Trânsito

Feriado de Natal em Goiás nas rodovias é o mais violento da história, diz PRF

Dados foram registrados na Operação Natal, que começou no dia 22/12, sábado.

Por Ton Paulo
26/12/2018, 08h19

Os números no trânsito das rodovias goianas divulgados nesta quarta-feira (26/12) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) não são nada animadores, e mostram que muitos motoristas têm falhado no que tange à responsabilidade no volante. De acordo com os números da PRF, o Natal em Goiás desse ano teve mais do dobro de mortes em acidentes nas rodovias comparado ao ano passado. De acordo com a corporação, este feriado natalino foi o mais violento da história das rodovias goianas. Dados foram registrados na Operação Natal, que começou no dia 22/12, sábado.

Os números foram revelados pela PRF nesta manhã, e foram contabilizados do dia 22/12, último sábado, até a meia-noite de ontem (25/12).

Segundo o balanço, nove mortes foram registradas nesse período em vários trechos das rodovias do estado de Goiás. O número representa o dobro de 2017, que registrou quatro óbitos.

Foram registrados, ainda, pela PRF, 32 acidentes, 41 feridos, 1.823 multas e o número impressionante de 623 mil imagens capturadas pelo radar. As imagens serão convertidas em multas.

De acordo com o Inspetor Newton Morais, da PRF, este foi o feriado de Natal mais violento de toda a história das rodovias de Goiás, fato este que traz a preocupação quanto à responsabilidade no volante.

No Natal em Goiás, carro a quase 200 quilômetros/h foi flagrado em rodovia

Um dos principais fatores causadores de acidentes é o excesso de velocidade. E um veículo flagrado pelo radar da PRF parece ter tido a vontade de colocar isso à prova.

Em imagens divulgadas pela corporação, um veículo foi visto a velocidade impressionante de 192 quilômetros/h. O veículo, uma BMW, foi flagrado no trecho de Brasília a Anápolis na tarde de ontem (25/12), e tinha placa de Brasília.

Feriado de Natal em Goiás nas rodovias é o mais violento da história, diz PRF
Foto: PRF

Diante dos números preocupantes, a PRF fará uma avaliação geral dos resultados da operação nesta manhã em sua sede em Goiânia, no setor Campinas. A corporação pretende, ainda, fazer repasses de orientações quanto ao feriado de Ano Novo.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Prazo para justificar ausência no 2° turno termina nesta quinta-feira

A justificação do voto pode ser feita pela internet.
26/12/2018, 08h29

O prazo para justificar a ausência no segundo turno das eleições gerais de 2018, dia 28 de outubro, termina nesta quinta-feira (27). Os eleitores que não votaram no segundo turno precisam regularizar a situação, sob pena de impedimento de fazer matrícula em universidades, tirar o passaporte, tomar posse em cargo público e receber o salário, no caso dos servidores.

Segundo o Tribunal Superior Eleieotral (TSE), o não comparecimento injustificado no dia da eleição é irregularidade punível com multa. Pela Constituição, os brasileiros com idade entre 18 anos e 70 anos são obrigados a votar. Após três ausências consecutivas não justificadas, o título de eleitor é cancelado.

Não precisam justificar a ausência os eleitores cujo voto é facultativo (analfabetos, os com 16 anos a 18 anos e os maiores de 70 anos), além dos portadores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiadamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais. A justificativa pode ser feita diretamente nos cartórios eleitorais ou pela internet.

Formulário

No primeiro caso, é necessário preencher o formulário disponível no cartórios eleitorais, nos postos de atendimento ao eleitor e nas páginas da Justiça Eleitoral na internet. O documento deverá ser entregue no cartório eleitoral ou enviado por via postal ao juiz da zona eleitoral na qual o eleitor é inscrito. É preciso anexar comprovante do motivo da ausência.

Pela internet, a justificativa é feita no Sistema Justifica. O eleitor deverá preencher o formulário online, informando seus dados pessoais e o motivo da ausência, bem como anexar o comprovante do impedimento para votar. Se a justificativa for aceita, o eleitor será avisado da decisão.

O brasileiro residente no exterior que não votou também precisa justificar o não comparecimento às urnas. Ao requerimento de justificativa eleitoral devem ser juntadas cópias do documento oficial brasileiro de identidade e do comprovante dos motivos alegados para justificar a ausência. A documentação deve ser enviada ao juiz da Zona Eleitoral do Exterior ou entregue nas missões diplomáticas ou encaminhada pelo Sistema Justifica.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Feriado de Natal termina com duas pessoas mortas por afogamento, em Goiás

Adolescente tinha acabado de almoçar quando foi atrás de uma bola na represa.
26/12/2018, 08h30

Um homem e um adolescente morreram afogados na tarde da última terça-feira (25/12), os afogamentos foram registrados nas cidades de Goianésia, a 170 quilômetros de Goiânia, e Firminópolis, a 110 quilômetros da capital.

O primeiro afogamento foi registrado por volta das 15h42, quando o Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) foi acionado para atender a ocorrência. Os Bombeiros afirmaram que a vítima foi identificada como Neryon Kennedy Araújo Martins, de 14 anos, e que o rapaz tinha acabado de almoçar quando entrou na represa em busca de uma bola e sentiu um mal-estar, vindo a se afogar.

