Esportes

Rússia impede acesso de inspetores da Wada a laboratório em Moscou

22/12/2018, 11h04

Inspetores da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) tiveram acesso negado ao laboratório de Moscou que pretendiam visitar nesta semana e ficaram de mãos vazias antes de voltarem para casa, informou a entidade por meio de um comunicado oficial divulgado nesta sexta-feira à noite.

O fato é mais um capítulo do grande escândalo que atinge o esporte da Rússia, que em setembro passado teve a sua agência antidoping (Rusada, na sigla em inglês) reintegrada após ser suspensa. E, naquela ocasião, a Wada revogou a punição na condição de a Rússia admitisse publicamente o apoio e a cobertura do governo local aos casos de doping e que o país liberasse o acesso total aos exames armazenados no laboratório da capital russa.

A Wada pede pela entrega dos dados do laboratório, o que pode ajudar a confirmar uma série de violações descobertas durante uma investigação que revelou uma

programa de doping patrocinado pelo estado e criado para que a nação ganhasse medalhas nos Jogos Olímpicos de Sochi, em 2014, e outros eventos importantes.

Na última sexta-feira, porém, a Agência Mundial Antidoping informou que sua delegação “foi impossibilitada de completar sua missão” porque a Rússia exibiu inesperadamente uma “certificado” que dependia de leis locais para que os dados do laboratório pudessem ser acessados. O prazo final para entrega destas informações, estabelecido pela Wada, é o próximo dia 31 de dezembro.

A Wada disse que o líder da sua equipe de inspeção, Toni Pascual, agora preparará um relatório para registrar o fracasso da missão em Moscou. O fato aumenta as chances de a Rusada voltou a ser suspensa, mas a Wada ainda deixou aberta a possibilidade de voltar ao laboratório antes de a Rússia possivelmente resolver esta questão.

O ministro do Esporte da Rússia, Pavel Kolobkov, afirmou à imprensa local que a equipe da Wada deverão voltar para inspecionar o laboratório de Moscou, mas ainda não há uma data confirmada para que isso aconteça.

A Rusada havia sido suspensa inicialmente em novembro de 2015 por conta de uma investigação independente da Wada, liderada pelo advogado canadense Richard McLaren, que revelou doping sistemático e com apoio do estado russo em diferentes modalidades esportivas. O auge das infrações teria acontecido durante os Jogos de Inverno de Sochi, em 2014, quando amostras de atletas russos eram trocadas para esconder os resultados positivos para uso de substâncias proibidas.

As denúncias foram repetidamente negadas pelas autoridades políticas e esportivas da Rússia, mas isso não foi suficiente para evitar as punições. Por causa da deflagração do escândalo de doping, os russos foram impedidos de participar das competições de atletismo da Olimpíada do Rio, em 2016, e do Mundial de Londres, em 2017. Para completar, o país ficou fora dos Jogos de Inverno deste ano, na Coreia do Sul.

Em setembro, após a Wada reintegrar a Rusada, a Federação de Atletismo da Rússia entrou com um recurso na Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês) para cancelar a suspensão da Associação das Federações Internacionais de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês), mas este apelo ainda não foi julgado pelo máximo tribunal esportivo mundial. E, no início deste mês, a entidade internacional manteve a punição à Rússia, que continua banida das competições da modalidade por causa do grande escândalo de doping envolvendo o país.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Grave acidente envolvendo ônibus de cantora sertaneja e do Exército provoca morte, em Cristalina

O ônibus de viagem que tombou no acostamento pertence à cantora sertaneja Yasmin Santos. O motorista do veículo morreu no local.

Por Ton Paulo
22/12/2018, 11h31

Três veículos de grande porte, um ônibus de viagem, um caminhão-tanque e um ônibus do Exército lotado com militares se envolveram em um grave acidente na manhã deste sábado (22/12) na Br-040, em Cristalina, entorno do Distrito Federal. O ônibus de viagem que tombou no acostamento pertence à cantora sertaneja Yasmin Santos. O motorista do veículo morreu no local.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) do DF, o acidente ocorreu por volta das 9h de hoje, na altura do Km 76, BR-o40, em Cristalina. O acidente, que envolveu um ônibus do Exército com três militares a bordo, o ônibus da cantora Yasmin Santos, com 18 pessoas e um caminhão-tanque, causou a interdição da pista nos dois sentidos.

