Goiás

Wesley Murakami é preso em operação policial, em Brasília

Cirurgião plástico foi denunciado por deformar rosto de pacientes em Goiânia.
21/12/2018, 10h16

O cirurgião plástico Wesley Murakami, denunciado por quatro pacientes que ficaram com os rostos deformados após serem convencidas pelo médico a fazer uma bioplastia – um tratamento estético onde uma substância chamada PMMA é usada para preenchimento cutâneo –  com ele em Goiânia, foi preso na manhã desta sexta-feira (21/12) durante uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF).

A operação foi deflagrada pela Coordenação de Repressão aos Crimes Contra o Consumidor, a Propriedade Imaterial e a Fraudes (Corf) e batizada de Disformia, em alusão aos pacientes que ficaram deformados após passarem pelo procedimento cirúrgico com o cirurgião plástico.

A prisão de Wesley Murakami é temporária, além de Murakami, a mãe do médico e a dona de uma clínica de estética também foram presas.

Wesley Murakami atuava em Goiânia sem registro de especialidade

No dia 30 de novembro de 2018, a Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) recebeu pelos menos quatro denúncias contra o médico por seus procedimentos médicos que levaram à deformação dos rostos de pacientes. O caso foi registrado no 4º Distrito Policial da Capital, pelo delegado Carlos Caetano, que afirmou que quatro pacientes procuraram a delegacia e afirmaram que ficaram com os rostos desfigurados após serem atendidos pelo cirurgião plástico.

Segundo o delegado, os quatro pacientes passaram pelo processo de bioplastia em anos diferentes, com um registrado em 2012, outro em 2017 e outros dois em 2018.

Apesar de atuar com cirurgias plásticas, Wesley Murakami não tinha registro de especialidade junto ao Conselho Regional de Medicina do Estado de Goiás (Cremego). Na reportagem publicada pelo Portal Dia Online após as primeiras denúncias, o Cremego enviou nota informando que o médico está inscrito junto ao Conselho, mas não tem nenhuma especialidade médica registrada.

O Cremego afirmou na nota que está apurando todas as denúncias contra Wesley Murakami e que as mesmas tramitam em sigilo no conselho, segundo o Código de Processo Ético-Profissional (CPEP) Médico no artigo primeiro.

Imagens: Facebook 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Verão no Hemisfério Sul começa hoje à noite

A temperatura deve ficar acima da média em Goiás.
21/12/2018, 10h26

O verão no Hemisfério Sul começa oficialmente às 20h22 de hoje (21/12) e vai até 20 de março de 2019. O período, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), se caracteriza pela elevação da temperatura e dias mais longos que as noites, além de mudanças rápidas nas condições de tempo, como chuva forte, queda de granizo, vento com intensidade variando de moderada a forte e descargas elétricas.

Nessa estação, segundo o Inmet, a chuva é frequente em praticamente todo o país, com exceção do extremo sul do Rio Grande do Sul, nordeste de Roraima e leste do Nordeste. Os maiores volumes de precipitação são esperados para o sudeste do Amazonas e o norte de Mato Grosso, entre os meses de dezembro e fevereiro.

“Devido às suas características climáticas, o verão é especialmente importante para atividades econômicas como a agropecuária, a geração de energia, por meio das hidrelétricas, e para a reposição hídrica e manutenção dos reservatórios de abastecimento de água em níveis satisfatórios”, informou o instituto.

Norte

Para o verão, os modelos climáticos indicam que a Região Norte deve apresentar forte variabilidade espacial na distribuição de chuva. Ela deve ficar acima da média no Tocantins, grande parte do Amapá e de Roraima, além do oeste e sul do Pará e sul do Acre e Rondônia. No Amazonas, a chuva fica ligeiramente abaixo do normal, com exceção apenas do leste do estado.

“É importante destacar que, com o fenômeno El Niño confirmado no verão, sua atuação ficará mais concentrada na parte norte, com tendência de redução da chuva e elevação da temperatura em relação à média”, destacou o Inmet.

Nordeste

A previsão do modelo estatístico do Inmet para o verão na Região Nordeste indica predomínio de áreas com maior probabilidade de chuva acima da média na Bahia, do litoral de Alagoas até o Rio Grande do Norte e no sul do Piauí e do Maranhão. Nas demais áreas, a chuva deve ficar próxima à média ou ligeiramente abaixo durante a estação. A temperatura estará mais elevada no Maranhão, centro e sul do Piauí, sul do Ceará e no oeste de Pernambuco.

