12), em Goiânia, no desdobramento da Operação Embaraço, que investiga a coação de testemunhas da Operação Poltergeist. Nas investigações, Daniel Messac foi apontado como líder do esquema na contratação de funcionários fantasmas para Alego. Além do deputado, outras 36 pessoas foram denunciadas por envolvimento no esquema.

Por meio de nota, divulgada no dia da prisão, a defesa do deputado estadual Daniel Messac (PTB) diz que considera a prisão abusiva e “lamenta profundamente que o Ministério Público tenha se utilizado de documentos inconsistentes, que se não forem explicados a contento pelo órgão de acusação, caracteriza fraude. Motivo que levou o Poder Judiciário a erro.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.