O combustível etanol carregado pelo caminhão-tanque vazou pela pista inteira, que continua interditada em função dos riscos provocados pelo vazamento.

Grave acidente envolvendo ônibus de cantora sertaneja e do Exército provoca morte, em Cristalina
Foto: PRF

Ainda de acordo com a PRF, a cantora sertaneja Yasmin Santos não estava no ônibus no momento do acidente. Entretanto, o motorista acabou vindo a óbito. Ao todo, no ônibus da cantora, 16 pessoas ficaram feridas e um pessoa ainda estava sendo retirada das ferragens

Quando ao veículo do Exército que levava os militares, não houve nenhum ferido.

A ocorrência de resgate e limpeza da pista está em andamento, e a reportagem do Dia Online segue apurando mais informações, que devem ser divulgadas a qualquer momento.

Concessionária responsável pela BR se manifestou sobre o acidente em Cristalina

A concessionária Via 040, responsável pelo trecho onde ocorreu o acidente, se manifestou, dando esclarecimentos acerca da interdição da pista e o acidente.

Confira na íntegra:

“Além das praças que estão informando desde o inicio do acidente, também estamos orientando através de operadores no trecho e painel com mensagem que informam os locais de desvio. Foi posicionado viatura da concessionária no entroncamento da GO 436 e GO 10 para esclarecimento aos usuários. No ponto de congestionamento temos equipe passando e orientado os condutores que estão na fila sobre a opção de desvio.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Câmara Municipal de Goiânia devolve R$ 13 milhões não usados à Prefeitura

Os recursos devolvidos são referentes à economia do duodécimo que a Prefeitura repassa mensalmente para o funcionamento da Câmara.

Por Ton Paulo
22/12/2018, 12h40

A Câmara Municipal de Goiânia, através do presidente Andrey Azeredo, devolveu na última sexta-feira (21/12) o valor de R$ 13 milhões de reais para a Prefeitura, em ato no gabinete do prefeito Iris Rezende. Os recursos devolvidos são referentes à economia do duodécimo que a Prefeitura repassa mensalmente, no valor de cerca de R$ 9,6 milhões, ao Poder Legislativo da Capital para o seu pleno funcionamento.

Andrey Azeredo, presidente da Câmara Municipal de Goiânia, declarou no ato que a ação só foi possível graças a participação de todos os vereadores. “Estamos devolvendo essa cifra em virtude de um trabalho coletivo, pois tratamos o dinheiro público com muita responsabilidade”, disse o presidente em entrevista a um jornal local, acrescentando que diversas ações auxiliaram na economia desses recursos, como economia com energia, água, telefone, manutenção predial e combustível.

O balanço anual da Câmara de Vereadores foi apresentado na última quinta-feira (20/12) em plenário pelo presidente da Casa. Ainda de acordo com Azeredo, no ano passado foram retornados à Prefeitura o valor de R$ 17 milhões de reais, e hoje mais R$ 13 milhões. “Ao todo são R$ 30 milhões que foram e serão transformados em benefícios à população de Goiânia”, finaliza.

Câmara Municipal de Goiânia elegeu presidente que promete fazer reformas na Casa

O vereador Romário Policarpo (Pros), eleito o novo presidente da Câmara Municipal de Goiânia no início desse mês de dezembro, terça-feira (4/12), com 24 votos, contra 11 de Paulinho Graus (PDT), declarou, na ocasião, que sua prioridade será uma reforma administrativa na Casa.

Romário Policarpo, conhecido por sua defesa forte da Segurança Pública na capital de Goiás, em especial da classe da Guarda Civil Metropolitana (GCM) disse na Câmara, após a anúncio do resultado da votação para presidente, que um dos pontos que devem ser alterados é a composição das comissões.

Via: O Hoje 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Crianças da mesma família morrem ao serem arremessadas de carro em Minas Gerais

Família seguia do DF para Sete Lagoas, onde comemorariam as festas de fim de ano.
22/12/2018, 14h08

Três crianças de uma mesma família morreram, na manhã de sexta-feira (21/12), ao serem arremessadas de um carro, após uma batida, em Paracatu, Minas Gerais. A família seguia de São Sebastião, no Distrito Federal, para Sete Lagoas, município mineiro, quando na altura de Paracatu, o motorista perdeu o controle da direção e bateu em um caminhão. O veículo ficou completamente destruído.