A corporação afirmou que quando a equipe chegou a represa, o jovem já tinha sido retirado da água por terceiros, e que ele estava na traseira de uma caminhonete com populares fazendo massagem cardíaca no jovem.

A equipe dos bombeiros que esteve no local assumiu o procedimento de ressuscitação cardiopulmonar (RCP), e levou o adolescente para a Unidade de Pronto Atendimento da cidade (UPA). A equipe médica da UPA assumiu o procedimento, mas sem sucesso, com o adolescente vindo a óbito na unidade.

Um homem morreu afogado em Firminópolis

O outro afogamento foi registrado durante a noite de terça-feira, em Firmonópolis. Segundo o CBMGO, a equipe foi chamada as 18h56 e quem atendeu foi a unidade de São Luiz de Montes Belos. A corporação afirmou que a vítima foi identificada como José Murilo da Silva de Araújo, de 32 anos.

Segundos os bombeiros, José Murilo tomava banho no lago municipal da cidade com alguns amigos próximo a GO-164, quando se afogou. A equipe que esteve no local informou que fez a remoção do corpo da vítima.

Outro caso de afogamento no interior

Durante a aula da saudade do Colégio Estadual de Indiara, a 90 quilômetros de Goiânia, na terça-feira (18/12), o jovem Luis Fernando Pereira Vale Silva, de 18 anos, morreu afogado, após mergulhar no lago da chácara em que a festa acontecia. O rapaz participava do evento, quando resolveu pular no lago, nadou por 15 metros e desapareceu. O corpo do jovem foi encontrado a 15 metros de profundidade.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Papa Francisco cita Venezuela e Nicarágua em celebração de Natal

O Papa ressaltou que todos devem ter os direitos preservados inclusive os relacionados à liberdade religiosa.
26/12/2018, 08h47

Na celebração Urbi et Orbi, o papa Francisco pediu mais compreensão e o esforço comum para o fim das divergências e a busca pela reconciliação. Para as Américas, ele mencionou especificamente a Venezuela e a Nicarágua. Segundo o pontífice, o momento é para pensar nos mais frágeis e na reconstrução do futuro.

O papa Francisco disse ontem (25/12) que espera que “este período de bênção permita à Venezuela encontrar o acordo e que todos os membros da sociedade se reúnam fraternalmente pelo desenvolvimento do país, ajudando os setores mais frágeis da população”.

A crise venezuelana se estende para os campos político, econômico e social. Sem emprego e perspectivas, imigrantes deixam o país em busca de alternativas. O Brasil e a Colômbia estão entre as nações que mais recebem venezuelanos.

O papa Francisco apelou ainda para a sensibilidade do governo do presidente nicaraguense, Daniel Ortega. “[Desejo que] os habitantes da querida Nicarágua se redescubran irmãos para que não predomine as divisões nem discórdias, no esforço para favorecer a reconciliação e por construir juntos o futuro do país.”

A Nicarágua vive uma crise política desencadeada por uma onda de protestos desde 18 de abril. Manifestantes pedem o fim do governo Ortega, mais libertade de expressão e direitos humanos. Os protestos são repreendidos pelos agentes públicos e há denúncias de mortos, desaparecidos e feridos.

O papa Francisco também mencionou Síria, Iêmen, Ucrânia, Península Coreana e as comunidades de minorias religiosas. Ele ressaltou que todos devem ter os direitos preservados inclusive os relacionados à liberdade religiosa.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Em MG, homem desaparecido após enxurrada em cachoeira volta andando para casa

Outras cinco pessoas morreram no acidente.
26/12/2018, 09h48

Eduardo Gomes Moraes, que estava desaparecido desde o último sábado, 22, após uma enxurrada atingir a cachoeira do Zé Pereira, em São João Batista do Glória, no sudoeste de Minas Gerais, reapareceu em sua casa na cidade mineira de Passos na última terça-feira, 25. Outras cinco pessoas morreram no acidente.

Em um vídeo publicado na rede social de amigos e familiares, Eduardo, de 36 anos, conta que, após perder a bota na cachoeira, fez o percurso da Serra da Canastra descalço. Ele também diz que agentes do Corpo de Bombeiros chegaram a passar por ele sem o perceberem. Para chegar em casa, Eduardo contou com a ajuda de um homem que o encontrou pelo caminho.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros de Passos, um grupo de seis jovens estava em uma cachoeira, em uma área privada quando foi surpreendido por um temporal. Quatro deles estavam praticando rapel e os outros dois nadavam durante o incidente.

Após buscas na região, foram encontrados os corpos de Pollyana Laiane Diniz Furtado, de 26 anos, Mariana de Melo Almeida Horta, de 23, Maurílio Pádua Silveira, de 30, Alexsandro Antônio Pereira de Souza, de 32 e Gustavo Alfredo Godinho Lemos Ferreira, de 26. Eduardo é o único sobrevivente.

Segundo os bombeiros, a região é de difícil acesso e as vítimas foram içadas com o uso de um helicóptero.

Imagens: Agência Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.