Brasil

Chefão da "Liga da Justiça" vai continuar na prisão federal de segurança máxima

Toni Ângelo Souza de Aguiar, o Erótico.
14/12/2018, 16h05

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) definiu que cabe à Vara de Execuções Penais do Rio decidir sobre a permanência de preso de alta periculosidade na Penitenciária Federal de Mossoró (RN). O juízo federal corregedor da penitenciária negou a permanência do líder da milícia Liga da Justiça, Toni Ângelo Souza de Aguiar, o Erótico, na instituição penal, mas a Terceira Seção do STJ concluiu que, apesar de se tratar de medida de caráter excepcional, ao juízo federal só cabe analisar a regularidade formal da solicitação de permanência do preso no sistema diferenciado.

Para o colegiado, a decisão que deve prevalecer é a do juízo da execução penal, que optou por manter Aguiar em Mossoró.

Aguiar foi condenado a 68 anos e oito meses de reclusão por diversos crimes, como associação criminosa, receptação e extorsão mediante sequestro.

Segundo os autos, mesmo preso, ele ainda teria poder de liderança sobre a milícia, “apesar de a distância ter contribuído para a diminuição de sua influência, dada a dificuldade de articulação”.

Política de pacificação

Toni Ângelo Souza de Aguiar foi transferido para unidade prisional federal em agosto de 2013, porque sua manutenção fora dos limites territoriais do Rio atenderia à “política de segurança pública de pacificação” implantada à época no Estado.

Naquela ocasião, a decisão de transferência levou em conta que o afastamento do preso causaria grande impacto na articulação dos integrantes da facção criminosa e que seria temporária (360 dias), período que poderia ser excepcionalmente renovado, caso permanecesse o motivo da transferência, ou seja, o interesse coletivo de segurança pública.

Recentemente, o juízo corregedor da Penitenciária de Mossoró entendeu que, após cinco anos em presídio federal, o poder de mando do condenado com certeza teria diminuído muito, não havendo “elementos de convicção que justifiquem sua permanência” no Rio Grande do Norte.

Periculosidade

Após a determinação do juízo federal para “devolução ao Estado de origem no prazo de 30 dias”, o juízo da Vara de Execuções Penais do Rio apresentou o conflito de competência ao STJ.

A relatora do caso, ministra Laurita Vaz, observou que o requerimento de permanência no sistema federal foi feito pela Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro e teve parecer favorável do Ministério Público estadual, que considerou a “alta periculosidade” do preso e o “receio de abalo à segurança pública”, uma vez que a milícia manteria atividades na Zona Oeste da capital fluminense e teria se expandido para outros municípios.

Laurita destacou que a jurisprudência do STJ considera que “ao juízo federal não compete realizar juízo de valor sobre as razões de fato emanadas pelo juízo solicitante, sendo-lhe atribuído, tão somente, o exame da regularidade formal da solicitação”.

A reportagem está tentando localizar a defesa de Toni Ângelo de Souza Aguiar, mas não obteve retorno.

Imagens: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Dono de borracharia é assassinado a tiros em frente a distribuidora, em Anápolis

Após ser atingido, ele ainda tentou fugir mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ele tinha duas filhas pequenas.

Por Ton Paulo
14/12/2018, 16h12

Um caso provável de execução foi registrado na manhã desta sexta-feira (14/12), na Avenida Universitária, em Anápolis. O proprietário de uma borracharia 24h da região anapolina, Daniel Rander de Morais Ferreira, de 30 anos, foi morto com dois tiros em frente a uma distribuidora por dois homens e uma carro. Após ser atingido, Daniel ainda tentou fugir, correndo para um lote baldio, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Ele tinha duas filhas pequenas.

Segundo informações do delegado da Polícia Civil responsável pelas investigações, Cleiton Lobo, o crime ocorreu por volta das 6h de hoje na porta de uma distribuidora de bebidas da Avenida Universitária, na altura da Vila Santa Isabel, região Norte de Anápolis. O delegado conta que Daniel estava em frente a esse estabelecimento quando dois indivíduos chegaram em um veículo e abordaram Daniel.