O acidente ocorreu por volta das 7h, na rodovia MG-188. No carro de passeio estavam quatro pessoas, sendo três delas as crianças que morreram. O motorista, identificado como Graciomar Alecrim da Silva, 40 anos, foi socorrido e internado em estado grave no Hospital Municipal de Paracatu.

Segundo informações de familiares, eles viajavam para comemorar as festas de fim de ano em Minas Gerais. A tragédia foi presenciada pela mulher de Gracioamar e outros parentes, que seguiam logo atrás em outro veículo.

Ao Correio Braziliense, o tio do motorista, o comerciante Orondino Alecrim da Silva, contou que todos ainda estão sem acreditar no que aconteceu. “Outro carro, onde estavam a mulher do Graciomar e mais familiares, vinha na sequência. Eles viram toda a tragédia. Estamos todos sem acreditar. A dor é enorme”, lamentou.

Crianças vítimas de grave acidente

Duas das crianças que morreram eram filhas de Graciomar, motorista do veículo, e o outro sobrinho. Elas foram identificadas como Isabela Duarte Silva, de 10 anos; Renato Duarte Silva, de 13 anos; e Hudson Henrique Queiroz de Fonseca, de 8 anos. Elas morreram antes mesmo da chegada do socorro.

Informações preliminares apontam que o carro, que ficou partido ao meio derrapou na pista. Já o caminhão, que transportava botijões de gás, tentou desviar, mas não teve tempo de impedir o impacto. A frente do veículo também foi destruída, mas o motorista sofreu ferimentos leves.

As crianças serão enterradas neste sábado (22/12), no Distrito Federal, sendo Isabela e de Renato, no cemitério da Cidade Ocidental; Hudson Henrique, na necrópole do Campo da Esperança, na Asa Sul.

Imagens: Correio Braziliense 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Política

Caiado confirma prefeito de Formosa como novo secretário de governo

Comunicado foi feito neste neste sábado (22/12), em encontro na cidade.
22/12/2018, 15h02

O governador eleito Ronaldo Caiado (Democratas) confirmou, neste sábado (22/12), o prefeito de Formosa, Ernesto Roller (MDB), como novo secretário de governo. O comunicado foi feito durante um encontro das autoridades no município. Ontem (21/12), Caiado anunciou outros três nomes que vão compor as 17 secretarias de seu governo.

“Aceito o convite para exercício de mais uma missão em nome do povo de Formosa. É uma diferença a cidade de Formosa contar com um filho seu em um cargo tão importante. Formosa não está perdendo um prefeito, está ganhando um secretário. Saio aqui da minha zona de conforto pessoal para cumprir essa missão”, comemorou Ernesto Roller.

Novo secretário do governo Caiado

Ernesto Roller, atual prefeito de Formosa, é ex- secretário de Segurança Pública de Goiás durante o governo de Alcides Rodrigues; e foi eleito deputado estadual por três mandatos pelo PMDB. O advogado foi também Presidente do diretório municipal do Partido Progressista Brasileiro (PPB ) em Formosa, de 1994 a 2002.

O político também atuou como procurador-geral de Goiânia, no governo de Paulo Garcia; integrou a chapa de Vanderlan Cardoso como candidato a vice-governador; e em 2012 se candidatou à prefeitura de Formosa, mas foi eleito em 2016.

Secretarias do governo de Caiado

Após as eleições, onde foi eleito governador com 59% dos votos, Caiado anunciou à imprensa que se governo contará com 17 secretarias. Até o momento, 12 nomes foram confirmado. Veja abaixo a relação dos escolhidos para assumir as pastas do governo e cargos de diretoria e presidência dos órgãos do Estado.

  • Rodney Miranda – Secretaria de Segurança Pública
  • Ricardo Soavinski – Saneago
  • Ismael Alexandrino Jr – Secretaria de Saúde
  • Adriano da Rocha Lima – Secretaria de Desenvolvimento Econômico
  • Marcos Cabral – Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social
  • Marcos Roberto – Detran
  • Wilder Morais – Indústria e Comércio
  • José Soter – Operacional do Detran
  • Cristiane Schmidt – Secretaria da Fazenda
  • Vassil José de Oliveira – Secretaria de Comunicação
  • Anderson Máximo de Holanda – Casa Civil
  • Juliana Pereira Diniz Prudente – Procuradora geral do Estado

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.