Centro-Oeste

A previsão para o verão no Centro-Oeste indica alta probabilidade de a chuva ocorrer de normal a ligeiramente acima do normal em grande parte da região, exceto no sul de Mato Grosso do Sul, onde ela será mais próxima à média, ou ligeiramente abaixo. A temperatura prevista deve ficar acima da média, especialmente em Mato Grosso do Sul, no norte de Mato Grosso e sul de Goiás.

Sudeste

A previsão nos próximos três meses para a Região Sudeste é de chuva variando de normal a ligeiramente acima do normal em grande parte de Minas Gerais, no centro-norte do Espírito Santo e no centro de São Paulo. No Rio de Janeiro, a chuva deve ficar ligeiramente abaixo do normal.

“Porém, vale destacar que a ocorrência de tempestade (chuva e ventos fortes que podem ser acompanhadas de granizo) é normal durante o verão na Região Sudeste e não está descartada”, alertou o instituto.

Sul

Com a configuração do fenômeno El Niño durante o verão, o modelo estatístico do Inmet prevê chuva ligeiramente acima do normal no sul, centro e oeste do Rio Grande do Sul, leste de Santa Catarina e norte do Paraná. Nas demais áreas, a chuva deve variar dentro da faixa normal ou ligeiramente abaixo. A temperatura fica um pouco acima da média em praticamente toda a região; a exceção é apenas o sul do Rio Grande do Sul, onde  pode ficar dentro da normalidade.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

João de Deus cometia abuso depois dava presente à vítima, diz delegado

O Supremo pode decidir hoje sobre pedido de liberdade do médium.
21/12/2018, 10h45

O delegado Valdemir Pereira que acompanha em Abadiânia as denúncias contra João Teixeira de Farias, o João de Deus, de 76 anos, descreveu o modus operandi do médium nos crimes sexuais dos quais é acusado. Ele afirmou que João de Deus tinha como “prática” cometer o abuso e depois dar presentes às vítimas.

No caso mais recente, que resultou ontem no indiciamento do médim por violação sexual mediante fraude, com pena entre 2 a 6 anos de prisão, o delegado disse que João de Deus agiu da mesma forma. Após o abuso, o médium pediu que a mulher escolhesse um dos quadro expostos.

O delegado afirmou, em entrevista coletiva, que a mulher de 39 anos contou ter sido abusada sexualmente em outubro deste ano, enquanto se submetia a tratamento na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia. De acordo com ele, a vítima ainda está abalada com o que sofreu. Valdemir Pereira e policiais acompanharam a mulher até o centro espiritualista onde ela mostrou a sala na qual disse ter sido agredida pelo médium.

O médium está preso preventivamente no Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia. O Supremo pode decidir hoje sobre pedido de liberdade.

Detalhes

A TV Anhanguera, de Goiânia, teve acesso ao depoimento da mulher. Nele, a vítima disse que agressão ocorreu em 24 de outubro. No relato, ela contou que o médium apagou a luz da sala enquanto estava sozinho com ela, depois passou a massageá-la abaixo do ventre e pediu que mexesse o quadril, em seguida tentou encostar.

No depoimento, a vítima afirmou também que João de Deus pediu que ela o massageasse na barriga e, em seguida, ela percebeu que ele estava com o órgão sexual exposto.

Outros crimes

O Ministério Público de Goiás continua recebendo relatos de possíveis crimes sexuais cometidos pelo médium no estado e em outros países. Alguns, de acordo com integrantes da força-tarefa que investiga as ações, podem ter prescrito. Mas serão úteis nas apurações, pois pode servir de material probatório.

Para promotores que atuam na força-tarefa das investigações, João de Deus pode ser indiciado por três crimes distintos – violação sexual mediante fraude, estupro e estupro de vulnerável.

A Polícia Civil também instaurou inquérito para investigar a origem de cinco armas e R$ 405 mil (em reais e moeda estrangeira), localizados em uma das propriedades de João de Deus.

Imagens: Veja 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem de 59 anos abusava da própria enteada com deficiência, em Israelândia

A vítima, que é enteada do homem acusado do abuso, é pessoa com deficiência física e visual e há dezessete anos estava sofrendo violência sexual.

Por Ton Paulo
21/12/2018, 10h46

Foi preso na manhã desta sexta-feira (21/12) um homem acusado de abusar da própria enteada, que tem deficiência física e visual. O caso e a prisão ocorreram em Israelândia, a 220 quilômetros de Goiânia, e a operação que prendeu o abusador, que tem 59 anos, foi executada pela Delegacia de Proteção à Pessoa Idosa e Pessoa com Deficiência, a Depid, da Polícia Civil (PC). Caso será apresentado hoje.