Um deles, armado, teria disparado um tiro para cima e em seguida duas vezes contra Daniel. O dono da borracharia ainda tentou fugir, mas já era tarde. “Depois que ele levou os tiros, correu para um baldio que tinha ali perto, e os autores do crime nem foram atrás. Foi nesse lote que ele morreu”, informa o delegado.

Daniel tinha duas filhas ainda pequenas, e possuía uma borracharia que funcionava 24h, próximo ao viaduto do Bairro Recanto do Sol.

A motivação e a autoria do crime são desconhecidas e estão sendo investigadas pela Polícia Civil.

No mês passado, jovem foi executado dentro de casa com 12 tiros, em Anápolis

Um caso de execução foi registrado recentemente também em Anápolis, na madrugada do dia 24/11. Um jovem foi morto com 12 tiros dentro de casa no Bairro da Lapa, em Anápolis. De acordo com a Polícia Civil, ele estava sozinho na residência quando criminosos arrombaram a porta e atiraram 20 vezes em sua direção.

A vítima era Janilton Alves Teixeira Filho. Ele morava com o pai no local, mas o homem tinha saído momentos antes do crime. “Uma das hipóteses é que os criminosos esperaram a vítima ficar sozinha para invadir e o mata-lo. Em uma perícia inicial, os legistas identificaram que ele foi atingido por 12 tiros, quase todos na cabeça”, disse o delegado Cleiton Lobo.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Menina de 7 anos morre por desidratação e após ser detida na fronteira dos EUA

Segundo divulgação do jornal "The Washington Post", a criança estava há vários dias sem comer ou consumir água.
14/12/2018, 16h22

Uma menina guatemalteca de 7 anos, morreu nesta quinta-feira, 14, por desidratação e exaustão, horas depois de atravessar com seu pai a fronteira dos Estados Unidos com o México e ser detida pela Patrulha da Fronteira americana. As identidades da menina e de seu pai não foram reveladas.

Segundo comunicado da Patrulha da Fronteira, divulgado pelo jornal “The Washington Post”, a menina estava há “vários dias sem comer ou consumir água” no momento da sua detenção. As autoridades afirmam que a guatemalteca e o pai foram detidos na noite do último dia 6, ao sul de Lordsburg, no Novo México, após terem sido entregues a agentes com um grupo de 163 migrantes.

Por volta de 6h25 (hora local) do dia seguinte, aproximadamente oito horas depois da sua apreensão, a menina começou a ter convulsões. A garota foi então transferida com febre de 41 graus em helicóptero para um hospital em El Paso, no Texas, onde chegou com parada cardíaca. No hospital, os médicos conseguiram reanimá-la, mas horas depois ela morreu.

O pai espera por uma reunião com representantes do consulado da Guatemala, indicou o “Post” após ouvir fontes do serviço de vigilância de fronteiras dos Estados Unidos (CBP), que investiga o caso e expressou pêsames pela morte da guatemalteca. “Os guardas da fronteira fizeram todo o possível para salvar a menina”, afirmou o porta-voz do CBP, Andrew Meehan. “Como pais e mães, irmãos e irmãs, nos identificamos com o falecimento de qualquer criança”, disse.

Embora a autópsia ainda leve algumas semanas, os médicos do Hospital Providence, em El Paso, indicaram que a garota morreu de choque séptico, desidratação e febre. Não está claro se a menina recebeu alimentação ou atendimento médico ao longo da noite, antes de sofrer as convulsões.

Tolerância zero

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tem feito da tolerância zero com a imigração ilegal um dos eixos da sua administração, o que provoca críticas e acusações de que demoniza os migrantes com o objetivo de obter frutos políticos.

Uma caravana de milhares de migrantes centro-americanos chamou a atenção. Eles chegaram a Tijuana, México, ao sul de San Diego, Califórnia, em um desafio a Trump, que denuncia uma “invasão”. Mas os migrantes, que fogem da pobreza e da violência, arriscam suas vidas em viagens perigosas pelo Novo México, Texas e Arizona, para chegar aos Estados Unidos.

Para conter os migrantes, Trump deseja construir um muro na fronteira com o México. Ele ordenou a mobilização de milhares de soldados e separou mais de 2 mil crianças migrantes de seus pais como parte da política de “tolerância zero” com a imigração ilegal. (Com agências internacionais).

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Cabral decide ficar em silêncio durante audiência com juiz

O advogado Rodrigo Roca, que defende Cabral, alegou que o ex-governador não teria fatos novos a contribuir no processo.
14/12/2018, 16h44

O ex-governador Sérgio Cabral decidiu permanecer em silêncio em audiência judicial na 7ª Vara Federal Criminal, realizada nesta sexta-feira (14). Ele foi convocado pelo juiz Marcelo Bretas, para falar em interrogatório sobre a Operação Ponto Final.

O advogado Rodrigo Roca, que defende Cabral, alegou que o ex-governador não teria fatos novos a contribuir no processo. Ele teria um outro interrogatório na próxima semana, mas o advogado já pediu a Bretas a dispensa do cliente e está avaliando se Cabral voltará a se pronunciar nos demais atos processuais. Cabral tem seis condenações, a 198 anos de reclusão.

Na saída, após se encontrar com a família, reservadamente, na sala de Bretas, Cabral comentou que está difícil o período na cadeia, especialmente na época de Natal. “Mas a gente aguenta”, disse o ex-governador, antes de entrar rapidamente no elevador, escoltado pelos agentes de segurança.

A Operação Ponto Final investiga o pagamento de propina por parte de empresas de ônibus a políticos, em troca de vantagens.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Crianças em Goiânia: 10 lugares para garantir bons passeios

Está em busca de bons passeios para fazer com as crianças em Goiânia? Preparamos uma listinha especial com programas que a garotada vai adorar!
14/12/2018, 17h01

De onde é que as crianças tiram tanta energia? Podem passar horas brincando e mesmo assim, sempre estão prontas para a próxima aventura. E para garantir a diversão dos pequenos, os pais precisam de muita criatividade! É preciso elaborar mil e uma atividades para garantir que a garotada tenha com o que gastar essa energia toda, principalmente no período de férias. E se você está procurando por bons passeios para fazer com as crianças em Goiânia, podemos te ajudar!

Felizmente, o que não falta na cidade são boas opções. Sempre há um lugarzinho perfeito para cada tipo de gosto, o que proporciona momentos marcantes para as famílias da capital. Curioso? Então confira a listinha especial que preparamos para você!

Procurando o que fazer com as crianças em Goiânia?

1 – Passear pelos parques da cidade

Crianças em Goiânia: 10 lugares para garantir bons passeios
Foto: Reprodução/ Parque Flamboyant

Se você procura por um bom passeio com as crianças em Goiânia, então precisa levá-las para conhecer os principais parques da cidade. Apenas para que você tenha ideia, temos 32 deles espalhados pela capital e você pode sempre escolher o que mais lhe agrada.

Com amplos espaços verdes e possibilitando a realização de diversas atividades, são perfeitos para quem pretende aproveitar bons momentos de sossego, ao mesmo tempo em que as crianças podem desfrutar de um lugar gigante para brincar.

Dentre os mais frequentados estão o Parque Flamboyant, Vaca Brava, Bosque dos Buritis e o Lago das Rosas. Sempre é possível encontrar várias famílias fazendo piqueniques por ali. Mas um parque que vem chamando cada dia mais atenção é o Marcos Veiga Jardim, que apesar de ser um dos mais recentes da cidade, também é o que mais dispõe de opções para a garotada. Tem pista de skate/patins, bike e até quadras para praticar esportes! Se você ainda não conhece, vale a pena levar seus pequenos até lá!