A Depid, coordenada pela delegada Ana Livia Batista, deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva em desfavor de M.M.B.S., pelo crime de estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A, parágrafo 1, do Código Penal c/c art. 88 do Estatuto da Pessoa com Deficiência.

De a acordo com a PC, a vítima, que é enteada do homem acusado do abuso, é pessoa com deficiência física e visual e há dezessete anos estava sofrendo violência sexual por parte do padrasto.

O autor estava foragido e foi preso nesta manhã na cidade de Israelândia.

A idade da vítima, assim como demais detalhes do caso, como circunstâncias do abuso e da prisão, não foram divulgados, uma vez que o caso ainda será oficialmente apresentado pela Polícia Civil.

Além do caso de Israelândia, homem de 53 anos abusou da enteada em Trindade

No final de novembro deste ano, um homem de 53 anos foi preso suspeito de estuprar a enteada de 10 anos de idade, logo após abusar sexualmente de um cachorro, em Trindade.

De acordo com a Polícia Civil, após cometer os abusos, padrasto disse à vítima que daria presentes a ela se ela guardasse segredo sobre o abuso. O estupro foi descoberto pelo pai da menina, que revelou ter percebido um comportamento estranho na filha.

De acordo com informações da delegada Renata Vieira, da Delegacia de Proteção à Criança e ao adolescente de Trindade, a um jornal local, o estupro ocorreu enquanto a mãe da criança havia ido trabalhar.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

'Se democratas votarem contra o muro, paralisação durará muito tempo', diz Trump

Apesar disso, Trump concedeu que precisa dos votos da banca democrata no Senado para a aprovação do novo pacote orçamentário para a construção do muro em divisa com o México.
21/12/2018, 11h21

Após a Câmara de Representantes dos Estados Unidos aprovar ontem à noite um novo pacote orçamentário com previsão de verba para a construção de um muro na divisa com o México, o presidente Donald Trump afirmou que se os democratas no Senado, cujos votos seriam necessários para que a proposta avance pela Casa e à sanção presidencial, votarem “não” à barreira, haverá uma paralisação parcial do governo federal que durará por “um tempo muito longo”.

Apesar de toda a pressão e tentativa de jogar a responsabilidade para a oposição, Trump concedeu que precisa dos votos da bancada democrata no Senado, mas ela “provavelmente votará contra Segurança na Fronteira e o Muro mesmo que eles saibam que ele é desesperadamente necessário”. “Shutdown hoje se Democratas não votarem por Segurança na Fronteira!”, reforçou o nº 1 da Casa Branca, por via das dúvidas.

Em uma série de publicações sobre o tema, Trump também apelou ao líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell (Kentucky), insistindo que ele deveria lutar “tão duro quanto ele já lutou por qualquer coisa” para que a proposta passe também pela instância mais alta do Legislativo.

Nesse cenário, se a matéria fosse encaminhada para sanção presidencial ainda nesta sexta-feira, seria possível impedir uma paralisação de cerca de 20% da máquina pública federal a partir do primeiro minuto deste sábado, quando expira o atual orçamento-tampão.

“Ele precisará de votos Democratas, mas, como mostrado na Câmara, coisas boas acontecem”, comentou o presidente. Entre os deputados, a medida orçamentária foi aprovada por 217 votos a favor e 185 contra, separando US$ 5,7 bilhões para o muro. Atualmente, os republicanos têm maioria na Casa, mas, em janeiro, os democratas assumirão o controle.

O Senado havia aprovado na quarta-feira, 19, um outro projeto orçamentário que estenderia os recursos para o financiamento do governo até 8 de fevereiro, mas o texto não incluía os fundos para o muro. Diante da ausência da verba para a barreira de concreto, Trump cruzou os braços e se negou a subscrever a proposta. Hoje, se defendeu: “Se Democratas suficientes não votarem pelo muro, haverá uma Paralisação Democrata!”

O cântico “Construa o Muro!” foi difundido por Trump como promessa de campanha a seus seguidores ainda nos tempos da corrida presidencial de 2016, na época alegando que a obra bilionária seria paga pelo México. Assim, o republicano insiste que “não há mais nada que funcionará” para conter o fluxo imigratório pela fronteira sulista. “É como a roda, não há nada melhor. Eu conheço tecnologia melhor que qualquer um, e tecnologia em uma fronteira só é efetiva em conjunção com um Muro.”

Ele apontou para Israel, onde, segundo Trump, os muros são “99,9” bem-sucedidos. “Não será nada diferente na nossa Fronteira Sulista! Centenas de Bilhões de dólares economizados”, disse.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.