2 – Visitar o Memorial do Cerrado

Roteiros de passeios com as crianças em Goiânia
Foto: Reprodução

As crianças em Goiânia também pedem por passeios culturais! Neste caso, nada melhor que fazer uma visitinha ao Memorial do Cerrado, um dos museus mais bonitos da cidade! Esta é sem dúvida uma parada obrigatória não apenas para as crianças, mas também para qualquer morador ou turista que passe por aqui.

Isso porque o local é completamente atípico, oferecendo cenários e paisagens exuberantes que remetem às belezas de nosso cerrado. Em seu interior é possível encontrar o retrato da história da humanidade, onde vemos desde a origem do Planeta Terra até a chegada dos portugueses ao Brasil e a Goiás.

Hoje, o Memorial do Cerrado é formado pelo Museu de História Natural, pela Vila Cenográfica de Santa Luzia, Aldeia Indígena, Quilombo, Espaço de Educação Ambiental Dalila Coelho Barbosa, além de ainda contar com trilhas ecológicas e um lago.

Ao contrário do que muitos pensam, o Memorial é capaz de provar que museus não são chatos e podem sim representar um passeio bacana para toda a família!

Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 8h às 12 e das 13h às 17h.

Telefone: (62) 3946-1723

Endereço: Avenida Engler, s/n – Jardim Mariliza (Campus II da PUC), Goiânia – GO, 74885-460

3 – Ir até a Gibiteca Jorge Braga

Crianças em Goiânia: 10 lugares para garantir bons passeios
Foto: Reprodução

Par incentivar o hábito da leitura nos pequenos, nada melhor que levá-los até a Gibiteca Jorge Braca, situada no Centro Cultural Marieta Telles Machado, na Praça Cívica. Inaugurada em 22 de setembro de 1994, é a única unidade do gênero em todo o estado. Apenas a título de curiosidade, o ambiente recebeu tal nome em homenagem ao cartunista Jorge Braga, que é um dos poucos que atuam na produção de histórias em quadrinho em Goiás.

Atualmente, a Gibiteca possui um acervo que conta com aproximadamente 6 mil exemplares, sendo que alguns são bem raros. O principal objetivo do lugar é incentivar a leitura, levando também um projeto itinerante para dentro de escolas da periferia da cidade.

Quem vai até o espaço físico pode encontrar uma infinidade de livros e gibis, proporcionando leituras prazerosas para crianças e adolescentes. O local conta com carpete e puffs para deixar o ambiente ainda mais agradável. Faça uma visitinha com as crianças!

Horário de funcionamento: segunda a sexta, das 8h às 17h

Telefone: (62) 3201-4640

Endereço: Praça Dr. Pedro Ludovico Teixeira, 226 – St. Central, Goiânia – GO, 74003-010

4 – Passeio pelo Zoológico de Goiânia

Roteiros de passeios com as crianças em Goiânia
Foto: Reprodução

Se você estiver dando uma voltinha pelo Parque Lago das Rosas, além de curtir os pedalinhos, também pode aproveitar para visitar o Zoológico de Goiânia, que fica no mesmo lugar. Inaugurado no ano de 1946, o local conta com diversas espécies de animais e com certeza garantirão momentos de muita alegria para toda a família.

Como se não bastasse, o ambiente ainda é perfeito para que os pequenos aprendam mais sobre o respeito ao meio ambiente. É possível ir aprendendo diversas informações por meio das plaquinhas presentes pelo Zoológico, que sempre explicam mais sobre cada espécie de animal e até mesmo de planta. Vale a pena!

Horário de funcionamento: terça a domingo, das 8h30 às 16h

Telefone: (62) 3524-2390

Endereço: Alameda das Rosas – St. Oeste, Goiânia – GO, 74110-010

5 – Explorar o Planetário da UFG

Roteiros de passeios com as crianças em Goiânia
Foto: Reprodução

Você já teve a oportunidade de ir até o Planetário da UFG? Localizado ao lado do Parque Mutirama, que atualmente se encontra desativado, é um excelente passeio para fazer com as crianças em Goiânia! Essa é uma atração que sempre encanta a garotada, justamente por proporcionar imersão em algo que desperta a curiosidade de todos.

O Planetário é formado por uma cúpula com 12,5 m de diâmetro e é possível vislumbrar um verdadeiro espetáculo audiovisual, onde os pequenos podem presenciar diversas atividades educativas. Vale a pena conhecer!

Telefone: (62) 3225-8085

Endereço: Av. Contorno, 900 – St. Central, Goiânia – GO, 74055-140

6 – Ir até a Estação Turma da Mônica, no Shopping Cerrado

Roteiros de passeios com as crianças em Goiânia
Foto: Reprodução/ Estação Turma da Mônica

As crianças em Goiânia também podem contar com um passeio pra lá de divertido no Shopping Cerrado. Isso porque o lugar conta com a Estação Turma da Mônica, que é um projeto fixo desenvolvido especialmente para a diversão dos pequenos.

O parque é formado por várias atrações e as crianças podem escolher o que mais lhes agrada. Tem a “Vila da Mônica”, o “Terminal Limoeiro”, a “Praça Maurício”, “Oficina Porquinho de Ouro” e a casa dos principais personagens. Com certeza será um passeio bastante produtivo e divertido! Os ingressos saem a partir de R$ 59 (inteira), mas conta também com opções de pacotes.

Horário de Funcionamento: terça a sexta, das 12h às 21h (conta também com calendário especial e os horários podem variar)

Endereço: Av. Anhanguera, 10790 – Aeroviario, Goiânia – GO, 74435-090

7 – Passeio pelos shoppings de Goiânia

Roteiros de passeios com as crianças em Goiânia
Foto: Reprodução/ Euroamérica

Uma boa dica de passeio com as crianças em Goiânia também vai para as visitas pelos shoppings. Este é sem dúvida um dos programas mais apreciados por muitas famílias da capital, já que oferece grande variedade de atividades.

Dá para fazer um lanchinho, andar à toa, fazer compras, ir até os playgrounds e é claro, aproveitar o cineminha. Quem é que não gosta? Com certeza a criançada sempre faz a festa!

8 – Ir ao teatro

Roteiros de passeios com as crianças em Goiânia
Foto: Reprodução

Frequentar o teatro também é uma boa opção! Embora aconteçam diversas peças pela capital que não são especificamente para o público infantil, basta ficar atento ao cronograma dos principais teatros da cidade, pois principalmente durante o período de férias, costumam trazer espetáculos voltados para divertir o público infantil. E vale lembrar que a experiência do teatro é algo completamente diferente e que poderia ser incentivada desde cedo!

9 – Passear pelos clubes em Goiânia

Roteiros de passeios com as crianças em Goiânia
Foto: Reprodução

Um dos passeios preferidos das crianças em Goiânia, sem dúvidas! Os clubes da cidade oferecem diversas atrações não apenas para os adultos, mas também para o público infantil que adora brincar e se aventurar em tobogãs gigantes e parquinhos.

Mas fique sempre alerta, já que apesar de ser um excelente programa, vale lembrar que também é perigoso, principalmente para os pequenos. Quando estiverem dentro da água, fique de olho!

10 – Ir ao Centro Cultural Oscar Niemeyer

Roteiros de passeios com as crianças em Goiânia
Foto: Reprodução/ Mais Goiás

Com extensão de 26 mil metros quadrados e contando ainda com o Museu de Arte Contemporânea, O Palácio da Música e a Biblioteca, o Centro Cultural Oscar Niemeyer é uma excelente opção para levar as crianças em Goiânia.

Além de todas essas atrações, o ambiente ainda conta com uma praça gigante, perfeita para brincar, andar de skate e patins. O local passou um tempo fechado para reformas, mas ainda representa um dos principais pontos de encontro entre a galerinha que só procura por diversão.

Horário de funcionamento: todos os dias, das 7h às 23h30

Telefone: (62) 3201-4932

Endereço: Avenida Deputado Jamel Cecílio, Lote 01, Quadra Gleba, 4490 – Setor Fazenda Gameleira, Goiânia – GO, 74884-801

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.